quinta-feira, 10 de maio de 2018

Jornal Comunitário - Rio Grande do Sul - Edição 1490, do dia 11 de Maio de 2018

Edição 1490, do dia 11 de Maio de 2018
CLIQUE AQUI PARA BAIXAR:

OPÇÃO 01 IVOOX

OPÇÃO 02 DRIVE

Um Jornal Comunitário de edição colaborativa, produzido pelas emissoras de Rádios Comunitárias do Estado do Rio Grande do Sul, seja você um correspondente da sua região, entre em contato pelos telefones Whatsapp 54 9611 0186 ou 54 3367 1351.


NA EDIÇÃO DE HOJE:

· Rio Grande do Sul tem mais de 7 mil fraudes bloqueadas no Seguro-Desemprego.

· Viagem Segura no Dia das Mães busca menos mortes no trânsito.

· Comissão de Valores Mobiliários abre processo para investigar venda de ações do Banrisul.

· PF faz operação contra grupo que incentivava estupro e assassinato de mulheres e negros.

· Pesquisa aponta 10 principais problemas na saúde brasileira falta de médicos e remédios ainda lideram.

· Privatização da Eletrobras avança no Congresso Nacional sob protestos.
+ Mais Informações ››››››

Programa 139 10-05-2018 CEL São Lucas Da Vila Progresso - Atos 1.6-11


+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade Edição 1984 de 10-05-2018

+ Mais Informações ››››››

Sorteio da Rifa da Escola Jose Antônio Ferronato


Na manhã de hoje estiveram no estúdio da Rádio Comunitária Liberdade, o diretor da escola Jose Antônio Ferronato Luiz de Deus Ferreira, o presidente do CPM Rudibert Schmitz, a presidente do conselho escolar Eliana Grando, a tesoureira do CPM Marilin Vargas e o presidente do Grêmio Estudantil Gabriel Beutler. Ouça a entrevista completa para saber quem foram os ganhadores dos prêmios.
+ Mais Informações ››››››

Aurora confirma férias coletivas em Guatambu em julho após embargos da carne pelo mercado internacional

O Frigorífico Aurora Guatambu é uma das oito indústrias avícolas operadas pela empresa. Emprega 1.283 trabalhadores e abate 29,5 milhões de frango por ano, o que representa 11,8% do abate total da Aurora. Essa é a segunda planta programada a entrar em regime de férias coletivas.

A primeira é a de Abelardo Luz, que suspenderá provisoriamente as atividades industriais no dia 4 de junho. Ali, são empregados 1.391 trabalhadores para o abate de 33,5 milhões de frangos por ano, contribuindo com 13,4% do abate total da Aurora.

aurorafrigorifico_55fffb5290264A empresa informa que não está prevista a demissão de trabalhadores e que a interrupção não atingirá, simultaneamente, mais de uma planta. Em face da complexidade da cadeia produtiva, torna-se inevitável adotar de forma antecipada e planejada os procedimentos para efetiva-se a paralisação temporária.

São necessários 63 dias para diminuir a geração de ovos férteis, a produção de pintainhos, o alojamento e o abate, harmonizando essas fases com a suspensão das atividades da unidade que entrará em férias coletivas. Isso evita o descarte de ativos biológicos. A medida tornou-se inadiável em razão dos percalços que afetam o mercado internacional e impactam todas as companhias avícolas brasileiras desde agosto do ano passado.

O quadro agravou-se no último bimestre de 2017, quando várias empresas foram desabilitadas a exportar para a Europa. No mesmo período, a Rússia, que representava um grande comprador de produtos cárneos, suspendeu as importações.

A conjugação desses dois episódios produz o efeito de oferta excessiva e deterioração de preços. Por outro lado, o suprimento do milho, um dos principais insumos da avicultura industrial, passa por um período de retenção especulativa, cujo efeito é o inflacionamento artificial de seu preço. Essa situação agrava as dificuldades do setor e força as agroindústrias a obter no exterior o milho para a manutenção dos quase 520 milhões de aves alojadas em todo o País.

Em consequência desse cenário, grande parcela da produção nacional destinada à exportação acabou permanecendo no mercado doméstico. Nesse estágio, a capacidade de armazenagem à frio, própria e de terceiros, chega ao seu limite, tornando-se imperiosa a necessidade de reduzir temporariamente a produção.

A Aurora Alimentos avaliará e decidirá em julho se haverá necessidade de colocar uma terceira planta industrial em férias coletivas. Enquanto isso espera que o Governo Federal obtenha sucesso na defesa técnica e política do setor da proteína animal, buscando o restabelecimento dos fluxos comerciais internacionais tão duramente conquistados pela indústria brasileira da carne.

