terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Tempo seco volta a predominar no RS

Quarta deve ter mínima de 14ºC e máxima de 27ºC na região Metropolitana

O tempo seco volta a predominar, nesta quarta-feira, no Rio Grande do Sul. Conforme a MetSul Meteorologia, a temperatura cai no amanhecer. A mínima na região Metropolitana de Porto Alegre deve ficar em 14ºC. À tarde, a máxima fica em torno dos 27ºC. A expectativa para os próximos dias é de calor e predomínio do ar seco.

Fonte: Rádio Guaíba
Postado Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

Saúde digestiva pode ser raiz de diversos problemas e desconfortos

Mau funcionamento do intestino pode prejudicar todo o organismo

A saúde intestinal pode ser definida como a correta digestão, absorção e assimilação dos alimentos, e a eliminação do que não é aproveitado pelo nosso organismo. Apesar de não parecer claramente, o sistema digestivo pode ser a raiz de diversos problemas e desconfortos.
— Se você tem algum tipo de sintoma digestivo, como distensão abdominal, constipação ou diarreia, azia ou queimação, peso no estômago após se alimentar, refluxo gástrico, gazes, dentre muitos outros sintomas desagradáveis, você pode estar sofrendo de gastrite, doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), síndrome do intestino irritável, colite ou algum outro tipo de patologia do aparelho digestório, inclusive câncer. Milhares de brasileiros têm problemas semelhantes — afirma o gastroenterologista Silvio Gabor.

Os problemas digestivos podem causar estragos em todo o corpo, levando a alergias, artrite, doenças autoimunes, erupções cutâneas, acne, fadiga crônica, transtornos do humor, demência, câncer e muitas outras doenças.

— Ter um intestino saudável significa mais do que simplesmente estar livre de incômodos como inchaço ou azia. É absolutamente fundamental para a saúde. A saúde intestinal está relacionada a tudo o que acontece no corpo, significa que os nutrientes são absorvidos e que as toxinas, os alérgenos e os micróbios patogênicos (causadores de doença) são mantidos fora do organismo — diz o gastroenterologista.

O intestino necessita de um constante processo de gerenciamento e atenção. A maneira mais fácil e adequada de manter a boa saúde intestinal é através de alimentação balanceada; observando o tipo de alimento, a quantidade ingerida e o tempo entre as refeições.

Como saber se seu intestino está desequilibrado?

Para assegurar uma boa digestão, primeiro é preciso saber o que pode desequilibrar o intestino. Veja a lista do gastroenterologista:
— Dieta pobre em fibras, com alto teor de açúcar e de alimentos processados, pobre em nutrientes e com alto teor calórico faz com que as bactérias "amigáveis" tenham seu trabalho dificultado e prejudiquem o ecossistema delicado do intestino

— O uso excessivo de medicamentos que prejudicam a função digestiva ou intestinal normal, como antiácidos, antiinflamatórios, antibióticos, esteroides, hormônios e medicamentos antidepressivos, entre muitos outros medicamentos
— A intolerância ao glúten (doença celíaca) não detectada, ou graus variáveis de alergias a alimentos, como laticínios (intolerância à lactose), ovos ou milho, dentre outros
— Infecções crônicas ou desequilíbrios intestinais com crescimento de bactérias patogênicas no intestino delgado, crescimento de fungos e parasitas
— Falta de função adequada da enzima digestiva, que pode resultar do uso de antiácidos, ou deficiência de zinco e proteínas
— O estresse, que pode alterar o sistema digestivo
Cuidar da alimentação é fundamental para prevenir os problemas no sistema digestivo. Hábitos simples podem trazer uma qualidade de vida melhor e uma longevidade com saúde e disposição.

 Veja as recomendações do especialista: 

— Beba água todos os dias. Cerca de 35ml por quilo de peso (por exemplo, cerca de 2, 5 litros para uma pessoa de 75Kg)
— Coma regularmente frutas, folhas verdes e grãos
— Tenha uma alimentação equilibrada comendo carboidratos, proteínas, lipídios (gorduras), vitaminas e minerais
— Caminhe pelo menos meia hora todos os dias
— Consultar um especialista na área que poderá orientá-lo a adotar hábitos saudáveis

Fonte:BEM-ESTAR
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Pena branda para quem deve pensão será votada na Câmara dos Deputados

Flexibilização de lei substitui detenção em regime fechado por semiaberto

Um dos pontos polêmicos do novo Código de Processo Civil, a possível flexibilização nas regras para o pagamento de pensão alimentícia pode ser votada hoje na Câmara dos Deputados. A proposta alteraria os artigos 867 e 869 do Projeto de Lei 8.046/2010, substituindo a prisão do devedor no regime fechado para o semiaberto, podendo ainda ser convertida em prisão domiciliar. A prisão em regime fechado seria mantida apenas em caso de reincidência.

