sábado, 16 de abril de 2011

Abelhas morrem e a humanidade também desaparecerá.

O noticiário mostrou em fevereiro o desaparecimento de enxames inteiros de abelhas em Santa Catarina. O problema já foi detectado nos USA e na Europa há alguns anos. Em Santa Catarina as abelhas são fundamentais para a produção da maçã. Sem a polinização das abelhas a produção de maçãs entra em colapso.
Na página da internet HTTP://www.ecodebate.com.br fala do mesmo problema na Alemanha: as abelhas estão morrendo. Parece coisa insignificante, mas no dizer de Albert Einstein: se as abelhas desaparecerem a humanidade desaparecerá em 4 anos,por causa da fome.Parece loucura esta afirmação,mas sem a polinização feita pelas abelhas a produção de alimentos entra em colapso e morreremos de fome,pois dinheiro nenhum não dá para comer.O governo alemão proibiu ,provisoriamente a classe de pesticidas neonicotinóides, conclusivamente ligados ao maciço desaparecimento de abelhas.
No estado alemão de Baden-Württemberg 50 % para 60 % das abelhas já morreram.pesquisadores do governo alemão estudaram abelhas mortas e descobriram 99 % de contaminação com o pesticida clothianidin,produzido pela Bayer.Os pesticidas haviam sido aplicados às sementes de colza,na visinha região do vale do rio Reno.Clothianidin é um pesticida da “família”neonicotinóides.Esta classe de substancias químicas é aplicada às sementes e,em seguida,se espalha em todos os tecidos da planta.
Com a base em nicotina, os neonicotinóides são tóxicos para os sistemas nervosos de qualquer inseto que entra em contato com eles.A Bayer culpou a morte de abelhas pela aplicação abusiva de pesticida,que a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) classifica como “altamente tóxico” para as abelhas.O governo alemão retirou as licenças de oito neocotinóides,incluindo os da Bayer,com destaque para os pesticida mais vendido – imidaclopride.
As abelhas prestam um serviço de polinização,estimado em bilhões de dólares,de fundamental importância para a agricultura,razão da rápida e dura reação do governo alemão.Mas a empresa continua produzindo esse produto e importando para outros países.Será que os agricultores no Rio Grande do Sul usam estes produtos em suas lavouras?Olhem uma vez nas embalagens de veneno que usa na lavoura se este produto esta presente. Se estiver não o use mais, a não ser que você queira dar uma ajudadinha no processo de extinção da raça humana.Por despresarmos as pequenas coisas as natureza,por causa da ganância do capital,estamos nos auto-exterminando.

Günter Adolf Wolff
Jornal O Planalto
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!