sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Três Palmeiras - As fotos do dia

Veja belas imagens do arco-iris do final da tarde desta sexta feira:






Fotos: Eloidemar
+ Mais Informações ››››››

Alternância de sol e chuva predomina a partir de amanhã no RS

Neste sábado, ocorrem pancadas à tarde

O fim de semana no Rio Grande do Sul vai ser marcado pela alternância de sol e nuvens no período da manhã e pela ocorrência de pancadas de chuva à tarde. Conforme a MetSul Meteorologia, o quadro de instabilidade deve se manter em grande parte da semana que vem.
Fonte: Rádio Guaíba
Postado Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

Decretada prisão preventiva de advogado suspeito de lesar 30 mil clientes

Golpe pode ter movimentado mais de R$ 100 milhões

O juiz Orlando Faccini Neto, da 3ª Vara Criminal do Foro de Passo Fundo, decretou nesta sexta a prisão preventiva do advogado Maurício Dal Agnol e estabeleceu pagamento de fiança de R$ 724 mil à esposa dele Márcia Fátima da Silva Dal Agnol, e de R$ 144,8 mil para mais três pessoas detidas em uma operação conjunta da Polícia Federal e do Ministério Público. O grupo é suspeito de formar uma quadrilha para se apropriar de indenização de cerca de 30 mil clientes , ao longo de 15 anos, em processos judiciais. O magistrado também aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público, e os cinco viraram réus em um processo criminal.

A Promotoria de Justiça de Passo Fundo denunciou Maurício Dal Agnol, Márcia Fátima da Silva Dal Agnol (esposa de Maurício e que coordenaria o escritório de advocacia), Pablo Geovani Cervi (advogado suspeito de colaborar na captação de clientes), e Vilson Belle e Celi Acemira Lemos (suspeitos por aliciarem clientes para outorgarem procurações aos advogados).

A denúncia foi assinada pelos promotores de Justiça Álvaro Poglia, Marcelo Juliano Silveira Pires e Júlio Balardin. O superintendente da Polícia Federal do RS, Sandro Caron, também acompanhou os trabalhos .O valor total desviado atingiria mais de R$ 1,6 milhão, mas a estimativa é de que o esquema tenha movimentado mais de R$ 100 milhões. Os golpes ocorreriam em Passo Fundo e em Bento Gonçalves.

A operação foi chamada de “Carmelina” por ser o nome de uma das vítimas do esquema, idosa que faleceu sem receber mais de R$ 100 mil que lhe caberiam. A investigação do crime começou há dois anos através de representação da Ordem dos Advogados do Brasil e do Ministério Público Federal. Conforme apurado nestas investigações, uma renomada banca de advogados, com sede principal em Passo Fundo, captava clientes e ajuizava ações contra uma empresa de telefonia.

Maurício Dal Agnol teria adquirido centenas de imóveis, avião a jato, automóveis de luxo e milhões de reais em contas bancárias nos últimos 15 anos. Os delitos teriam sido praticados, em sua maioria, contra pessoas com poucos recursos financeiros e idosos.

O subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Jurídicos, Ivory Coelho Neto, destacou que a “Operação Carmelina” deve-se à atuação conjunta entre o Ministério Público e a Polícia Federal. “Prestamos apoio institucional aos promotores de Passo Fundo, que atuaram no sentido de desarticular este grupo criminoso”, afirmou.

Fonte: Rádio Guaíba
Postado:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Novo Barreiro- Incêndio destrói residência

Na manha desta sexta-feira por volta das 10h30min um incêndio destruiu completamente a residência do Senhor Gilberto Roese,mais conhecido como Chico,danificando totalmente a residência e os pertences da família,onde vizinhos conseguiram retirar o carro e a moto já um pouco danificada do local.no momento do incêndio estavam na residência a mãe e o filho do Sr Gilberto que conseguiram sair ilesos.

O sinistro foi atendido pela brigada militar de Novo Barreiro sendo que o corpo de Bombeiros de Palmeira das Missoes chegou minutos depois para controlar as chamas e evitar que o fogo atingisse casas próximas.