Aflexibilização, de iniciativa do advogado especialista em direito de família Sergio Barradas Carneiro, na época em que era deputado federal (PT-BA) e relator do projeto, é duramente criticada pela bancada feminina na Câmara. A alteração também propõe maior prazo para a intimação pelo juiz, passando de três para 10 dias, e normatiza uma prática já adotada pelos magistrados, de inscrever o devedor no cadastro de inadimplentes. Entre especialistas e operadores do direito, a proposta ganha adeptos e opositores.

– Ameaça de prisão é a única forma eficaz de se fazer um devedor pagar alimento. Se não existir estabelecimento adequado para o semiaberto, vai para domiciliar. Isso não é prisão. Essa proposta acaba com a única ferramenta capaz de fazer com que não se deixe de cumprir a obrigação de garantir a sobrevivência de alguém. E aumentar o prazo de três para 10 dias não justifica, porque a fome não espera – diz a advogada Maria Berenice Dias, vice-presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família (Ibdfam), que considera a modificação "desastrosa".

No Rio Grande do Sul, o regime semiaberto já é uma realidade para os devedores de pensão alimentícia, segundo a chefe da Divisão de Controle Legal (DCL) da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Marli Ane Stock. Para ela, a medida serve para que os devedores possam trabalhar e obter o rendimento necessário para cumprir com o pagamento.

País está "na contramão da história", afirma juíza

A juíza Maura Angélica de Oliveira acredita que a proposta é um avanço. No foro regional onde atua, em Belo Horizonte, cerca de 60% dos 80 processos distribuídos mensalmente envolvem a questão de alimentos. E a maioria dos casos é resolvida por meio de conciliação.

– Outros países não adotam mais esse procedimento. Ficamos na contramão da história, ainda persistindo nessa forma de prisão. É preferível um semiaberto, porque ele (devedor) pode continuar trabalhando. Há outras formas de pressionar, como a inscrição da dívida no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e a impossibilidade de contrair empréstimo bancário.

Aprovação seria "muita ironia"
Entrevista: Rosane Ferreira - Deputada Federal (PV-RR)

A parlamentar Rosane Ferreira (PV-PR), coordenadora adjunta da bancada feminina da Câmara dos Deputados, afirma que a proposta de alteração irá penalizar mais os dependentes da pensão alimentícia do que o devedor.

Zero Hora – Quais os prejuízos dessa flexibilização?

Rosane Ferreira – Muitas vezes, o não pagamento da pensão é só uma forma de punir o ex-companheiro. Quando decreta a cobrança, o juiz o faz porque tem certeza da possibilidade do pagamento e, via de regra, é decretada a prisão, e o valor já é pago na sequência. O que queremos é não mexer no que já estava dando certo. Esta é uma das pouquíssimas políticas de defesa de crianças, adolescentes e mulheres sem condições de se prover que está dando certo no país.

ZH – A diferença no prazo tem tanto impacto assim?

Rosane – Quando se chega a essa situação, não é que se deixou de pagar três dias. Até sair o mandado judicial, há um longo e penoso caminho. E não estamos defendendo as mulheres, até porque elas também podem pagar pensão. Defendemos crianças e adolescentes, que já são vítimas da separação e também são da desatenção e do desamor.

ZH – Qual sua expectativa sobre a votação da flexibilização?

Rosane – Temos acordo com o atual relator e com o presidente e estamos preparados para alguma situação que possa advir das diversas bancadas. Mas seria muita ironia, no momento em que temos uma comissão geral para debater a violência contra a mulher, aprovarmos uma flexibilização dessa, que é também uma forma de violência.

"Prisão, em si, não é a solução"
Entrevista: Sérgio Barradas - Advogado

O advogado Sérgio Barradas Carneiro, responsável pela proposta de alteração feita na época em que era deputado federal e relator do projeto, diz que a flexibilização das regras não reduzirá a eficácia da medida coercitiva.

Zero Hora – Por que flexibilizar as regras atuais?

Sérgio Barradas Carneiro – Não extingui a prisão, apenas mitiguei e normatizei o que não tem hoje, que é a inscrição no cadastro de devedores. E essa é uma prisão de curta duração. Não dura mais de um dia, porque o sujeito (devedor) paga. De fato, mitiguei a primeira prisão para o regime semiaberto, mas o indivíduo precisa ter a liberdade para prover os meios para pagar a dívida.

