sábado, 5 de abril de 2014

Rondinha - Assaltantes são perseguidos pela polícia e capotam carro

Logo após aos assalto a casa lotérica de Constantina, a Brigada Militar do município comunicou todos efetivos da Brigada da região, Polícia Civil e PRF,informando que os meliantes tinham fugido em direção a Ronda Alta.
De imediato a Brigada Militar de Sarandi deslocou-se  em direção ao possível paradeiro dos criminosos, no trevo de Ronda Alta encontrou-se com a Hillux de cor preta e iniciou-se uma perseguição.
Em tentativa de despistar a viatura policial, os assaltantes entraram na estrada vicinal que liga a Comunidade de Linha Gramado à Rodovia. Após rodar aproximadamente 2km de estrada de chão a Camionete Hilux acabou capotando.
Houve troca de tiros no local, um dos indivíduos foi preso, o menor M.Z. os outros três fugiram em direção ao mato, um deles ferido.
A camionete utilizada nesse crime também é roubada e sua origem é da cidade de Casca/RS.
No momento a BM Regional, Policia Civil e Policia Federal estão em busca dos fugitivos.
A polícia pede para que os moradores da região que tiverem alguma informação do paradeiros dos assaltantes comuniquem de imediato através dos fones 54 3361 1025 ou 54 3361 1225.
























Fotos - Joel De Brito
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Morre Dino Franco

Perdemos um dos maior Artista Sertanejo de todos os tempos. Morreu ontem, as 11 horas, na cidade de Rancharia, o Grande Dino Franco.
Osvaldo Franco (Dino Franco) nasceu em 08 de setembro de 1936, na cidade paulista de Paranapanema.
Desde muito cedo se inclinou para a vida artística. Em 1954 já trabnalhava na Rádio Marconi de Paraguaçu Paulista. Dois anos após, em 1956, estava na Capital e cantou com Tibagi (da dupla com Miltinho). Nessa época Dino Franco tinha o nome artístico de Pirassununga.
A parceria com Tibagi foi desfeita. Dino arruma um novo parceiro e deixa de ser o Pirassununga para se tornar o Junqueira da nova dupla Juquinha e Junqueira. A união desses cantadores durou apenas dois anos.
Em 1963 retorna com o antigo nome (Pirassununga) e faz dupla com Piratininga.
Gravam para a CBS e posteriormente para a Continental. Essa dupla também foi desfeita, só que dessa vez, com a morte de seu novo companheiro.
Como sempre, Dino Franco consegue outro parceiro: Belmonte.
Pirassununga e Belmonte gravaram na Chantecler, acompanhados pelo sanfoneiro Zé Maringá. A parceria com Belmonte também se desfez.
O poeta violeiro não desanimou. Dino Franco começou a viajar com duplas famosas da época, fazendo parte da companhia teatral, tais como: Zico e Zéca, Liu e Léu, e Abel e Caim.
Biografia completa de Dino Franco no site Recanto Caipira
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!