quinta-feira, 3 de maio de 2018

Jornal Comunitário - Rio Grande do Sul - Edição 1485, do dia 04 de Maio de 2018

Edição 1485, do dia 04 de Maio de 2018
CLIQUE AQUI PARA BAIXAR:

OPÇÃO 01 IVOOX

OPÇÃO 02 DRIVE

Um Jornal Comunitário de edição colaborativa, produzido pelas emissoras de Rádios Comunitárias do Estado do Rio Grande do Sul, seja você um correspondente da sua região, entre em contato pelos telefones Whatsapp 54 9611 0186 ou 54 3367 1351.


NA EDIÇÃO DE HOJE:

· Campanha do Maio Amarelo alerta para 37 mil mortes no trânsito do país.

· Lei isenta doadores de medula de taxa de concurso público.

· Tragédia no centro de SP reflete descaso do Estado com direito à moradia.

· MPF pede suspensão da liberação de transgênicos resistentes ao glifosato.

· Fiscalização encontra venezuelanos em situação semelhante a escravidão em Roraima.
+ Mais Informações ››››››

Feto é encontrado às margens da BR-386, em FW

Um feto – ainda não se sabe de quantos meses a mãe estava grávida – foi abandonado durante a madrugada desta quinta-feira, 3, às margens da BR-386, por volta do quilômetro 25, em Frederico Westphalen.

Um popular encontrou o bebê sem vida, ainda com o cordão umbilical, dentro de uma sacola plástica e acionou a Polícia Rodoviária Federal (PRF), de Seberi – por volta das 7h30min.

A PRF acionou a Polícia Civil, que compareceu ao local e está investigando o caso.

Fonte: O Alto Uruguai
+ Mais Informações ››››››

Programa 138 03-05-2018 CEL São Lucas da Vila Progresso - I João 3.11-18 e Romanos 12.9-21


+ Mais Informações ››››››

Períodos chuvosos devem retornar em maio

O estudo encomendado pelas distribuidoras do Grupo CPFL no RS aponta a possibilidade de 15 dias de chuva até o final do mês
O clima do Rio Grande do Sul passa por uma mudança de cenário a partir deste mês. De acordo com o monitoramento climático adquirido pela RGE e RGE Sul junto a um instituto privado de meteorologia, a chuva deverá retornar ao território gaúcho com maior frequência em maio, depois de dois meses sem o registro de volumes pluviométricos acima das médias históricas.

O estudo encomendado pelas distribuidoras do Grupo CPFL no RS aponta a possibilidade de 15 dias de chuva até o final do mês, sendo cinco deles com chance de temporais que podem provocar estragos em cidades e danos à rede elétrica.

Já os modelos oceânicos indicam que as temperaturas das águas entre a costa da Argentina até a Região Sul do país estão mais quentes do que o normal, bem como em alto-mar. Essa configuração segue afastando o risco de formação do fenômeno La Niña nos próximos meses e também mantém um bloqueio para as massas de ar polar que chegam ao Estado com mais frequência nesta época do ano.

Fonte: OAltoUruguai
+ Mais Informações ››››››

Jovem morre em acidente na ERS-324 em Planalto

Motociclista colidiu em um caminhão na ERS 324, no fim da tarde desta quarta-feira, 2
Fotos: Ismael Coinaski/PlanaltoFM/Divulgação
Uma colisão envolvendo um caminhão com placas de Planalto e uma motocicleta de Gramado dos Loureiros deixou uma vítima fatal nesta quarta-feira, 2. O acidente aconteceu na ERS 324, no período urbano de Planalto, na saída para Nonoai, pouco depois das 17 horas.

Maurício Ramos, de 22 anos, era o condutor da moto que chocou-se com a carroceria do caminhão da Prefeitura de Planalto. O motociclista, que não tinha CHN, chegou a ser socorrido pelo Samu, sendo encaminhado ao Hospital Nossa Senhora Medianeira. No entanto, segundo a casa de saúde, ele deu entrada às 17h32min, já sem vida. O motorista do caminhão foi submetido ao teste do bafômetro, que deu negativo.



