sábado, 16 de fevereiro de 2013

Horário de verão termina hoje no País

Relógios devem ser atrasados em uma hora a partir da meia-noite

A partir da 0h deste domingo, os relógios devem ser atrasados em uma hora. Após 119 dias em vigor, o horário de verão termina em 11 Estados e no Distrito Federal. A medida provocou a redução de 4,5% no consumo de energia no horário de pico em todo o País, segundo o governo federal. O Rio Grande do Sul registrou a maior queda entre os Estados brasileiros, coma diminuição de 249 MW consumidos, valor que representa 4,9% da demanda normal.

A diminuição na demanda por eletricidade no horário de pico foi de cerca de 2.477 megawatts (MW), ou 4,5% do consumo do País, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Ano passado, quando o horário de verão durou duas semanas a mais, a redução no consumo foi de 2.555 MW. Ainda segundo o ONS, como as usinas termelétricas estavam em pleno funcionamento, a medida contribui para recuperar os reservatórios de água das hidrelétricas. O governo calcula que cerca de R$ 200 milhões deixaram de ser gastos no período, de acordo com nota divulgada pelo ONS.

Fonte: Correio do Povo
Postado Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

Asteroide passa sem sustos perto da Terra

Imagens ao vivo de telescópio australiano mostraram forma similar a uma listra branca movendo-se no céu

O asteroide 2012 DA 14, que foi acompanhado de perto por cientistas, passou sem causar danos perto da Terra nesta sexta-feira. Imagens ao vivo de um telescópio situado no Observatório Gingin, no oeste da Austrália, mostraram o asteroide com forma similar a uma listra branca alongada movendo-se por um céu completamente escuro.

Os astrônomos afirmaram que a velocidade e a proximidade do asteroide dificultaram ainda mais seu acompanhamento, já que os telescópios tiveram que ser direcionados de uma forma muito precisa, com o risco de perdê-lo de vista.

O asteroide de 45 metros de diâmetro passou a 27.000 quilômetros da Terra no momento da sua aproximação máxima - um décimo da distância entre a Terra e a Lua -, anunciou a Nasa. Pesando 135.000 toneladas, o asteroide poderia ter destruído uma grande cidade, caso houvesse caído no nosso planeta. "É o maior objeto detectado por cientistas a se aproximar da Terra", anunciou a agência espacial americana.

"A distância é bastante grande da Terra e do enxame de satélites terrestres, inclusive da Estação Espacial Internacional", destacou a Nasa em um comunicado. "Em média, um asteroide desta envergadura se aproxima da Terra a cada 40 anos, mas um que ameace se chocar com o nosso planeta, a cada 1.200 anos", destacou na semana passada Donald Yeomans, diretor do departamento NEO (Near Earth Object, objetos próximos da Terra) do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, durante coletiva por telefone.

Por isso, o cientista insistiu em que não havia o que temer: "A Nasa dá a mais elevada prioridade ao rastreamento de asteroides que passam perto da órbita terrestre com a finalidade de proteger o nosso planeta". Neste sentido, a Nasa afirmou que o voo do asteroide representou "uma oportunidade única para os cientistas estudarem um objeto próximo da Terra tão de perto".

Entre outros projetos, o Goldstone Solar System Radar, localizado no deserto californiano de Mojave, esteve captando imagens de radar do asteroide nesta sexta-feira e continuará nos próximos dias para determinar sua forma e tamanho exatos. O 2012 DA 14 foi descoberto por acaso por astrônomos em fevereiro do ano passado, quando passaram perto dele.

Os cientistas já detectaram cerca de 9.500 corpos celestes de vários tamanhos que passam perto da Terra, mas calculam que o número seja apenas um décimo dos que existem no espaço. O próprio 2012 DA 14 quase passou despercebido no ano passado devido à alta velocidade com que cruzou o céu visível, segundo Jaime Nomen, um dos astrônomos que acompanhou sua passagem do observatório La Sagra, no sul da Espanha.

Fonte: Correio do Povo/AFP
Postado Por: Alcione Gondorek 
+ Mais Informações ››››››

Calor aumenta e sábado terá temporais isolados no RS

Temperatura elevada e umidade formarão nuvens carregadas a partir da tarde

Apesar de algumas nuvens no céu, o sol aparece no Rio Grande do Sul neste sábado e o calor deve aumentar. A temperatura sobe mais que na sexta-feira em todas as regiões e haverá sensação de forte abafamento.

Temperatura elevada e alta umidade combinadas contribuem para a formação de nuvens carregadas da tarde para a noite deste sábado. Por isso, há risco de chuva forte isolada e temporais localizados de vento e granizo, semelhante ao que ocorreu na sexta em Rio Grande, onde a chuva esteve perto de 90 milímetros em apenas duas horas.

Os termômetros podem marcar até os 34ºC em Porto Alegre e a mínima deve ser de 21ºC. A temperatura mais alta deverá ser registra em Santa Rosa e Uruguaiana, com previsão para 35ºC. No Litoral Norte, o clima vai variar entre os 22ºC e 29ºC, como em Torres.

Confira a previsão do tempo para este sábado:

Bagé 20ºC / 32ºC
Caxias do Sul 18ºC / 29ºC
Passo Fundo 19ºC / 29ºC
Porto Alegre 21ºC / 34ºC
Pelotas 22ºC / 32ºC
Santa Maria 21ºC / 33ºC
Uruguaiana 21ºC / 35ºC
Santiago 20ºC / 33ºC
Alegrete 21ºC / 34ºC
Santana do Livramento 21ºC / 33ºC
Rio Grande 22ºC / 30ºC
Santa Cruz do Sul 21ºC / 34ºC
Erechim 19ºC / 29ºC
Vacaria 17ºC / 28ºC
São José dos Ausentes 15ºC / 26ºC
Torres 22ºC / 29ºC
Capão da Canoa 22ºC / 28ºC
Cruz Alta 19ºC / 31ºC
Santa Rosa 21ºC / 35ºC
Chuí 21ºC / 32ºC

Fonte: Correio do Povo
Postado Por: Alcione Gondorek 
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!