quarta-feira, 29 de abril de 2015

Nonoai - Delegacia de Polícia aderiu à paralisação

A equipe de policiais e servidores da Delegacia de Policia de Nonoai ficaram paralisados das atividades no dia 28, aderindo a campanha estadual, que pede a melhoria em diversos setores para a categoria.
Conforme o Inspetor João Moraes, estão reivindicando a convocação dos 661 aprovados no concurso em 2014, o que ainda não ocorreu. Está sendo protestado contra o cancelamento de promoções, que deveriam ter sido concedidas em 21 de abril, que foi o Dia do Policial Civil, o corte em 80 % de horas extras e cortes de diárias.
Segundo o inspetor com o decreto estadual de 02 de janeiro, e a reedição do mesmo em 10 de março, ocorrem vários cortes, exemplificando que quando necessário de uma viagem para Sarandi, Erechim, Frederico Westphalen, ou outro local, as custas com alimentação não são pagas com diárias. Ele ainda apresenta que tem outros projetos de cortes como o Corte da Licença Prêmio, Projeto de aumento do tempo de contribuição, parcelamento de salários e projeto de adiamento dos aumentos já concedidos, escalonados até 2018, que precisam ser revistos pelo estado.
João ressalta que é necessário que o governo olhe com mais atenção a classe dos Policiais Civis, dando mais estrutura de salários e de trabalho, para ser desenvolvido um serviço que atenda os anseios da sociedade, zelando pela segurança e bem estar da população. Ele ainda argumenta que esses fatores levaram a paralisar as atividades pedindo por melhorias para a classe.
Durante o dia 28, as delegacias somente atenderiam flagrantes e casos de maior gravidade, tais como: homicídio, estrupo, ocorrência envolvendo crianças e adolescentes e lei Maria da Penha, além daquelas ocorrências em que os plantonistas julgarem imprescindível a intervenção imediata da policia civil.
Créditos/Foto: Cristiano Pinto
Postado por:Elisete Bohrer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!