segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Jornal Comunitário - Rio Grande do Sul - Edição 1660, do dia 08 de janeiro de 2019

Edição 1660, do dia 08 de Janeiro de 2018
CLIQUE AQUI PARA BAIXAR:

OPÇÃO 01 IVOOX

OPÇÃO 02 DRIVE

Um Jornal Comunitário de edição colaborativa, produzido pelas emissoras de Rádios Comunitárias do Estado do Rio Grande do Sul, seja você um correspondente da sua região, entre em contato pelos telefones Whatsapp 54 9611 0186 ou 54 3367 1351.


NA EDIÇÃO DE HOJE:
Funai pede investigação sobre atuação de missionário junto a indígenas isolados na Amazônia.
Frente de juízes repudia ataques de Bolsonaro à Justiça do Trabalho.
Operação Verão registra 166 salvamentos no RS.
Patram encaminhará relatório sobre morte de abelhas ao MP.
Especialista vê envio da Força Nacional como solução paliativa.
Chuvas podem passar de 400 mm e temporais serão frequentes esta semana no estado.
É importante proteger os olhos dos raios solares.
+ Mais Informações ››››››

Sorteio da Promoção de Fim de Ano Casa Para Todos

Confira os Ganhadores:
Joaquim  K. Bitello, Ganhou R$150,00 em mercadorias da Loja

Ellem Eduarda, Ganhou R$150,00 em mercadorias da Loja

Alessandra A. S. Giacomeli, Ganhou R$150,00 em mercadorias da Loja
Ercio Santin, Ganhou R$150,00 em mercadorias da Loja

Vanderlei Casal, Ganhou R$150,00 em mercadorias da Loja
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade Edição 2145 de 07-01-2019

+ Mais Informações ››››››

Brique da Liberdade - Vende-se casa com terreno de 300m² na Linha Fortaleza

Este espaço está destinado para divulgação de objetos que estão a venda por seus proprietários pelo programa "BRIQUE DA LIBERDADE".

Nota: A ACCLTP não se responsabiliza por nenhum problema relacionado a transação de negócio, nos limitamos a divulgar os produtos a venda, o brique é de inteira responsabilidade dos envolvidos.


 VENDE-SE CASA COM TERRENO DE 300 M², NA LINHA FORTALEZA, COM ÁGUA ENCANADA , E MUDANÇA DENTRO, PRONTA PARA MORAR, .
VALOR R$ 11.000,00, ACEITA CARRO NO NEGÓCIO
INTERESSADOS ENTRAR EM CONTATO PELO FONE 054 981485361

Até: 11-01-2019

Nota: A ACCLTP (Rádio Comunitária Liberdade) não se responsabiliza por nenhum problema relacionado a transação de negócio, nos limitamos a divulgar os produtos a venda, o brique é de inteira responsabilidade dos envolvidos.
Visite nosso Blog e fique bem informado CLIQUE AQUI 
+ Mais Informações ››››››

Morre mulher que relatou sequestro antes de sofrer acidente na BR 386 em Carazinho

Janaina Morais dos Passos, de 26 anos, ficou em estado grave após o carro em que ela estava sair da pista e bater em uma árvore, na BR 386 em Carazinho, no dia 10 de dezembro de 2018. Na oportunidade, o ex-marido da vítima, que dirigia o veículo, sofreu lesões leves.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo Ecosport, com placas de Ronda Alta, no qual os dois estavam, seguia no sentido Sarandi-Soledade quando ocorreu o acidente, na altura do quilômetro 177, próximo ao Distrito Industrial.

Conforme o boletim de ocorrência, registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Carazinho, a mulher ficou gravemente ferida, foi socorrida e levada inconsciente ao Hospital de Caridade de Carazinho (HCC), onde passou por cirurgia e permaneceu internada até este domingo (6), quando acabou falecendo.