Fonte: Lê Notícias
+ Mais Informações ››››››

Viagem Segura no Dia das Mães busca menos mortes no trânsito

Foto: Eduardo Seidl/Palácio Piratini
Com grande movimento nas estradas, o fim de semana do Dia das Mães preocupa as autoridades de trânsito que preparam a 89ª edição da Viagem Segura. A data registra os piores índices de violência no trânsito entre os 15 feriados e festividades em que a operação é realizada. Buscando retirar de circulação motoristas imprudentes e prevenir acidentes, a fiscalização intensiva começa à zero hora de sexta-feira (11) e se estende até a meia-noite de domingo (13).

Na operação do Dia das Mães de 2017, foram registradas 23 mortes nos três dias (7,6/dia). A pior média histórica foi em 2013, quando morreram 40 pessoas no período (13,3/dia).

A análise estatística dos feriados e datas comemorativas de 2007 a 2017 aponta que o final de semana do Dia das Mães (incluindo a sexta-feira, quando há intenso deslocamento) tem média de 8,6 mortes por dia. O número é maior que o geral de todos os feriados (6,5) e maior até mesmo que a média dos finais de semana normais (7,2). Ou seja, a cada 2 horas e 47 minutos, uma pessoa perde a vida no trânsito, nesse período.

A maioria das ocorrências acontecem no domingo e o turno da noite é o que concentra o maior número de óbitos (38,8%). Quanto aos locais em que ocorrem os acidentes fatais, destacam-se os municípios de Porto Alegre (19), Passo Fundo (13), Pelotas e Canoas (com 10 cada). 63% das mortes acontecem nas rodovias e as que têm maior número de vítimas são a BR-116, com 21 mortes nos 11 anos, BR-386, com 19 óbitos, e as BRs 287 e 392, com 11 ocorrências.

Ação educativa na rodoviária e Megablitz em Porto Alegre

Na manhã de sexta-feira (11), servidores do Detran RS, da PRF, da ANTT e da EPTC, acompanhados de integrantes do Lions Club e do Instituto da Mama, promovem ação educativa na estação rodoviária, alertando para a importância da utilização do cinto de segurança nos ônibus. Além disso, como já é tradicional na capital, haverá Megablitz à noite, somando os esforços da Polícia Civil e dos agentes da Balada Segura à Viagem Segura.

Sobre a Viagem Segura

Um dos principais programas de segurança no trânsito do RS, a Operação Viagem Segura reúne órgãos de fiscalização e instituições parceiras para prevenir acidentes nos feriados e principais datas comemorativas. Polícia Rodoviária Federal (PRF), Brigada Militar (BM), Comando Rodoviário da BM (CRBM), Detran RS e Polícia Civil reforçam a fiscalização e promovem ações de conscientização com o apoio da ANTT, Dnit, Cetran RS, Daer, EGR e Famurs, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club e o Instituto Zero Acidente.

Desde o feriado de Proclamação da República de 2011 já foram realizadas 88 operações, com mais de 5,3 milhões de veículos fiscalizados e 199,3 mil testes de etilômetro aplicados. Foram registradas mais de 934,7 mil infrações, sendo 18,4 mil autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do bafômetro. A fiscalização também recolheu 88,3 mil veículos e mais de 24 mil CNHs.

Letícia Sielecki/Ascom Detran RS
+ Mais Informações ››››››

Rio Grande do Sul tem mais de 7 mil fraudes bloqueadas no Seguro-Desemprego

O Rio Grande do Sul atingiu quase 7,3 mil requerimentos bloqueados pelo Ministério do Trabalho desde a entrada em operação do sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude), em dezembro de 2016. Até abril de 2018, as fraudes bloqueadas chegaram a R$ 26,3 milhões. “São recursos importantes para trabalhadores gaúchos e que devem ser utilizados em momentos de dificuldade, de desemprego. Nossa fiscalização está atenta, para impedir a ação de criminosos que desviavam esses benefícios no estado”, afirmou o ministro do Trabalho, Helton Yomura.

A maioria dos casos foi registrada em Caixas do Sul, com 7 mil fraudes bloqueadas, totalizando um valor de R$ 24,6 milhões. A situação resultou em uma operação conjunta do MTb com a Polícia Federal, no final de abril, que resultou na prisão de um servidor envolvido em fraudes no pagamento do seguro defeso a pescadores.

