quinta-feira, 26 de março de 2015

Nonoai - Homem é morto a marteladas

A Brigada militar atendeu na noite desta quarta-feira (25), uma ocorrência de homicídio na Rua Machado do Amaral s/n, no Bairro Brasil.
Ao chegar no local a Brigada constatou o fato, onde o homem já estava em óbito.
Segundo informações obtidas no local, trata-se de Luiz Carlos da Silva (43). Populares informaram que Luiz havia pedido socorro no local para se proteger, pois seus ex enteados estariam atrás dele para vingar a morte da mãe.
Os proprietários da casa informaram que individuo conhecido como Cezar provável autor do fato, havia entrado na casa e agredido Luis com um martelo.
A pericia foi acionada a qual compareceu no local do crime. Após o corpo foi encaminhado ao IML.

Fonte: Portal Nonoai
Postado por: Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Denatran adia até 1º de julho exigência do extintor veicular ABC

O Denatran adiou nesta quarta-feira (25) por mais 90 dias a obrigatoriedade do uso do extintor veicular do tipo ABC. A nova data prevista para início da fiscalização será 1º de julho.
De acordo com o Ministério das Cidades, o motivo para adiar a obrigatoriedade é que o equipamento continua em falta nas lojas.
Desde dezembro, pouco antes de a medida entrar em vigor, os consumidores reclamam da falta do item no comércio.
A multa começaria em 1º de janeiro deste ano, mas, no dia 7 daquele mês, o governo anunciou o primeiro adiamento da exigência, para 1º de abril.
Em fevereiro, o G1 fez um levantamento em lojas de 5 estados, em busca do extintor ABC, e constatou que a maioria dos estabelecimentos consultados ainda não contava com o equipamento.
Quando entrar em vigor, a resolução irá punir com multa de R$ 127,69, além de cinco pontos na carteira de habilitação, os motoristas que trafegarem com extintor que não seja do tipo ABC.
Qual a diferença, e quem deve trocar?
O extintor do tipo ABC é mais completo do que o BC, utilizado por alguns veículos. O novo modelo também é eficaz no combate a incêndios em materiais como madeira e tecidos, comuns no interior dos carros. O extintor ABC tem validade de 5 anos.
Uma resolução do Contran de 2004 estabeleceu que, a partir de 2009, todos os veículos deveriam sair de fábrica com o extintor do tipo ABC. Porém, a medida foi derrubada, e voltou a valer em 2009. Com isso, mesmo modelos produzidos entre 2004 e 2009 podem conter o equipamento do tipo BC.
Vale lembrar que o adiamento não desobriga o uso de um extintor automotivo, com prazo de validade em vigência. O não uso, ou uso de um item vencido também é passível de multa.
Fonte: Portal In Foco
Postado por: Claudinara Glienke

+ Mais Informações ››››››

Ator Jorge Loredo, o Zé Bonitinho, morre ao 89 anos no Rio

O ator Jorge Loredo, o Zé Bonitinho, de 89 anos, morreu na manhã desta quinta-feira (26). Ele estava internado no Hospital São Lucas, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, desde o dia 3 de fevereiro na Unidade de Terapia Intensiva.
Em nota, a assessoria de imprensa do hospital informou que Loredo estava internado no hospital desde o dia 3 de fevereiro e que a partir do dia 13 foi mantido na Unidade Cardio Intensiva. "Loredo lutava há anos contra uma Doença Pulmunar Obstrutiva Crônica (DPOC) grave e um Efisema Pulmunar", disse o texto. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos. Apesar da idade, até dois anos atrás o humorista continuava trabalhando e usando as redes sociais para falar com os fãs e divulgar sua agenda de shows.
"Zé Bonitinho", o perigote das mulheres, como o personagem de Loredo se apresentava nos esquetes de humorísticos, fez parte do enredo "Beleza pura?" da escola de samba União da Ilha, que teve como enredo a beleza em suas várias interpretações. "Zé Bonitinho" se achava um galã irresistível, sempre ajeitando a cabeleira com um pente enorme, tão grande quanto seus óculos escuros.
Jorge Loredo nasceu em 7 de maio de 1925 (completa 90 anos em 2015) foi criado em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A infância e a juventude foram marcadas por doenças graves para a época: aos 12 anos, com com osteomielite na perna, sofria de dores constantes. Aos 20 anos, com tuberculose, foi internado num sanatório, situação que acabou por lhe abrir as portas para a carreira. Incentivado pelos médicos, participou de um grupo teatral no hospital e descobriu sua vocação para os palcos.
O personagem “Zé Bonitinho” foi criado por Loredo, inspirado num colega que se achava um grande galã. Loredo costumava imitá-lo nas festas, arrancando gargalhadas. “Zé Bonitinho” estreou na televisão em 1960 no programa “Noites Cariocas”, exibido pela extinta TV Rio, com os primeiros textos roteirizados por Chico Anysio.
Em 2010, ano em que completou 50 anos, “Zé Bonitinho” continuava na TV, no humorístico “A praça é nossa”. O irresistível "Zé Bonitinho" tinha bordões inesquecíveis, que Loredo repetiua com a voz impostada de um conquistador: "Câmera, close; microfone, please", ou "Garotas do meu Brasil varonil: vou dar a vocês um tostão da minha voz!".
No final dos anos 50, Loredo já era famoso com o mendigo filósofo que interpretava na TV Rio no programa “Rio cinco para as cinco’ e depois na “A praça é nossa”, com Manoel de Nóbrega a quem o mendigo se apresentava com o bordão "Como vai, meu nobre colega?". O personagem usava fraque e cartola, bem esfarrapados, monóculo e luvas. O figurino, segundo contava Loredo, foi tirado de um filme de Charles Laugthon que fazia o papel de um mendigo aristocrata.
O personagem surgiu por ideia de sua mãe, que na infância conhecera um mendigo elegante que ia à sua casa pedir comida, mas queria uma mesa montada na garagem com toalha de renda e tudo.
O mendigo filósofo fez tanto sucesso que Loredo teve como padrinho de casamento o ex-presidente Juscelino Kubistcheck. O que lhe valeu um bordão famoso. Ele terminava o quadro do mendigo dizendo: “Agora vou encontrar com aquele menino, o Juscelino...”.
Criou outros tipos: um italiano que não podia ver televisão porque queria quebrá-la, o profeta Saravabatana que andava com uma cobra que dava consultas a mulheres, e o professor de português que tinha a voz do Ary Barroso.

