sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

PRF flagra veículo a 174 km/h na freeway

Carro foi flagrado a 174 km/h na freeway<br /><b>Crédito: </b> PRF / Divulgação CP Mais de 300 carros passaram pela via acima da velocidade em uma hora e meia de fiscalização

Carro foi flagrado a 174 km/h na freeway
Crédito: PRF / Divulgação CP
Na véspera do feriadão de Carnaval, o excesso de velocidade já foi registrado na BR 290, a freeway. No início da tarde desta sexta-feira, um veículo foi flagrado passando a 174 km/h na rodovia pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A autuação ocorreu por volta das 14h e, conforme a PRF, o veículo, um Fiat Stilo, também apresentava irregularidades nas películas. Radares móveis foram distribuídos em vários pontos da freeway para o feriadão. Em uma hora e meia de fiscalização, na parte desta manhã, mais 300 carros foram flagrados acima da velocidade.

Fonte: Correio do Povo
Postado Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

Governo anuncia aumento no salário de cubanos do Mais Médicos

Profissionais vão passar a receber US$ 1.245 a partir de março

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, anunciou nesta sexta-feira um reajuste salarial de 25% para os profissionais cubanos que trabalham no Brasil por meio do Programa Mais Médicos. A partir de março, eles vão passar a receber US$ 1.245.

O salário dos cubanos, atualmente, consiste em US$ 400, pagos pelo governo brasileiro, e US$ 600, pagos pelo governo cubano e retidos em uma conta no país. O aumento anunciado pela pasta, portanto, é US$ 245, sendo que o valor total, a partir de agora, será pago no Brasil.

Segundo Chioro, a negociação com a Organização Panamericana de Saúde (Opas) e com o governo cubano para estabelecer o reajuste salarial já estava em andamento quando ele assumiu o comando da pasta, no início do mês de fevereiro. Houve, de acordo com o ministro, uma determinação da presidente Dilma Rousseff para que o valor pago aos profissionais cubanos fosse revisto.

Chioro fez questão de ressaltar que não houve aumento dos valores repassados pelo governo brasileiro pela cooperação internacional. “Não vamos gastar um centavo a mais. Vamos continuar pagando o mesmo valor”, disse. O que houve, segundo ele, foi uma alteração nos valores acordados no contrato com o governo cubano.

Chioro rebateu a ideia de que o anúncio do reajuste seria uma resposta à pressão de médicos cubanos como Ramona Rodríguez, que abandonou o programa. “Não há, da nossa parte, nenhuma questão que envolva diretamente pressão dos próprios médicos cubanos, muito menos daquela profissional. Não é o que nos mobiliza. O que nos mobiliza é a necessidade de aprimorar.” Atualmente, 7,4 mil médicos cubanos atuam no Brasil por meio do Mais Médicos.

Fonte: Agência Brasil
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Campanha pede que rótulos informem sobre presença de alérgenos nos alimentos

