domingo, 24 de novembro de 2013

Mais de 90% dos homens que agridem mulheres no RS mantêm ou mantiveram relação pessoal com a vítima

Dado aparece no Relatório Lilás, a partir de estatísticas da Secretaria da Segurança Pública

Com lançamento previsto para a noite de amanhã (25), o Relatório Lilás, elaborado com base em estatísticas da Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul durante os primeiros cinco anos da lei Maria da Penha, mostra que 90,9% dos agressores de mulheres mantêm ou mantiveram relações pessoais com a vítima. Os assassinos são maridos, companheiros, namorados e até familiares.

Maridos e companheiros foram 50,4% dos assassinos de mulheres; ex-maridos e ex-companheiros, 25%, enquanto familiares, 15%. Em 83,48% dos casos, o assassinato ocorre na residência da própria vítima que, em quase metade dos casos, já havia registrado contra o agressor outros delitos que antecederam o crime.

Também aparecem no Relatório Lilás informações sobre femicídio (homicídio cuja vítima é uma mulher e cuja motivação é relacionada ao gênero). Em 85% dos casos registrados as mulheres foram executadas com o auxílio de armas, sendo a arma de fogo a mais utilizada. O motivo mais frequente do femicídio é o divórcio ou separação, responsável por 51% das ocorrências. As vítimas, em geral, são jovens. Três em cada dez mulheres assassinadas tinham entre 18 e 27 anos. Já um terço dos autores está na faixa entre 28 e 37 anos.

As estatísticas foram construídas a partir de dados do Sistema de Consultas Integradas da Secretaria da Segurança Pública, e foram reunidas em um capítulo do Relatório Lilás, primeira publicação da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul tratando de questões relativas aos direitos das mulheres.

De acordo com o deputado Edegar Pretto (PT), coordenador da Frente Parlamentar dos Homens pelo Fim da Violência contra a Mulher, que organizou o Relatório, o material marca o 25 de novembro, Dia Internacional de Luta pelo Fim da Violência contra a Mulher.


Fonte: Rádio Guaíba
Postado por:Elisete Bohrer 
+ Mais Informações ››››››

Inter acumula chances, mas não sai do 0 a 0 com o Coritiba

Colorado parou na boa atuação do goleiro Vanderlei

O Inter teve uma boa atuação – principalmente no primeiro tempo -, acumulou chances para marcar, mas não conseguiu sair do 0 a 0 com o Coritiba no início da noite deste domingo no estádio Centenário em jogo válido pela 36ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, o time de Clemer vai a 46 pontos e ainda não evita matematicamente a possibilidade de rebaixamento, mas mantém quatro pontos de vantagem para o primeiro time no Z-4 - exatamente o Coxa, que foi a 42.

No próximo sábado, o Inter vai ao Pacaembu enfrentar o Corinthians, às 21h. Já o Coritiba volta a campo no domingo, às 17h, quando recebe o Botafogo no Couto Pereira.

Inter domina o primeiro tempo, cria oportunidades, mas para em Vanderlei

Antes do apito inicial do árbitro Emerson de Almeida Ferreira , os jogadores sentaram no gramado do Centenário em protesto do Bom Senso FC. Com a bola rolando, o Inter tomou a iniciativa da partida. Desde os primeiros minutos, o time do técnico Clemer buscou o ataque, mas parou em um inspirado goleiro Vanderlei.

Logo aos 2min, D’Alessandro cruzou do lado direito para Otávio, que desviou fraco e Vanderlei defendeu. Na sequência, aos 6, Ednei bateu falta para a área, a bola passou por todo mundo e o goleiro paranaense mandou para escanteio.

O Inter seguiu com o domínio do jogo. Apesar de uma grande posse de bola – terminou o primeiro tempo com 66% -, o time só foi chegar com perigo novamente aos 28 minutos, quando Vanderlei apareceu para fazer uma grande defesa. Fabrício dominou a bola pelo lado esquerdo, ameaçou cruzar, mas deu o corte no zagueiro e bateu para uma grande defesa do goleiro do Coxa.

