quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Calor e tempo seco seguem predominando no RS

Máxima pode chegar a 38ºC no começo da próxima semana

O tempo seco e o calor seguem predominando em todo Rio Grande do Sul, nos próximos dias. Conforme a MetSul Meteorologia, a máxima pode chegar a 38ºC no começo da próxima semana. A expectativa é de retorno da instabilidade a partir de 24 de janeiro.

Fonte: Rádio Guaíba
Postado Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

Mulher morre eletrocutada ao cortar grama em Erechim, no Norte do RS

Uma mulher de 30 anos morreu eletrocutada na noite da quarta-feira (15) em Erechim,na Região Norte do Rio Grande do Sul. Segundo a Brigada Militar, a vítima estava cortando a grama, por volta das 20h30, quando recebeu uma descarga elétrica.
De acordo com a polícia, um vizinho encontrou a mulher caída no pátio da casa onde morava, no Bairro José Bonifácio. A vítima chegou a ser socorrida e encaminhada ao hospital Santa Terezinha, mas não resistiu. A máquina e a extensão usadas no corte foram apreendidas para a perícia.
Fonte:G1
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Muita química? Saiba como não exagerar na hora de cuidar dos cabelos

Fazer dois ou mais procedimentos ao mesmo tempo pode causar danos aos fios; saiba como evitar

Todas concordam que cabelo é uma das coisas que mais dá trabalho: pintura, mechas, alisamento, hidratação e por aí vai. É justamente pela grande quantidade de tratamentos químicos que nossos fios recebem que devemos ter muito cuidado na hora de colocá-los nas mãos de um profissional.

Submeter os cabelos a dois procedimentos diferentes ao mesmo tempo é um dos métodos mais arriscados. Os componentes ativos que constituem os produtos podem não ser compatíveis entre si e, dependendo da sensibilidade do fio, causar grandes danos.
egundo Sandra Assis, especialista em Tricologia Ortomolecular da clínica capilar Alto Stima, cabelos que recebem tratamentos químicos podem quebrar facilmente e ficar com aspecto plastificado. Além dos prejuízos (repetiu ali arriba) ao fio, algumas irritações e queimaduras podem ocorrer no couro cabeludo. Todas estas reações acontecem pela perda de proteínas, que causa uma queda na resistência dos cabelos.


É adepta da química? Confira 6 dicas para manter o cabelo saudável:
- Pergunte ao seu cabeleireiro se existe alguma contra indicação do produto que será utilizado.

- Para quem é adepta aos procedimentos químicos é aconselhável hidratar e nutrir os fios de maneira intensa pelo menos uma vez por semana.

- As vitaminas A e E, presentes no óleo de argan e o de abacate, são ótimos antioxidantes.

- Para fixar a cor e tratar melhor os cabelos tingidos, busque as vitaminas B1 e B2.

- O brilho e o fortalecimento dos fios ficam por conta da hidratação, que pode ser feita com condicionares com contenham silicone, poliquartenium, D-pantenol e proteínas.

- Consulte um especialista em Tricologia Ortomolecular para verificar a sua saúde capilar e saber os tratamentos mais indicados para seu tipo de cabelo.

Fonte:DONNA ZH
Postado por:Elisete Bohrer

+ Mais Informações ››››››

Marau - Adolescente de 15 anos confessa assassinato de Jéssica Betina

Na quarta-feira (15) foi presa a autora do assassinato de Jéssica Betina Martins de 19 anos que foi morta no dia 20 de setembro de 2013 em seu apartamento. Ela havia sido encontrada em sua cama com várias perfurações de arma branca, no bairro Cohab, em Marau, Rio Grande do Sul.
Segundo informações, a assassina de Jéssica tem 15 anos e não teve seu nome divulgado. A mesma foi encontrada em sua residência, em Marau, confessou a autoria do crime, e teria comentado que foi um crime passional.

Jéssica Betina Martins foi morta no dia 20 de setembro de 2013 em seu apartamento/ Foto: Facebook

A criminosa foi encaminhada para o Complexo Feminino (CASE), em em Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande doSul.

Fonte:NorteRS
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Crises de enxaqueca aumentam no verão


Neurologista dá dicas e afirma que a melhor forma de encarar o problema é a prevenção

 O verão é uma época muito esperada pela maioria das pessoas. Sol, viagens, férias, festas, diversão, descanso, são ingredientes típicos dessa fase do ano. Agora, para os portadores de enxaqueca, esse pode ser um período perigoso. O risco de crises aumenta e pode colocar abaixo qualquer plano de aproveitar essa estação.

A enxaqueca é um dos tipos mais comuns de dor de cabeça. Acredita-se que cerca de 25% das mulheres e até 10% dos homens apresentem essa patologia. A crise de enxaqueca típica traz os seguintes sintomas: dor de cabeça forte, muitas vezes lateralizada, pulsátil (latejante), associado a náuseas e intolerância ambiental (luz, cheiro e ruídos).