Para tornar obrigatória a inclusão de informações claras sobre a presença de alimentos alérgenos ou de traços desses alimentos nos rótulos dos produtos, um grupo de mães se uniu e criou a campanha "Põe no Rótulo" no Facebook.
A ideia da campanha surgiu a partir da troca de informações online de mais de 700 famílias cujos filhos têm alergia alimentar. O grupo resolveu criar o movimento com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre os riscos que a falta de informações nos rótulos podem trazer para as pessoas que têm alergia. Dependendo do grau de sensibilidade, o alérgico pode ter choque anafilático, fechamento da glote, além de outras reações graves que podem levar à morte. Em dez dias de campanha, o #poenorotulo já tem mais de 11,3 mil curtidas.
Põe no Rótulo
Em dez dias, a campanha  #poenorotulo já tem mais de 11,3 mil curtidasReprodução Facebook
Motivada pelas dificuldades encontradas no dia a dia para comprar produtos seguros para seu filho Rafael, de 2 anos, a advogada paulista Maria Cecília Cury Chaddad fez um doutorado em Direito Constitucional abordando a rotulagem de alérgenos nos alimentos. Rafael tem alergia a leite e a soja e nunca consumiu amendoim, oleaginosas e crustáceos, por serem altamente alérgenos.
“Comecei a tirar vários alimentos da dieta da família e fiquei impressionada por não achar uma norma sobre o tema”, disse. Ela dá o exemplo de um creme de chantilly que não contém no rótulo o ingrediente leite, e sim, caseinato de sódio, uma proteína do leite. “Quantas pessoas sabem disso e conhecem esses nomes difíceis? A pessoa acha que não tem leite”, comentou.
Um estudo conduzido em 2009 pela Unidade de Alergia e Imunologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo mostrou que 39,5% das reações alérgicas a leite de vaca estavam relacionadas a erros na leitura de rótulos.
Maria Cecília conta que recai sobre as famílias a responsabilidade da leitura atenta de cada rótulo com uma grande lista de ingredientes, muitas vezes, com letra pequena e termos desconhecidos, para descobrir se aquele alimento pode fazer mal.
As mães defendem que a informação sobre a presença dos principais alimentos alérgenos ou traços desses alimentos – leite, soja, ovo, trigo, amendoim, oleaginosas, frutos secos e peixes – esteja clara e em destaque nos rótulos, a exemplo do que já ocorre com o glúten, substância que não pode ser ingerida por quem tem a doença celíaca. A Lei 10.674/2003  tornou obrigatória as inscrições “contém glúten” ou “não contém glúten” nas embalagens dos alimentos industrializados.
A jornalista carioca Mariana Claudino, mãe de Mateus, de 4 anos, que tem alergia severa a três proteínas de leite, entre elas, a caseína, e a ovo, conta que os serviços de atendimento ao consumidor (SAC) da indústria alimentícia e as escolas estão, em geral, despreparados para lidar com a alergia alimentar.
“Os SACs não sabem a importância da informação clara sobre o maquinário que produz vários alimentos e pode acontecer a contaminação cruzada dos produtos. E como não é lei, isso não vem explícito. As pessoas acham que alergia alimentar é frescura, é uma coceirinha, mas pode ser fatal para quem tem alergia severa”, disse Mariana.
A jornalista conta que a última crise de seu filho ocorreu quando ele brincava com giz branco na escola. “A gente descobriu que a marca de giz tinha caseína. Não é somente no que a gente ingere, a proteína do leite existe em vários produtos que nem poderíamos ter ideia, como colchões, cremes para o corpo, filtros solares.”
Por causa da alergia severa de Mateus, Mariana toma cuidados redobrados como almoçar fora apenas em lugares onde sabe que a cozinha é confiável. Outra medida é deixar uma ampôla de adrenalina injetável na escola e outra em casa para o caso de haver um choque anafilático.
A campanha "Põe no Rótulo" propõe a criação de uma legislação específica sobre o tema ou o estabelecimento de uma norma pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que obrigue a indústria alimentícia a fazer a correta rotulagem de alérgenos.
A reportagem da Agência Brasil entrou em contato com a Anvisa que informou que há, no âmbito do Mercosul, uma discussão sobre a obrigatoriedade de se prestar informações sobre alergênicos nos rótulos. A aprovação da proposta, entretanto, depende de consenso entre os países-membros. O tema vai para o quarto ano de discussão, segundo a agência. Nos Estados Unidos, as indústrias são obrigadas a prestar esse tipo de informação desde 2006, na União Europeia, Austrália e Nova Zelândia, desde 2003, e no Canadá, desde 2011.

Ana Cristina Campos /Agência Brasil
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Informativo da Crehnor do dia 28 de fevereiro de 2014


Fonte:Jorge André Rogerio
                            Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição do dia 28 de fevereiro de 2014

Apresentado por:Alcione Gondorek

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Bebês que nascem por cesariana têm mais chance de ter excesso de peso na idade adulta, relata estudo

Doenças como asma e diabetes tipo-1 também podem ser desenvolvidas mais facilmente por pessoas nascidas através do procedimento

