segunda-feira, 28 de agosto de 2017

APAE realizou Pedágio Solidário

Nesta segunda feira a Três Palmeiras, realizou Pedágio Solidário e Feira do Artesanato, com o objetivo de arrecadar recursos para a construção de sua sede própria.






+ Mais Informações ››››››

Jornal Comunitário - Rio Grande do Sul - Edição 1307, do dia 29 de Agosto de 2017

Edição 1307, do dia 29 de Agosto de 2017
CLIQUE AQUI PARA BAIXAR:
OPÇÃO 01 IVOOX
OPÇÃO 02 DRIVE

Um Jornal Comunitário de edição colaborativa, produzido pelas emissoras de Rádios Comunitárias do Estado do Rio Grande do Sul, seja você um correspondente da sua região, entre em contato pelos telefones Whatsapp 54 9611 0186 ou 54 3367 1351.

OUÇA NA EDIÇÃO DE HOJE:

· Acordo garante R$ 25,9 milhões para assistência técnica e extensão rural.

· FEE divulga dados populacionais do RS em 2016.

· Lei visa que PMs recebam arma do estado com uso permanente.

· PEC busca correção dos salários atrasados no RS.

· Aposentados são convocados para revisão do INSS.

· E Deputado Pedro Uczai diz que Temer perdeu a Moral para continuar no Governo.
+ Mais Informações ››››››

Ciclista sofre atropelamento na RS 324 em Três Palmeiras

No inicio da tarde desta segunda feira dia 28/08/2017, um acidente do tipo atropelamento aconteceu na RS 324 próximo ao Parque Municipal de Maquinas no Município de Três Palmeiras.
Envolvendo um caminhão com placas de Parai RS e um Ciclista residente em Três Palmeiras, segundo informações do motorista do caminhão  seguia no sentido Trindade do Sul a Três Palmeiras, quando se aproximou do ciclista que seguia no mesmo sentido, por motivos ignorados perdeu o controle da bicicleta adentrando a pista o motorista do caminhão teria tentado desviar mas como um outro caminhão seguia no sentido contrario não foi possível desviar o suficiente, e o ciclista chocou-se com a lateral do caminhão, vindo a ser arremessado pelo mesmo em um barranco.
O ciclista foi socorrido com vida pelo SAMU,e encaminhado para atendimento médico, até o momento não temos informações de seu quadro de saúde.
Em breve maiores informações.
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade Edição 1813 de 28-08-2017

+ Mais Informações ››››››

Índio é espancado e queimado em Fortaleza

O índio Maurício Alves Feitosa foi espancado e teve o corpo queimado neste domingo, na cidade de Maracanaú, na região metropolitana de Fortaleza (CE). Os suspeitos de cometerem o crime ainda não foram identificados.

Maurício sofreu queimaduras de 3º grau e parte da casa onde mora também foi atingida pelo fogo. Ele está internado no Hospital Instituto José Frota (IJF), em Fortaleza. Ainda não há informações sobre o estado de saúde da vítima. A Polícia Federal investiga o caso.

+ Mais Informações ››››››

Gravíssimo acidente no trecho Passo Fundo/ Carazinho deixa um morto

Uma colisão frontal envolvendo uma carreta e um carro deixou um morto na tarde deste sábado BR285, próximo do antigo Posto Pampa.

Um Renault Sandero de Passo Fundo seguia em direção a Carazinho, quando, segundo o condutor da carreta, por motivos ignorados, invadiu a pista contrária e bateu em cheio na Scania bi-trem com placas de Ponta Grossa, Paraná, que vinha no sentido contrário. Com a colisão o condutor do carro, que estava sozinho, morreu na hora. Ele foi identificado como Gerson Soares, de 45 anos, que trabalhava em uma empresa que realiza formaturas.

Após a colisão, a carreta saiu da pista e bateu em um barranco, mas o motorista não se feriu.

O disco do tacógrafo da carreta apontou 80km/h no momento do impacto é o caminhoneiro fez o teste do bafômetro, não apontando álcool no corpo.

Peritos do IGP fizeram os levantamentos fotográficos, juntamente com uma equipe da Polícia Civil de Passo Fundo.



+ Mais Informações ››››››

Aposentados são convocados para revisão do INSS

Mais de 22 mil cartas de convocação dos aposentados por invalidez foram enviadas nesta semana. Estão sendo chamados para perícia médica beneficiários com menos de 60 anos e que não passavam por perícia há mais de dois anos. Ficam de fora aqueles segurados com 55 anos ou mais e quem tenham recebido pelo menos 15 anos de benefício.