Depois, destacam-se a capital, Porto Alegre, com 147 casos e fraudes de R$ 883,7 mil; Alvorada, que teve 15 requerimentos bloqueados, chegando a R$ 106,2 mil; Gravataí, que em 16 fraudes bloqueadas atingiu R$ 82,1 mil; e Bento Gonçalves, com 12 bloqueios e cerca de R$ 75 mil.
Nacional

Em todo o Brasil, o sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude) implantado pelo Ministério do Trabalho (MTb) em dezembro de 2016 já proporcionou uma economia de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos até abril de 2018. Com quase 62 mil requerimentos bloqueados nesse período, o Antifraude chega perto de R$ 313,7 milhões em fraudes bloqueadas em todo o Brasil. “Esses recursos seriam levados por quadrilhas organizadas que, ao longo do tempo, fraudaram e roubaram o dinheiro dos cofres públicos, mas agora elas estão sendo identificadas e interceptadas, com o uso da tecnologia de ponta”, afirma o ministro do Trabalho substituto, Helton Yomura.

Implantado no âmbito da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego (SPPE), o sistema Antifraude é uma solução avançada de análise, que utiliza tecnologia de ponta para colher dados, informações e conhecimentos, subsidiando o processo de detecção de indícios de fraudes, conluios e riscos associados à gestão de recursos do Seguro-Desemprego, em todas as suas modalidades – Emprego Formal, Doméstico, Pescador e Bolsa Qualificação.

O secretário-executivo do MTb, Leonardo Arantes, explica que esta solução também inclui funcionalidades e recursos tecnológicos para auxiliar e alavancar as atividades de controle quando há manipulação, análise e tratamento de grandes volumes de dados. “Assim, construímos no Ministério do Trabalho uma Arquitetura de Informação, tipo Big Data, para combate à fraude”, diz Arantes.

A economia total, no montante exato de R$ 965.589.391,00 até agora, inclui a soma de R$ 313.695.406,00 em fraudes já bloqueadas e R$ 651.893.985,00 em ilícitos previstos. No primeiro caso, a fraude já ocorreu, mas o MTb conseguiu impedir o pagamento de parcelas previstas; no segundo, são consideradas fraudes evitadas desde o início do projeto, além de uma projeção da Coordenação do Seguro-Desemprego de ilícitos que seriam cometidos nos próximos 12 meses, mas que foram impedidos com o uso da tecnologia. “A previsão é de chegar ao total de R$ 1 bilhão em economia para os cofres públicos em breve”, explica o ministro Helton Yomura.

Desde a criação do sistema, o Ministério do Trabalho, em conjunto com a Polícia Federal, já deflagrou cinco operações de combate a fraudes no Seguro-Desemprego, que resultaram em 31 prisões.

Ministério do Trabalho
+ Mais Informações ››››››

Mobilização na ERS–324 em Iraí cobra resposta do DAER sobre obra paralisada

Na manhã desta quarta-feira, 09, moradores de Iraí e de municípios próximos, com apoio de lideranças e autoridades locais, se uniram em uma manifestação na ERS-324. O objetivo do ato é de cobrar uma resposta do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) sobre a não conclusão do asfaltamento na rodovia que liga o trecho da Goretti até Iraí.

Um abaixo assinado, também está sendo realizado no local com o intuito de manifestar o descontentamento e o desejo de que seja concluído o trecho entre os municípios de Iraí, Alpestre, Planalto e Ametista do  Sul, da comunidade de Santa Maria Goretti ao engarrafamento, interior de Iraí.

O abaixo assinado é uma preocupação da comunidade, pois esta perdendo muito com arrecadação, movimentação comercial pelo mau estado da estrada que não permite um tráfego normal.

Fonte: Rádio Ponto Norte FM
+ Mais Informações ››››››

Operação da Polícia Civil e BM combate corte de árvores nativas em Viadutos

Proprietários das terras foram autuados pelo órgão ambiental.
Polícia Civil e Brigada Militar de Viadutos, deflagraram operação contra a derrubada de árvores da mata nativa, na manhã de terça-feira (8), em uma ação conjunta foram encontrados dois locais com ocorrência de crimes ambientais.

Na ocasião, os policiais encontraram a mata já derrubada em uma vala, pronta para ser ocultadas. Não foram encontradas as máquinas, porém foram localizados os proprietários das terras os quais foram autuados pelo órgão ambiental.

Fonte: Polícia Civil
+ Mais Informações ››››››

PRF atende acidente com produto perigoso na BR 153 em Erechim

Créditos: Divulgação/PRF
A PRF atendeu um acidente com uma carreta-tanque carregada com produto perigoso na tarde desta terça-feira (09), no km 44 da BR 153 em Erechim.

