terça-feira, 14 de junho de 2016

Rondinha - Clarão no Céu intriga moradores


Na noite de segunda feira(13), por volta de 20:56h, moradores da cidade de Rondinha, avistaram no céu um objeto caindo do céu, na direção do silo da empresa Cotrisal e durante a noite avistaram uma luz forte avermelhada.

Na manhã desse dia 13 de junho, por volta das 6h30min moradores de várias cidades do Rio Grande do Sul, viram um clarão no céu. E o fenômeno também foi visto em Erechim por várias pessoas.
O Jornal Zero Hora traz duas possíveis explicações.

Com base nos relatos, Marcelo Bruckmann, técnico do laboratório de Astronomia da PUCRS, acredita que a origem mais provável é a queima de detritos espaciais.

— Como o evento foi avistado desde Pelotas até Porto Alegre, faz mais sentido que tenha sido isso. O lixo espacial percorre órbitas circulares que, aos poucos, se tornam concêntricas, no sentido de se aproximar cada vez mais da Terra. Isso gera grandes arcos no céu, o que justifica pessoas de várias cidades terem visto — afirma.

Lixo espacial é todo resto de atividade humana no espaço que orbita ao redor do planeta. Em geral, são pedaços de satélites de comunicação desativados e de foguetes ou ferramentas perdidas por astronautas durante o trabalho.

Claudio Bevilacqua, diretor do Observatório Astronômico da UFRGS, também considera as duas hipóteses. No entanto, vê o meteoro como a explicação mais plausível.

— O meteoro é um fenômeno que ocorre por volta de 100 quilômetros de altura. Ao entrar na atmosfera em alta velocidade, o atrito faz ele evaporar e isso deixa um "tubo" de luz muito brilhante. É um fenômeno comum, mas nem sempre observável. — explica.

Bevilacqua acrescenta que não há como afirmar, a olho nu, se o clarão era um meteoro ou lixo espacial, visto que ambos geram os mesmos efeitos visuais na atmosfera. A certeza só é dada no caso de pesquisadores encontrarem resíduos no solo e analisarem sua constituição - algo difícil de ocorrer, visto que, na maioria dos casos, o objeto é queimado na atmosfera.

Em nota, o V Comando Aéreo Regional da Aeronáutica e o Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo, responsáveis por monitorar o espaço aéreo da Região Metropolitana de Porto Alegre e do Sul do Brasil, respectivamente, afirmam que não houve registro do clarão no céu pelo Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro.


+ Mais Informações ››››››

Governo do Estado entra com ação judicial para desocupação das escolas

A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) ingressou com ação civil pública, na tarde de hoje (13), para a desocupação de escolas no Rio Grande do Sul. A ação tenta garantir o retorno das condições para realização de aulas e o acesso de professores e estudantes.
O processo vai tramitar na Vara da Fazenda Pública, no Foro Central de Porto Alegre.O movimento começou em escolas da Capital, em maio, e se expandiu pelo Estado, sendo que em Passo Fundo são ao menos seis escolas trancadas com cadeado e corrente pelos alunos e dez ocupadas. A Secretaria de Educação (Seduc) estima que cerca de 100 instituições estejam ocupadas pelos estudantes no Rio Grande do Sul.
Em Passo Fundo, a Escola Estadual Joaquim Fagundes dos Reis amanheceu fechada com cadeado em Passo Fundo nesta segunda-feira. Os alunos que ocupam a instituição fecharam o portão com uma corrente e cadeado, impedindo a entrada de qualquer pessoa que não seja favorável.
Cartazes fixados no portão orientam os professores a baterem o ponto na 7ª Coordenadoria Regional de Educação. Em comunicado à Uirapuru, os alunos afirmaram que a medida foi tomada porque a maioria das escolas ocupadas estavam tendo aula. Desta forma, a ocupação não teria sentido.
O coordenador da 7ª Coordenadoria Regional de Educação, Santo Olavo Misturini, explicou que a Secretaria Estadual de Educação está avaliando a melhor forma de retomar as aulas sem desgastar os dois lados. Afirmou que se os alunos não abrirem as escolas por bem, provavelmente as correntes serão cortadas.

Fonte: Rádio Uirapuru
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade Edição 1513 de 14-06-2016

+ Mais Informações ››››››

Três Palmeiras - Diretor da Escola Estadual de Ensino Médio Jose Antônio Ferronato Fala Sobre a Falta de Professor

+ Mais Informações ››››››

Sicredi Região da Produção reúne Técnicos da Agricultura e Agronomos para debater Plano Safra 2016/17

A Sicredi Região da Produção reuniu na manhã desta terça-feira (dia 14) os representantes do agronegócio vindos do norte gaúcho e oeste catarinense para o Encontro de Lançamento do Plano Safra 2016/2017.
O evento foi realizado no CTG Porteira da Querência e reuniu 200 pessoas, entre profissionais, entidades, cooperativas e empresas ligados ao setor, que tiveram a oportunidade de assistir às palestras do Superintendente de Crédito Rural e Recursos Direcionados do Banco Cooperativo Sicredi, Antonio Sidinei Senger e do Especialista em Agronegócios do Sistema Sicredi, João Antonio Lapolli.
Entre os temas apresentados pelos convidados, estiveram as perspectivas do clima e do agronegócio e as principais mudanças normativas para o Plano Safra 2016/2017.
Na oportunidade, estiveram presentes o vice-presidente do Conselho de Administração da Sicredi Região da Produção, Adelir Antonio Nicola, diretor de negócios Joni de Freitas Borges, diretora de operações Catiane Longhi Menin, conselheiros e gerentes, além de autoridades regionais e imprensa.



















































+ Mais Informações ››››››

Taça Cotrisal - Jogos da 2° Fase


+ Mais Informações ››››››

722 - 14 DE JUNHO, TER - TRABALHE MAS NÃO SEJA DURO DEMAIS CONSIGO MESMO

+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!