sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Domingo deve ser chuvoso no RS

Tempo seco predomina neste sábado

Massa de ar seco e frio predomina em grande parte do Rio Grande do Sul neste sábado. Conforme a MetSul Meteorologia, o amanhecer ainda deve ser de temperatura baixa, mas à tarde volta a esquentar e a máxima gira em torno dos 30ºC. O tempo fica chuvoso no Alto Uruguai, na Serra e no litoral Norte.

No domingo, a nebulosidade se espalha afetando Norte, Centro e Leste do Estado. Na segunda-feira, a instabilidade ganha força e provoca chuva e temporais pelo território gaúcho.

Fonte: Rádio Guaíba
Postado Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

Escola JAF promove o 3° Acordes, Cantos e Encantos do Natal

A Escola Estadual de Ensino Médio José Antônio Ferronato de Três Palmeiras vai estar promovendo  o  3° Acordes, Cantos e  Encantos do Natal, no dia 06 de dezembro de 2013, com início às 20 horas, local na própria escola. O tema  deste ano será: Por um Mundo Melhor.

Confira algumas das atrações:

- Musical de Natal;
- Apresentação do Coral da Escola;
- Chegada do Papai Noel;
- Show de fogos;



O evento será aberto ao público, participe!

 
Texto e postagem:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Veículo roubado em Três Palmeiras é encontrado na RS 324

O Veículo Peugeot 207, roubado na madrugada desta sexta-feira, em uma residência no município de Três Palmeiras, foi encontrado abandonado às margens da RS 324 em Ronda Alta nas proximidades do Alto Recreio. Segundo informações da policia Civil de Ronda Alta o caso está sendo investigado.


Fonte: Radio Navegantes               Postado Por: Alcione Gondorek    
                                                                         


                                                                                               
+ Mais Informações ››››››

Tratamento tardio da endometriose pode levar à infertilidade

Apesar de comum, ainda não há causas conhecidas para a doença

A endometriose é uma das doenças que mais afetam a população feminina em todo o mundo. De acordo com pesquisas realizadas pelo World Endometriose Research Foundation, seis milhões de mulheres sofrem da doença no Brasil, somando aproximadamente 176 milhões no mundo.

A endometriose ocorre quando uma mucosa que reveste a parede interna do útero cresce em outras regiões do corpo, não são expelidas e acabam migrando em sentidos adversos, caindo nos ovários ou na cavidade abdominal, o que gera sangramentos irregulares e pode causar infertilidade.

— Normalmente, essa formação de tecido se localiza na região pélvica, na parte externa do útero, ovários, intestino reto, bexiga e na túnica que reveste a pélvis. Todavia, também pode ser fixados em outras localizações do corpo — ressalta o ginecologista responsável pelo setor de Histeroscopia Ambulatorial do Hospital Sírio Libanês, Joji Ueno.

Segundo o especialista, a causa da endometriose é desconhecida, mas existem algumas bases teóricas, como a menstruação retrógrada. Ela ocorre quando as células endometriais sobem através das trompas, sendo fixadas e crescendo na cavidade pélvica ou abdominal. O processo contínuo da disfunção da doença pode causar dores e cicatrizes, acompanhadas de aderências na região das trompas, ovários e proximidades da pélvis.

O diagnóstico tardio da endometriose aumenta as possibilidades de possível infertilidade. Nesses casos, pode ser necessário uma cirurgia laparoscópica, que pode auxiliar a aumentar a fertilidade. Entretanto, o sucesso no tratamento depende da gravidade da doença. Em muitos casos, se a primeira cirurgia não for eficaz, repetir a laparoscopia pode ser pouco provável para reverter a situação.

— A prevenção da doença ainda se concentra com as pílulas anticoncepcionais, que podem auxiliar a impedir ou protelar o desenvolvimento da endometriose — finaliza Ueno.

+ Mais Informações ››››››

Percentual de idosos é maior no RS e RJ, indica IBGE

Em 2012, Estado tinha terceira menor taxa de mortalidade infantil

Novo estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirma o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro como os estados com os maiores percentuais de população com mais de 60 anos do País. Ambos tinham 16,1% de seus residentes com 60 anos de idade ou mais em 2012. O total do Brasil foi de 12,6%, segundo a pesquisa. Os estados com menor índice foram Amapá e Roraima, com 5,1% e 6,3%, respectivamente.

A taxa de fecundidade total do Brasil em 2012 foi de 1,8 filhos por mulher, abaixo dos 2,1 necessários para estabilizar o tamanho da população no longo prazo. Já o índice de mortalidade infantil no país, em 2012, ficou em 15,7 por mil nascidos vivos. O Rio Grande do Sul aparece com a terceira menor taxa, atrás de Santa Catarina e Espírito Santo.

Santa Catarina tem a maior expectativa de vida, com 77,7 anos. O Rio Grande do Sul é o quinto da lista, com um ano inferior ao estado vizinho, 76,6. A expectativa nacional é de 74,7. Em todos os estados, as mulheres apresentam números superiores aos homens.

Nos últimos dez anos, o Rio Grande do Sul aumentou a formalização do mercado de trabalho e o nível de emprego. O valor real do rendimento do trabalho, principalmente do salário mínimo, se elevou desde 2002. A proporção de famílias unipessoais cresceu de 9,3% para 13,2% e as famílias chefiadas por mulheres passaram de 28% para 38% na última década.