A fim de auxiliar a família a secretaria de assistência social do município iniciou mobilização municipal e regional para arrecadação de donativos como, roupas alimentos e móveis para a família.









 Fonte:Rádio Comunitária de Novo Barreiro 
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Quadrilha de advogados e contadores investigada por lesar 30 mil gaúchos

PF deflagrou operação Carmelina em Bento Gonçalves e Passo Fundo

A Polícia Federal (PF), com apoio do Ministério Público gaúcho, desencadeou na manhã desta sexta-feira a operação Carmelina, com o objetivo de desarticular organização criminosa formada principalmente por advogados e contadores que pode ter lesado mais de 30 mil pessoas no Rio Grande do Sul em valores que superariam R$ 100 milhões.

Estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão em escritórios de advocacia e de contabilidade e em uma residência, nos municípios de Passo Fundo e Bento Gonçalves, além de um mandado de prisão preventiva.

A investigação iniciou há dois anos por representação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público Federal (MPF). Foi apurado que uma renomada banca de advogados, com sede principal em Passo Fundo, captava clientes e ajuizava ações contra uma empresa de telefonia. As ações eram julgadas procedentes e o valor recebido não era repassado aos clientes ou era pago em quantia muito menor da que havia sido estipulada na ação.

O líder da organização criminosa – que há 15 anos possuía patrimônio modesto – atualmente é proprietário de centenas de imóveis, avião a jato, automóveis de luxo e milhões de reais em contas bancárias.

“Carmelina” é o nome de uma senhora, lesada pelo grupo, que faleceu em decorrência de um câncer. Ela poderia ter um tratamento mais adequado se tivesse recebido a quantia aproximada de R$ 100 mil a que teria direito, valor que os criminosos nunca lhe repassaram.

Fonte: Correio do Povo
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Divulgadas regras para declaração do Imposto de Renda 2014

Prazo para prestar contas com Leão vai de 6 de março a 30 de abril

O Diário Oficial da União publicou nesta sexta-feira a Instrução Normativa que estabelece as regras para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2014, que começa no dia 6 de março. O prazo final será o dia 30 de abril em 2014. A multa mínima para quem não entregar no prazo é R$ 165.

A entrega da declaração deverá ser feita pela internet,utilizando o Receitanet , programa de transmissão da Receita Federal, ou por meio de dispositivos móveis tablets e smartphones para sistemas operacionais Android e iOS (Apple). A Receita não receberá mais as declarações em disquete, que eram entregues no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Os formulários de papel já haviam sido abolidos pela Receita Federal.

Como nos outros anos, o contribuinte que enviar no início do prazo deverá receber a restituições nos primeiros lotes, salvo inconsistências, erros ou omissões no preenchimento da declaração. Também terão prioridade no recebimento das restituições, os contribuintes com mais de 60 anos, conforme previsto no Estatuto do Idoso, além de portadores de moléstia grave e deficientes físicos ou mentais.

Os lotes regulares começam a ser liberados no dia 16 de junho e terminam em 15 de dezembro de 2014. Após a liberação desses lotes, as restituições serão pagas em lotes residuais para os contribuintes que corrigirem as declarações. Deve declarar, entre outros, quem recebeu rendimentos tributáveis cuja a soma foi superior a R$ 25.661 em 2013, além daqueles que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil, em 2013.

A declaração do IRPF 2014 é obrigatória ainda para quem obteve, em qualquer mês de 2013, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas. Também declaram quem adquiriu posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil. A declaração deve ser preenchida ainda pelos que passaram à condição de residente no Brasil, em qualquer mês do ano passado, e que estavam nesta condição em 31 de dezembro de 2013.

A regra também vale para quem optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital obtido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contados a partir da celebração do contrato de venda. Quem obteve, no ano passado, receita bruta superior a R$ 128.308 de atividade rural também deve declarar.

