sexta-feira, 20 de maio de 2011

DESMANTELADA QUADRILHA DE ROUBO A PROPRIEDADE RURAL DA REGIÃO

NA MANHÃ DE ONTEM, UMA OPERAÇÃO POLICIAL DESENCADEADA POR POLICIAIS DA DELEGACIA DA POLÍCIA CIVIL DE RONDA ALTA, SARANDI E CONSTANTINA, JUNTAMENTE COM POLICIAS DA DEFREC – DE PASSO FUNDO DO DELEGADO ADROALDO SCHENKEL, CUMPRIRAM VÁRIOS MANDADOS DE BUSCA E PRISÃO NOS MUNICÍPIOS DE PONTÃO, PASSO FUNDO E RONDINHA, AONDE FOI PRESO UM INDIVÍDUO QUE FAZIA PARTE DE UMA QUADRILHA DE ROUBO A PROPRIEDADE RURAL, QUE EFETUOU UM ROUBO NO MUNICÍPIO DE TRÊS PALMEIRAS, NA LINHA 3 PASSINHOS, ESTE INDIVÍDUO FOI ENCAMINHADO AO PRESÍDIO DE SARANDI, OUTROS 4 INDIVÍDUOS DESTA QUADRILHA JÁ FORAM IDENTIFICADOS E ESTÃO FORAGIDOS.

Informações da Delegada Carolina Goulart.


Adriana Friedrich
Rádio Comunitária Liberdade FM
+ Mais Informações ››››››

FESTA DA PADROEIRA IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA E 5ª FESTA DO LEITÃO ASSADO


O Conselho da Paróquia Imaculado Coração de Maria de Três Palmeiras estará promovendo no dia 05 de Junho a FESTA DA PADROEIRA IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA E 5ª FESTA DO LEITÃO ASSADO.
Com a seguinte programação:
Nos dias 01,02 e 03 as 19:00hs, Tríduo na Igreja Matriz.

E no dia da festa:

06:00hs – Alvorada festiva

07:00hs – Missa dos trabalhadores

09:00hs – Recepção aos participantes

10:00hs Santa Missa

Ao meio dia almoço, com o seguinte cardápio:

Leitão Recheado

Leitão a Paraguaia

Leitão Italiano

E leitão a Passarinho, acompanhado de saladas, pão aipim cuca e arroz.

Logo após o almoço, terá inicio uma grandiosa reunião dançante, com total animação da Banda TERCEIRO ATO.
Os ingressos são limitados e estão a disposição dos interessados na casa paroquial, no comercio local, e também com os membros da ACI e do conselho paroquial. Obs.: quem adquirir a ficha para o almoço não pagara imgresso.

Adriana Friedrich
Rádio Comunitária Liberdade FM
+ Mais Informações ››››››

Agricultores Familiares lutam pelas renegociações de dividas

A agricultura familiar produz 70% de toda a comida que está na mesa dos brasileiros, baseado nisso temos que ter a garantia que o pequeno agricultor permaneça na roça, nessa profissão de produzir alimento. Mas ele tem que permanecer com dignidade, com acesso a todos os recursos a que tem direito.
Os baixos preços dos produtos, os eventos climáticos resultaram em perdas significantes nas safras plantadas, isso aconteceu em sete dos últimos dez anos, em conseqüência disso os agricultores não conseguiram pagar as prestações das dividas, que se acumularam.
Diante desse cenário, os movimentos sociais do campo no Rio Grande do Sul se uniram e produziram uma pauta única de propostas para ser levada ao governo federal. Via Campesina, a Fetag e a Fetrafsul representam 100% dos trabalhadores da agricultura familiar do estado.
A pauta é a seguinte:
1- Repactuação das dividas: Se o agricultor pegou financiamento em mais de um programa do governo federal, todas as dividas seriam reunidas em uma única cobrança.assim fica mais fácil de negociar e de se planejar para fazer o pagamento.é melhor para o agricultor e melhor para o governo, que vê aumentarem as chances de a divida ser quitada.
2- Dessa divida total de cada família, será feita a remissão de até R$ 12 mil.
3- O resto vai ser renegociado para ser pago em até 15 anos, com dois anos de carência.
4- Ao longo dos 15 anos, quem pagar a parcela em dia ganha um desconto de 30% sobre o valor da parcela. É bônus de adimplência.
5-A negociação feita a juro zero.
6-As dividas contraída em grupo vão ser individualizadas.
7-Durante o tempo que o agricultor estiver pagando a divida ele poderá pegar novos financiamentos.
8-São beneficiados todos os agricultores que fizeram a Declaração de Aptidão ao Pronaf.
Com essa pauta em mãos os movimentos Sociais nos últimos dias realizaram mobilizações em todo o estado a fim de lutar pelos direitos dos pequenos agricultores e renegociar com o estado as dividas.
O município de Três Palmeiras esteve representado pela coordenação do MPA, agricultores e vereadores nos últimos dias em Porto Alegre juntamente com mais de Cinco mil agricultores ligados aos movimentos sociais.


Adriana Friedrich
Rádio Comunitária Liberdade FM
+ Mais Informações ››››››

Agricultores Familiares lutam pelas renegociações de dividas

A agricultura familiar produz 70% de toda a comida que está na mesa dos brasileiros, baseado nisso temos que ter a garantia que o pequeno agricultor permaneça na roça, nessa profissão de produzir alimento. Mas ele tem que permanecer com dignidade, com acesso a todos os recursos a que tem direito.
Os baixos preços dos produtos, os eventos climáticos resultaram em perdas significantes nas safras plantadas, isso aconteceu em sete dos últimos dez anos, em conseqüência disso os agricultores não conseguiram pagar as prestações das dividas, que se acumularam.
Diante desse cenário, os movimentos sociais do campo no Rio Grande do Sul se uniram e produziram uma pauta única de propostas para ser levada ao governo federal. Via Campesina, a Fetag e a Fetrafsul representam 100% dos trabalhadores da agricultura familiar do estado.
A pauta é a seguinte:
1- Repactuação das dividas: Se o agricultor pegou financiamento em mais de um programa do governo federal, todas as dividas seriam reunidas em uma única cobrança.assim fica mais fácil de negociar e de se planejar para fazer o pagamento.é melhor para o agricultor e melhor para o governo, que vê aumentarem as chances de a divida ser quitada.
2- Dessa divida total de cada família, será feita a remissão de até R$ 12 mil.
3- O resto vai ser renegociado para ser pago em até 15 anos, com dois anos de carência.
4- Ao longo dos 15 anos, quem pagar a parcela em dia ganha um desconto de 30% sobre o valor da parcela. É bônus de adimplência.
5-A negociação feita a juro zero.
6-As dividas contraída em grupo vão ser individualizadas.
7-Durante o tempo que o agricultor estiver pagando a divida ele poderá pegar novos financiamentos.
8-São beneficiados todos os agricultores que fizeram a Declaração de Aptidão ao Pronaf.
Com essa pauta em mãos os movimentos Sociais nos últimos dias realizaram mobilizações em todo o estado a fim de lutar pelos direitos dos pequenos agricultores e renegociar com o estado as dividas.
O município de Três Palmeiras esteve representado pela coordenação do MPA, agricultores e vereadores nos últimos dias em Porto Alegre juntamente com mais de Cinco mil agricultores ligados aos movimentos sociais.


Adriana Friedrich
Rádio Comunitária Liberdade FM
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!