quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Ministro de Minas e Energia propõe ao deputado Marcon parcelamento de tarifa de energia para atingidos por enchente no RS

Marcon é autor do requerimento na Câmara dos Deputados que pedia a isenção por um período de três meses
Há cerca de um mês o deputado federal Dionilso Marcon (PT/RS) vem realizando tratativas para isentar consumidores atingidos pela enchente, vendaval e granizo que ocorreram no RS no mês de outubro, do pagamento das tarifas de energia elétrica por 90 dias. Foi com esse objetivo que nesta quinta-feira, 19, o parlamentar, juntamente com o coordenador da Bancada Gaúcha, deputado Giovani Cherini (PDT/RS), reuniram-se com o ministro de Minas e Energia, Carlos Eduardo Braga.
O ministro de Minas e Energia explicou aos parlamentares que o Ministério não tem como isentar as 42.230 famílias de 132 municípios que decretaram situação de emergência no Estado do pagamento da conta de luz. Como alternativa, ele propôs que as concessionárias suspendam temporariamente a cobrança das tarifas das famílias que tiveram suas residências atingidas. “O valor seria cobrado parcelado a partir do 4º mês da suspensão das tarifas,” destacou o ministro.
“Agora, as famílias atingidas devem pressionar as concessionárias - RGE e CEEE - que atendem os municípios atingidos pelas chuvas para que solicitem à Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEL) que faça o encaminhamento. Sabemos que isso não vai resolver o problema, mas ajuda a minimizar os prejuízos imediatos dessas pessoas, pois muitas perderam quase tudo que tinham,” disse Marcon.
Na primeira semana de outubro, Marcon, juntamente com o deputado estadual Nelsinho Metalúrgico (PT/RS), realizou audiência pública na Assembleia Legislativa gaúcha para debater com representantes do Ministério de Minas e Energia, Aneel, CEEE, RGE, AES Sul e Corsan, a isenção.

Fonte: Marci Hences
Assessora de Imprensa Deputado Federal Marcon
+ Mais Informações ››››››

Programa Hora Luterana edição do dia 19 de novembro

Programa Hora Luterana da Igreja Evangélica Luterana do Brasil da Congregação Bom Pastor de Três Palmeiras, apresentado pelo Pastor Evandro Lutz.
Postado por: Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Mais 12 municípios têm decretos de situação de emergência homologados

Cidades tiveram prejuízos em razão da chuva durante o mês de outubro. Estado já homologou decretos de 96 municípios que receberam ajuda.

Mais 12 municípios gaúchos tiveram decretos de situação de emergência homologados pelo estado nesta quarta-feira (18). Nova Bréscia, Arvorezinha, Hulha Negra, Santiago, Monte Alegre dos Campos, São Marcos, Anta Gorda, Relvado, Agudo, Vacaria, Roca Sales e Sinimbu tiveram uma série de prejuízos depois de atingidos pela chuva e vento que atingiram o Rio Grande do Sul em em outubro.
A situação de emergência vale por 180 dias. Com a homologação, o governo estadual concede ajuda humanitária, enviando cestas básicas, kits de limpeza, higiene e dormitório, telhas e lonas. Quando reconhecidos pela União, as cidades podem ganhar outros benefícios, como a liberação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) às famílias afetadas, entre outros. Até agora, 96 municípios gaúchos tiveram a situação de emergência homologada pelo governo do estado desde outubro.
A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil ainda analisa a documentação de outras cidades, enquanto técnicos visitam prefeituras a fim de resolver pendências e agilizar homologações.

Fonte: G1
Postado por: Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Percentual de cheques devolvidos bate recorde para outubro, diz Serasa

Marca alcançou 2,20%, maior nível para o mês desde 1991
O percentual de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos ficou em 2,20% do total compensado em outubro, segundo pesquisa da Serasa Experian. Trata-se do maior nível para o mês desde o início da série histórica, em
1991. Em outubro do ano passado, esse porcentual foi de 1,97%.
No período acumulado de janeiro e outubro, o percentual de devoluções de cheques também foi de 2,20%, mais uma vez marcando o recorde para o período desde que a série histórica começou. Em igual intervalo de 2014, esse nível foi de 2,06%. De acordo com os economistas da Serasa, estes recordes da inadimplência com cheques devem-se principalmente aos impactos do aumento do desemprego, da inflação e das taxas de juros, que afetam a capacidade de pagamento dos consumidores.
O total de cheques compensados foi de 55,645 milhões em outubro, ante 54,843 milhões em setembro e 65,429 milhões em outubro de 2014. No acumulado do ano, foram compensados 562,501 milhões de cheques, em comparação com 631,209 milhões no mesmo período do ano passado.

Fonte: Correio Do Povo
Postado por: Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 170 milhões no sábado

Quina foi acertada por 219 apostadores, que receberão R$ 63.520,19 cada
Ninguém acertou as seis dezenas da Mega-Sena desta quarta-feira. O concurso nº 1762 foi sorteado em Santo Anastácio, no interior de São Paulo. A previsão é de que o prêmio chegue a R$ 170 milhões se houver acertador no próximo sábado.

Os números premiados foram: 26 - 32 - 42 - 45 - 55 - 59

Acertaram a Quina 219 apostadores, e cada um receberá R$ 63.520,19 cada. Já a Quadra saiu para 18.595 jogadores, com prêmio de R$ 1.068,71 para cada.

Fonte: Correio do Povo
Postado por: Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Informativo da Prefeitura Municipal edição do dia 18 de novembro


Postado por: Claudinara Glienke
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!