Fonte: OAltoUruguai
+ Mais Informações ››››››

Primeiras audiências do caso da Contadora Sandra já têm data

Juíza marcou oitiva de testemunhas de defesa e acusação, além de negar novo pedido de soltura dos dois acusados presos preventivamente
A juíza Andréia dos Santos Rossatto, da Comarca de Palmeira das Missões, deliberou em despacho publicado na sexta-feira, 27 de abril, sobre o início das oitivas de testemunhas do Caso Sandra, que envolve o desaparecimento e suposto homicídio da contadora Sandra Mara Lovis Trentin, de Boa Vista das Missões, vista pela última vez em 30 de janeiro. O caso completou três meses na segunda-feira, 30 de abril, e uma missa foi realizada no município onde ela residia.

Segundo a juíza, fica marcado para o dia 7 de junho, a partir das 9h40min, o depoimento das testemunhas de acusação do processo. A partir das 13h40min, será a vez da defesa apresentar suas testemunhas que residem na Comarca. Quem reside fora de Palmeira das Missões – foram arroladas testemunhas de São Leopoldo, Cruz Alta e Vicente Dutra – serão ouvidos no dia 26 de junho, pelo sistema de videoaudiência. Também serão inqueridas testemunhas de Rodeio Bonito e Lages, que não tem o sistema.

Justiça nega soltura de acusados

Ainda no despacho da sexta-feira, 27 de abril, a juíza analisou um novo pedido de revogação da prisão preventiva do marido de Sandra, indiciado e denunciado sob suspeita de ter encomendado a morte da contadora. Segundo a magistrada, “o novo pedido, em nada inova nos autos, tratando-se de mera reiteração, não agregando nenhum fato novo aos autos, logo, a decisão que decretou, bem como a que manteve sua segregação, permanecem inalteradas em sua fundamentação fática e jurídica”, indeferindo o pedido. O mesmo aconteceu com o pedido de soltura do outro homem preso, que segundo a Polícia Civil, teria afirmado em um primeiro depoimento ter atirado na contadora.

Fonte: O Alto Uruguai
+ Mais Informações ››››››

Sindicato promete paralisação e sirenaço em homenagem a policial morto

A paralisação e o Sirenaço acontecerão, em todo os estado

A Polícia Civil sofreu mais um duro golpe na manhã desta quarta-feira (02). O Inspetor de Polícia Leandro de Oliveira Lopes, 30 anos, que trabalhava na Delegacia de Homicídios de Canoas, foi baleado, enquanto participava de uma Operação para cumprimento de mandado de prisão de um foragido ligado a uma facção criminosa gaúcha. A Operação contava com mais de 20 policiais e foi recebida a tiros quando chegava ao sítio, onde estavam os criminosos. A operação tinha como alvo um integrante de uma das maiores facções criminosas do RS.

Um dos tiros atingiu o inspetor Leandro Lopes, que usava colete à prova de balas. As primeiras informações, ainda não confirmadas, é de que o disparo atingiu o colega na axila. As informações iniciais dão conta de que os disparos teriam partido de um fuzil, mas o somente a perícia poderá confirmar o calibre do armamento utilizado pelos criminosos. Colegas levaram o inspetor para o hospital, onde médicos tentaram submetê-lo a cirurgia, mas ele não resistiu.

O suspeito de ter sido o autor dos disparos contra Leandro, Valmir Ramos, vulgo “Bilinha”, também é conhecido da polícia por ter fugido da Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA) de São Leopoldo no dia 25 de novembro de 2016. Essa DPPA, assim como as outras da região metropolitana, notabilizou-se pela superlotação de presos. O que mostra as consequências desastrosas do caos das carceragens das delegacias gaúchas.

Isaac Ortiz, presidente da UGEIRM, pediu providências imediatas para evitar novas mortes. “Leandro é mais uma vítima da violência que tomou conta do nosso estado. Precisamos tomar medidas imediatas. São os nossos colegas que estão morrendo. Essa tragédia acontece em mais um mês que os Policiais Civis trabalham sem salários. Não podemos deixar que a situação do RS chegue ao ponto do Rio de Janeiro, onde os policiais viraram alvos dos bandidos. A morte de um policial não pode ser banalizada. É o Estado e a sociedade que está sendo afrontada e desafiada. Não podemos aceitar isso”, afirma Ortiz.

Leandro era ex-policial militar e ingressou na Polícia Civil no ano passado, na última turma de aprovados para o concurso público para a corporação, e havia concluído em dezembro o curso de formação. Ele era casado e deixa uma filha recém-nascida.