A previsão é que as primeiras revisões de aposentadoria por invalidez comecem em setembro.As convocações fazem parte do pente-fino realizado pelo governo federal para melhorar a utilização dos recursos públicos. Depois de receber a carta de convocação, o beneficiário deverá entrar em contato para agendar a perícia em até 5 dias corridos, exceto aos domingos, exclusivamente pelo telefone 135.

Com a medida, o governo quer garantir que o pagamento dos benefícios seja feito para quem realmente precisa. Quem não entrar em contato com o INSS em até cinco dias após o recebimento da carta terá o benefício suspenso.Depois de 60 dias sem a manifestação, o benefício será cessado.A estimativa do governo federal é economizar mais de 10 bilhões de reais por ano.

Até o início de agosto, foram realizadas mais de 210 mil perícias.Oitenta por cento dos benefícios analisados foram cancelados. O que já gerou uma economia estimada em 2 bilhões e 700 milhões de reais ao ano.

+ Mais Informações ››››››

Megaoperação da Polícia Civil desarticula quadrilha especializada em roubo de veículos em Passo Fundo e na região

Uma megaoperação da Polícia Civil, através da DEFREC, está sendo desencadeada na manhã desta segunda-feira. Participam 165 policiais, coordenados pelos delegados Adroaldo Schenkel e Diogo Ferreira.

Denominada Operação Hermanos, o objetivo é desarticular um esquema de roubo de veículos, clonagem, receptação, tráfico e contrabando entre o Brasil e a Argentina. Caminhonetes serviam como moeda de troca para armas, drogas e cigarros na Argentina.

Foram cumpridos 43 ordens judiciais, seis prisões preventivas e 37 mandados de busca e apreensão nas cidades de Passo Fundo, Marau, Carazinho, Não Me Toque, Caxias do Sul, Crissiumal, Santo Ângelo, Tiradentes do Sul e Doutor Maurício Cardoso. Até o momento, oito foram presos.

Alguns dos presos já haviam sido presos por roubo de automóveis e contrabando de cigarros. Ainda, outro investigado foi descredenciado pelo Detran e quatro veículos foram recuperados.

A investigação teve início em março, após a recuperação de duas caminhonetes roubadas em Passo Fundo, com a prisão de três homens e a apreensão de um adolescente. A partir daí foram identificados vários integrantes de uma quadrilha especializada em roubar este tipo de veículo na região.

O delegado Adroaldo Schenkel afirma que os bandidos escolhiam previamente os carros e colocavam em locais pré-estabelecidos para evitar possível rastreamento, sendo as marcas mais visadas Hilux e Amarok.

Outra parte da quadrilha era responsável pela confecção ilegal de placas. Uma pessoa ligada ao Detran na região, já descredenciada, auxiliava o grupo. Assim, os carros eram clonados para facilitar o transporte até a fronteira e despistar a polícia nas rodovias. De dois a três criminosos levavam os veículos até a Argentina, inclusive com veículos usados como batedores para avisar sobre barreiras policiais.

Integrantes da organização criminosa, residentes na fronteira do Estado com a Argentina eram responsáveis pela receptação dos automóveis. Eles atravessavam o Rio Uruguai utilizando balsa e barco clandestinos atracados às margens de propriedades dos próprios investigados.
Nestes locais, ocorriam as trocas dos veículos de luxo por drogas, armas e cigarros contrabandeados do Paraguai.

Posteriormente, na troca de carros por cigarros, por exemplo, integrantes da organização criminosa transportavam a mercadoria até Passo Fundo e outras cidades da região. Outros criminosos recebiam e distribuíam em bares, mercados e ambulantes.



Fonte: RádioUirapuru
+ Mais Informações ››››››

Duas pessoas morrem em confronto com a Brigada Militar

Três homens foram presos na mesma ocorrência
Dois homens morreram em um confronto com a Brigada Militar (BM) na manhã desta sexta-feira, em Caxias do Sul. A troca de tiros ocorreu na Rua Doutor Antônio Botto, bairro Fátima, pouco depois das 9h. Nenhum policial ficou ferido. Os mortos foram identificados como Lindomar Rodrigues Kelin, 38 anos, que era procurado pela justiça, e Misael Padilha de Oliveira, 38, que cumpria pena em prisão domiciliar.

Segundo o capitão Diego Soccol, da BM, a ocorrência iniciou depois de uma denúncia de que na casa haveria seis homens ligados a um sequestro ocorrido em Lagoa Vermelha. Ao fazer a verificação no endereço, os brigadianos foram recebidos a tiros. Houve confronto e dois criminosos morreram.

Outros três homens foram presos em flagrante na ocorrência. Eles foram identificados como Leonardo da Silva Branco, 24 anos, Bryan Godry, 22, e Edimilson da Glória Gonçalves, 25. Aos policiais militares, eles teriam admitido que são integrantes de uma facção de Porto Alegre.