Quatro minutos depois mais um bom lance do ataque colorado. Otávio deu o passe em profundidade para Damião, que deu um toque de calcanhar para Josimar, que, de primeiro, bateu forte, mas mais uma vez Vanderlei fez a defesa.

O Inter ainda teve mais três oportunidades antes do intervalo. Aos 39, D’Alessandro fez a jogada pelo lado e cruzou para Josimar, que mais uma vez apareceu bem na frente, mas outra vez parou em Vanderlei, que pulou no canto para evitar o gol colorado.

Quando não parava no goleiro do Coxa, o ataque colorado não acertava o alvo. Aos 40, Otávio cruzou para Damião, que apareceu dentro da pequena área sozinho, mas cabeceou para fora. Aos 44, D’Alessandro arriscou de fora da área, mas a bola passou raspando à trave. Final de primeiro tempo: 0 a 0 no Centenário.

Os dois times buscam o gol, mas placar não sai do zero
O Coritiba iniciou a etapa final dando amostra de que estava disposto a mudar o panorama da partida. Logo no primeiro minuto, Alex tocou para Carlinhos na linha de fundo e ele cruzou levando perigo a Muriel, que saiu de soco para evitar que a bola chegasse a Deivid. O Inter respondeu aos 5min com Leandro Damião, que tentou de bicicleta e mandou a bola próxima ao gol de Vanderlei.

O segundo tempo ganhou em emoção com os dois times buscando o gol. Com Alex, que foi figura sumida no primeiro tempo, aparecendo bem, o Coxa conseguiu equilibrar o jogo nos primeiros minutos. A partida tinha um duelo entre o camisa 10 do Coritiba e o centroavante Leandro Damião.

Aos 9, Alex bateu escanteio buscando o gol olímpico, mas Muriel fez a defesa. Três minutos depois, a oportunidade foi de Leandro Damião. Ele recebeu passe de Otávio, girou sobre a marcação e bateu de esquerda para defesa de Vanderlei. Aos 14, a primeira grande chance do Coxa na partida. Alex bateu falta da entrada da área e acertou a rede pelo lado de fora.

Com o Inter sem conseguiu manter o ritmo do primeiro tempo, Clemer fez a primeira mudança no time aos 24 minutos. E foi uma mudança ofensiva. Alex entrou no lugar de Ednei – Jorge Henrique passou para a lateral.

A troca deu resultado e o Inter cresceu na partida criando três oportunidade sem menos de 5 minutos. Aos 26, Josimar recebeu cruzamento livre dentro da área, mas chutou longe do gol. Quatro minutos depois, Alex bateu falta, a bola desviou na barreira e passou perto. Na cobrança do escanteio, a bola sobrou para D’Alessandro, que chutou da entrada da área, Damião desviou e acertou a trave.

O Inter seguiu pressionando, mas sem conseguir ser efetivo. O time de Clemer rondou a área de Vanderlei, mas não conseguiu mais acertou o gol do Coxa. Otávio criou boa chance aos 39, tocou para Josimar na entrada da pequena área, mas a defesa conseguiu afastar. O rebote ainda caiu em Alex, que mandou longe do gol. Aos 43, D’Alessandro fez a jogada, mas também finalizou longe.

Com o cronômetro batendo nos 45 minutos, o torcedor colorado levou um susto em chute de Diogo que passou perto do gol de Muriel. Final de partida: 0 a 0 no Centenário.

Brasileirão - 36ª rodada

Inter

Muriel; Ednei (Alex), Índio, Juan e Fabrício; Willians, Josimar, Jorge Henrique, D'Alessandro e Otávio; Leandro Damião. Técnico: Clemer.

Coritiba
Vanderlei; Luccas Claro, Leandro Almeida, Chico; Victor Ferraz, Júnior Urso, Willian Farias (Germano), Alex, Carlinhos; Geraldo (Diogo), Deivid (Lincoln). Técnico: Tcheco.

