quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Edição do Jornal da Liberdade-30/08/2012


Sol predomina em todo Estado nesta quinta-feira

A presença do ar seco garante um dia com sol e poucas nuvens no RS nesta quinta-feira (30). De acordo com o Centro Estadual de Meteorologia (CemtRS), a temperatura permanece mais amena no começo da manhã, mas no período da tarde os valores superam 22°C na maior parte do Estado.
Fonte: Governo RS

MEC prorroga prazo para renovação dos contratos do Fies
O Ministério da Educação prorrogou o prazo para a renovação dos contratos firmados pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) nesta quarta-feira, dia 29. Os estudantes terão até 31 de dezembro para renovar seus financiamentos.

As renovações dos contratos simplificados e não simplificados do segundo semestre de 2010, do primeiro e segundo semestres de 2011 e do primeiro e segundo semestres deste ano devem ser realizados por meio do SisFies (Sistema Informatizado do Fies), disponível no portal do Ministério da Educação.
Neste ano, o Fies atingiu 305 mil contratos, o número de estudantes que aderiram ao programa é quase o dobro do total de 2011, que foi de 153 mil contratos.

Do total de 535,8 mil contratos firmados entre 2010 e 2012, o curso mais procurado é o de direito, com 85 mil contratos, seguido de administração (44 mil), enfermagem (43 mil) e engenharia civil (33 mil).
O programa financia de 50% a 100% dos encargos educacionais, dependendo da renda familiar mensal bruta e do comprometimento dessa renda com os custos da mensalidade.

Apenas alunos com renda familiar mensal bruta de no máximo 20 salários mínimos podem requerer o financiamento. Outro critério é que os estudantes estejam regularmente matriculados em cursos de graduação com avaliação positiva no Sinais (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior), oferecidos por instituições de ensino superior participantes do Fies.

Em 2010 o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) passou a ser o agente operador do Fies. Com a mudança, foram estabelecidas novas regras do financiamento, como a redução dos juros para 3,4% ao ano e o aumento do prazo de carência (18 meses) e de amortização (três vezes o período financiado, acrescido de doze meses).

Entre as mudanças realizadas está o aumento do prazo de quitação, que passou a ser de três vezes o tempo de uso do benefício, acrescido de 12 meses, com 18 meses de carência após a formatura.

No caso de um curso com duração de quatro anos, por exemplo, o estudante passou a ter 14 anos e meio para pagar, com juros de 3,4% ao ano, com financiamento de 100% da mensalidade.

Além disso, estudantes de licenciatura e de medicina que atuarem nas redes públicas de educação e saúde podem amortizar 1% da dívida a cada mês de trabalho.
Fonte: Comunitária FW

Campanha de atualização da Caderneta de Vacinação vai até amanhã em Três Palmeiras

Os pais das crianças de 0 a 4 anos e 11 meses e 29 dias de nosso município que ainda não levaram a caderneta de vacinação das crianças para ser revisada, devem fazer até amanha sexta-feira dia 31 no ambulatório medico municipal e no posto de saúde de vila progresso.

A Campanha em todo o Brasil iniciou dia 18 e encerrou na ultima sexta feira dia 24, sendo que em algumas localidades foi prorrogada. Segundo balanço do Ministério da Saúde a campanha imunizou 1,3 milhão de crianças menores de cinco anos contra diversas doenças.

Essa ação será realizada todos os anos, sempre no segundo semestre. O objetivo é reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal e, consequentemente, o risco de transmissão de doenças que podem ser evitáveis.

Clube de mães da Linha Taboão participam de Oficina Culinária
Máteria consta no Jornal Folha da Produção desta semana.

Mais de 70% das famílias gaúchas estão endividadas, aponta pesquisa

O percentual de famílias gaúchas endividadas aumentou em agosto, ao ficar em 73,2%, enquanto em julho o índice foi de 66,1%. Na avaliação sobre a pesquisa divulgada nesta quinta-feira pela Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS), a aceleração na comparação mensal pode ser explicada por fatores como os sinais de leve melhora na atividade econômica, com reflexos sobre a confiança, além do Dia dos Pais, que pode ter estimulado compras atípicas.

A pesquisa revela ainda aumento no percentual de famílias com contas em atraso (43,6%) e sem condições de pagamento (6,4%). Todavia, segundo avaliação dos economistas da Fecomércio-RS, isso não deve ser visto como um problema. Para os técnicos, o nível de endividamento está um pouco superior à média histórica e o percentual de famílias com contas em atraso costuma se elevar nesse período, dando fortes indícios de sazonalidade. O percentual de famílias com contas em atraso, apesar da elevação, continua inferior à média histórica.
Fonte: Correio do Povo
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!