Ainda conforme o registro feito pela PRF no dia do acidente, a Brigada Militar (BM) informou ter atendido, via telefone 190, uma chamada realizada pela mulher, momentos antes do acidente ocorrer, onde ela relatava ter sido sequestrada pelo ex-marido.

Janaína era moradora de Carazinho, assim como seu ex-marido.

Fonte: Diário da Manhã
+ Mais Informações ››››››

A batalha de Trindade do Sul

Foto: Guarnição da Viatura 11343, por Soldado Meira
Entrar 2019 vivos. Esta foi a maior comemoração de três homens e uma mulher em especial. Policiais militares do 3º BOE, de Passo Fundo, o Tenente Dikson da Silva e os Soldados Juliana Borges, Renato Dias e Wagner Meira nasceram de novo no abrasivo domingo de 16 de dezembro último. Quatro dias antes, bandidos fortemente armados roubaram dois bancos em Trindade do Sul/RS, fazendo reféns e parando a cidade de medo e terror. A Brigada Militar manteve cerco intenso na região. No sábado, o ataque à casa de um agricultor e prisão de um comparsa revelaram a provável localização do bando. A notícia cortou a folga dominical dos quatro PMs e seus planos de churrasco com a família, passeio ou enfim fazer as sempre adiadas compras natalinas. Juliana anteciparia os preparativos para o seu aniversário, exatamente no dia de Natal. O cotidiano policial lhe dava raras folgas, precisaria aproveitar. Naquele domingo não deu.

O dia raiou com os quatro a bordo da viatura prefixo 11343, vencendo em tempo recorde os 120km que os separavam do cerco. E no auge da tarde, quando o Sol parecia cozinhar seus corpos sob fardas e equipamentos, eles, guiados pela experiência, decidiram averiguar um matagal. E o que Dikson, Juliana, Renato e Meira viveriam, a seguir, muitos só conhecem de filmes como “Platoon, os Bravos do Pelotão”. Após desembarcar da viatura e avançar, com toda cautela e técnica de progressão, eles ainda precisariam vencer uma plantação de soja. E foi ali que o primeiro sibilo rasgou o ar e o estrondo de um disparo de fuzil chegou arrepiando a alma. E veio uma chuva de balas. A situação era extremamente difícil e o risco iminente da vida dos policiais era óbvio: estavam expostos ao fogo inimigo, não havia onde se abrigar, pois a soja atingia poucos centímetros de altura e não havia nada por perto. Estavam em menor número que os bandidos. Além disso, os policiais não viam os criminosos que, do mato, tinham visão total dos PMs. Então eles se ajoelharam e revidaram, na coragem e na confiança mútua. Resultado, baixas apenas entre os bandidos.

Juliana não dormiu por algumas noites. A intensidade do confronto, o aniversário que quase não viveu, o abalo de ver a morte tão de perto. “Foi Deus”, afirmam os heroicos policiais. Foi Deus. Mas também foi coragem, bravura, técnica e preparo desses grandes combatentes da cidadania. Seja um veterano oficial da Brigada, como Dikson, ou um jovem policial, ninguém sai o mesmo após um confronto desses. Poucos dias depois, lá estavam eles, trabalhando no réveillon. Fardados, como sempre, prontos para qualquer nova batalha, imersos na missão de garantir a segurança da sociedade. Desta vez, porém, mesmo que distantes outra vez dos seus entes queridos, estavam felizes. Pois estavam vivos para ver a chegada do ano novo!

Fonte: Correio Brigadiano
+ Mais Informações ››››››

Mídias sociais elevam depressão entre meninas, diz pesquisa

Uso excessivo de redes sociais pode causar depressão, conclui estudo divulgado em Londres

Meninas adolescentes são duas vezes mais propensas que os meninos a apresentar sintomas de depressão em conexão ao uso das redes sociais, segundo estudo do University College London (UCL) divulgado em Londres. Ativistas pediram ao governo britânico que reconheça o risco de páginas como Facebook, Twitter e Instagram para a saúde mental dos jovens.

