quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Ministro do STF estava em avião que caiu em Paraty

Um avião caiu na tarde desta quinta-feira (19) no mar de Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente foi próximo à Ilha Rasa. O aeroporto do litoral informou que o avião saiu de São Paulo (SP) e caiu a 2 km de distância da cabeceira da pista. De acordo com a FAB (Força Aérea Brasileira), quatro pessoas estavam a bordo. Os bombeiros confirmaram três mortes.

O STF (Supremo Tribunal Federal) informou que nome do ministro Teori Zavascki estava na lista de passageiros da aeronave, mas a corte disse não ter a informação sobre se o ministro estava efetivamente na aeronave. Teori é o relator da Operação Lava Jato no Supremo.

Por volta de 14h50, a Polícia Militar havia disponibilizado uma lancha para auxiliar nas buscas. A Capitania dos Portos e o Corpo de Bombeiros também trabalhavam no resgate.

Segundo moradores da região, no momento do acidente chovia forte em Paraty. "Eu não vi o momento do acidente só senti um cheiro muito forte de combustível. De onde estou, consigo ver o resgate. Tem uma pessoa tentando sair da aeronave que parece ser de pequeno porte", contou Rosália Ramos Lima, proprietária de uma pousada e restaurante da ilha.



A assessoria de comunicação da Infraero confirmou ao G1 que a aeronave prefixo PR-SOM, modelo Hawker Beechcraft King Air C90, decolou às 13h01 do Campo de Marte, em São Paulo (SP) com destino a Paraty. A aeronave é de pequeno porte e tem capacidade para oito pessoas.


O dono e operador da aeronave é o hotel Emiliano, segundo informações de abril de 2016 disponíveis no Registro Aeronáutico Brasileiro, documento divulgado pela Agência Nacional de Aviação Civil que reúne uma relação de todas as aeronaves brasileiras certificadas pela Anac. O G1 procurou a assessoria de imprensa do grupo Emiliano Empreendimentos e eles não tinham informações sobre o acidente.

Às 15h50, uma equipe do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) estava se dirigindo ao local para apurar as causas do acidente.
+ Mais Informações ››››››

Sicredi Região da Produção em parceria com a Icatu Seguros apoia a 9ª Feira da Uva de Sarandi

De 20 a 22 de janeiro, a Sicredi Região da Produção junto da Icatu Seguros estará presente na 9ª Feira da Uva e da Agroindústria Familiar de Sarandi e Região. O evento que valoriza a cultura e a produção da uva e seus derivados no município acontecerá na Avenida Expedicionário, em frente à praça Farroupilha, com início às 14h do dia 20 de janeiro e encerramento às 19h do dia 22 de janeiro.
O público que visitar o estande do Sicredi poderá conhecer um pouco mais dos produtos e serviços ofertados e a nova identidade visual da marca que começou a circular externamente desde o início de janeiro. Além disso, os visitantes terão a possibilidade de participar do sorteio de uma cesta de brindes, que será realizado no domingo, às 17h.
Além da tradicional comercialização dos produtos da agroindústria, artesanato, da uva oriunda de diversas cultivares que atualmente são produzidas no município de Sarandi e na região, a Feira também contará com o Seminário de Agricultura Familiar e apresentações artísticas do humorista Albino e Show da Banda Monte Carlo.

Kellen Mendes Hoehr
Assessora de Comunicação e Marketing
Comunicação e Marketing
Sicredi Região da Produção RS/SC – Sarandi

(54) 3361 1446 / Ramal 222



sicredi.com.br
+ Mais Informações ››››››

Programa 071 19-01-2017 CEL São Lucas da Vila Progresso - Daniel 3


+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade Edição 1661 de 19-01-2017

+ Mais Informações ››››››

Segurança aprova divulgação de fotos e dados de maiores de 14 anos autores de crimes graves

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou proposta que autoriza a divulgação de imagens, fotografias e informações de maiores de 14 anos e que tenham cometido crimes com penas privativas de liberdade igual ou superior a dois anos.
Essa divulgação hoje é crime, punido com multa de três a 20 salários, além da apreensão da publicação em que tenha sido divulgada imagem.
O colegiado seguiu o relator, deputado João Rodrigues (PSD-SC), e acatou o substitutivo aprovado pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática ao Projeto de Lei 7553/14, do deputado Marcos Rogério (DEM-RO).
A proposta original revoga todo o dispositivo do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA – Lei 8.069/90) que considera crime a divulgação de nome, imagens e informações de processos de crianças ou adolescentes a quem se atribua ato infracional por qualquer meio de comunicação.

Crimes graves
O texto aprovado permite a divulgação dos dados de adolescentes em conflito com a lei apenas acima de 14 anos e em caso de crimes graves.
Para Rodrigues, admitir que um adolescente, às vésperas de completar 18 anos, terá desenvolvimento e recuperação comprometidos pela exposição de sua imagem, é “zombar de suas vítimas”. Ele acredita que o texto original, ao deixar ao arbítrio de um juiz a liberação da imagem do adolescente, é uma solução inócua.
A comissão rejeitou proposta apensada (PL 79/15) que proíbe também a veiculação de som de criança ou adolescente em ato infracional, mesmo se distorcida para impedir a identificação.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara de Notícias
+ Mais Informações ››››››

879 - 19 DE JANEIRO, QUI - PERDOAR-SE E ACEITAR O PERDÃO

+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!