sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Edição do Jornal da Liberdade 28/09/2012



Governo pede pacto social para o enfrentamento da violência contra a mulher
A necessidade de uma estratégia conjunta entre a sociedade civil e os poderes públicos gaúchos para o combate à violência contra a mulher foi objeto de consenso na tarde desta quinta-feira (27) no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Cdes-RS). Especialistas, autoridades, representantes de movimentos vinculados à causa, de órgãos do Executivo e do Judiciário se reuniram com conselheiras e conselheiros no encontro da Câmara Temática Proteção Social, na sede do Conselhão, para discutir o tema.

Como produto da reunião, uma comissão no âmbito do Cdes-RS foi formada para mobilizar os diferentes agentes públicos e segmentos sociais a uma pactuação pelo enfrentamento da problemática no Rio Grande do Sul. Engajar os diversos setores para coibir a violência contra a mulher, ampliar a rede de atendimento às vítimas, ações voltadas à eliminação de preconceitos no mercado de trabalho, à efetivação dos direitos da mulher no campo e na cidade, atenção especial às mulheres em situação de vulnerabilidade e às mulheres encarceradas, entre outros temas, foram necessidades apontadas pelos participantes do debate.

Presente ao encontro, a secretária de Políticas para as Mulheres (SPM), Márcia Santana, expôs detalhes sobre a estratégia desempenhada pela sua pasta, criada no início da atual gestão de Governo, para a efetivação e proteção dos direitos femininos no RS. De acordo com a secretária, a secretária de Políticas para as Mulheres trabalha de modo transversal com as diversas secretarias do Estado, realizando políticas direcionadas à eliminação de discriminações, bem como à integração social, política, econômica e cultural da mulher.

"O combate à violência contra a mulher não está apenas na esfera de atuação de uma única secretaria de Estado, mas na agenda de um governo como um todo, articulada com os diferentes atores sociais, para mobilizar a sociedade na construção de políticas voltadas aos direitos da mulher", convocou Márcia, referindo-se à necessidade de sensibilizar os demais agentes públicos sobre o problema. "Precisamos de ações integradas entre os diferentes poderes para que possamos assegurar de fato os direitos da mulher", enfatizou.
Fonte: Governo do Estado
 
FAMURS lança portal da transparência para os municípios gaúchos
A Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) lançou, nesta quinta-feira, dia 27, o Portal da Transparência. O site será uma ferramenta para que os prefeitos eleitos em outubro de 2013 cumpram as exigências da Lei de Acesso à Informação.

De acordo com nota oficial, da Famurs, o site "reforça a posição favorável à transparência da administração pública e ao direito de acesso à informação".

Através do portal, será possível acessar o plano de cargos e salários, a relação de receitas e despesas, os editais de licitação, os convênios, os contratos, a estrutura administrativa e outras publicações relativas aos órgãos executivo e legislativo do poder municipal em todo o Estado. 

O portal também irá oferecer os serviços de ouvidoria e, em breve, de publicidade legal para prefeituras e câmaras de vereadores.

Fonte: Comunitária FW

Número de homicídios cresce no Estado
Apesar das ações voltadas para o combate aos homicídios e aos roubos de veículos no Estado, os dois crimes continuam em alta. Ao longo do mês de agosto, 185 pessoas perderam a vida violentamente no Rio Grande do Sul, número 34,1% maior do que o mesmo período do ano passado. Já os ataques a motoristas subiram 9%.

A tendência de alta também é visível quando se analisa os números do ano. Nos primeiros oito meses, o número de homicídios cresceu 21,5%. Já os assaltos a motoristas aumentaram 5,8% no período.

A força-tarefa contra o surto de homicídios no Estado, que envolveu efetivo da Brigada Militar (BM) e da Polícia Civil (PC), terminará neste domingo. O reforço da BM começou em maio e deslocou 200 policiais do Interior para cinco municípios da Região Metropolitana e para a Capital. Já o da Policia Civil iniciou em junho em três cidades do Interior e seis da Região Metropolitana.

Fonte: Comunitária FW
 
Pequenos Agricultores em extrema pobreza serão atendido pelo RS Mais Igual

Agricultores familiares de 69 municípios gaúchos das regiões com o Índice de Desenvolvimento Humano mais baixo do Estado vão receber atendimento do programa RS Mais Igual, a versão gaúcha do Brasil sem Miséria, do Governo Federal, cuja meta é retirar 16 milhões de brasileiros da extrema pobreza.

O projeto de inclusão produtiva vai buscar seis mil famílias de pequenos produtores rurais que estejam no campo e tenham uma renda per capita mensal de até 70 reais. Um dos critérios de seleção da secretaria de Desenvolvimento Rural, em parceria com a Emater e os conselhos municipais de Assistência Social e de Agricultura é que essas famílias se encontrem em situação de pobreza extrema.

Os municípios selecionados estão nas regiões Sul, da Serra do Botucaraí e do Médio/Alto Uruguai. O Secretario Estadual de Desenvolvimento Rural Pesca e Cooperativismo Ivar Pavan explica que o projeto irá beneficiar e incentivar a produção nas pequenas propriedades rurais.

Fonte: Comunitária FW

Horário de Verão inicia próximo dia 21
O próximo horário de verão começará no dia 21 de outubro, que corresponde ao terceiro domingo de mês de outubro e terminará no dia 17 de fevereiro de 2013.

Desde 2008, com a edição de um decreto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, determina que o horário de verão se inicie no terceiro domingo de outubro e vá até o terceiro domingo de fevereiro.

O objetivo do horário de verão é aproveitar os dias mais longos do verão, com mais tempo de luz solar, para economizar energia. Moradores de estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, além de Distrito Federal, terão que adiantar uma hora nos relógios.

Fonte: Comunitária FW



OCORRÊNCIAS DA BM
 

NONOAI 
     (não houve ocorrências)


Abordagens: Em Nonoai nas últimas 24 horas foram abordados 28 veículos e identificadas 36 pessoas. Sem alterações

TRES PALMEIRAS

DATA/HORA: 271815Set12
FATO: Infração de Trânsito – Recolhimento de Veículo
LOCAL: Distrito Vila Progresso, s/n, Interior.
Histórico: Durante Patrulhamento pelo Distrito da Vila Progresso, interior de Três Palmeiras, foi avistada uma Motocicleta Suzuki de cor Prata, a qual se encontrava sem placa de identificação, a mesma foi abordada e, constatado que o condutor da mesma não possuía CNH e nem PPD, bem como após consulta através do Chassi da referida Motocicleta, foi identificada como uma JTA/Suzuki EN 125 YES, da cidade de Formosa do Sul – SC, sendo que a mesma encontrava-se com o Licenciamento Vencido. Foi autuada nos Art’s.: 162 I (Dirigir sem CNH); 164 c/c 162 I (Permite pessoa não Habilitada); 230 V (Licenciamento Vencido); 230 IV (Veículo sem placa de identificação), todos do CTB. Sendo que a motocicleta foi removida ao CRD credenciado da cidade de Nonoai.

       GALIAZZI
POLICIAL MILITAR

 
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!