Fonte:Correio do Povo
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição do dia 29 de novembro de 2013

Apresentado por:Alcione Gondorek

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Mais de 70% dos jovens que não estudam nem trabalham são mulheres

Mais de 58% delas têm ao menos um filho

Um em cada cinco jovens brasileiros de 15 a 29 anos não trabalhava nem frequentava a escola em 2012, sendo que cerca de 70% eram mulheres. Os números são resultado da Síntese de Indicadores Sociais – Uma Análise das Condições de Vida dos Brasileiros, divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O grupo, chamado de "nem-nem", reúne 9,6 milhões de pessoas e era maior entre os jovens de 18 a 24 anos de idade (23,4%). No subgrupo de 15 a 17 anos, a proporção foi 9,4%.



Entre as mulheres nem-nem, 58,4% tinham pelo menos um filho. A proporção cresce com a idade: 30% das meninas com idade entre 15 e 17 anos, 51,6% entre 18 a 24 anos e 74,1% do grupo entre 25 e 29 anos.

Aos 19 anos, Thayane dos Santos é mãe de Carlos, de dois anos. Ela mora na casa da mãe com mais dois irmãos. A jovem terminou o ensino médio, mas não estuda nem trabalha. “Não tenho quem fique com ele (Carlos), porque minha mãe trabalha e meus irmãos estudam. Não há creche pública perto de casa e os trabalhos que encontrei pagavam pouco e não daria para eu pagar alguém para cuidar dele”, explicou Thayane, ao contar que teve uma oportunidade de trabalhar em casa de família e em uma loja, mas recusou por causa do filho.

De acordo com a coordenadora-geral da pesquisa, Ana Lúcia Saboia, não é possível atestar uma causa direta entre ter filho e não trabalhar nem estudar. “Precisamos ter uma estrutura melhor de creches, por exemplo. Nós mulheres sabemos como é difícil conciliar trabalho com filho”, comentou ela.

Entre as pessoas de 15 a 17 anos de idade que não frequentavam escola e não trabalhavam, 56,7% não tinham o ensino fundamental completo, embora devessem estar cursando o ensino médio, segundo as recomendações do Ministério da Educação.

Em relação as pessoas de 18 a 24 anos, que deveriam ter ao menos o ensino médio completo, somente 47,4% das que não trabalhavam e não estudavam tinham completado esse nível de ensino. A maioria (52,6%) tinha o ensino médio incompleto.

Segundo os pesquisdores, a situação é preocupante para as pessoas de 25 a 29 anos que não trabalhavam e não estudavam, uma vez que 51,5% tinham ensino médio incompleto, 39,2% completo e 9,3% ensino superior incompleto ou completo. Segundo o IBGE, entre as mulheres de 15 a 17 anos que não tinham filho, 88,1% estudavam e somente 28,5% das que tinham um filho ou mais estudavam. Um total de 68,7% delas não estudavam nem completaram o ensino médio.

No grupo de mulheres de 18 a 24 anos de idade, 40,9% daquelas que não tinham filho ainda estudavam, 13,4% não estudavam e tinham até o ensino médio incompleto, 45,6% não estudavam e tinham pelo menos o ensino médio completo. No mesmo grupo etário, entre aquelas que tinham filho, somente 10% estudavam, 56,7% não estudavam e tinham até o ensino médio incompleto, 33,3% não estudavam e tinham pelo menos o ensino médio completo.

Fonte: Agência Brasil e Agência Estado 
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Fotos do dia

 Fotos tiradas na cidade de Três Palmeiras, variedades de espécies de  coqueiros.
















Fotos e postagem:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

TRÊS PALMEIRAS- arrombamento e assalto a residencia


TRÊS PALMEIRAS
Data/Hora:29/11/2013  02:30
Local: Ernesto Cremonini Centro
Fato: Roubo a residencia                        
Vitima: S. A. D. e A. P. S. D.

Histórico:

 Em Três Palmeiras, no dia 29/11/2013 as 02hs30mim, A Brigada Militar foi comunicada que a casa da vítima S. A. D. foi arrombada entraram no interior da residência três indivíduos armados com revolver e pistola anunciando o roubo se tratava de um individuo gordo de estatura baixa e outro um adolescente, o terceiro não sabe descrever chegaram em dois veículos não sabem a marca nem modelo roubaram uma TV de plasma 42 polegadas, jóias e o carro Peugeot 207 preto do município de Três Palmeiras. Apos amarraram as duas vitimas e deixaram a casa não sabendo em que direção saíram e logo o casal pediu socorro.
+ Mais Informações ››››››

Sol predomina, mas RS registra muitas nuvens nesta sexta-feira

O Rio Grande do Sul terá outro dia com predomínio de sol nesta sexta-feira. Apesar das aberturas de céu azul, nuvens devem se fazer presentes na maioria das regiões. A maior cobertura de nebulosidade é esperada no Norte gaúcho, onde áreas de instabilidade permanecem com períodos de chuva em localidades próximas de Santa Catarina.

Nas demais áreas do Estado, onde o tempo é seco, o dia começa com marcas baixas a amenas para o fim de novembro, mas aquece e a tarde será agradável. Segue instável neste sábado no Norte gaúcho e pode chover domingo em várias partes do Estado.

As mínimas chegam a 12°C em Santana do Livramento e 13°C em Caxias do Sul. As máximas, por sua vez, podem alcançar 29°C em Santa Cruz do Sul, Santa Rosa e Uruguaiana. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 15°C e 28°C.

Fortes áreas de instabilidade se formaram na tarde desta quinta, no Oeste de Santa Catarina e no Extremo Norte do Rio Grande do Sul. Áreas do Norte do Estado seguem com tempo sujeito à chuva ao longo do fim de semana.
Fonte: Metsul
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!