As chances de estar acima do peso ou obeso são 26% maiores para os adultos que nasceram por cesariana do que os nascidos por parto normal, segundo estudo realizado pelo Imperial College de Londres. A descoberta é baseada em dados combinados de mais de 38.000 participantes.
Pesquisadores dizem que as mães que escolhem a cesariana devem estar cientes de que pode haver consequências a longo prazo para seus filhos.
Cerca de um em quatro nascimentos na Inglaterra são por cesariana, em torno de duas vezes mais que em 1990. Em alguns países, a taxa é muito maior, com 60% das mães na China e quase a metade no Brasil realizando o procedimento.
Pesquisas anteriores já sugeriam as chances de desenvolver outras patologias a longo prazo, como asma e diabetes tipo-1, também são maiores em crianças que nascem por cesariana.
O novo estudo, que inclui dados de 10 países, constatou que a média do IMC de adultos nascidos por cesariana é quase o dobro dos que vem ao mundo por parto vaginal.
— As cesarianas pode ocasionalmente salvar vidas. No entanto, precisamos entender os resultados a longo prazo, a fim de proporcionar o melhor conselho para as mulheres que estão considerando o procedimento— diz a autora Neena Modi.
— Há mecanismos plausíveis pelas quais a cesariana pode influenciar o peso corporal futuramente. Os tipos de bactérias saudáveis no intestino diferem em bebês nascidos por cesariana e parto normal. Além disso, a compressão do bebê durante o parto vaginal parece influenciar os genes serão ativados, e isso poderia ter um efeito a longo prazo sobre o metabolismo— afirma o colaborador Matthew Hyde.
Fonte:BEM-ESTAR
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Movimento de Homens pede apoio de Dilma para ações durante a Copa do Mundo‏

O deputado Edegar Pretto e o senador Paulo Paim pediram apoio à presidente Dilma 
Rousseff para que o governo federal e a Fifa promovam ações pelo fim da violência contra as mulheres durante os jogos da Copa do Mundo no Brasil. O encontro com a presidente no estado foi o primeiro pleito do Movimento Nacional de Homens Parlamentares pelo Fim da Violência contra as Mulheres, lançado dia 13 de fevereiro no Senado, em Brasília, e coordenado pelo deputado petista gaúcho Edegar Pretto."Dilma elogiou a iniciativa. Disse que avaliará a proposta e reafirmou seu compromisso de defender a igualdade de direitos", conta Edegar. 
O Movimento Nacional de Homens Parlamentares tem objetivo de levar aos demais estados da federação propostas para o enfrentamento da violência contra mulheres e meninas por meio de ações de sensibilização de homens, nos mesmos moldes do trabalho realizado pela Frente Parlamentar de mesmo nome que existe nas Assembleias Legislativas gaúcha e catarinense, e 51 Câmaras de Vereadores no Rio Grande do Sul.
 
Na foto, a presidente Dilma segura o "Cartão Vermelho" símbolo da campanha pelo fim da violência de gênero.
 
Crédito Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
  
Leandro Molina
Jornalista MTE 14614 - Assessor de Comunicação
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Definida corte oficial da 1ª ExpoCerro

Foi definida na noite desta quinta-feira, 27, na sede do CTG Herdeiros da Tradição de Cerro Grande, a escolha da corte oficial da 1ª Expo Cerro, a qual se estenderá de 10 à 13 de abril de 2014. A noite contou com um jantar, além da presença das autoridades municipais que auxiliaram na escolha das três candidatas.

Inicialmente, o prefeito municipal de Cerro Grande, Alcione Moi, destacou a importância da realização de uma feira que mostre as potencialidades cerrograndenses para a região, para o estado e até mesmo para o Brasil. Moi comentou ainda sobre a grande expectativa para o show de Amado Batista, o qual virá a realizar-se no dia 12 de abril. Logo após a fala do prefeito municipal, iniciou-se a divulgação dos resultados que elegeriam, mais tarde, a corte que representará Cerro Grande na divulgação da 1º ExpoCerro. A corte ficou composta da seguinte forma: rainha, Karoline Cladis Gottardo; primeira princesa, Talita Alberti; e segunda princesa, Luana Campagnolo Bianchetto.

Após a divulgação da corte oficial, as mesmas receberam das mãos de autoridades municipais, como o prefeito de Cerro Grande (Alcione Moi), o vice-prefeito (Alberto Adelir Bianchetto) e a secretária de educação (Diliane Ganza), a coroa, a faixa e um ramalhete de flores dado as vencedoras



Fonte: Mateus Roso
Foto: Josias Marques/InfocoRS
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!