UGEIRM chama paralisação e Sirenaço de protesto pela morte de Leandro

O sindicato está convocando os Policiais Civis a realizar um Sirenaço de protesto pela morte de Leandro e uma paralisação em homenagem ao colega morto. A paralisação e o Sirenaço acontecerão, em todo os estado, no dia do sepultamento, das 8h até as 18h.

Fonte: ASSESCOM/UGEIRMSINDICATO
+ Mais Informações ››››››

1230 - 03 MAIO, QUINTA - 10 MANDAMENTOS PARA A FAMÍLIA

+ Mais Informações ››››››

Famílias são retiradas de casa após temporal em Livramento

Foto:RCC/A Plateia/MetSul Meteorologia
No lado uruguaio, também há transtornos com alagamentos e deslizamentos de terra

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros seguem contabilizando o número de famílias afetadas pela chuva forte e alagamentos em Santana do Livramento, na fronteira Oeste. A tempestade começou por volta das 10h desta quarta-feira e durou cerca de cinco horas.

A água subiu em vários bairros e em parte do centro. Na Vila Argemiro Simões Pires, pelo menos 20 residências foram afetadas e o Corpo de Bombeiros informou que socorreu 14 famílias.

Na linha divisória entre o município e Rivera, no Uruguai, um cerro desmoronou, comprometendo quatro residências, cujas famílias foram atendidas pelos bombeiros do país vizinho. Não há informação sobre feridos.

Segundo a assessoria de imprensa de Santana do Livramento, um centro de atendimento foi montado no Palácio Moyses Vianna, onde estão sendo recebidas as demandas da comunidade. Moradores desabrigados que tiveram as casas comprometidas estão sendo deslocados para o ginásio Irajá Atlético Clube e para a Escola Cyrino Luiz de Azevedo.

Doações de alimentos, colchões, roupas e materiais de higiene estão sendo recebidas no Palácio Moyses Vianna e na Secretaria de Assistência e Inclusão Social, localizada na rua Silveira Martins, 892. Solicitações de atendimento devem ser feitas para os telefones 3968-1000; 3968-1003; 3968-1004 ou 3968-1005.

A MetSul Meteorologia alertou, ainda, que a situação da região pode piorar nos próximos dias. Há expectativa de volumes altos de chuva no Uruguai e na fronteira. A instabilidade se concentra na Argentina, Uruguai e regiões Oeste, Sul e Leste do Rio Grande do Sul.

Fonte: Rádio Guaíba
+ Mais Informações ››››››

Lei isenta doadores de medula de taxa de concurso público

Em nota, Inca critica vinculação de doação à contrapartida

Entrou em vigor nesta quarta-feira (2) lei que isenta doadores de medula óssea e beneficiários do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) do pagamento de taxa de inscrição em concursos públicos da administração direta e indireta de municípios, estados e da União. A Lei 13.656/2018 vale para os editais publicados a partir de agora.

Em nota, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), que é responsável pelo Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome), criticou a medida.

A medida vale também para os candidatos que pertençam a famílias inscritas no CadÚnico, do governo federal, cuja renda familiar mensal per capita seja inferior ou igual a R$ 477 (meio salário mínimo).

Os requisitos para a obtenção do benefício deverão ser detalhados nos termos do edital de cada concurso. O candidato deverá comprovar que atende aos requisitos no ato de inscrição. Se apresentar informação falsa, está sujeito a ter a inscrição cancelada, ser excluído do concurso ou ter a nomeação anulada.

Inca

Segundo o Inca, o compromisso de doação de medula não pode estar vinculado a nenhum tipo de contrapartida. "O cadastro no Redome é, por definição, um ato voluntário e, conforme recomendações nacionais e internacionais de diversas organizações relacionadas a esta atividade, não pode estar vinculado a nenhum tipo de vantagem ou recompensa", disse, em nota, o instituto, órgão auxiliar do Ministério da Saúde.

De acordo com o Redome, o doador voluntário permanecerá no registro até completar 60 anos de idade. Conforme o Inca, a identificação de doadores depende, além de aspectos técnicos de compatibilidade genética, do comprometimento dos doadores que se cadastram, por exemplo, com a manutenção dos dados pessoais atualizados. "Por este motivo, o Redome não apoia a isenção da taxa de inscrição em concurso público como um incentivo ao cadastro de doação de medula óssea, pois entende que a inclusão de novos doadores representa um aspecto estratégico no que se refere à manutenção e expansão do Registro brasileiro, e deverá seguir preceitos técnicos a fim de garantir o sucesso de uma atividade que é parte fundamental da política pública de transplantes de órgãos e tecidos", acrescenta a nota. A responsabilidade do registro é dos hemocentros dos estados.