A BM apreendeu duas espingardas calibre .12, duas pistolas 9mm, duas pistolas .380 e dois revolveres .38. Diversas munições também foram encontradas no local. Um rádio sintonizado na frequência da polícia também foi apreendido.

A casa onde ocorreu o confronto estava alugada há uma semana. O proprietário vai ser ouvido pela Polícia Civil.

Fonte: leouve.com.br
+ Mais Informações ››››››

Repórter morre atropelado ao fazer fotos na RSC-471

Foi sepultado no início da tarde deste domingo o corpo do repórter Rodolfo Klafke , vítima de atropelamento ontem, na RS 471, em Encruzilhada do Sul. O homem de 54 anos foi atropelado por uma carreta de Soledade. As informações são do Portal Gazeta OnLine, e conforme a Brigada Militar, Rodolfo Klafke, de 54 anos estava trabalhando na margem da rodovia quando acabou sendo atingido pelo veículo de carga. Rodolfo Klafke era repórter do Jornal 19 de Julho.

O repórter chegou a ser socorrido com vida e encaminhado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Pronto Atendimento do Hospital Santa Bárbara, em Encruzilhada do Sul, mas morreu cerca de duas horas depois do acidente, por volta das 13h30min.

Brigada Militar e Polícia Civil também atenderam a ocorrência. Ainda conforme a Brigada Militar, o condutor da carreta, com placas de Soledade, alegou que a vítima teria perdido o equilíbrio e invadido a rodovia, o que acarretou no acidente. O caso será investigado.

Fonte: AuOnline
+ Mais Informações ››››››

Taxa de feminicídios no Brasil é a quinta maior do mundo

Apenas na última semana, foram registrados pelo menos cinco casos de mulheres assassinadas por seus companheiros ou ex-companheiros só em São Paulo. Dado alarmante que reflete a realidade do Brasil, país com a quinta maior taxa de feminicídio do mundo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de assassinatos chega a 4,8 para cada 100 mil mulheres. O Mapa da Violência de 2015 aponta que, entre 1980 e 2013, 106.093 pessoas morreram por sua condição de ser mulher. As mulheres negras são ainda mais violentadas. Apenas entre 2003 e 2013, houve aumento de 54% no registro de mortes, passando de 1.864 para 2.875 nesse período. Muitas vezes, são os próprios familiares (50,3%) ou parceiros/ex-parceiros (33,2%) os que cometem os assassinatos.

Com a Lei 13.140, aprovada em 2015, o feminicídio passou a constar no Código Penal como circunstância qualificadora do crime de homicídio. A regra também incluiu os assassinatos motivados pela condição de gênero da vítima no rol dos crimes hediondos, o que aumenta a pena de um terço (1/3) até a metade da imputada ao autor do crime. Para definir a motivação, considera-se que o crime deve envolver violência doméstica e familiar e menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

Para a promotora de Justiça e coordenadora do Grupo Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (GEVID) do Ministério Público do Estado de São Paulo, Silvia Chakian, a lei do feminicídio foi uma conquista e é um instrumento importante para dar visibilidade ao fenômeno social que é o assassinato de mulheres por circunstâncias de gênero. Antes desse reconhecimento, não havia sequer a coleta de dados que apontassem o número de mortes nesse contexto.

Apesar dessa importância, a promotora alerta que a lei é um ponto de partida, mas sozinha será capaz de acabar com crimes de feminicídio. “Como um problema bem complexo de causas sociais que estão relacionadas a aspectos da nossa sociedade – ainda tão patriarcal, machista e conservadora – não existe uma fórmula mágica, é necessário um conjunto integrado de ações”, defende.

Lei Maria da Penha

A implementação integral da Lei Maria da Penha é o primeiro ponto desse rol de medidas que devem ser tomadas pelo Estado. Reconhecida mundialmente como uma das melhores legislações que buscam atacar o problema e elemento importante para a desnaturalização da violência como parte das relações familiares e para o empoderamento das mulheres, a lei ainda carece de implementação, especialmente no que tange às ações de prevenção, como aquelas voltadas à educação, e à concretização de uma complexa rede de apoio às mulheres vítimas de violência, na avaliação da promotora Silvia Chakian.

“A gente não vai avançar na desconstrução de uma cultura de discriminação contra a mulher, que está arraigada na sociedade, nas instituições e em nós mesmas, sem trabalhar a dimensão da educação”, alerta.

De acordo com a promotora, a rede de atendimento, de atenção e de proteção às mulheres que vivenciam situações de violência pode ser definidora do rompimento desse ciclo, porque ela deveria fornecer apoio multidisciplinar, inclusive psicológico e financeiro, para que a mulher possa tomar a decisão de romper a relação abusiva e tenha condições de se manter fora dela.