Fonte: G1
Postado por: Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Três Palmeiras - Programa Hora Luterana edição do dia 26 de março de 2015

Programa Hora Luterana da Igreja Evangélica Luterana do Brasil da Congregação Bom Pastor de Três Palmeiras, apresentado pelo Pastor Robson Kaufmann.

Postado por; Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Jornal Da Liberdade Edição Do Dia 26 De Março De 2015


* Desemprego sobe e fica em 5,9% em fevereiro, mostra IBGE
*IBGE cancela contagem da população após corte no orçamento
*Projeto que aumenta pena para quem induzir menor a roubar é aprovado na Câmara
*Câmara aprova projeto que dificulta fraudes com nomes de pessoas mortas
*Exigência de extintor veicular ABC é adiada para 1º de julho
*Nonoai – Homem é morto a marteladas



Apresentação e Postagem: Isael Smieski




+ Mais Informações ››››››

Cidades do Norte e Noroeste do RS tentam conter avanço da dengue

Cidades do Norte e Noroeste do Rio Grande do Sul estão fazendo um mutirão para controlar o avanço do mosquito da dengue. Segundo o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CGVS), 66 casos da doença já foram confirmados no estado.
Em Caibaté, no Noroeste, o numero de casos confirmados de dengue triplicou em apenas uma semana e chegou a 27, todos autóctones, isto é, contraídos dentro do próprio município.
Com a suspeita da doença, o agricultor Bruno Brick foi internado. “Dias antes ainda a gente achou quando escutou esse comentário que isso era mais para os outros. Mas não adianta, tu convives com as comunidades”, diz ele.
Os 140 focos do mosquito Aedes aegypti colocaram Passo Fundo, no Norte, em situação de alerta. Nesta quarta-feira (25), os agentes de saúde fizeram o trabalho de pulverização com inseticida.
“Nosso maior problema hoje são tonéis de água parada da chuva e caixas d’água que acumulam água da chuva. Esse é nosso maior problema hoje em Passo Fundo”, diz a chefe de vigilância sanitária em saúde, Ivânia Silvestrin.
Em Panambi também no Noroeste do estado, já são nove casos da dengue, um importado e oito contraídos na cidade, segundo a Vigilância Ambiental do município. Ainda há 21 casos suspeitos.
Esta é a primeira vez que Panambi registra casos de dengue. Por causa disso, todos os funcionários da Vigilância Ambiental estão trabalhando no combate ao mosquito transmissor da doença.
Até empresas do município estão enviando funcionários para ajudar. O pintor Claudenor Farias é um dos voluntários. Ele trabalha em uma metalúrgica e agora ajuda na aplicaçao do inseticida.
O que preocupa é que, segundo os agentes de saúde, de cada 10 casas visitadas, metade tem larvas e mosquitos. “[É preciso] mais a consciência que trabalho da equipe se população não ajudar. Tem que ser o geral, não adianta só um cuidar e o resto não cuidar”, alerta a coordenadora da Vigilância Ambiental, Vânia Piaia Abreu.
Fonte: G1
Postado por: Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Jornal dos Trabalhadores - Rio Grande do Sul - Edição 704 do dia 26 de março de 2015

Ouça nesta edição:
Evento em Porto Alegre marcou 50 anos da Guerrilha de Três Passos,
primeiro levante armado contra a ditadura militar;
Receita abre nesta quinta-feira consulta a lote da malha fina do IR;
PORTO MAUA REALIZOU ENCONTRO DE CARRETAS AGRÍCOLAS E DE CARROS ANTIGOS;
Área de plantio do trigo deve diminuir no RS ;
Abraço-RS se reúne com OAB.
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!