Uma em cada quatro meninas analisadas apresentou sinais clinicamente relevantes de depressão, enquanto o mesmo ocorreu com apenas 11% dos garotos, segundo o estudo. Os pesquisadores constaram que a taxa de depressão mais elevada é devido ao assédio online, ao sono precário e a baixa autoestima, acentuada pelo tempo nas mídias sociais.

O estudo analisou dados de quase 11 mil jovens no Reino Unido. Os pesquisadores descobriram que garotas de 14 anos representam o agrupamento de usuários mais incisivos das mídias sociais – dois quintos delas as usam por mais de três horas diárias, em comparação com um quinto dos garotos.

Cerca de três quartos das garotas de 14 anos que sofrem de depressão também têm baixa autoestima, estão insatisfeitas com sua aparência e dormem sete horas ou menos por noite.

"Aparentemente, as meninas enfrentam mais obstáculos com esses aspectos de suas vidas do que os meninos, em alguns casos consideravelmente", disse a professora do Instituto de Epidemiologia e Cuidados da Saúde do University College London, Yvonne Kelly, que liderou a equipe responsável pela pesquisa.

Depressão
O estudo também mostrou que 12% dos usuários considerados moderados e 38% dos que fazem uso intenso de mídias sociais (mais de cinco horas por dia) mostraram sinais de depressão mais grave.

Quando os pesquisadores analisaram os processos subjacentes que poderiam estar ligados ao uso de mídias sociais e depressão, eles descobriram que 40% das meninas e 25% dos meninos tinham experiência de assédio online ou cyberbullying.

Os resultados renovaram as preocupações com as evidências de que muito mais meninas e mulheres jovens apresentam uma série de problemas de saúde mental em comparação com meninos e homens jovens, e sobre os danos que os baixos índices de autoestima podem causar, incluindo autoflagelação e pensamentos suicidas.

Os pesquisadores pedem aos pais e responsáveis políticos que deem a devida importância aos resultados do estudo. "Essas descobertas são altamente relevantes para a política atual de desenvolvimento em diretrizes para o uso seguro das mídias sociais. A indústria tem que regular de forma mais rigorosa as horas de uso das mídias sociais para os jovens", diz Kelly.

Uso excessivo das mídias sociais
A ministra adjunta para Saúde Mental e Cuidados Sociais, Barbara Keeley, afirmou que "esse novo relatório aumenta as evidências que mostram o efeito tóxico que o uso excessivo das mídias sociais tem na saúde mental de mulheres jovens e meninas [...] e que as empresas devem assumir a responsabilidade pelo que ocorre em suas plataformas".

Tom Madders, diretor de campanhas da instituição beneficente YoungMinds, diz que, embora sejam uma parte da vida cotidiana da maioria dos jovens e tragam benefícios, as redes sociais proporcionam uma "pressão maior" porque estão sempre disponíveis e fazem com que os jovens comparem "as vidas perfeitas de outros" com a sua própria.

Fonte: AuOnline
+ Mais Informações ››››››

Segue o desenvolvimento das culturas de verão no RS

No Estado, 39% da área de 738 mil hectares estimados para a safra atual de milho estão na fase de enchimento de grãos.

O plantio da soja está tecnicamente encerrado no Rio Grande do Sul, com a cultura na fase de germinação e desenvolvimento vegetativo em 81% dos 5,9 milhões de hectares projetados para a atual safra. De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira (03/01), nas regiões do Noroeste Colonial, Celeiro e Alto Jacuí, as chuvas proporcionaram a ocupação dos espaços mais vazios das lavouras, o que amenizará a baixa densidade de plantas. Nessas regiões, o uso de Fipronil para realizar o controle do intenso ataque do tamanduá da soja em áreas próximas a Ijuí e Ibirubá preocupa os apicultores.

