terça-feira, 5 de novembro de 2013

Confira seis mitos e verdades sobre o infarto

Aperto no peito irradiado para os membros superiores e pescoço. Este é o principal sintoma sentido por milhares de brasileiros que sofrem um infarto agudo do miocárdio. Segundo dados do Ministério da Saúde, o problema cardiovascular atinge mais de 300 mil pessoas por ano e faz 80 mil vítimas. O número representa um óbito a cada cinco minutos.

— A visita ao médico e a realização de exames de rotina auxiliam o cardiologista a detectar se o paciente está dentro do grupo de risco de um infarto agudo do miocárdio e a sugerir ações e tratamentos para prevenir futuros danos ao coração — esclarece cardiologista Humberto Freitas.
Segundo o especialista, as pessoas ainda têm muitas dúvidas sobre o infarto agudo do miocárdio e dificuldades em reconhecer os sintomas de uma alteração cardíaca.

Para esclarecer a população sobre o assunto, o especialista explica alguns mitos e verdades:
Quem ronca, tem predisposição ao infarto

Mito. Entre os distúrbios do sono, apenas a apneia pode contribuir com o infarto agudo do miocárdio. Isso porque a pessoa tem a respiração interrompida por mais de 10 segundos, por várias vezes, enquanto dorme. A apneia interfere na circulação do oxigênio no organismo, o que prejudica o bom funcionamento do coração.

Aspirina ajuda a salvar a vida de quem está enfartando

Verdade. Os efeitos do medicamento em casos de emergência ou prevenção do infarto agudo do miocárdio são cientificamente comprovados, mas apenas um médico poderá fazer essa recomendação a um paciente de risco. O uso indiscriminado da aspirina é muito perigoso e pode gerar hemorragias.

Uma pessoa pode enfartar e não perceber

Verdade. A maioria das pessoas sabe identificar apenas o sintoma básico do infarto agudo do miocárdio: aperto no peito irradiado para os membros superiores e pescoço. Outros sintomas, como dor na boca do estômago e náuseas, podem ser interpretados erroneamente pelo paciente, por exemplo, como gastrite. Por isso, em caso de suspeita, a pessoa deve ir imediatamente ao hospital para realização de um eletrocardiograma, exame que detecta o infarto agudo do miocárdio.

Quem sofre um infarto não pode praticar atividade física

Mito. É parte da reabilitação do paciente que sofreu um infarto agudo do miocárdio praticar atividade física. O médico responsável pelo caso vai avaliar qual o melhor programa. O especialista pode indicar diversas atividades. Entre elas, a prática de exercícios em academias especializadas na reabilitação de pacientes ou leve caminhada em ruas ou parques.

O infarto agudo do miocárdio atinge mais homens do que mulheres

Mito. A mortalidade de homens por infarto agudo do miocárdio é maior na população mais jovem, mas, com o envelhecimento, o índice de mulheres vítimas supera o de homens devido à diminuição dos hormônios ocasionada pela menopausa. A partir dos 70 anos, as mulheres passam a ser as principais vítimas.

Forte emoção pode provocar infarto

Verdade. Em pessoas com predisposição, uma forte emoção ou situação de grande estresse pode desencadear um infarto agudo do miocárdio. Os eventos são relativos e vão desde jogos de futebol, para os apaixonados pelo esporte, até a perda de um membro da família.

Fonte:BEM-ESTAR
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição do dia 05 de novembro de 2013

Evandro

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Professor é suspeito de se envolver com aluna de 14 anos

Homem de 34 anos foi flagrado com garota dentro de carro em Sapiranga

A Brigada Militar (BM) prendeu um professor de História que supostamente mantinha relações sexuais com uma aluna de 14 dentro de um carro em Sapiranga, no Vale do Sinos. De acordo com a BM, no celular do homem de 34 anos havia fotos e vídeos da garota.

O flagrante ocorreu na tarde dessa segunda-feira. O caso foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Novo Hamburgo. O homem foi preso por pornografia envolvendo adolescente.

Fonte: Dico Reis / Rádio Guaíba


 Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Termina prazo para inscrição de detentos no Enem

Provas foram marcadas para 3 e 4 de dezembro

Termina nesta terça-feira o prazo de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para detentos e adolescentes que cumprem medidas socioeducativas. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet por um coordenador pedagógico da instituição. Ele deve informar o número da instituição e o CPF do participante.

As provas estão marcadas para 3 e 4 de dezembro e serão aplicadas nas próprias unidades onde estão os inscritos. No primeiro dia, os participantes terão quatro horas e meia para responder às questões de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias. No segundo dia, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática, além da redação. A duração chegará a cinco horas e meia.

Os presídios e unidades de internação precisam ter firmado termo de compromisso com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para participar do Enem.

Além de ser o responsável pela inscrição, o coordenador pedagógico tem a atribuição de divulgar as informações do exame, verificar os resultados e encaminhar a participação do candidato no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e em outros programas de acesso à educação superior.

No ano passado, o Enem para privados de liberdade teve 23.665 inscritos, sendo 20.687 homens e 2.978 mulheres. Do total de inscritos, 17.945 fizeram o exame em busca de certificação do ensino médio. É preciso ser maior de 18 anos para requerer a certificação por meio da prova do Enem.
Fonte:Fonte: Agência Brasil
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Ministério da Saúde firma novo acordo para redução de sal nos alimentos


O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, firma hoje (5) com a Associação Brasileira de Indústrias de Alimentação (Abia) o quarto pacto para a redução de sódio nos alimentos industrializados. Essa é uma forma de o governo diminuir o alto índice de consumo de sal no país, um dos fatores de risco para doenças crônicas como hipertensão e doenças cardíacas. A previsão é que novos alimentos sejam acrescentados aos três acordos firmados anteriormente.

Em 2011, o Ministério da Saúde assinou o primeiro acordo com a Abia para reduzir o teor de sódio  em 16 categorias de alimentos processados, como massas instantâneas, pães e bisnagas, nos próximos quatro anos. Em 2012, o tempo de compromisso  incluiu a redução de sódio em temperos, caldos, cereais matinais e margarinas vegetais
.
Segundo a pasta, a recomendação de consumo máximo diário de sal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é menos de 5 gramas por pessoa. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o consumo do brasileiro está em 12 gramas diários. Pesquisa feita com mais de 54 mil brasileiros em 2011 mostrou que a hipertensão arterial atingia 22,7% da população adulta.

O ministro também vai apresentar hoje dados inéditos da pesquisa Vigitel 2012 - Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico - sobre a hipertensão arterial no país.
Fonte: Agência Brasil

+ Mais Informações ››››››

Oque pode acontecer???

Façam seus comentários.............
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!