quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Corrupção na área de segurança do trabalho é descoberta pela PF

Operação W foi deflagrada após suspeita de atentado contra auditor-fiscal no RS

A Polícia Federal (PF) gaúcha deflagrou na manhã desta quinta-feira a operação “W” para desarticular quadrilha que atuava na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio Grande do Sul. Três pessoas foram presas e seis mandados de busca e apreensão, cumpridos em Porto Alegre.

A investigação – conduzida pela Unidade de Combate aos Desvios de Recursos Públicos – teve início em julho. A PF apurou que servidores públicos, entre eles um auditor-fiscal do Trabalho, resolviam rapidamente embargos e interdições de grandes obras no interesse de um grupo empresarial da área de Segurança do Trabalho. A maioria desses entraves foi imposta pelo auditor investigado em troca de vantagem pessoal.

Em alguns casos, os embargos e interdições eram direcionados a grandes obras para que uma das empresas do grupo empresarial se apresentasse com a garantia da rápida resolução dos entraves estabelecidos pelas medidas administrativas impostas pelo auditor.

Na Superintendência, os servidores públicos suspeitos aceleravam a tramitação interna para os clientes do grupo empresarial a fim de garantir as promessas feitas pelo principal articulador do esquema, que, além de promover o levantamento das medidas administrativas em prazo recorde, também assegurava uma espécie de “salvo-conduto” da Fiscalização do Trabalho no Estado.

O grupo empresarial estava expandindo o sistema para outras capitais do País, nos mesmos moldes e igualmente se utilizando de corrupção de servidores públicos. Havia também o pagamento de propina a engenheiros encarregados de obras de grandes construtoras (na ordem de 3% a 5% no valor dos contratos) para contratarem o grupo para assessoria na área de segurança do trabalho.

Atentado contra auditor-fiscal


Segundo a PF, a deflagração da operação foi antecipada devido à descoberta de um plano de atentado contra a vida de auditor-fiscal do Trabalho que não fazia parte do esquema e que iria fiscalizar uma obra da construção de um empreendimento em Gravataí.

O esquema investigado gera grandes lucros ao grupo empresarial, pois a paralisação de grandes obras representa custo adicional elevado com funcionários parados, máquinas locadas, terceirizados em geral, fornecedores e multas contratuais, além de atrasos no cronograma de conclusão e inauguração das obras.
Fonte: Correio do Povo 
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição do dia 31 de outubro de 2013

Evandro

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Polícia gaúcha participa de ação em SC para prender suspeitos de ataques a bancos no RS

Policiais do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná cumprem mandados de busca e apreensão e de prisão em Joinville

Uma ação das Polícias Civis do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná  busca prender suspeitos de participarem de ataques a banco, roubos de cargas e tráfico de drogas. Os policiais cumprem 42 mandados de prisão e 24 de busca e apreensão na região de Joinville e outras cidades do nordeste catarinense.

Ao todo, cerca de 150 policiais dos três Estados participam da ação, sendo 13 gaúchos cumprindo quatro mandados de prisão. O foco da operação para os gaúchos é a prisão de suspeitos que estejam enolvidos com ataques a bancos no RS.

Enquanto para os policiais do Estado a missão é coibir o roubo a bancos, assim como os paranaenses,já para os catarinenses, o foco é o tráfico de drogas.
Segundo o diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) do RS, Guilherme Wondracek, a operação gaúcha visa impedir a evolução de quadrilhas que atacam caixas eletrônicos no Estado:
— De agosto a ontem (quarta-feira), pelo menos 11 suspeitos presos por envolvimento com roubos a caixas eletrônicos no  Rio Grande do Sul, são de santa catarina, a maioria da região de Joinville.
As investigações sobre os suspeitos começaram há mais de seis meses e produziram mais de mil horas de escutas telefônicas. Na ação são utilizados o helicóptero da Policia Civil catarinense, além de cães farejadores.