Nas regiões da Serra do Botucaraí e Vale do Rio Pardo, a cultura do milho segue favorecida pelas condições climáticas e pelo manejo incentivado pelos extensionistas da Emater/RS-Ascar através de técnicas de conservação do solo e da água. O milho semeado em agosto e meados de setembro nessas regiões está em fase final de enchimento de grãos.

No Estado, 39% da área de 738 mil hectares estimados para a safra atual de milho estão na fase de enchimento de grãos. Em algumas lavouras, aproximadamente 4% da área, iniciou-se a colheita do grão. As demais fases da cultura são maduras e por colher (15%), floração (17%) e germinação e desenvolvimento vegetativo (25%). Falta ainda semear 2% das áreas previstas com milho para esta safra.

Prossegue a colheita do feijão 1ª safra no Estado, com o produto apresentando boa produtividade e qualidade. Muitas lavouras que estão em colheita têm seu produto destinado ao consumo da própria família, com a venda de excedente em feiras locais do produtor. No Estado, em média, a cultura aproxima-se dos 30% da área de 41,5 mil hectares já colhidos. Outros 31% estão nas fases de enchimento de grãos ou maduros e por colher, 8% em floração e 32% em desenvolvimento vegetativo.

Com o plantio de arroz finalizado no RS, os produtores da Região Metropolitana seguem com os tratos culturais subsequentes à semeadura, assim como os relativos à fase de desenvolvimento vegetativo, controle de invasoras e pragas. De modo geral, algumas lavouras iniciam a fase de enchimento de grãos, em aproximadamente 5% da área estimada para a safra atual em pouco mais de 1 milhão de hectares. Esse percentual situa-se próximo ao verificado na média das últimas cinco safras gaúchas de arroz, quando aproximadamente 3% das lavouras estavam nesta fase. Além disso, 14% das lavouras de arroz estão em floração e 81%, em desenvolvimento vegetativo.

HORTIGRANJEIROS Nas regiões da Fronteira Noroeste e Missões, a maioria das olerícolas de verão está em fase de plantio e crescimento vegetativo. O alho e a cebola, com colheita concluída, apresentam ótimos rendimentos e boa qualidade de bulbos. De forma geral os produtores estão colhendo hortaliças para o consumo da família. As culturas de estação quente estão com bom desenvolvimento. Os produtores realizam os tratos culturais (controle de inços, de pragas e adubação nitrogenada em cobertura) nos canteiros das hortaliças, tanto nas hortas domésticas para consumo familiar, como para as hortas comerciais. O morango segue em colheita, porém em pequena escala. Os produtores de maçã que plantaram as mudas das variedades Eva e Julieta, já iniciaram a colheita do produto. As áreas com abacaxi estão com ótimo desenvolvimento, com previsão de início de colheita a partir da segunda quinzena de janeiro. O figo está na fase de frutificação.

Na região do Vale do Rio Pardo, as temperaturas excessivamente elevadas prejudicam boa parte das espécies de hortaliças, especialmente na Região do Baixo Vale do Rio Pardo. Os sistemas (telados) para reduzir as altas temperaturas são essenciais, principalmente para culturas como alface e temperos, entre outras. Na viticultura das regiões do Alto da Serra do Botucaraí e Vale do Rio Pardo, o clima abafado provoca o surgimento de fungos, e o manejo fitossanitário preventivo tem sido a forma mais eficaz para evitar prejuízos.

Banana: Com 80% da área com a cultivar prata e cerca de 20% de cultivar caturra, os bananais da região do Litoral Norte estão em produção. Com a produtividade em torno de 10t/ha na região, a banana com ponto de colheita apresenta boa qualidade. No mercado local os preços da caixa de 20 kg da variedade prata situam-se em torno de R$ 26,00 de primeira qualidade e R$ 13,00 da segunda qualidade. Pela variedade caturra os valores são de R$ 12,00 e R$ 6,00, pela primeira e segunda qualidade, respectivamente. O preço pago ao produtor pelo quilo de banana prata orgânica tem variado de R$ 1,80 a R$ 2,00. Na venda direta, nas feiras do produtor, o preço varia entre R$ 3,00 a R$ 4,50/kg.