Cartões amarelos: Josimar, Índio (INT); Júnior Urso, Leandro Almeida, Willian Farias, Alex (COR)

Arbitragem: Emerson de Almeida Ferreira (MG), com Arnaldo Rodrigues de Souza (CE) e Albino Andrade Albert Junior (PE).
Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul.

Fonte:Cristiano Munari / Correio do Povo
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Após conflitos agrários, prefeito de Vicente Dutra pede segurança no RS

Município de Vicente Dutra, no Norte, decretou situação de emergência.
Segundo o prefeito, apenas 2 policiais militares fazem segurança na cidade

O prefeito de Vicente Dutra, na Região Norte do Rio Grande do Sul, João Paulo Pastori, decretou situação de emergência no município. O decreto foi alegando falta de segurança pública e vale por 30 dias, podendo ser prorrogado. Segundo o prefeito, existem apenas 2 policiais militares que fazem a segurança na cidade, o que seria insuficiente diante dos últimos conflitos entre índios caingangues e agricultores.
As aulas na cidade foram suspensas nessa quinta (21) e sexta-feira (22). “A gente quer segurança, o caos está instalado”, disse Pastori
As mobilizações foram para pressionar a homologação de 715 hectares de terra onde vivem 75 famílias de pequenos agricultores. A área já foi demarcada pela Funai em 2012 como área indígena, mas os agricultores ainda não receberam as indenizações e permanecem nas propriedades.
Na noite de quinta, houve confronto com indígenas que reivindicavam a demarcação de terras em um balneário, e os proprietários retomaram a área. O conflito ocorreu por volta das 19h, sem intervenção da Brigada Militar não interveio, de acordo com informações da polícia de Frederico Westphalen cidade próxima.
No mesmo local, um conflito na noite de quarta (20) começou quando um carro dirigido por um índio colidiu em outro veículo. Segundo a polícia, o segurança do balneário chamou a Brigada Militar e acabou sendo agredido pelos indígenas com flechas e facas. Ele se refugiou em um carro da polícia, que foi apedrejada.

Fonte:G1
Postado por:Elisete Bohrer
  

 

+ Mais Informações ››››››

Homem é assassinado em Passo Fundo

Corpo da vítima foi encontrado as margens de um valão no bairro Santa Maria

Um homem foi assassinado no início da manhã deste domingo em Passo Fundo, na região do Planalto Médio. A identidade da vítima não foi revelada pela polícia. O crime ocorreu na rua Eduardo Krtz, no bairro Santa Maria. O corpo foi localizado às margens de um valão. Um suspeito, de 28 anos, foi detido pela Brigada Militar nas proximidades do local do crime. Ele é apontado como principal suspeito.

Fonte: Luciano Nagel/Rádio Guaíba
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Incêndios simultâneos atingem Erechim

Bombeiros receberam os dois chamados em menos de 15 minutos

Pelo menos dois incêndios ocorridos simultaneamente, no início da tarde deste domingo, movimentaram os bombeiros de Erechim, no Alto Uruguai. De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros da cidade, major Alexandre Bittencourt, às 14h20min a guarnição foi acionada para combater chamas em uma residência no bairro São Cristóvão. A casa foi consumida pelo fogo, mas outras duas casas vizinhas, que já tinham o fogo chamuscando as laterais, foram salvas. Logo após, às 14h33min, a Brigada Militar ligou informando sobre um outro incêndio no Central Club, que fica a três quadras do centro da cidade.

Conforme Bittencourt, dois soldados que trabalhavam no combate às casas no bairro São Cristóvão, foram levados pela Brigada Militar de volta para o quartel, onde pegaram um caminhão-tanque reserva, com 13 mil litros de água, e deslocaram-se para o incêndio no clube. Assim que o primeiro incêndio foi controlado, outros veículos dos bombeiros também foram auxiliar no combate às chamas no clube. O clube possui Plano de Prevenção contra Incêndio.

