segunda-feira, 12 de março de 2012

MAIS UM DIA QUENTE EM TRÊS PALMEIRAS

A semana poderá ter pancadas de chuvas e temperaturas se aproximando dos 35 graus. O final de semana que passou foi de sol, até a metade da semana a previsão indica forte calor, de quarta em diante as temperaturas ficaram mais agradáveis para Três Palmeiras.






Postado Por: Alcione Gon
+ Mais Informações ››››››

+ Mais Informações ››››››

Agricultores gaúchos temem redução da safra devido ao calor


Enquanto o Estado começa a colher a safra de soja, o calor é uma ameaça que pode reduzir ainda mais a produtividade das lavouras que estão em fase de enchimento de grãos e floração.
O gerente técnico da Emater, Dulphe Pinheiro Machado Neto, lembra que, embora exista a expectativa de que as lavouras plantadas mais tarde superem a produtividade das cultivadas no cedo, as altas temperaturas aceleram a evaporação da umidade do solo e castigam as plantas.
O mais recente levantamento da Emater, divulgado semana passada, indica que o Estado deve colher 7,1 milhões de toneladas de soja, ante uma expectativa inicial de 10,3 milhões de toneladas.
Em algumas regiões, no entanto, o quadro é mais grave. Na regional da Emater de Santa Rosa, por exemplo, a redução na produtividade chega a 64%. Cerca de 5% da área já está colhida.


 Fonte:www.comunitaria.com.br                Radio Comunitária de FW
 Postado Por: Alcione Gondorek

+ Mais Informações ››››››

REGIÃO NORTE DO RS TEM NOVO REPRESENTANTE NO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO


O professor Claudomir E. Feltes dos Santos(Profº Véio), representante do CPERS-Sindicato escolhido pela Entidade para atuar junto ao Conselho Estadual de Educação, tomou Posse no dia 07 de março de 2012, no Auditório Paulo Freire- Centro Administrativo
Mesa das Autoridades presentes(Foto-Guilherme)
Discurso de Posse:
A nossa representação nesse conselho está relacionada com a história de luta do Cpers na busca coletiva de uma educação pública de qualidade para o povo gaúcho, colocando-a como referência para os demais estados da federação. E, como dizia o Professor José Clóvis de Oliveira- Uma Educação crítica e cidadã capaz de contribuir para a construção de outro mundo possível.
Para isso, precisa este conselho, como órgão fiscalizador que é, verificar que os governos, nas esferas municipais e estadual, cumpram aquilo que determina a constituição, no investimento percentual na educação.


Necessitamos também nessa casa colocarmos como intermediário ou como mediador no impasse criado nesse Estado entre o executivo e aqueles que fazem a educação no chão da escola, para que a sociedade riograndense tenha a tranquilidade que a educação está sendo tratada com respeito e com a certeza de que seus filhos possam usufruir de uma formação qualificada capaz de proporcionar a sua inclusão não só no mercado de trabalho, como também, dentro do campo da pesquisa criando novas tecnologias, capaz de contribuir para um desenvolvimento sustentável  e de qualidade social.
Visto que o Brasil encontra-se numa situação privilegiada em relação a outros países da Europa ou os USA, por adotar uma política diferenciada,  saindo dos moldes neo liberais e apostando na inclusão social como política central, colocando assim milhões de brasileiros no mercado consumidor. Com essa determinação tornou-se necessário aumentar a produção gerando mais empregos, e como consequência, uma melhor arrecadação. Saindo da economia cujo foco central era a especulação financeira, para uma sociedade de oportunidades  com a ampliação das universidades públicas e uma política de cotas para pagar uma dívida histórica com os brasileiros.
Uma formação qualificada irá contribuir para repensar o País e elaborar uma educação legitimamente brasileira, com a valorização profissional e infraestrutura capaz de atender os avanços tecnológicos, desenvolvendo alunos jovens cidadãos que não se deixam levar por promessas de políticos cujos interesses contrariam a maioria da população; desenvolvendo também uma consciência ambiental para recuperar os diversos ecossistemas, principalmente agora com a disputa que está ocorrendo no Congresso Nacional por ocasião da votação do novo Código Ambiental, onde de um lado está o agronegócio e as empresas mineradoras que pensam exclusivamente no lucro e de outro lado os ambientalistas preocupados com a preservação da natureza. E essa mesma natureza está dando o “seu recado”, com secas, enchentes e tornados, trazendo não só prejuízos econômicos como também a morte de pessoas provocadas pelas mudanças climáticas.
Momento do Discurso de Posse (Foto- Guilherme)

+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!