sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Vaca Atolada




Ingredientes
1 kg de costela de vaca, cortada em pedaços pequenos (costela gaúcha)
2 cebolas médias picadas
2 folhas de louro
2 colheres (sopa) de óleo
2 1/2 litros de água quente
3 colheres (sopa) de aguardente
4 dentes de alho amassados
5 tomates sem sementes picados
6 colheres (sopa) de cheiro-verde picado
700 g de mandioca descascada, cortada em cubos (já cozida)
Pimenta dedo-de-moça picada a gosto
Sal e pimenta-do-reino a gosto (ou tempero pronto)
Modo de preparo
Numa panela (de preferência, de ferro) com óleo, frite a costela de vaca, cortada em pedaços pequenos, até dourar (mais ou menos 10 min).
Junte as cebolas, os dentes de alho e refogue.
Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto.
Coloque os tomates, o cheiro-verde picado, a aguardente, a pimenta dedo-de-moça picada a gosto, as folhas de louro e a água quente.
Deixe cozinhar por 50 min na pressão, em fogo médio (se necessário, adicione mais água durante o cozimento).
Quando a costela estiver cozida, coloque a mandioca descascada cortada em cubos (já cozida).
Deixe cozinhar por cerca de 25 minutinhos ou até ficar cremoso (as costelas devem ficar “atoladas”).
Acerte o sal, se preciso.
Por Receitas de Comida

 

+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição 1.342

Jornal da Liberdade edição 1.342
Produção e edição; Elisete Bohrer
Supervisão; Eloidemar Guilherme
Apresentação; Isael Smieski
Confira o que você vai ouvir:
*Minha Casa Minha Vida: governo muda regras e programa ganha faixa intermediária de renda
*Pesquisa gaúcha identifica em humanos novo fungo que pode causar meningite
*Governo do Estado deposita segunda parcela de salário de servidores
*Prefeito demite todos os secretários para viabilizar obras em cidade do RS
*Três Palmeiras – Encontro do Programa “MAIS SAÚDE NAS COMUNIDADES” e reunião do PEDI
E ainda você vai ouvir
A previsão do tempo completa
A cotação dos principais produto agrícolas
E as informações dos esportes
Postagem: Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Três Palmeiras – Encontro do Programa “MAIS SAÚDE NAS COMUNIDADES” e reunião do PEDI

Nesta sexta-feira, dia 11 de setembro de 2015 acontece um importante encontro do programa “MAIS SAÚDE NAS COMUNIDADES”, no Salão da Comunidade de Linha Caramuru às 13h30min. Estará presente no local, médica, enfermeira, nutricionista, psicólogo, Agente de saúde e demais profissionais do município prestando atendimento na sua comunidade.Logo após, às 15 horas, acontece uma importante reunião do PEDI – Programa Estratégico de Desenvolvimento e Inclusão nas Comunidades. Participarão das atividades moradores da Linha Caramuru e Linha Verde. Sua presença é fundamental, pois serão tratados assuntos referentes ao desenvolvimento da comunidade, com a participação do Prefeito Municipal, Vice Prefeito e secretários municipais.



Fonte:Adriana Friedrich
Assessoria de Imprensa
Prefeitura Municipal de Três Palmeiras
Edição e postagem: Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Maximiliano de Almeida - Assaltantes de banco usam moradores como escudo humano

As primeiras imagens do assalto aos bancos de Maximiliano de Almeida estão circulando nas redes sociais. Criminosos usaram reféns como escudo humano.
Cinco homens fortemente armados assaltaram duas agências bancarias em Maximiliano de Almeida, na tarde desta quarta-feira(9) e na fuga levaram seis pessoas como reféns, entre eles o gerente de uma das agências, o proprietário e um frentista de um posto de combustíveis.Não foi informado quanto de dinheiro foi levado das agências do B. do Brasil e do Banrisul.
Os assaltantes fizeram dezenas de disparos contra as agências para intimidar populares.
Os bandidos teriam libertado os reféns e abandonado a camionete com placas de Antonio Prado (JAF 0912) em Paim Filho e teriam iniciado nova fuga, desta vez em um Astra com placas de Gramado (IMK 5181).
A cidade de Maximiliano de Almeida só tinha um policial militar de serviço hoje, disse um empresário da cidade.
A Polícia Militar mobilizou equipes em toda a grande região na tentativa de fechar o cerco e prender os bandidos que teriam espalhado "miguelitos" na estrada entre Maximiliano e Paim Filho.
Uma viatura da PM. tripulada por um sargento, foi alvejada com vários disparos feitos pelos bandidos.
Uma pessoa que reside em Maximiliano de Almeida teria sofrido pequeno ferimento por um dos disparos.