- A crise de enxaqueca é extremamente desagradável e incapacitante. Pode durar de 4 a 72 horas e ocorrer diversas vezes ao mês. A causa básica é genética, mas existem desencadeantes hormonais e ambientais, tais como: estresse, ritmo de sono, temperatura, hábito alimentar, entre outros - explica o Dr. Leandro Teles, neurologista formado e especializado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e membro efetivo da Academia Brasileira de Neurologia (ABN).
Segundo o neurologista, no verão temos vários fatores de elevam a frequência e a intensidade das crises:

- A cada 5º C de elevação na temperatura o risco de crise aumenta 7%. A causa disso é a desidratação, a vasodilatação e possivelmente a luminosidade. Além do calor, alteramos nosso ciclo de sono, mudamos hábitos alimentares e o grau de atividade física, isso tudo pode piorar a enxaqueca - explica o médico.

É necessário analisar todo o contexto para entender a piora da enxaqueca: o paciente traz uma predisposição pessoal genética e o verão traz o calor, a luminosidade, a alimentação desregrada, o consumo excessivo de álcool, as alterações de sono, entre outros fatores. Essa mistura pode ser catastrófica.

A melhor forma de encarar o problema é com prevenção. Conheça algumas dicas para quem quer se proteger contra a enxaqueca nesse verão:

1. Hidratação: abuse da água, sucos, isotônicos, água de coco, etc;
2. Evite álcool em excesso, principalmente, vinho tinto;
3. Alimente-se de três em três horas. Prefira comidas mais naturais, de fácil digestão, com pouca gordura, condimentos e cafeína. Evite também os embutidos e queijos amarelos;
4. Proteja-se do sol e do calor: use óculos escuros, chapéu, boné, guarda-sol, ventiladores, ar condicionado, etc;
5. Procure manter certa regularidade de sono, não se privando demais e também não exagerando na dose;
6. No caso de crise de enxaqueca iniciando, afaste-se do sol e de locais muito iluminados e barulhentos, interrompa qualquer atividade física e procure descansar ou dormir. Logo no começo faça uso de medicamentos apropriados prescrito por seu médico. Compressas frias na cabeça também podem ajudar;
7. No caso de crises acima de uma vez ao mês (no verão ou fora dele), procure ajuda especializada para delinear o melhor tratamento.

Fonte:VIDA ZH

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Foto do dia





































Fotos:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Brasileiros terão mais opções na compra de medicamentos, anuncia Anvisa

Medicamentos similares vão ser mais uma opção aos medicamentos de referência ou de marca, como já ocorre com os medicamentos genéricos. O anúncio foi feito hoje (16) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Isso significa que uma mesma prescrição médica, que atualmente permite a compra de um remédio de marca ou de um genérico, vai permitir também a compra do remédio similar, que contém os mesmos princípios ativos, a mesma concentração e a mesma posologia que o de referência.
A proposta consta em consulta pública a ser lançada amanhã (17) pela própria agência, por um período de 30 dias, e deve ampliar a oferta de produtos a preços mais baratos para o consumidor. Ainda de acordo com o texto, os medicamentos similares deverão incluir em suas embalagens o símbolo EQ, que significa equivalente.

O diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Barbano, destacou que a equivalência dos medicamentos similares só foi possível depois que a categoria conseguiu comprovar a mesma função terapêutica dos produtos de marca.

Em 2003, a agência publicou resolução que determinou prazo de dez anos para a adequação e a apresentação de testes de equivalência farmacêutica, que comprovam que o remédio similar tem o mesmo comportamento no organismo e as mesmas características de qualidade do remédio de marca.
Para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a decisão de incorporar os medicamentos similares como uma nova opção de compra representa mais um passo em uma política que busca ampliar o acesso da população a remédios de qualidade.

Ele garantiu que vai defender, na Câmara de Medicamentos, que as mesmas regras adotadas para remédios genéricos passem a valer para os similares – incluindo uma redução de, pelo menos, 35% no preço em relação aos de marca.

“O Brasil se consolida, cada vez mais, como uma indústria que começa a crescer na produção nacional de medicamentos sem abrir mão da qualidade”, disse. “É um passo importante para a qualidade, para dar mais opções ao cidadão e, com isso, reduzir os preços e os custos do remédio para a população”, concluiu.

Dados da pasta indicam que, em 2012, em quantidade comercializada, os medicamentos similares representaram 24,8% do mercado nacional. Os genéricos ficaram com 37,1% e os de referência, com 23,2%.