Um caminhão VW 19.330 com semirreboque de carroceria tanque, com placas de Quatro Barras/PR, transitava no sentido Concórdia a Erechim quando perdeu o controle no trevo que dá acesso ao município de Gaurama e tombou fora da pista.

O veículo estava carregado com peróxido de hidrogênio, substância que leva o nome comercial de água oxigenada, produto que é corrosivo e pode acarretar dano ao meio ambiente. Uma pequena parte da carga derramou na vegetação.

Os Bombeiros fizeram o resfriamento do veículo e da carga para evitar maiores consequências e a FEPAM esteve no local para avaliar a extensão dos danos ambientais causados.

O motorista sofreu lesões leves e foi encaminhado para atendimento médico no Hospital Santa Terezinha, em Erechim.

O vazamento foi estancado e veículo foi destombado, permanecendo no local até que seja realizado o transbordo da carga.

Foto: AuOnline
+ Mais Informações ››››››

Morre Fábio Koff, ex-presidente do Grêmio

Créditos: Reprodução
O Grêmio perdeu nesta quinta-feira (10) o homem que se tornou sinônimo de vitória no clube. Multivencedor, o ex-presidente Fábio André Koff, 86 anos, morreu no Hospital Moinhos de Vento, onde estava internado desde quarta-feira. A informação foi dada pelo narrador Pedro Ernesto Denardin.

Nascido em 13 de maio de 1931, em Bento Gonçalves, teve o primeiro contato com o Grêmio no final dos anos 1930. Em Garibaldi, Koff escutava os jogos do time em um rádio no Café Possobon, próximo à residência da família. Tinha seis anos quando ganhou a primeira camiseta do clube.

Na Capital, nos anos 1940, Koff sentou nos degraus de madeira da arquibancada da Baixada. O primeiro jogo que viu foi um trepidante Grêmio e Independiente-ARG, vencido por 3 a 2 pelo time do coração.

Advogado, depois magistrado, professor, secretário especial do governo Pedro Simon, presidente da Corsan, Koff rodou pelo Interior, mas sempre manteve a paixão pelo clube.

A chegada ao Grêmio foi em 1975, aos 44 anos. No ano seguinte, Koff elegeu-se como vice de futebol na chapa do presidente Hélio Dourado. Permaneceu no cargo por pouco tempo, sendo substituído por Nélson Olmedo. No final de 1980, concorreu a presidente e foi derrotado por Dourado. Seria eleito em 1981, contra Rafael Bandeira.

Em 1982, a perda dos títulos gaúcho, para o Inter, e do Brasileirão, para o Flamengo, lhe rendeu críticas da torcida, mas o seu trabalho teve continuidade.

A resposta veio com a conquista da Libertadores e do Mundial no ano seguinte, fatos que reabilitaram sua imagem e o colocaram em definitivo na história do clube. Entre 1990 e 1992, atuou como presidente do Conselho Deliberativo.

A segunda passagem de Koff pela presidência, entre 1993 e 1996, marcou um dos momentos futebolísticos mais fecundos do clube. Ao lado do técnico Luiz Felipe Scolari, a quem contratou na metade do ano, o dirigente construiu o time que venceria competições como a Copa do Brasil (1994), Libertadores (1995) e Recopa Sul-Americana e Brasileirão (1996).

Ao deixar o Grêmio, assumiu então o Clube dos 13, onde ganhou prestígio por elevar o valor da cota paga pela TV aos participantes do Brasileirão e permaneceu até 2012, de onde só saiu para concorrer outra vez à presidência do Grêmio, na qual derrotaria Paulo Odone.

Ao reconduzí - lo ao comando do clube, com 7.695 votos, os associados apostavam na retomada da conquista dos títulos, o que não aconteceria, apesar dos altos investimentos em contratações. Uma semana antes de assumir, Koff havia polemizado ao afirmar em entrevista que a Arena não era do Grêmio. Durante os dois anos de seu mandato, o ex-dirigente ocupou-se em renegociar o contrato com a OAS, em bases que não comprometessem tanto as finanças do clube. Morreu sem conseguir concluir a missão.

Fábio Koff deixa a mulher, Ivone, os filhos Fábio Koff Júnior e Alexandre e quatro netas.

Fonte: GaúchaZH
+ Mais Informações ››››››

1237 - 10 MAIO, QUINTA - ENCONTRAR O SABOR DA VIDA

+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!