quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Prorrogado empréstimo de agricultores gaúchos atingidos pela seca


O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou benefícios para os produtores afetados pela seca no Rio Grande do Sul. Residentes em municípios que tiveram decreto de situação de emergência reconhecido pelo governo terão facilidade para prorrogar o pagamento de empréstimos de crédito rural.
As parcelas das dívidas com vencimento entre 1º de janeiro e 30 de junho de 2012 foram prorrogadas para 31 de julho. Foram contemplados investimentos e custeios da safra 2011/2012, incluindo as já prorrogadas anteriormente pelo órgão, não amparadas pelo Proagro ou outro seguro.
Os agricultores que comprovarem perdas superiores a 30% da renda poderão renegociar em até cinco anos as operações contratadas para a safra atual, com o vencimento da primeira parcela fixado para até um ano após a assinatura da renegociação.
O Conselho criou, ainda, uma linha de crédito emergencial, de R$ 200 milhões, do programa Prodecoop do BNDES. O objetivo é refinanciar dívidas de cooperativas para aquisição de insumos, cujo vencimento seja até junho.
O limite de crédito é de R$ 10 milhões por cooperativa, sendo até R$ 40 mil por associado ativo. O prazo para reembolso é de cinco anos, com um ano de carência





Fonte:http://www.comunitaria.com.br : Comunitária FW
Postado Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

Estiagem prolongada afeta as lavouras de soja em praticamente todo o RS


O Informativo Conjuntural, divulgado pela Emater/RS-Ascar, nesta quarta-feira (1º), destaca que o volume de chuvas registrado na semana que passou e no início desta não atendeu às necessidades hídricas das lavouras no Rio Grande do Sul.
Conforme a previsão da meteorologia, para o período de 2 a 9 de fevereiro, o deslocamento de uma frente fria pode provocar precipitações em volumes significativos na maior parte do Estado, principalmente na Metade Sul, onde os totais acumulados poderão superar os 100 mm.
Nas regiões Centro, Metropolitana e Serra do Sudeste, os volumes de chuva devem oscilar entre 35 mm e 50 mm na maior parte das áreas, podendo chegar a 80 mm em pontos isolados. Já no Noroeste do Estado, as chuvas serão de fraca intensidade (entre 20 mm e 35 mm).
A principal preocupação no momento é coma cultura da soja. Devido ao prolongado período de estiagem, o desenvolvimento da cultura da soja está muito prejudicado no Rio Grande do Sul. As lavouras que estão na fase de desenvolvimento vegetativo (29%) se encontram com o porte baixo, entrando em floração (48%) em situação atípica e com formação de vagens e grãos (23%) de maneira não-uniforme.
Essa situação vem ocorrendo principalmente nas plantas precoces, que ocupam cerca de 70% da área cultivada. Nos municípios onde voltou a chover, os produtores foram motivados a replantar as áreas afetadas.



Fonte: www.comunitaria.com.br ; Comunitária FW
 
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!