Fonte: AUonline
Postado por: Elisete Bohrer


+ Mais Informações ››››››

Pesquisa gaúcha identifica em humanos novo fungo que pode causar meningite

Um novo fungo, que até hoje não havia sido detectado em humanos, foi identificado por uma pesquisadora da Faculdade da Serra Gaúcha. Denominado Exophiala osmophila, o microorganismo pode causar inúmeras infecções, incluindo a meningite. O trabalho é da professora Alexandra Flávia Gazzoni, responsável-chefe do Laboratório de Microbiologia Oral e Patologia Bucal da instituição de ensino.
A descoberta foi feita nos laboratórios da FSG onde a biomédica, pós-doutora em micologia, desenvolve pesquisa com o propósito de elaborar um cadastro dos fungos existentes no Rio Grande do Sul. Detectado a partir de uma lesão na unha do pé de uma paciente, o microorganismo teve o registro anunciado no último Congresso Latino Americano de Micologia, realizado na Colômbia.
A complementação do trabalho é a realização da análise da reação do fungo a medicamentos, a fim de se descobrir as doses mínimas e máximas para o combate às infecções. A pesquisadora explicou que, conhecendo o tipo de fungo, é possível realizar um tratamento mais eficaz.
Fonte: Samuel Vettori / Rádio Guaíba
Postado por: Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Minha Casa Minha Vida: governo muda regras e programa ganha faixa intermediária de renda

O governo federal anunciou mudanças no Minha Casa, Minha Vida, entre as quais uma nova faixa de renda para famílias aderirem ao programa, o aumento das taxas de juros e a ampliação dos valores dos imóveis que podem ser financiados dessa forma. A proposta foi apresentada pela presidente Dilma Rousseff a representantes de movimentos sociais ligados à moradia e empresários da construção civil, em reuniões na tarde da quinta-feira no Palácio do Planalto.
A intenção do governo, anunciada algumas vezes pela presidente, era lançar a terceira etapa do programa nesta quinta-feira, com a promessa de contratar mais 3 milhões de unidades habitacionais até 2018. No entanto, avaliações internas do Planalto indicaram que a nova fase do programa não vai poder ser oficialmente lançada antes da aprovação do Orçamento de 2016, que ainda não foi votado pelo Congresso Nacional. Ainda não há data para o anúncio da nova fase.
O valor limite da renda da primeira faixa do programa, sem juros e com um subsídio maior, aumentou de R$ 1,6 mil para R$ 1,8 mil por família. Conforme previsto, o governo criou um grupo de renda intermediário, chamado de Faixa 1,5, que vai atender a famílias com renda de até R$ 2.350 mensais, que terão subsídio de até R$ 45 mil.
Os juros cobrados dos beneficiários do programa também foram alterados: nas faixas 2 e 3, que eram de 5% a 7,16% ao ano, dependendo da renda familiar bruta, subiram para entre 6% e 8%. Já a nova faixa criada pelo governo vai ter juros de 5% ao ano. Na faixa 1, os beneficiários seguem isentos de juros.
Outra mudança se refere aos limites do valor da prestação para a Faixa 1 do programa. Antes, os beneficiários podiam comprometer somente 5% do salário com a parcela. Agora, as famílias que fazem parte da renda mínima, de R$ 800 mensais, deverão destinar 10% do que recebem ao pagamento da prestação. Esse percentual pode chegar a 20%, dependendo da renda familiar.
Melhorias na infraestrutura das casas também foram anunciadas pelo governo, por meio de nota do Ministério das Cidades. As unidades habitacionais terão acréscimo de 2 metros quadrados (m²) nas plantas (passando para 41,6 m² para casas e 47,5 m² para apartamentos), paredes com maior espessura e lajes. Além disso, serão adotadas medidas para reduzir o consumo de água e energia, como aerador de torneira e sensor de presença de iluminação nas áreas comuns.
Na modalidade rural do programa, os limite de renda e os valores das unidades habitacionais financiados também serão atualizados.
Criado em 2009, o Programa Minha Casa, Minha Vida já contratou 4 milhões de unidades habitacionais, com investimento total de mais de R$ 270 bilhões, de acordo com o Ministério das Cidades.
Até agora, 2,3 milhões de moradias já foram entregues e 1,7 milhão estão em construção. Com as mudanças, o Minha Casa, Minha Vida vai atender a famílias com renda mensal entre R$ 800 e R$ 6,5 mil.
Fonte: Fonte:Agência Brasil
Postado por: Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!