Fonte:  Paula Laboissière/Agência Brasil

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição do dia 16 de janeiro de 2014

Apresentado por:Alcione Gondorek

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Vaticano lamenta casos de abusos sexuais contra menores envolvendo o clero

O Vaticano afirmou hoje (16) que não há desculpa possível para casos de exploração e violência contra crianças, mas destacou que os agressores estão presentes "em todas as profissões, incluindo entre membros do clero e o pessoal da Igreja".
"Há responsáveis de abusos entre os membros das profissões mais respeitadas do mundo e, mais lamentavelmente, entre membros do clero e outros funcionários da Igreja", disse Silvano Tomasi, representante do Vaticano na Organização das Nações Unidas (ONU) em Genebra.
Tomasi fez a apresentação do Vaticano perante a Comissão da ONU para os Direitos da Criança, na primeira participação da Igreja Católica em um órgão que vai escrutinar os abusos sexuais de menores cometidos por sacerdotes em todo o mundo.
O chefe da delegação do Vaticano reconheceu que a questão dos abusos contra crianças é particularmente grave quando o agressor goza de grande confiança e cujo papel devia ser o de proteger a pessoa, incluindo a saúde física, emocional e espiritual. "Esta relação de confiança é crítica e requer um grande sentido de responsabilidade e respeito em relação à pessoa que se serve", disse Tomasi.
"A resposta do Vaticano ao fenômeno dos abusos sexuais de menores foi articulada em vários níveis", explicou ele, ressaltando que o Vaticano ratificou a Convenção dos Direitos da Criança em 1990 e os respectivos protocolos em 2000. Tomasi acrescentou que o Vaticano formulou "diretivas" para facilitar o trabalho das igrejas locais, que desenvolveram também recomendações para evitar abusos, disse ele, citando a Carta para a Proteção das Crianças e Jovens, adotada pela Igreja católica norte-americana, em 2005.
A comissão da ONU dedica a sessão de hoje à avaliação do cumprimento pelo Vaticano dos compromissos assumidos com a ratificação da Convenção dos Direitos da Criança.
Diante dos escândalos de abusos sexuais que vem sendo noticiados nos últimos anos, a Igreja chegou a ser acusada de tentar esconder e desvalorizar o envolvimento de sacerdotes nesses crimes em vários países. Tomasi destacou, no entanto, que o Vaticano "delineou políticas e procedimentos para ajudar a eliminar tais abusos e colaborar com as respectivas autoridades estatais para lutar contra este delito".
Perante os casos verificados de abusos sexuais de menores sob custódia ou influência de padres, a posição das autoridades eclesiásticas foi a de que o religioso deve ser submetido às leis do país onde ocorreu o crime. Tomasi garantiu que o Vaticano "está empenhado em escutar cuidadosamente as vítimas de abusos sexuais e em abordar o impacto dessas situações nos sobreviventes e suas famílias".
Depois da apresentação de Tomasi, vários peritos da comissão questionaram a delegação do Vaticano sobre a forma como foram adotados os mecanismos para investigar e punir eficazmente os culpados de abusos dentro da Igreja e sobre os programas de segurança desenvolvidos e aplicados.
A comissão pediu esclarecimentos ao Vaticano sobre como garantir "os interesses superiores da criança" acima de quaisquer outras considerações, e sobre as medidas de "reparação física e psicológica" das vítimas.
A sessão de Genebra ocorre quando a pedofilia na Igreja continua no noticiário: a direção do movimento conservador dos Legionários de Cristo, desacreditado pelo escândalo pedófilo no qual está implicado o fundador, o padre mexicano Marcial Maciel, encontra-se reunida para decidir sobre as reformas a tomar.
Em dezembro, o Vaticano recusou responder a um questionário desta comissão da ONU, enviado em julho, sobre os dossiês de pedofilia, que estão sendo examinados pela Congregação para a Doutrina da Fé.
Fonte:Agência Brasil 
Postado por:Elisete Bohrer 
+ Mais Informações ››››››

Tarso Genro sanciona novo mínimo regional

Valor passa a valer a partir de fevereiro

Na presença de centrais sindicais, o governador Tarso Genro sancionou nesta quinta o reajuste de 12,72% do salário mínimo regional. A faixa I passa de R$ 770 para R$ 868. Além disso, será criada uma nova faixa, no valor de R$ 1,1 mil. A expectativa é que o novo valor, que entrará em vigor em fevereiro, injete cerca de R$ 1,3 bilhão na economia do Rio Grande do Sul.

A Assembleia aprovou por unanimidade o novo piso gaúcho proposto pelo Executivo em 26 de dezembro. O Executivo sancionou também duas emendas de deputados. As novidades são a inserção de uma nova faixa para os egressos do Ensino Médio Politécnico e a determinação da remuneração mínima dos servidores públicos da administração direta, das autarquias e das fundações de direito público.

A Secretaria Executiva do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social realizou as tratativas com trabalhadores e empregadores ao longo do ano para buscar uma proposta comum e dialogar com os diferentes argumentos. Nas negociações, as centrais sindicais reivindicaram reajuste de 16,8%, e as federações empresariais ofereceram 5,3%.

Confira os valores

Faixa 1: RS 868,00
Faixa 2: R$ 887,98
Faixa 3: R$ 908,12
Faixa 4: R$ 943,98
Faixa 5: R$ 1.100,00

Fonte: Correio do Povo 
Postado por:Elisete Bohrer


+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!