A pessoa física pode optar pelo desconto simplificado. A opção implica na substituição de todas as deduções admitidas na legislação tributária, correspondente à dedução de 20% (vinte por cento) do valor dos rendimentos tributáveis na Declaração de Ajuste Anual, limitado a R$ 15.197. O desconto simplificado não é permitido para o contribuinte que pretende compensar prejuízo da atividade rural ou imposto pago no exterior.

Receita passa a disponibilizar declaração previamente preenchida
A declaração de ajuste anual previamente preenchida passa a valer este ano, como havia antecipado em 2011 a Agência Brasil. As regras estão na instrução normativa publicada hoje no Diário Oficial da União, que trata da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2014.

A Receita Federal, que chegou a anunciar a ampliação do serviço, voltou atrás, por razões de segurança, e manteve as regras anteriormente vigentes. Por isto, nem todos os contribuintes que desejarem preencher pelo modelo simplificado poderão utilizar o novo modelo: só se enquadram como aptos para o novo serviço os contribuintes que possuem certificação digital, ferramenta informatizada cara e ainda inacessível para muitas pessoas. A certificação custa no mínimo R$ 100.

Pela instrução normativa, o contribuinte pode utilizar a Declaração de Ajuste Anual Pré-preenchida, desde que tenha apresentado a Declaração de Ajuste Anual referente ao exercício de 2013, ano-calendário de 2012. Outra condição é que, no momento da importação do arquivo, as fontes pagadoras tenham enviado para a Receita a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf) referente ao exercício de 2014, ano-calendário de 2013.

O contribuinte terá o direito a um arquivo a ser importado para a Declaração de Ajuste Anual. O documento contém algumas informações relativas a rendimentos, deduções, bens e direitos e dívidas e ônus reais.

O acesso às informações do arquivo a ser importado para a Declaração de Ajuste Anual só pode ser feito por contribuinte que possua certificação digital ou por representante com procuração eletrônica. O arquivo deve ser obtido no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC) no site da Receita, na internet. As regras não se aplicam a quem utilizar os programas para tablets e smartphones utiliados para o preenchimento da declaração

Fonte: Agência Brasil 
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Informativo da Crehnor do dia 21 de fevereiro de 2014


Fonte:Jorge André Rogerio
                            Postado por:Elisete  Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição do dia 21 de fevereiro de 2014

Apresentado por:Alcione Gondorek


Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Três Palmeiras- Ano Letivo 2014

Nesta próxima segunda -feira,24, inicia-se o Ano Letivo 2014, nas Escolas Municipais e Estadual  de Três Palmeiras, em entrevista a Rádio Comunitária Liberdade FM, no programa Estação da Manhã apresentado pelo Locutor Alcione Gondorek, a Secretária da Educação de Três Palmeiras , Loivani Colares, falou sobre o início do Ano Letivo, também relatou sobre o roteiro do transporte escolar, entre outros assuntos foram abordados, confira em áudio a entrevista completa:

Texto, edição e postagem:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Três Palmeiras – 3º Etapa das Olimpíadas Coloniais

Neste próximo Domingo, 23, acontece  a 3º Etapa das Olimpíadas Coloniais de Três Palmeiras, na comunidade da Linha Caramuru, com início às 14:30 horas. A  1º Etapa das Olimpíadas Coloniais, aconteceu na Sede dos Funcionários Públicos ,no interior da  Linha Fortaleza, a 2º Etapa das Olimpíadas Coloniais, foi no encerramento da  4º Festa da Uva e da Agricultura Familiar de Três Palmeiras.