PASTAGENS E CRIAÇÕES Os campos nativos e as pastagens cultivadas de verão, favorecidos pelas condições climáticas, apresentam uma boa produção de massa verde, assegurando bons níveis alimentares e nutricionais aos rebanhos.

Os rebanhos bovinos para corte apresentam boas condições corporais e sanitárias. No aspecto sanitário, destacam-se no período os cuidados visando o controle e prevenção de parasitoses causadas por vermes, carrapatos e moscas.  O manejo reprodutivo das vacas de cria, em fase de entoure e/ou inseminação artificial, ocupa uma boa parte da atenção dos criadores.

APICULTURA: O clima favorável está induzindo uma boa atividade nas colmeias e indicando uma boa produção de mel. A safra de primavera ainda está em andamento e os preços de comercialização do mel permanecem nos mesmos níveis da semana anterior.

Assescom/Emater/RS-Ascar
+ Mais Informações ››››››

Tentativa de furto a lotérica de Boa Vista das Missões

Na madrugada deste domingo (06/01), indivíduos arrombaram a  lotérica de Boa Vista das Missões, localizada no Centro do município.

Porém ao perceberem que estavam sendo observados por um morador, desistiram do furto empreendendo fuga pela BR 386 em direção ao município de Seberi.

 Segundo informações pouco depois da 1h, 4 indivíduos encapuzados chegaram no local em um veículo GM monza de cor  escura, sendo que pelo menos um deles utilizava arma longa. Os meliantes entraram na lotérica arrombando a porta principal de ferro, danificaram a fechadura e cadeados, dentro do estabelecimento tentaram arrombar a porta de acesso aos caixas, também danificaram a vidraça blindada porém não obtiveram êxito.

A guarnição de serviço que estava na cidade foi avisada por telefone da ocorrência e imediatamente saiu nas buscas aos suspeitos, em seguida localizou o  veículo abandonado com os faróis  ligados, próximo do município, em uma estrada as margens da BR 386.

 O veículo apresentava sinais de ligação direta e teria sido furtado momentos antes no Bairro Santa Rosa em Boa Vista das Missões, segundo o proprietário, ainda não teria se dado conta de que seu seu veículo teria sido furtado.

Fonte: 39ºBPM e Missões FM
+ Mais Informações ››››››

001 - 07 JANEIRO, SEGUNDA - VIVER A PARTIR DA VEEDADE DAQUILO QUE SOMOS, NÃO MENTIR A NÓS MESMO

+ Mais Informações ››››››

Jornal Comunitário - Rio Grande do Sul - Edição 1659, do dia 07 de janeiro de 2019

Edição 1659, do dia 07 de Janeiro de 2018
CLIQUE AQUI PARA BAIXAR:

OPÇÃO 01 IVOOX

OPÇÃO 02 DRIVE

Um Jornal Comunitário de edição colaborativa, produzido pelas emissoras de Rádios Comunitárias do Estado do Rio Grande do Sul, seja você um correspondente da sua região, entre em contato pelos telefones Whatsapp 54 9611 0186 ou 54 3367 1351.


NA EDIÇÃO DE HOJE:
Mudança no registro sindical pode incentivar criminalização, alertam centrais.
MPT recebeu mais de 103 mil novas denúncias trabalhistas em 2018.
Falta de estudo é o que mais leva pessoas para trabalho precário.
Pesquisa mostra que brasileiro é contra reforma trabalhista e privatização.
Uso excessivo das redes sociais pode agravar depressão.
Novo teste poderá auxiliar no diagnóstico do câncer na fase inicial.
SUS passar a oferecer medicamento para tratar doença rara em recém-nascidos.

+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!