Doação de medula óssea

Criado em 1993, o Redome conta com mais de 4 milhões de doadores cadastrados e é o terceiro maior banco de doadores de medula óssea do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos (7,9 milhões) e da Alemanha (6,2 milhões). Anualmente, são incluídos 300 mil novos doadores no registro do Redome. Mesmo cadastrado, caso haja compatibilidade genética do doador com um paciente que necessite do transplante, a doação não é obrigatória e deverá ser precedida de uma consulta sobre a concordância com o procedimento.

A doação de medula é indicada em casos de doenças do sangue como a anemia aplástica grave, outras anemias adquiridas ou congênitas, e na maioria dos tipos de leucemias (câncer de sangue), como a mieloide aguda, mieloide crônica e a linfóide aguda. O transplante pode ser indicado ainda para o tratamento de um conjunto de cerca de 80 doenças, incluindo casos de mieloma múltiplo, linfomas e doenças autoimunes.

Fonte: AuOnline
+ Mais Informações ››››››

Campanha do Maio Amarelo alerta para 37 mil mortes no trânsito do país

Acidente com mortos em Guararapi-ES Foto:PRF
Trânsito mata tanto quanto um grande avião caindo a cada dia no Brasil

Com o lema "Nós somos o trânsito", foi lançada nesta quarta-feira (2), em Brasília, a quinta edição do Maio Amarelo, campanha internacional que chama atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), os acidentes rodoviários matam 1,25 milhão de pessoas por ano, em todo o mundo, e são a principal causa de morte de pessoas com idade entre 15 e 29 anos. Do total de mortes, 90% ocorrem nas estradas de países de baixa e média renda, que detêm apenas a metade da frota de veículos do mundo.

Excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas, combinação de álcool e direção, falta de cinto de segurança e uso de celular ao volante são as cinco principais causas de acidentes de trânsito no país (PRF/Espírito Santo).

No Brasil, de acordo com o DataSUS, mais de 37,3 mil pessoas morrem todos os anos no trânsito das cidades e rodovias do país. "É como se um avião de médio porte caísse todos os dias com 93 passageiros a bordo. É o que representa o número de vidas que perdemos no trânsito em nosso país [todos os dias]", afirmou o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, que participou do lançamento da campanha na capital federal. De acordo com Baldy, o objetivo do Maio Amarelo é articular os órgãos de trânsito nos estados, como os Detrans, com a ação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT). Além das campanhas educativas, serão intensificadas, ao longo do mês, campanhas de fiscalização, como as blitz de trânsito.

Em 2011, o Brasil aderiu ao programa das Nações Unidas chamado Década de Ação pela Segurança no Trânsito, uma pacto global que prevê a redução em 50% do número de vítimas no trânsito até 2020. De lá pra cá, o Brasil conseguiu diminuir em 25% o número de mortes em acidentes automobilísticos. "O Maio Amarelo consegue trazer para sociedade essa atenção para o tema, mas de nada adianta o esforço de cada órgão, se o motorista, ao conduzir nas cidades ou estradas, não tiver responsabilidade e a devida consciência de que tem em seu poder uma arma de grande potencial para matar ou lesionar as pessoas", afirmou o diretor-geral da PRF, Renato Dias.

Principais causas

Segundo a PRF, o excesso de velocidade, as ultrapassagens indevidas, a combinação de álcool e direção, a falta de cinto de segurança e o uso de celular ao volante são as cinco principais causas de acidentes de trânsito no país. "A grande preocupação no momento é o uso do celular pelo motorista. Agora, com o Whatsapp, potencializou mais o risco de tirar a atenção do condutor", acrescentou Renato Dias, da PRF.

Perguntado sobre a aplicação de tecnologias para bloqueio de celular por motoristas em trânsito, o ministro Alexandre Baldy diz que o governo estuda o tema, mas que a medida é complexa. "Nós temos que, primeiro, educar e tornar cada vez mais conhecida dos usuários do trânsito, daqueles que dirigem no dia a dia, a realidade de mortes em nosso país, que mata quase 100 pessoas por dia em acidentes. Em vez de banir a utilização de telefone no trânsito, que a gente possa ter a conscientização do motorista para não usar o aparelho enquanto dirige", argumentou.

Fonte: Agência Brasil
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!