sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Realizado o Seminário Integrador do Pacto em Três Palmeiras

 
Hoje pela parte da manhã aconteceu  no Centro Municipal  de Eventos de Três Palmeiras o Seminário Integrador do Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa é  um projeto  do governo federal, que  vem sendo desenvolvido desde o começo do  ano e coordenado  pela Orientadora de estudo e professora Luciana Grams Hauenstein,com os  outros professores ,e esses aplicam nas salas de aula.

No seminário os alunos fizeram apresentações para o publico presente que foi constituído por pais, professores, diretores e autoridades presentes.
Em entrevista a Rádio Comunitária Liberdade a secretaria de Educação de Três Palmeiras ,Loivani Colares fala sobre o seminário e ressalta a suma importância dos pais acompanharem seus filhos, para os mesmos terem um bom desenvolvimento escolar.
Confira o áudio :













































Fotos, texto, edição e postagem:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Informativo da Crehnor do dia 08 de novembro de 2013



Fonte: Jorge André Rogerio

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Produção industrial gaúcha é segunda maior de 2013

IBGE apontou alta de 5,6% até setembro no Rio Grande do Sul

A produção industrial gaúcha é a segunda maior no acumulado do ano - janeiro a setembro -, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na manhã desta sexta-feira. O Rio Grande do Sul, que apresentou índice de 5,6%, só ficou atrás da Bahia, com 5,8%.  

Conforme o IBGE, no acumulado deste ano, 10 dos 14 locais pesquisados apontaram alta na produção (ante 11 na apuração anterior). Seis avançaram acima da média nacional (1,6%), ante 7 na pesquisa de agosto.

Na comparação de agosto para setembro, a produção industrial aumentou abaixo da média nacional no Rio Grande do Sul, ficando com 0,4%. O destaque do produção industrial no período foi a alta de 6,8% na Bahia. Rio de Janeiro (4,4%), Goiás (4,1%), Minas Gerais (2,1%) e Espírito Santo (1,8%) registraram avanço acima da média nacional (0,7%) .

Já em São Paulo houve queda de 2,1% na produção da indústria em setembro ante agosto. A retração vem depois de uma alta de 0,6% em agosto ante julho. No terceiro trimestre, em comparação a igual período do ano passado, o estado paulista acumula queda de 0,3%.

O recuo mais intenso veio de Pernambuco, com queda de 8,2%, a terceira consecutiva. O Estado acumula queda de 12,1% no terceiro trimestre. Além dele e de São Paulo, tiveram queda na produção Paraná (-2,4%), Ceará (-2,2%), Amazonas (-1,9%), região Nordeste (-1,9%), Santa Catarina (-0,9%) e Pará (-0,2%).
Fonte:ESTADÃO conteúdo
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição do dia 08 de novembro de 2013.

Evandro

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Desvio no olhar pode ser um dos sinais mais precoces de autismo

Contato visual tende a diminuir com o passar no tempo em crianças com o transtorno

Cientistas anunciaram nesta quarta-feira que podem ter descoberto os sinais mais precoces já detectados de autismo em crianças pequenas ao observar bebês de dois meses que começam a evitar os olhos das outras pessoas. Há muito tempo o desvio do olhar é considerado uma marca registrada de autismo, mas seu valor potencial como uma ferramenta de diagnóstico precoce ainda não havia sido explorado, escreveu uma equipe de cientistas em um artigo publicado na revista científica britânica Nature.
Os pesquisadores estudaram 110 crianças do nascimento até os dois anos de idade, usando tecnologia de rastreamento do olhar para medir a forma como olhavam para os rostos das pessoas. Treze crianças foram depois diagnosticadas com algum transtorno do espectro autista (TEA).
— Em crianças pequenas diagnosticadas depois com autismo, nós vimos um declínio constante na intensidade com que olhavam para os olhos das mães ao longo dos dois primeiros anos de vida, até mesmo nos primeiros seis meses — afirmou o co-autor do estudo Warren Jones, da Escola de Medicina da Universidade de Emory, em Atlanta, EUA.
Em algumas crianças, os sinais já poderiam ser observados aos dois meses de idade. O contato visual é considerado uma parte importante da interação social e do desenvolvimento humano. Os pesquisadores não só descobriram que desviar o olhar era algo presente em crianças autistas no início da vida, como constataram algo ainda mais importante: que o contato visual diminuiu com o passar do tempo, ao invés de estar presente desde o início.
— Ambos os fatores têm o potencial de mudar dramaticamente as possibilidades para futuras estratégias de intervenções precoces — afirmou o co-autor Ami Klin, diretor do Centro de Autismo Marcus, também em Atlanta.
Embora não haja cura para o autismo, estudos demonstram que adotar o quanto antes uma terapia comportamental melhora o aprendizado, a comunicação e as habilidades sociais de crianças pequenas diagnosticadas com o transtorno.
Os pesquisadores utilizaram a tecnologia para medir os padrões de movimento dos olhos, enquanto mostraram às crianças vídeos de atores brincando e interagindo com elas. Eles descobriram que as crianças pequenas diagnosticadas mais tarde com TEA prestaram cada vez menos atenção aos olhos do ator com o passar do tempo, um padrão que não costuma ser visto em crianças pequenas com desenvolvimento típico.
Os cientistas revelaram que as crianças cujos níveis de contato visual diminuíram mais rapidamente se tornaram, mais tarde, as mais incapacitadas. Os estudiosos acompanharam dois grupos de crianças: 51 com baixo risco de desenvolver autismo e 59 com risco elevado (aquelas com um irmão mais velho já diagnosticado).
O TEA descreve um amplo espectro de transtornos nos quais uma pessoa é incapaz ou não deseja se comunicar ou interagir com outras, frequentemente de forma incapacitante. Alguns pacientes sofrem atrasos no desenvolvimento cognitivo, enquanto outros podem apresentar dons espantosos em áreas específicas como matemática ou música. As causas do distúrbio ainda são um mistério.
Segundo números da Organização Mundial da Saúde (OMS), uma em 160 crianças tem algum transtorno do espectro autista, considerado uma das condições psiquiátricas com hereditariedade mais elevada. A equipe alertou que os pais não conseguiriam observar o declínio do contato visual sozinhos.
— Os sinais que observamos só são visíveis com a ajuda de tecnologia sofisticada e demandaram muitas outras medições ao longo de muitos meses. Se os pais tiverem alguma inquietação, deveriam consultar seus médicos — alertou Jones.
Fonte:AFP
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Arritmia cardíaca pode surgir na infância

