quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Reinauguração da Farmácia Farma Vida em Três Palmeiras

No dia 13 de dezembro, sábado a Farmácia Farma Vida , vai reinaugurar sob novos proprietários e em novo endereço na Avenida das Palmeiras em frente ao mercado Silva e Santos. Neste dia comprando qualquer valor você pode ganhar: creme hidratante, sabonetes, desodorantes, ou ainda, descontos de até 30% nas compras á vista
Venha conhecer as novas instalações, aproveitar as promoções e ganhar um brinde na hora na sua compra.
Farmácia Farma Vida, aqui você se sente em casa.
Foto e texto:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Atenção, alerta - Veiculo suspeito

São Valentim, 11 de Dezembro de 2014.

Do Cmt Pel São Valentim
Ao Sr Cmt

Assunto: Veículo suspeito

Através da presente, informo-vos que nesta data chegou a meu conhecimento que um veículo VW Saveiro, de cor vermelha, placas de Chapecó-SC, modelo novo, com rodas comuns pretas, possivelmente de um morador do Distrito do BORMAM, suspeito de integrar a quadrilha de furtos, esteve sondando na data de ontem a cidade de Benjamin Constant do Sul. Ainda, nos foi informado que este mesmo veículo esteve em Erval Grande, um dia antes do arrombamento do terminal do Banrisul em Erval Grande. Que o referido veículo é conduzido por um homem moreno e gordo. Oriento para atentar na abordagem deste veículo e identificação dos ocupantes.

CARLOS DA SILVA - 1º Sgt QPM1
Resp/Cmdo do 2º Pel/São Valentim
Av. Castelo Branco, nº 979, Centro, São Valentim
Fone: (54) 33731209 / 33731190

Pede-se que qualquer informação sobre o referido seja comunicado com urgência a Brigada Militar
+ Mais Informações ››››››

Programa Hora Luterana edição do dia 11 de dezembro de 2014

Programa Hora Luterana da Igreja Evangélica Luterana do Brasil da Congregação Bom Pastor de Três Palmeiras, apresentado pelo Pastor Cildo Miro Schimid

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Emplacamentos de máquinas desestimula a produção, dizem agricultores

Apesar de ganharem mais tempo, produtores do Rio Grande do Sul reclamam dos gastos com o emplacamento de máquinas agrícolas. A medida, que começaria a vigorar no dia 1º de janeiro, foi prorrogada por mais um ano, anunciou nesta quarta-feira (10) o Ministério das Cidades. Para os produtores, ela desestimula a produção.
O agricultor Sérgio Capellari, de Santa Rosa, na Região Noroeste, utiliza quatro tratores no cultivo das lavouras de soja e milho. Ele reclama dos gastos que terá para emplacar as máquinas. “Falam tanto em incentivar o jovem para ficar no campo e cada vez tão criando empecilhos para todo mundo ir morar na cidade”, reclama.
Em Passo Fundo, no Norte do estado, o produtor Dercio Biffi também é contra o emplacamento das máquinas. Ele tem dois tratores e uma colheitadeira. Uma das máquinas custou R$ 300 mil e ele esta preocupado com um possível gasto com IPVA, o imposto sobre propriedade de veículos. “É um desestimulo grande. Isso é pra atropelar”, afirma.
A Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag) afirma que a obrigatoriedade do emplacamento vai causar impacto econômico sobre as propriedades. “O custo só para o registro certamente será entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil. Se a máquina tiver registro e tiver que pagar IPVA, é 2,7% do valor da máquina”, diz o presidente da Fetag, Elton Weber.
O assunto já é discutido há quase três anos. Em 2012, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu que os tratores fossem registrados e licenciados até janeiro de 2013. O prazo não foi cumprido e a medida ficou para primeiro de janeiro de 2015.
Nesta quarta-feira (10), o Ministério das Cidades anunciou que a mudança deve ficar para daqui a um ano. O pedido será feito na próxima reunião do Contran, no dia 18, até que seja concluída a adaptação do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavan). Nesse meio tempo, os deputados gaúchos devem tentar aprovar uma nova proposta que não penalize o setor produtivo.
Fonte:Do G1 RS
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Aumenta número de famílias endividadas no RS

Pesquisa aponta que 64,5% dos entrevistados têm alguma inadimplência
A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic-RS), divulgada nesta quarta-feira pela Fecomércio-RS, mostrou que o percentual de famílias gaúchas endividadas registrou aumento em novembro na comparação com o mesmo mês de 2013. De acordo com o estudo, 64,5% das 600 famílias ouvidas afirmaram estar endividadas, contra 61,7%% que disseram estar na mesma situação no ano anterior.
Considerando-se a média em 12 meses, o endividamento apresentou elevação, passando de 56,2% em outubro para 56,4% em novembro. Na avaliação do presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, “a atual conjuntura de crescimento mais moderado do consumo e do crédito, influenciado pelos efeitos da inflação sobre a renda real das famílias, o aumento dos juros e a redução da confiança vêm contribuindo para conter a evolução do endividamento, ainda que se registrem altas pontuais”.
A pesquisa da entidade também mostrou um aumento na parcela da renda comprometida. Na média em 12 meses, passou de 28,3% em outubro para 29,1% em novembro. O tempo de comprometimento, também na média em 12 meses, permaneceu praticamente estável em novembro e ficou em 7,2 meses. O cartão de crédito continua sendo o principal meio de dívida. É apontado por 76,7% dos endividados, seguido pelos carnês (29,1%) e depois pelos financiamentos de automóveis (17,6%).
Fonte:Correio do Povo
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Jornal dos Trabalhadores - Rio Grande do Sul - Edição 631 do dia 11 de dezembro de 2014

Ouça nesta edição:
Operação do Ministério Publico do RS combate fraudes em licitações;
Tarso anuncia que não irá sancionar proposta que estabelece aposentadoria especial para deputados;
Comissão Nacional da Verdade entrega seu relatório Final.


+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!