ZH – Por que aumentar o prazo de intimação?

Carneiro – Quando (o juiz) decreta a prisão depois dos três meses de inadimplência, (o devedor) faz vaquinha na família ou arranja o dinheiro. Ele precisa do tempo para prover os meios de pagamento.

ZH – O regime semiaberto não seria menos eficaz?

Carneiro – Não é a prisão em regime fechado que vai resolver o problema, é a decretação da prisão. Se a ideia é apenas dar o susto da prisão, esse regime semiaberto tem o mesmo efeito. Há pais que suportam a prisão e agravam o conflito familiar. A prisão, em si, não é a solução. Busquei na minha militância em direito de família os meios para resolver o problema. E a questão da prisão domiciliar é um desvirtuamento do debate.

NÚMEROS NO ESTADO
Presos por atraso ou não pagamento de pensão no RS

- 2011 – 116

(111 homens e cinco mulheres)

- 2012 – 109

(101 homens e oito mulheres)

- 2013 – 103*

(96 homens e sete mulheres)*

Fonte: * Dos presos em 2013, 32 – todos homens – são da Região Metropolitana e cumprem a medida no Instituto Penal Pio Buck, em Porto Alegre

ESTÍMULO À CONCILIAÇÃO

Novo Código de Processo Civil prevê que os presos por dívida de pensão fiquem separados de outros detentos

- Em sessão extraordinária marcada para as 11h de hoje, o Plenário da Câmara começa a analisar os destaques ao novo Código de Processo Civil.

- Em 26 de novembro, os deputados concluíram a votação do texto-base do novo CPC, em sessão extraordinária, que durou cerca de 30 minutos.

- Um dos pontos polêmicos sobre o qual os deputados irão se debruçar hoje é o regime de prisão do devedor de pensão alimentícia. O novo texto propõe que a prisão do devedor passe do regime fechado, como é hoje, para o semiaberto.

- O regime só seria fechado em caso de reincidência. O texto também garante que os presos por dívida de pensão fiquem separados de outros detentos.


*Colaborou André Mags
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição do dia 10 de dezembro de 2013

Apresentação Alcione Gondorek

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Fotos do dia




Criatividade no comércio de Três Palmeiras
















Fotos:Elisete Bohrer

+ Mais Informações ››››››

Produção industrial cresce em 11 estados em outubro, aponta IBGE

Rio Grande do Sul teve alta de 1,4% em relação ao mês anterior

A produção industrial cresceu em 11 dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na passagem de setembro para outubro. Os destaques foram os estados do Ceará (3,8%), Pernambuco (2,9%), Pará (2,6%) e São Paulo (2,5%), segundo dados divulgados hoje (10).

Outros estados que tiveram alta em outubro na comparação com o mês anterior foram Paraná (2,1%), Espírito Santo (1,9%), Minas Gerais (1,8%), Rio Grande do Sul (1,4%), Amazonas (0,9%), Santa Catarina (0,9%) e Goiás (0,6%). Na média nacional, a indústria brasileira cresceu 0,6%.

Por outro lado, três locais tiveram queda na produção: Bahia (-6,2%), Região Nordeste (-5,4%) e Rio de Janeiro (-1,5%).

Na comparação com outubro do ano passado, houve aumento da produção em sete locais, com destaque para Rio Grande do Sul (14,5%), Paraná (13%) e Ceará (11,8%). Entre as sete quedas, as principais taxas ficaram com Espírito Santo (-8,5%), Bahia (-2,8%) e Rio de Janeiro (-2,6%).

No acumulado do ano, dez locais apresentam altas, com destaque para Rio Grande do Sul (6,4%), Paraná (5%) e Bahia (4,9%). No acumulado de 12 meses, também houve crescimento em dez locais, entre eles Bahia (6,4%), Rio Grande do Sul (3,6%), Goiás (3,3%) e Ceará (3%). 

Fonte:Agência Brasil
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Festa de Aniversário aos Locutores Evandro e Elisete

Locutora Elisete Bohrer
Locutor Evandro Amaral Seiter e sua esposa Lilian
Ontem dia 09 de dezembro aconteceu a festa de aniversário dos Locutores Evandro Amaral Seiter e da Locutora Elisete Bohrer.
A Locutora Elisete esteve de aniversário dia 08 de dezembro e o Locutor Evandro vai estar de aniversário no dia 17 de dezembro, onde ambos pagaram a festa e no fim da festa não podia faltar os presentes.


