quarta-feira, 19 de junho de 2013

PM é preso por suspeita de envolvimento no assalto a banco com reféns em Sarandi

Foto: Ana Luiza Trein / Jornal A Região / Especial
A investigação da Polícia Civil sobre o assalto a banco que aterrorizou os moradores de Sarandi, no norte do Estado, culminou na prisão de um policial militar nesta quarta-feira, suspeito de envolvimento no crime. Ele foi um dos policiais feitos reféns pelos assaltantes, no dia 6 de maio.
Segundo o delegado Márcio Marodin, a investigação revelou que o soldado facilitou a ação dos bandidos.
— Ainda estamos investigando a relação dele com a quadrilha, mas temos informações de que ele auxiliou os assaltantes.
Marodin ainda afirmou que o soldado Silmar dos Santos Alves, 29 anos, fornecia dados de documentos dos moradores para a quadrilha, como o número da Carteira Nacional de Habilitação. Ele trabalha na Brigada Militar de Sarandi.
O soldado foi preso preventivamente nesta quarta-feira, depois que a Vara Criminal da Comarca de Sarandi acatou o pedido da Polícia Civil. Conforme Marodin, o soldado deve prestar depoimento na delegacia do município nesta tarde e o inquérito deve ser concluído em dez dias.
Policial era tratado como vítima
O soldado era tratado como vítima no início da investigação. Ele e um colega foram rendidos durante a ação dos bandidos. Quatro homens invadiram o Banco do Brasil do município e fizeram cerca de 40 reféns.
Junto com os funcionários e com os clientes, os policiais foram usados de escudo-humano para que os assaltantes deixassem a agência sem serem feridos por policiais civis, que estavam na entrada do local. Os policiais militares ainda foram colocados no porta-malas do veículo dos assaltantes durante a fuga.
Dois dos assaltantes se entregaram e outro foi preso dias depois. A Polícia Civil ainda tenta identificar o quarto criminoso e já tem suspeitos. A participação de outras pessoas na quadrilha também é investigada.
Foto: Ana Luiza Trein / Jornal A Região / Especial
Postado por: Graciela Pereira.
+ Mais Informações ››››››

Noticias do Jornal da Liberdade dia 19 junho de 2013.


+ Mais Informações ››››››

A ACI promoveu grande palestra sobre o tema , Avaliando o Sistema de Qualidade na Propriedade Rural.



A ACI em parceria com a Secretária da Agricultura promoveram palestra, ontem dia 18 de junho no centro de eventos de Três Palmeiras, o tema abordado foi, Avaliando o Sistema de Qualidade na Propriedade Rural, com o Palestrante Marcelo Colla, do SEBRAE.
Compareceram na palestra associados da ACI, agricultores e comunidade em geral, o assunto abordado foi de suma importância.
Alguns itens importantes da palestra:
 -Implantar mais tecnologia na propriedade rural.
- Se tornar competitivo, melhorar a qualidade e aumentar a quantidade do que se produz.
-Sempre dar o melhor de si no que se faz, acreditar no seu potencial, saber gerenciar oque se  tem para evoluir.
-Ter organização, manter ferramentas e acessórios no lugar certo e de fácil acesso.
-Buscar cursos para se aperfeiçoar, não para no tempo, pois o mercado está cada vez mais exigente.
“Quando você não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”. Essa frase é para se usar para a vida toda.
 Você pode ter mais informações e tirar  duvidas na central de atendimento do SEBRAE.
Telefone: (51) 32165006 ou pelo site www.sebrae.com.br, info@sebrae-rs.com.br .


Presidente da ACI, Sidemar de Oliveira






Palestrante Marcelo Colla e o 
Secretario da Agricultura e Planejamento Oldonei Santin.
Fotos e texto: Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Centenas se juntam a protestos nacionais em Erechim

Centenas se juntam a protestos nacionais em Erechim<br /><b>Crédito: </b> Sara Rubia Comin/Especial CPMesmo com chuva multidão percorreu ruas centrais da cidade

Centenas se juntam a protestos nacionais em Erechim
Crédito: Sara Rubia Comin/Especial CP
Cerca de mil pessoas, a grande maioria jovens, ignoraram a chuva em Erechim e aderiram aos protestos nacionais, nesta terça-feira. A concentração se formou na Praça da Bandeira,  com um grupo de aproximadamente 300 manifestantes que foram ganhando apoio pelas ruas.
Eles desceram a avenida Sete de Setembro sob as palavras de ordem "vem para a rua". O grupo se deslocou até a Universidade Regional Integrada e retornou pela Sete de Setembro até o centro. Portando cartazes contra corrupção, pedindo saúde e educação e também criticando a PEC 37 que pretende retirar o direito do Ministério Público de realizar investigações, o grupo cantou os hinos do Brasil e do Rio Grande do Sul.

Já na casa dos milhares, a passeata parou novamente na Praça da Bandeira, e depois foi para a avenida Maurício Cardoso, recebendo apoio de quem estava nos prédios de apartamentos ou em automóveis. Não havia especificamente nenhuma liderança mais destacada. Os partidos políticos não tiveram vez. Por volta das 20h30min a passeata se dissolveu.

Algumas pessoas saíram antes por causa da chuva que continuava a cair. A Brigada Militar fez um acompanhamento discreto auxiliada pela guarda municipal. A manifestação foi pacífica sem nenhum incidente. Para domingo está previsto mais um protesto na cidade.
Fonte: CP
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!