“Onde não há delegacia especializada, centro de referência, casa abrigo e outras instituições de apoio, essa mulher vai sofrer calada, dentro de casa, sem conseguir buscar ajuda”, afirma. Como o fato extremo do assassinato é, em geral, uma continuidade de violências perpetradas antes, a existência desses mecanismos de auxílio pode interromper o ciclo de violações, antes que a morte ocorra. “Os feminicídios são tragédias anunciadas, por isso, essas são evitáveis”, alerta Chakian.

Outras formas de combater essa realidade dramática é aprimorar as condutas dos profissionais envolvidos nos processos de investigação e julgamento de crimes de feminicídio. Nesse sentido, em 2016 o governo brasileiro, o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) e a ONU Mulheres publicaram as Diretrizes Nacionais para Investigar, Processar e Julgar com Perspectiva de Gênero as Mortes Violentas de Mulheres – Feminicídios.

O documento detalha, por exemplo, quando e como a perspectiva de gênero deve ser aplicada na investigação, processo e julgamento de mortes violentas de mulheres, além de formas de abordagem das vítimas e informações sobre os direitos delas. O documento destaca ainda ações que podem ser desenvolvidas pelo Ministério Público e pelo Poder Judiciário, de modo que a justiça incorpore a perspectiva de gênero em seu trabalho e para que sejam assegurados os direitos humanos das mulheres à justiça, à verdade e à memória.

Agência Brasil
+ Mais Informações ››››››

Acordo garante R$ 25,9 milhões para assistência técnica e extensão rural

Dois acordos foram firmados no Espaço da Emater, na Expointer, na manhã deste domingo (27). O primeiro se refere ao convênio da Emater, conveniada da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), com a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), no valor total de R$ 6,7 milhões. O segundo diz respeito ao protocolo de intenções do Projeto Mais Gestão, no valor de R$ 19,2 milhões, destinado ao atendimento de 124 cooperativas, beneficiando mais de 20 mil famílias gaúchas.

Sobre a importância da gestão, o presidente da Emater, Clair Tomé Kuhn, explicou que "o agricultor produz alimentos de alta qualidade, mas o mercado precisa de regularidade e garantia de entrega e as cooperativas são importantes para organizar a produção e comercialização. E a Emater possui profissionais qualificados para auxiliar na organização e gestão das cooperativas".

Segundo o presidente da Anater, Valmisoney Moreira Jardim, essa verba não irá solucionar todas as dificuldades do setor, mas é um início. "Temos que demonstrar a importância que terá para as famílias atendidas, o efeito que causa na vida das comunidades. Temos que lutar sempre por mais verbas para a agricultura. Temos que fazer que cada centavo utilizado seja visto como um investimento para produzir mais e melhor, trazendo assim qualidade de vida para os agricultores".

Projeto Piloto

O Projeto Piloto, com a Anater, de Prestação de Serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social para famílias de povos e comunidades tradicionais em situação de extrema pobreza no Rio Grande do Sul vai atender 1.500 famílias de indígenas, quilombolas e pescadores artesanais que vivem em 66 municípios gaúchos.

Neste primeiro projeto, vão receber o assessoramento da Emater 860 famílias indígenas, 463 famílias quilombolas e 177 famílias de pescadores artesanais que têm renda de até R$ 85,00 mensais e possuam Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP).

Para tanto, vão ser investidos R$ 4.672,500, mais R$ 2,1 milhões de contrapartida, entre agosto de 2017 e abril de 2020, em atividades individuais e coletivas, que vão de visitas de acompanhamento e orientação técnica à elaboração de diagnóstico e projeto produtivo e capacitações técnicas, sociais e produtivas.

Assessoria de Comunicação/Piratini
+ Mais Informações ››››››

Cerveja teria sido causa de homicídio em Erechim

A negativa de um copo de cerveja teria sido o estopim para a morte de Clair Paulo de Britto, na noite dda última sexta-feira (25), em um bar na Rua São Martinho, no Bairro Cristo Rei, em Erechim. A vítima de 37 anos, foi morta com vários tiros na cabeça, enquanto estava sentada em uma das mesas do estabelecimento.

Segundo testemunhas o atirador minutos antes teria pedido a vítima um gole de sua cerveja. Após uma negativa o assassino ficou revoltado e saiu do local, voltando logo após com arma para cometer o crime.

A versão foi contada por moradores da região em que o crime ocorreu e que viram o atentado à reportagem do Bom Dia. Mas não foi confirmada pela Polícia Civil, que informou já estar apurando o fato. E que não pode dar detalhes para não estragar a investigação.

A vítima já tinha algumas passagens pela polícia, principalmente por tráfico de drogas. A última em abril deste ano, quando Clair, foi preso arremessando tijolos de maconha para o pátio do Presídio Estadual de Erechim.

+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!