“Estava tudo regularizado. O alvará foi renovado até o dia 4 de julho de 2013. No dia 4 de julho deste ano foi feita vistoria de tudo. Os extintores também estavam regularizados.”, disse o major Alexandre Bittencou. O comandante disse ainda pelo “levantamento testemunhal no local, o princípio do incêndio ocorreu em exaustores localizados no teto” do clube. Ele observou que a construção tinha toda a sua estrutura interna em madeira, do piso ao forro.

O Central Club, localizado na esquina das ruas Tôrres Gonçalves com Severiano de Almeida, é usado há anos como boate e realização de eventos festivos Neste domingo, ao meio dia, abrigava uma festa de família, do próprio locatário da casa, Fernando Luis Sarginski. De acordo com ele, cerca de 60 pessoas almoçaram no local. Quando o incêndio foi percebido, por volta das 14h30min, a metade já tinha deixado o clube. O próprio Fernando Sarginski relata como tudo aconteceu.

“O fogo começou no teto, em um exaustor, no fundo do prédio. Subi com um extintor e apaguei o fogo. Desci, peguei outro extintor e voltei com um primo também com um extintor. O fogo também tinha voltado. Apagamos de novo, mas o fogo logo reanimou. Neste tempo levamos 15 minutos para retirar a aparelhagem de som. Resolvemos deixar o prédio com medo que o teto desabasse”.

Fonte: José Adelar Ody / Corredio do Povo
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Grêmio pressiona, mas empata em 1 a 1 com a Ponte Preta

O Grêmio marcou passo na disputa pelo segundo lugar do Brasileirão. O Tricolor teve bom volume de jogo, pressionou, mas acabou apenas empatando com a quase rebaixada Ponte Preta em 1 a 1, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas pela 36ª rodada do Brasileirão. O resultado faz o time de Renato cair para a terceira colocação do Brasileirão.

Agora com 61 pontos, o Grêmio volta a campo no domingo que vem, para enfrentar o Goiás, na Arena.

Ponte mostra eficiência em meio à pressão gremista

Com três atacantes de ofício – e com Maxi Rodríguez no banco de reservas – o Grêmio foi ao estádio Moisés Lucarelli disposto a manter-se na vice-liderança do Brasileirão. E já aos 7 levou perigo à Ponte Preta, escalada com uma equipe mista. Ramiro, de fora da área, mandou um chute forte, mas faltou direção.

Tentando ensaiar uma pressão diante de um time que mais aguardava do que propunha, o Tricolor voltou ao ataque com força novamente aos 14, quando Kleber tentou o canto esquerdo, mas Edson Bastos foi lá e buscou. No entanto, no contragolpe, a Ponte Preta mostrou que não está na semifinal da Copa Sul-Americana por acaso. Adaílton aproveitou a recuperação rápida depois do escanteio, avançou rápido pela esquerda, invadiu a área e chutou cruzado: gol.

Atrás no placar, os comandados de Renato voltaram à frente logo em seguida, mas o ferrolho campineiro levou a melhor. E, por pouco, os donos da casa não ampliaram aos 21, ao que Adrianinho cabeceou entre os zagueiros e a bola só parou em Dida.

A resposta foi quase imediata, mas o resultado, insatisfatório. Vargas cobrou falta de fora da área aos 24, a bola ficou viva na área e, com muita raça, os gremistas a mantiveram em jogo. Ela sobrou para Vargas de novo, porém ele carimbou a trave. O chileno voltou a assustar aos 33, mas Edson Bastos saiu nos pés para evitar o empate. Barcos ainda teve boa chance aos 39, mas, com a canhota, concluiu mal.

Vargas empata e Bressan quase vira

O drama do Grêmio não se alongou no segundo tempo. Logo aos 9, um cruzamento certo de Zé Roberto encontrou Vargas no segundo pau. O cabeceio não foi dos melhores e não encontrou Kleber, que ingressava ao lado, mas, por isso, a bola desviou no zagueiro e entrou. Antes, no entanto, Bressan havia salvado o Grêmio ao brecar o chute de Fellipe Bastos.

