segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Novembro terá campanhas de vacinação infantil contra a pólio e sarampo

A partir deste próximo sábado (08) começam as campanhas de vacinação infantil contra a poliomelite e de seguimento contra o sarampo. Os públicos-alvos são crianças menores de cinco anos, com a campanha da pólio voltada para as maiores de seis meses e a do sarampo para as maiores de um ano de idade. A Secretaria Estadual da Saúde (SES) já distribuiu as doses necessárias aos municípios. No Rio Grande do Sul, são quase 600 mil crianças dentro desta faixa etária e a meta é vacinar ao menos 95% delas até o dia 28 deste mês.
As campanhas começam em um sábado, data de mobilização onde os mais de 1,5 mil postos de vacinação estarão abertos, além de outros locais extras definidos pelos municípios. Os pais ou responsáveis devem levar as crianças aos postos onde todas deverão ser vacinadas, até mesmo aquelas que estiverem com o esquema vacinal da pólio e do sarampo em dia. A recomendação é que todos levem o cartão de vacinação para que esta avaliação das doses de rotina seja realizada.
O calendário de rotina para a vacinação contra a pólio prevê as a três doses no primeiro ano de vida (aos 2, 4 e 6 meses), com o complemento de dois reforços aos 15 meses e 4 anos de idade. Já a proteção contra o sarampo dá-se através da aplicação da vacina tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), aos 12 meses, seguida da tetra viral aos 15 meses, que além das outras três doenças doenças também previne a varicela (também conhecida como catapora).
População por faixa etária:
Maior de 6 meses e menor de 1 ano: 69.595 (somente para pólio)
1 ano: 138.941
2 anos: 127.848
3 anos: 128.660
4 anos: 131.049
Público-alvo/Sarampo: 526.498 (500.173 - meta 95% da população alvo)
Público-alvo/Pólio: 596.093 (566.288 - meta 95% da população alvo)
Pólio
A poliomelite (também chamada de paralisia infantil) não tem casos registrados no Brasil desde 1990. Contudo, como seguem ocorrências em alguns países na Ásia e África, ainda faz-se necessário manter elevada cobertura vacinal de forma homogênea em todos os municípios para evitar a reintrodução do vírus selvagem no país.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), nos primeiros oito meses deste ano foram registrados 149 casos da doença, a maioria concentrada no Paquistão (117 casos), Afeganistão (08 casos) e Nigéria (06 casos), além de outros 18 casos espalhados por Somália, Guiné Equatorial, Iraque, Camarões, Síria, Etiópia, Quênia.
A pólio é uma doença infecto-contagiosa de origem viral, caracterizada por quadro de paralisia flácida de início súbito, principalmente nos membros inferiores. Sua transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pelas vias fecal-oral ou oral-oral (através de gotículas ao falar, tossir ou espirrar). Não existe tratamento específico, todas as vítimas de contágio devem ser hospitalizadas, fazendo tratamento de suporte.
Sarampo
No Brasil, os últimos casos de sarampo ocorreram no ano 2000 e, desde então, os casos registrados foram importados ou relacionados à importação. Entretanto, em 2013 e 2014 foram registrados 596 casos da doença no país, com maior concentração nos estados de Pernambuco (224) e Ceará (365). No Rio Grande do Sul, os últimos casos foram em 2010 e 2011, com 8 e 7 casos respectivamente.
As campanhas de seguimento representam oportunidades adicionais para captar indivíduos não vacinados ou aqueles que não obtiveram resposta imunológica satisfatória à vacinação, visando garantir a manutenção do estado de eliminação do sarampo e rubéola no país.
O sarampo é uma doença infecciosa aguda, grave, transmissível e extremamente contagiosa, muito comum na infância. A viremia, causada pela infecção, provoca perdas consideráveis de eletrólitos e proteínas. Caracteriza-se por febre alta (acima de 38,5°C), exantema maculopapular generalizado (erupções ), tosse, coriza, conjuntivite e manchas de Koplik (pequenos pontos brancos que aparecem na mucosa bucal, antecedendo ao exantema).
A transmissão ocorre diretamente, de pessoa a pessoa, geralmente por tosse, espirros, fala ou respiração. A doença é transmitida na fase em que a pessoa apresenta febre alta, mal-estar, coriza, irritação ocular, tosse e falta de apetite e dura até quatro dias após o aparecimento das manchas vermelhas.
Texto: Assessoria SES
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Palestra com Domingos Luiz Palma em Três Palmeiras

Na próxima terça–feira(04/11), às 19:30mint acorrera na Escola Estadual de Ensino Médio José Antônio Ferronato(JAF) de Três Palmeiras, uma importante palestra para os pais ou responsáveis por alunos do Primeiro Ano do Ensino Fundamental até a 8º série, com o palestrante Domingos Luiz Palma(Psicólogo graduado na PUC/RS, mestre em Psicologia Social e da Personalidade pela PUC/RS, professor de Ensino Superior da Uceff- Faculdades e Palestrante).                                            
Em entrevista a Rádio Comunitária Liberdade FM a Diretora da escola JAF Lucia Ana Saúgo Bender, falou sobre a palestra, confira a entrevista em áudio:
Por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Bolo prestígio