O Governo Municipal de Três Palmeiras e a  Comissão Organizadora das Olimpíadas Coloniais estão convidando a  todos os  integrantes das equipes participantes e a população em geral para a que se façam presentes na 3° Etapa das Olimpíadas Coloniais.
Texto e foto:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Problemas familiares durante a infância podem afetar desenvolvimento do cérebro

Pesquisa aponta que exposição a dificuldades está associada a dimimuição do tamanho do cerebelo

Uma pesquisa revelou que a exposição a problemas familiares durante a infância e início da adolescência afeta o desenvolvimento do cérebro, o que pode levar a futuros problemas de saúde mental.
Liderado pelo psicólogo Nicholas Walsh, o estudo utilizou a tecnologia de imagens cerebrais para escanear os adolescentes com idades entre 17 e 19 anos. Constatou-se que aqueles que experimentaram leve a moderada dificuldades familiares entre o nascimento e os 11 anos de idade tinham desenvolvido um cerebelo menor — área do cérebro associada ao aprendizado de habilidades, regulação do estresse e controle sensorial e motor.
Os pesquisadores também sugerem que um cerebelo menor pode ser um indicador de risco de doença psiquiátrica no futuro.
O objetivo foi determinar o impacto, em adolescentes então saudáveis, da exposição a formas mais comuns, mas relativamente crônicas, de problemas no núcleo familiar. Estes incluiriam tensão entre os membros da família, abuso físico ou emocional, a falta de afeto ou comunicação entre os parentes, e os eventos que tiveram um impacto prático na vida familiar diária e poderiam ter resultado em problemas de saúde, de convivência ou escolares.
De acordo com Walsh, os resultados são importantes porque a exposição a adversidades na infância e na adolescência é o maior fator de risco para o desenvolvimento de uma doença psiquiátrica no futuro. Além disso, essas patologias são um enorme problema de saúde pública e a principal causa de incapacidade e deficiência das pessoas no mundo.
— Conseguimos mostrar que a exposição a dificuldades familiares, mesmo leve e moderada, pode afetar o cérebro em desenvolvimento. A redução da exposição a ambientes sociais adversos no início da vida pode aumentar o desenvolvimento cerebral e reduzir os riscos de saúde mentais na vida adulta — acrescenta o psicólogo.
A pesquisa analisou 58 adolescentes e seus pais foram convidados a recordar eventos negativos que seus filhos haviam experimentado entre o nascimento e até os 11 anos de idade.
— Sabemos que os fatores de risco psiquiátricos não ocorrem de forma isolada, mas agrupados. Usando uma nova técnica, mostramos como o agrupamento geral de adversidades afeta o desenvolvimento do cérebro— esclarece o cientista.
Os pesquisadores também descobriram que aqueles que as crianças que tinham experimentado problemas familiares eram mais propensas a ter uma doença psiquiátrica diagnosticada, tinham um dos pais com distúrbio de saúde mental e percepções negativas de como sua família funcionava.
Fonte:BEM-ESTAR
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Passar muito tempo sentado pode causar incapacidade física após os 60 anos

Pesquisa aponta que cada hora de inatividade dobra o risco de incapacidade

Se você tem 60 anos ou mais, deve ficar ainda mais atento ao sedentarismo. Cada hora consecutiva que você passa sentado pode dobrar o risco de desenvolver algum tipo de dependência física, independentemente da quantidade de exercício que você já tenha feito durante o dia, relata um novo estudo do Northwestern Medicine.
A pesquisa é a primeira a mostrar que o comportamento sedentário sozinho já é um fator de risco para a incapacidade física. Em uma situação hipotética: se houver duas mulheres de 65 anos de idade, uma delas sedentária por 12 horas consecutivas por dia e outra sedentária durante 13 horas por dia, também consecutivas, a segunda é 50% mais propensa a desabilitar-se fisicamente, segundo o estudo.
— Conseguimos mostrar que o comportamento sedentário está ligado ao aumento da probabilidade de desenvolver deficiência, independentemente da quantidade de atividade física que você faça. Ser sedentário não é apenas sinônimo de atividade física inadequada— explica a professora Dorothy Dunlop.
A deficiência física é definida por limitações na capacidade de fazer ações básicas como comer, vestir-se, tomar banho, levantar-se da cama e caminhar em uma sala. A incapacidade física aumenta o risco de hospitalização e é uma das principais fontes de custos de cuidados com a saúde.
— Os adultos mais velhos precisam reduzir a quantidade de tempo que passam sentados, seja em frente à TV ou no computador, mesmo que façam exercícios moderados ou vigorosos— diz a professora.
O estudo analisou uma amostra de 2.286 adultos com 60 anos ou mais. O método comparou pessoas em situações de saúde similares e com a mesma quantidade de atividade física realizada. Os participantes usavam acelerômetros para medir o seu tempo de sedentarismo e atividade física. Quanto mais velhas e mais pesadas as pessoas são, mais elas tendem a superestimar os seus exercícios.
Como a investigação examina os números em um dado período de tempo, ela não determina definitivamente que o comportamento sedentário provoca deficiência, mas chama a atenção para o fato de que este é um problema em potencial.
Para reduzir o tempo sentado, a Dorothy faz as seguintes sugestões:
1. Levante-se quando você fala ao telefone ou durante uma reunião de trabalho
2. Quando você vai ao supermercado ou shopping, estacione em um local um pouco mais distante
3. Quando você se levanta para pegar um copo de água, ande pela casa ou escritório
4. Entre pequenas distâncias, caminhe em vez de pegar o carro
5. Use as escadas em vez do elevador, se você é capaz
Fonte:Bem Estar
Postado por:Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Caiçara - Eventos podem ser fenômenos paranormais