Wondracek afirma, ainda, que será realizada uma reunião entre as polícias dos três Estado à tarde, a fim de trocarem informações a respeito de ações e suspeitos. O diretor salienta que busca-se evitar que ataques como o ocorrido na quarta-feira em Morrinhos do Sul,que resultou em duas prisões e uma morte, evoluam para o uso de explosivos.
 Fonte:Zero Hora
Postado por:Elisete Bohrer


+ Mais Informações ››››››

Entenda por que a prisão de ventre é mais comum entre as mulheres e saiba como evitar

Questões biologicas, hormonais e emocionais podem causar o problema

Embora afete ambos os sexos, a constipação intestinal, ou prisão de ventre, é mais frequente entre as mulheres. Isso ocorre não só por motivos biológicos ou hormonais, por exemplo, mas também em função de motivos menos graves, como receio e timidez.
— A maior parte das garotas ainda fica envergonhada quando precisa usar o banheiro fora de casa. Tanto que o intestino de muitas delas simplesmente para de funcionar quando vão trabalhar, viajar ou dormir na casa de amigas, namorados ou familiares, por exemplo — revela o gastroenterologista do Hospital do Coração (HCor) André Siqueira Matheus.
Para o especialista, esse tipo de comportamento pode trazer graves prejuízos à saúde. A alteração do hábito intestinal, além de estar relacionada com diferentes doenças do aparelho digestivo, provoca inchaço, aumento do abdome e pode causar dificuldade ou dores na hora de ir ao banheiro.
— Evacuar pouco ao longo da semana ou apresentar evacuações com fezes muito endurecidas já caracteriza o quadro de constipação intestinal. Por isso, é fundamental que as mulheres utilizem o banheiro sempre que precisarem — afirma.
O médico explica que o mau funcionamento do intestino está associado a problemas como diverticulites, hemorroidas, fissuras anais e até câncer intestinal. Fatores como ciclo menstrual, gravidez, menopausa e idade avançada também contribuem com a maior frequência de constipação intestinal em mulheres.
— Os hormônios sexuais femininos influenciam os movimentos peristálticos do intestino grosso. Tanto que já se sabe que o intestino de muitas mulheres fica "preguiçoso" durante o período menstrual. Por outro lado, a prisão de ventre é comum na menopausa ou em idades mais avançadas, já que as mudanças ocorridas durante essas fases da vida também afetam os músculos do intestino grosso. Já as grávidas costumam ter problemas digestivos porque, além das mudanças hormonais, o aumento do útero pode dificultar as suas funções intestinais — explica Matheus.
Para garantir o bom funcionamento do intestino, o gastroenterologista tem algumas dicas de comportamento e alimentação que podem beneficiar a evacuação e todo processo digestivo sem o uso de medicamentos:
1) Preocupe-se com as evacuações: saber a frequência de funcionamento do intestino e o aspecto das fezes é muito importante para cuidar de forma adequada do intestino. Mas o mais importante é não inibir o reflexo evacuatório. Ou seja, quando der vontade, vá ao banheiro!
2) Consuma laxantes naturais: podem ser alimentos ricos em fibras, como frutas, verduras e legumes. Entre as melhores opções estão o mamão, a ameixa seca, a semente de linhaça, o gergelim, o farelo de trigo e a granola que podem ser consumidos com iogurte, por exemplo, cujos lactobacilos beneficiam bastante o processo digestivo.
3) Exercite-se com frequência: isso estimula o peristaltismo — movimento que empurra os alimentos ao longo do tubo digestivo — e melhora muito o funcionamento intestinal. Vale lembrar que o sedentarismo também é uma das causas da prisão de ventre.
4) Beba mais líquido: de preferência água e suco de frutas, que também são muito ricos em fibras. Essa medida é fundamental para a hidratação das fezes e melhora do hábito intestinal. Ingira aproximadamente 1,5 litro de líquido por dia.
5) Coma menos alimentos constipantes: como carnes, laticínios, açúcar, farinha branca, café e refrigerantes. Quando consumi-los, mastigue-os bem ou beba sem exageros
6) Acerte-se com o relógio: no período da manhã, a função intestinal é melhor. Por isso, procure evacuar durante esse horário. Se puder, programe-se para sempre usar o banheiro no mesmo horário.
7) Evite tomar remédios por conta própria: quem sofre constipação intestinal deve sempre procurar um médico.
Fonte:BEM-ESTAR
Postado:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Programa Vida no Sul: Habitação Rural e Mostra Musical no norte do RS‏

Acompanhe o programa desta semana:

+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!