O gol de empate não chegou a ser um fator de pressão para o Grêmio. Com o time sem inspiração na frente, Renato mudou. Colocou Maxi Rodríguez no lugar de Kleber, que não gostou e chutou um copo de água no reservado. Logo depois de entrar, o uruguaio teve chance aos 31, só que pegou fraco o chute na entrada da área.

Aos 37, a Ponte Preta quase conseguiu o gol da consagração. Entretanto, Rafael Ratão cabeceou errado após o escanteio e desperdiçou grande chance. Na resposta, Elano – que entrara pouco antes no lugar de Zé Roberto – chutou firme e obrigou Edson Bastos a fazer boa defesa.

O grito de gol do Grêmio ainda chegou a ser solto aos 42. Elano levantou na área e Rhodolfo desviou. Só que ele estava em impedimento. Nos acréscimos, a Ponte chegou a levar perigo, mas encontrou Dida atento. No último lance, Bressan arrancou um último suspiro, ao testar forte depois do escanteio. Edson Bastos se esticou para espalmar e garantir uma sobrevida à Ponte Preta.

Brasileirão - 36ª rodada

Ponte Preta 1

Edson Bastos, Artur, Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Fellipe Bastos, Alef (Rafael Ratão) e Adrianinho (Elias); Adailton e William (Chiquinho). Técnico: Jorginho.

Grêmio 1
Dida; Rodholfo, Bressan e Werley; Souza, Ramiro e Zé Roberto; Vargas, Kleber (Maxi Rodríguez) e Barcos (Yuri Mamute). Técnico: Renato

Gols: Adaílton (15/1); Vargas (7/2)
Cartões amarelos: Baraka, Adaílton; Bressan, Pará
Arbitragem: Dewson Freitas da Silva, com Lucio Ipojucan e Hélcio Neves (Trio paraense).
Local: Estádio Moisés Lucarelli.

Fonte:Tiago Medina / Correio do Povo
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Inter tem obrigação da vitória contra o Coritiba para deixa de fazer contas

A matemática do rebaixamento é complexa e muito improvável, mas ainda existe o risco. É por isso que Inter, neste domingo às 19h30min, tem a obrigação de vencer o Coritiba em Caxias do Sul. Somente os três pontos livram o clube da temida zona da degola no Brasileirão. Se a campanha é decepcionante, pelo menos o clube pode acabar com a angústia de fazer cálculos. A principal novidade no time para o confronto com o Coritiba deve ser a presença de Forlán desde o início. Depois que voltou da seleção do Uruguai, ele treinou todo o tempo entre os titulares.

O técnico Clemer teve uma semana inteira para preparar a equipe. Algumas medidas foram tomadas dentro e fora de campo. A viagem para a Serra foi antecipada com o objetivo de deixar os jogadores focados no jogo. Além disso, a direção manteve a mesma promoção de ingressos do jogo contra o Botafogo e a expectativa é por um Centenário lotado. O presidente Giovanni Luigi, logo após a derrota para o Goiás no Serra Dourada, já tratou de pedir o apoio do torcedor.

O time estará diferente em relação aos últimos jogos. A média de idade certamente será mais alta. Clemer vai optar por jogadores mais experientes, que respondem melhor ao momento de pressão. Juan e Índio estão escalados na zaga. No ataque, Forlán e Leandro Damião estão à disposição. "Não é o fato de ser a hora dos atletas mais experientes, a gente já vinha testando essa dupla de zagueiros. O único que sai é o Alan, já que o Índio está totalmente recuperado", justificou Clemer. "Não acredito que haverá falta de entrosamento. O Índio vem jogando no Inter há muito tempo, tem larga experiência. O Forlán é a mesma coisa", disse.

Nas entrevistas durante a semana, os jogadores do Inter admitiram que a situação do clube no Brasileirão é bem diferente daquela que eles imaginavam no início. Segundo Clemer, não há falta de motivação para as últimas rodadas do campeonato. "Os jogadores estão se doando, nós vemos isso no dia a dia. Eu não faço nada para motivar, eles já estão motivados. Se eu ver alguém desmotivado, vou chamar para uma conversa", garantiu.