Acontecimentos incomuns presenciados na casa de uma família moradora na zona rural de Caiçara têm impressionado as pessoas, e se tornado o principal o assunto da cidade. Socos nas paredes, pedras de todos os tamanhos que caem sobre o telhado e até dentro da casa, mesmo com portas e janelas
fechadas. O que, no início, foi visto com desconfiança, começa a ser compreendido pela comunidade como uma possível manifestação sobrenatural.
Valdir Marchioro, morador da comunidade onde aconteceram as primeiras manifestações do fenômeno, em uma das noites em que as pedras caíram, relata que tentou ajudar acolhendo a família na sua casa, para que pudessem ter uma noite de sossego. "No que eu tirei o cadeado do portão, e eles foram entrando no pátio, as pedras começaram a cair no telhado lá de casa". O vizinho então os levou à escola da comunidade, onde passaram a noite sem a ocorrência de nova manifestação.
A cabeleireira e amiga da família, Zilda Roggia, contou que, devido aos acontecimentos, tem ido até a casa fazer orações e confortar os moradores, e tem ouvido histórias surpreendentes. "Eles me contaram que a mulher estava fazendo pão, e uma pedra caiu dentro da forma, mesmo com todas as portas e janelas fechadas. Na segunda feira, 10, caíram muitas pedras, que inclusive atingiram os membros da família. Uma faca voou sozinha, ovos caíram, uma chaleira de água saltou do fogão e uma das pedras atingiu o forno elétrico, estourando a porta de vidro", relatou a cabeleireira.
Polícia presenciou manifestações Na quarta-feira, 5, a Brigada Militar de Caiçara foi acionada para atender uma ocorrência de apedrejamento no interior do município. Ao solicitar atendimento policial até o local foi relatado que havia pessoas dando socos nas janelas e jogando pedras no telhado, mas que não achavam ninguém. A polícia fez a averiguação e não encontrou nenhuma pessoa nos arredores da propriedade.
Na quinta-feira, 6, as pedras começaram a cair sobre a casa ainda durante o dia, e a Brigada foi acionada novamente. De acordo com o sargento João Carlos Aquino, os policiais foram até a propriedade na noite de quarta-feira e ainda na quinta-feira, durante o dia e também à noite. "Nós estivemos lá procurando nos milharais, no meio do mato, subimos um cerro próximo a casa, em todos os locais onde alguém poderia estar escondido para atirar as pedras. Não encontramos ninguém, e as pedras não paravam de cair", conta Aquino. O sargento afirma que não era possível ver exatamente de onde as pedras vinham. "Só se ouvia o barulho do impacto e, em seguida, já víamos as pedras caídas no chão", acrescenta.
O soldado da polícia militar, Marcos Cleber Paloschi, também esteve na propriedade, por duas vezes, enquanto os fenômenos aconteciam. A segunda vez foi na quinta-feira, 6, por volta de meia-noite, quando o policial presenciou a "chuva de pedras", que se estendeu até as 3 horas da manhã de sexta-feira, 7. "Eu comecei a procurar ao redor para ver se encontrava algo, mas as pedras caíam de todos os lados. O mais incrível era que nenhuma caía fora da casa, todas no telhado", relata o soldado.
Paloschi conta que ficou desesperado, porque via aquilo acontecer, mas não conseguia encontrar uma explicação lógica para o que ocorria. "Eram pedras de todos os tamanhos, grandes, pequenas. Quando eu estava num lado da casa, elas vinham do outro", descreve Paloschi.