                                                                        Lilian, Locutora Elisete,Secretária 
                                                                                                 Claudinara,Jair, Locutor Evandro, Diretor 
                                                                                                  e Locutor Eloidemar e Locutor Alcione











+ Mais Informações ››››››

Justiça gaúcha proíbe uso de andadores por crianças

Sociedade Brasileira de Pediatria contra o uso do equipamento

A Justiça do Rio Grande do Sul proibiu a venda de andadores para crianças em todo o Brasil. Desde o começo deste ano, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) faz campanha contra o uso de andadores por crianças que estão aprendendo a andar. A SBP diz que há pelo menos um caso de traumatismo para cada duas a três crianças que usam o andador e que, em um terço dessas ocorrências, surgem lesões graves.

A decisão abrange nove marcas, citadas como rés no processo, ajuizado em Passo Fundo (RS) pela Associação Carazinhense de Defesa do Cidadão. A juíza Lizandra Cericato Villarroel, que concedeu a liminar, fixou multa de R$ 5 mil por dia de descumprimento da medida. Ela também determinou que, caso as fabricantes não apresentem certificação de qualidade de seus produtos feita pelo Inmetro, a proibição de venda ficará valendo até a decisão final da ação.

Na campanha da SBP, os pediatras explicam que bebês que usam o equipamento levam mais tempo para ficar de pé e caminhar sem apoio, engatinham menos e têm resultados inferiores em testes de desenvolvimento. Para eles, um dos principais fatores de risco para traumas em crianças é dar a ela mais independência do que sua idade permite. Em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, desde 2010 o uso de andadores por crianças em creches e escolas públicas é proibido.

Fonte: Agência Brasil
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Três Palmeiras - temporal

Imagens da linha de instabilidade que se aproximava de Três Palmeiras na tarde de ontem.








+ Mais Informações ››››››

Dilma será uma das oradoras na missa em homenagem a Mandela

Presidente embarcou nesta segunda para a África do Sul<br /><b>Crédito: </b> Roberto Stuckert Filho / PR / CPPresidente embarcou nesta segunda para a África do Sul

Crédito: Roberto Stuckert Filho / PR / CP
O Palácio do Planalto informou que a presidente Dilma Rousseff será uma das oradoras na missa em homenagem a Nelson Mandela. A homenagem será realizada nesta terça em Johanesburgo. Antes de Dilma, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, também fará discurso na cerimônia. Depois da presidente, falam o vice-presidente da China, os presidentes da Namíbia, Índia e Cuba.

Dilma embarcou nesta segunda, para a África do Sul ao lado dos ex-presidentes José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. A missa em homenagem a Mandela está prevista para as 11h, no horário local (7h, horário de Brasília).
Fonte: AE
+ Mais Informações ››››››

Instabilidade diminui, mas RS segue com muitas nuvens nesta terça

Sol predomina, mas várias regiões devem ter chuva passageira ao longo do dia

A instabilidade diminuirá em relação a segunda-feira, mas o tempo ainda não firma nesta terça no Rio Grande do Sul. Muitas nuvens permanecem sobre o Estado e a maioria das regiões terá possibilidade de chuva localizada e passageira no decorrer do dia.

Essa chance é maior nas Metades Norte e Leste, onde até existe o risco de pancadas fortes isoladas à medida que ar mais frio ingressa no Estado e encontra a atmosfera aquecida e com abundante umidade. A temperatura vai declinar, mas parte do dia ainda tem ar abafado.

As mínimas chegam a 11°C em São José dos Ausentes e 13°C em Vacaria. A máxima, por sua vez, pode alcançar alguns pontos, como Santa Rosa. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 19°C e 26°C.

O deslocamento de área de baixa pressão e de um sistema frontal trouxe chuva para grande parte do Rio Grande do Sul nesta segunda. As precipitações, contudo, foram irregulares. Temporais ocorreram, mas, felizmente, sem consequências graves como na semana passada. Houve rajadas de vento e granizo miúdo isolado.

Na quarta-feira, o sol aparece em grande parte do RS, mas a circulação de umidade de uma área de baixa pressão no mar deve trazer nuvens e chuva isolada no Leste e no Nordeste gaúcho. Quinta e sexta-feira serão dias com abundante presença do sol, com temperatura em elevação e o retorno gradual do calor. No fim de semana, a expectativa é de dias de sol e nuvens, mas o calor que ganhará muita força provocará pancadas isoladas.
Fonte: Metsul
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!