Brasileirão - 36ª rodada


Inter
Muriel; Ednei, Índio, Juan, Fabrício; João Afonso, Willians, Jorge Henrique, D'Alessandro; Forlán e Damião. Técnico: Clemer.

Coritiba
Vanderlei; Luccas Claro, Leandro Almeida, Chico; Victor Ferraz, Júnior Urso, Willian Farias, Alex, Carlinhos; Julio Cesar, Deivid. Técnico: Tcheco.

Arbitragem: Emerson de Almeida Ferreira (MG), com Arnaldo Rodrigues de Souza (CE) e Albino Andrade Albert Junior (PE).
Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul.

Fonte: Correio do Povo 
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Esfoliação debaixo do chuveiro garante pele com toque suave o dia inteiro

Procedimento é necessário para remover as células mortas e hidratar a pele

A esfoliação não precisa ser um processo longo, chato e complicado: em minutos, durante o banho, é possível remover as células mortas, hidratar e deixar a pele suave, com toque de seda.
— A esfoliação remove células mortas, aprimorando um processo natural feito pelo corpo. A renovação das células da epiderme ocorre continuamente, mas o tempo necessário para que sejam naturalmente removidas é variável conforme cada região do corpo. Na face, por exemplo, ocorre em duas semanas, nos braços em quatro e no dorso das mãos em três. Usar produtos abrasivos auxilia neste processo natural — explica o dermatologista Humberto Ponzio.

No chuveiro, a esfoliação é feita com o uso de cremes, géis ou sabonetes abrasivos (com uma espécie de grão misturado à fórmula). A pele deve ser massageada com movimentos circulares. O uso de esponjas complementa e aumenta a esfoliação. Enxaguar com água morna facilita a remoção do creme e retira a oleosidade da pele. A periodicidade do processo vai variar de pessoa para pessoa.

— Ela muda conforme o tipo de pele e a região a ser esfoliada. Em uma pele oleosa, com poros dilatados, pode ser feita uma a duas vezes por semana. Cotovelos e joelhos, além da face, se beneficiam muito com a esfoliação — avisa Ponzio. — Já as peles normais devem receber esse tipo de tratamento no máximo uma vez por semana, e as secas, uma a duas vezes por mês.

O ideal é usar produtos diferentes e específicos para corpo e rosto ou checar bem a embalagem para saber se um creme ou sabonete pode ser utilizado no corpo todo. Os benefícios são visíveis e proporcionam uma pele mais bonita por mais tempo. Humberto Ponzio finaliza:

— A curto prazo, as esfoliações proporcionam limpeza profunda e sedosidade à pele. A longo prazo, uma pele limpa é mais fácil de ser mantida e tratada.

Esfoliação mais hidratação: uma dupla de sucesso A esfoliação promove diversos benefícios para o seu corpo, como a remoção de células mortas e impurezas, além de estimular a micro-circulação da pele. Mas alguns cuidados são necessários para obter resultados ainda melhores. Por exemplo, hidratar a pele durante o processo de esfoliação. Assim você acelera a regeneração celular e estimula a síntese do colágeno.

Mas para você ter uma pele nutrida de verdade, você pode esfoliar a pele durante o banho. Além da bucha tradicional, você tem uma opção de cuidado que é o sabonete líquido de Dove Esfoliação Suave. Ele conta com a tecnologia Nutrium Moisture que possui ingredientes que promovem a absorção rápida dos nutrientes. Além de limpar, ele age nas camadas mais profundas da epiderme, oferecendo nutrientes que cuidam da pele de dentro pra fora.