No dia 12 de novembro, comemora-se o Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita

Ao contrário do que se imagina, algumas doenças do coração podem apresentar sinais ainda na infância. É o caso da arritmia cardíaca, que pode surgir logo após o nascimento. O diagnóstico nem sempre é fácil. Não à toa, no próximo dia 12 de novembro se comemora o Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita. A data foi criada para chamar a atenção das pessoas sobre o problema.
Em casos como o de recém-nascidos, por exemplo, o bebê tem um batimento cardíaco normalmente acelerado, com cerca de 120 a 140 batidas por minuto. Os casos de arritmias em bebês podem ocorrer por causas congênitas ou por estar associado a uma cirurgia cardíaca feita para corrigir estes problemas.
Segundo o cardiologista Bruno Bueno, as arritmias cardíacas se caracterizam por qualquer descompasso no ritmo do coração, como um batimento errado, por exemplo. É preciso estar atento para não confundir os sintomas com o de uma taquicardia. Ele lembra que o sintoma mais frequente da arritmia é a palpitação, uma sensação de batida rápida do coração. Se bater mais de 120 vezes por minuto, pode ser sinal de uma taquicardia. Mas se a pessoa acabou de realizar um exercício físico, esse batimento provavelmente é normal e esperado. Em geral, o paciente se queixa de uma batida muito acelerada, como se o coração estivesse batendo no pescoço.
Mas tem também aquele que sente um descompasso, como se estivesse faltando uma batida. Outros sintomas são falta de ar, cansaço físico anormal, tontura e desmaio. Os casos que chamam a atenção e requerem cuidado redobrado são os de pacientes que apresentam desmaio durante uma atividade física aeróbica, como uma partida de futebol, e aqueles que têm desmaios muito rápidos, sem aviso, causando até mesmo traumas no rosto e fraturas na queda.
— Estes casos podem estar relacionados a arritmias mais graves, inclusive com risco de morte súbita — alerta o médico.
Agravantes
Uma série de fatores influencia para o aparecimento da arritmia, tais como problemas de diabetes, pressão alta, infarto, colesterol, entre outras doenças. As de origem genéticas são raras. É mais comum surgir na adolescência ou no adulto jovem. A fibrilação atrial é um tipo de arritmia que aparece com o avanço da idade. Sua incidência é maior nos homens. A hipertensão, a obesidade, o tabagismo, o diabetes, o estresse e a prática excessiva de esportes sem orientação contribuem para o surgimento da doença. O diagnóstico pode ser feito por meio de exames de rotina, como o teste ergométrico, o eletrocardiograma e o holter de 24 horas.
Nos atletas que apresentam arritmia, é necessária uma supervisão da atividade física para não causar uma modificação no coração, o chamado coração do atleta.
— Para estes casos, diminui-se a intensidade das atividades físicas, porque o seu exagero - na tentativa de ficar saudável - pode levar a uma doença que não existia — ressalta.
Cura
A boa notícia é que a arritmia pode ter cura. O tratamento é a ablação por um cateter, um procedimento invasivo não cirúrgico e indolor. O paciente é sedado e o médico introduz um cateter pela veia da perna até chegar ao coração. No local, são aplicadas ondas de calor, por meio da radiofrequência, eliminando-se o foco da arritmia.
Fonte:BEM-ESTAR
Postado por: Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

RS terá sol nesta sexta-feira, com chuva isolada no Oeste e Sul

Máximas superam os 30°C em diversos pontos, com calor forte no Centro, Oeste e Noroeste

O sol aparece em todo o Rio Grande do Sul nesta sexta-feira, mas no decorrer do dia se espera que apareçam nuvens em parte do Estado. O aumento da nebulosidade deverá ser maior no Oeste e na Metade Sul, onde há possibilidade de pancadas isoladas de chuva da tarde para a noite, ocasionalmente fortes e com risco baixo de temporais localizados.
Ar mais quente ingressa no Estado e a sexta-feira será de calor na maioria das áreas, com marcas próximas ou acima dos 30ºC. O calor será mais intenso no Centro, Oeste e Noroeste do Estado.
A mínima deverá atingir 9°C em São José dos Ausentes, já acima do frio dos últimos dias pela madrugada e manhã. A máxima, por sua vez, deverá chegar a 33°C em Santa Rosa e Santa Cruz do Sul. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 16°C e 32°C.
De acordo com a MetSul Meteorologia, segue o alerta de risco de temporais isolados com chuva forte, granizo e rajadas de vento forte no fim de semana. O risco de tempo severo aumenta ainda mais na segunda-feira.
Domingo deverá ser particularmente quente no Estado, com abafamento em diversos pontos. Na Grande Porto Alegre, há previsão de máximas ao redor dos 34°C.
Fonte: Metsul
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!