Ainda sobre o fenômeno, o sargento Aquino complementa: "sou católico e a gente não acredita nessas coisas. Eu já vi de tudo, mas nada parecido com o que aconteceu naquela casa. A polícia não tem mais o que fazer". Por isso, no relatório do registro de atendimento feito pela Brigada Militar consta que foi aconselhado à família que buscasse meios religiosos.
Em virtude dos acontecimentos, diversas correntes religiosas têm entrado em contato com os moradores da casa, com o objetivo de auxiliá-los. A reportagem do jornal O Alto Uruguai conversou com pároco da cidade, Gelson Natal Franceschi, que esteve com a família. Ele afirmou que não irá emitir nenhum juízo sobre o caso até que uma equipe multidisciplinar analise a situação.
O que diz a médium Para ajudar a desvendar o que está acontecendo em Caiçara, Zilda Roggia levou a família até a casa da reikiana Nair Calegari Pagno, que é médium. Em conversa com a equipe do AU, Nair esclareceu que alguns membros dessa família têm um dom paranormal, em especial, uma pessoa que tem uma força muito grande. "Mas nem essa pessoa sabe que tem esse poder, porque é o inconsciente que faz isso". A médium afirma que esse integrante tem uma paranormalidade e a sua energia está muito desequilibrada. Por isso, ela não sabe controlar esse poder.
"Provavelmente, esse indivíduo que tem essa paranormalidade avançada, que até move pedras, é alguém que já sofreu muito", acredita a reikiana.
Paranormalidade
A parapsicóloga Kleyde Guimarães, do Rio de Janeiro, que tomou conhecimento do caso através da médium frederiquense, esclarece que a parapsicologia estuda fenômenos dessa natureza, semelhantes ao que tem acontecido no interior de Caiçara. "É importante destacar que a parapsicologia é uma ciência e, como toda a ciência, é estudada, pesquisada e comprovada. Não é nada religioso", frisa a parapsicóloga.
Kleyde explica que a paranormalidade é um potencial da mente humana, uma energia controlada pelo
subconsciente. É uma manifestação que algumas pessoas desenvolvem por questões hereditárias ou por intensos sofrimentos. "O nosso subconsciente registra todas as experiências da nossa vida, desde a nossa concepção.
Tudo o que é bom e o que não é fica registrado, e isso pode desencadear esses eventos paranormais", afirma a parapsicóloga.
Para Kleyde, de acordo com o que foi relatado a ela sobre o caso de Caiçara, o ideal seria que a família fizesse um tratamento parapsicológico para identificar quem desse grupo desenvolveu essa paranormalidade e está em profunda desarmonia e sofrimento. "Essa pessoa desconhece a ação da energia mental dela, e é algo tão forte que, mesmo desconhecendo isso, ela consegue até provocar essas pedradas", conta a parapsicóloga, que reafirma: "é preciso deixar claro que essa pessoa não sabe. É o subconsciente, que tem uma reação aos registros de sofrimento e de insegurança".
O prefeito de Caiçara, Zílio Roggia afirmou que o município está procurando apoiar os envolvidos através do acompanhamento de uma assistente social e uma psicóloga. Ainda ontem, 14, o AU recebeu a informação extraoficial de que um parapsicólogo do município de Santo Augusto se disponibilizou a ajudar e poderá se deslocar até Caiçara para atender o casal e seus filhos.
Fonte: Fonte: Jornal AU / Samantha Schreiber
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!