Ingredientes
Bolo:
3 ovos
1/2 xícara (chá) de óleo
1 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de chocolate ou achocolatado.(O chocolate em pó deixa mais escuro)
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento
Coco ralado a gosto
Calda para molhar:
1 vidro de leite de coco
1 vidro de leite
3 colheres de sopa de açúcar
Recheio:
1 lata de leite condensado
1 colher de sopa de margarina
1 pacote de 100g de coco ralado
Cobertura:
3 colheres de sopa de margarina
8 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de achocolatado
2 xícaras de leite
Modo de preparo 
Bolo:
Bata no liquidificador os ovos, o óleo e o leite, por 3 minutos, ou até que a mistura fique esbranquiçada
Reserve
Em um recipiente misture o açúcar, o trigo, o fermento, o chocolate e o coco ralado a gosto
Junte à mistura do liquidificador, pouco a pouco, mexa até que a massa fique consistente
Unte uma forma e despeje a massa
Leve ao forno médio, pré-aquecido, por 30 a 40 minutos, ou até que ao enfiar um palito ele saia limpo
Deixe esfriar, corte ao meio e reserve
Calda:
Misture tudo e regue o bolo
Recheio:
Leve tudo ao fogo até desgrudar do fundo, mas não deixe muito consistente
Recheie o bolo
Cubra com a parte de cima, faça uns furos com o garfo e regue com a calda
Cobertura:
Leve ao fogo até engrossar
Cubra o bolo
Leve para gelar
Fonte:TudoGostoso 

+ Mais Informações ››››››

Exame de toque ainda é tabu para brasileiros que resistem ao exame de próstata

O câncer de próstata é a doença mais frequente no sexo masculino, perdendo, apenas, para o câncer de pele não-melanoma. Estatísticas apontam que a cada seis homens, um é portador da doença. Quase 50% dos brasileiros nunca foram ao urologista e, até o fim de 2014, a projeção é que 12 mil morrerão vítimas da doença, em função da descoberta em estágio avançado.



O Cristo Redentor será ilumidado de azul neste mês de novembro, dedicado ao combate ao câncer de próstata

Os dados foram divulgados pelo Instituto Lado a Lado pela Vida e a Sociedade Brasileira de 
Urologia (SBU), com o intuito de conscientizar a população masculina sobre a doença e diminuir a taxa de mortalidade. O SBU promove a campanha Novembro Azul, uma iniciativa que já faz parte do calendário nacional das campanhas de prevenção no Brasil. O objetivo é combater a doença e, principalmente, motivar os homens a fazer exames preventivos. A forma mais eficiente de diagnóstico ainda é o exame de toque retal.
A próstata é uma glândula do aparelho reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas, de forma e tamanho semelhantes a uma castanha. Ela está localizada abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma. O câncer de próstata é mais incidente que o câncer de mama, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). A estimativa, entre 2012 e 2013, apontou 60.180 novos casos de câncer de próstata e 52.680 de mama. De acordo com especialistas, o preconceito com o exame de toque retal ainda é forte no Brasil. Apenas 32% dos homens brasileiros declararam já ter feito o exame.
Na capital fluminense, vias expressas e monumentos fazem parte da campanha. Segundo a concessionária que administra a via expressa Linha Amarela, os colaboradores trabalharão com uma fita azul no atendimento aos usuários. Além disso, a concessionária pede que as pessoas trabalhem de azul em um dia do mês. Os corredores e computadores serão enfeitados com o tema da campanha, além da inclusão de um pop-up no site oficial da empresa.
No dia em que se comemora o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata – 17 de novembro -, o Cristo Redentor será iluminado de azul em apoio ao Novembro Azul. De acordo com a presidenta do Instituto Lado a Lado pela Vida, Marlene Oliveira, a campanha é referência na missão de orientar a população masculina a cuidar melhor da saúde e procurar o médico com mais frequência.
"Os homens são mais resistentes à ideia de ir regularmente ao médico e, por isso, acabam descobrindo a doença em estágio já avançado", destaca Marlene Oliveira.
O público-alvo da campanha Novembro Azul são homens a partir de 40 anos e grupos que participam do processo de prevenção e cuidados, como familiares e parceiros. Mais informações estão no endereço eletrônico www.novembroazul.com.br.
Fonte:Marcos Chagas/Da Agência Brasil
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Abertas as matrículas e rematrículas oferecidas pela Rede Pública Municipal de Ensino em Três Palmeiras

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Três Palmeiras comunica que no período 03 a 28 de novembro de 2014 estão abertas as matrículas e rematrículas oferecidas pela rede pública municipal de ensino, para o ano letivo de 2015. As mesmas devem ser feitas nos estabelecimentos de ensino que o aluno irá estudar.
Fonte:Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal  de Três Palmeiras
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Programa Minutos da Educação do Dia 03 de novembro de 2014

 Apresentado pela: Diretora  Ana Claudia
Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

Jornal dos Trabalhadores - Rio Grande do Sul - Edição 604 dia 03 de novembro de 2014

Ouça nesta edição:
Crise leiteira coloca em risco cooperativas gaúchas;
Projeto carioca que alia reciclagem de eletrônicos e inclusão social ganha
prêmio internacional;
Prorrogado prazo para inscrições na rede estadual de educação;
OAB propõe comissão nacional da verdade da escravidão negra.



+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!