Mais do que hidratada, sua pele fica bem nutrida e a esfoliação vira um ritual de carinho com você mesma. Desse jeito fica fácil ter aquela pele dos sonhos nutrida e hidratada de verdade.
Fonte:DONNA ZH
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Rádio Comunitária Liberdade destaca acessos ao servidor de streaming

  Destacamos abaixo os dados extraídos de nosso servidor de streaming da Rádio Comunitária Liberdade, com os acessos a nossa emissora desde o dia 20 de agosto de 2010, lembrando que estamos no ar na internet desde 18 de Janeiro de 2008, mas não temos os registros de acessos anteriores a 20 de agosto de 2010.
Os números mostram o crescimento da emissora de nossa emissora na internet e isto graças a cada ouvinte que contribui diariamente com nossa programação e nossos Apoiadores Culturais que sempre nos deram aporte financeiro para cada dia mais melhorar a nossa programação, mas não podemos esquecer nossos funcionárias que dia após dia fazem a programação chegar a milhares de ouvintes.
Em fim só nos resta a agradece a todos que de uma forma ou outra fazem da Rádio Comunitária Liberdade destaque.


 Ano                              número de visitas         numero de visitantes      duração média de cada visita
1
8.914
1.152
02:51:14
2
28.174
3.218
03:12:24
3
44.,973
11.438
01:14:19
4
50.083
11.989
00:58:19

Total de visitas
132.144
-

Abaixo você tem nossos links de acesso direto aos Players mais populares.




Links para ouvir e web player:
- MEDIA PLAYER
- WINAMP
- WEB PLAYER Para você que quer adicionar nosso player em seu site
- Player html simples: clique aqui
- Player html com javascript: clique aqui

 

+ Mais Informações ››››››

Em Palmeira das Missões, Tarso participa da 26ª Caravana da Inclusão do RS Mais Igual

O governador Tarso Genro participou da 26ª edição da Caravana da Inclusão do RS Mais Igual, em Palmeira das Missões, neste sábado (23). A complementação de renda gaúcha beneficiará 1.581 famílias (cerca de 5,8 mil pessoas) que vivem em situação de extrema pobreza nos 11 municípios que integram o Corede Rio da Várzea.

Somente em Palmeira das Missões, 422 novas famílias serão incluídas, contemplando diretamente mais de 1,5 mil pessoas que passarão a contar com o complemento, a partir de dezembro. O anúncio do repasse de recursos do Estado foi feito por Tarso Genro e o secretário-chefe da Casa Civil e coordenador do programa, Carlos Pestana, a uma platéia de cerca de mil pessoas, no Ginásio de Esportes da Universidade de Passo Fundo (UPF). Na abertura do evento, foram realizadas atividades artísticas e culturais, além de exposição de trabalhos.

Tarso referiu-se aos que criticam o programa Bolsa Família, destacando que eles "não compreendem a importância de se ter recursos mínimos para comprar alimentos, roupas e cadernos, porque não conhecem as necessidades de vocês, mas nós conhecemos", ressaltou. Segundo o governador, não adianta um Estado crescer e os ricos ficarem mais ricos e os pobres mais pobres. "Todos têm que crescer", disse.

Pestana explicou o funcionamento do programa cuja finalidade é ser uma porta de saída para melhores condições de vida, e citou como exemplo Lajeado do Bugre e Sagrada Família cujos beneficiários estão devolvendo o cartão para ajudar outros lares, porque já alcançaram sua independência financeira. "Nada é mais importante para um governo do que ajudar as pessoas que mais precisam", destacou.
Confira os municípios beneficiados na região do Rio da Várzea:


Cidade Famílias beneficiadas
 Barra Funda  2
 Boa Vista das Missões  22
 Cerro Grande  54
 Chapada                   32
 Constantina  51
 Engenho Velho                   63
 Jaboticaba  97
 Lajeado do Bugre                   70
 Liberato Salzano                  103
 Nova Boa Vista                    2
 Novo Barreiro                   39
 Novo Xingu                    8
 Palmeira das Missões  422
 Ronda Alta                  159
 Rondinha                   26
 Sagrada Família                   61
 São José das Missões                   58
 São Pedro das Missões                   54
 Sarandi  200
 Três Palmeiras  58


Texto: Josiane Picada
Foto: Pedro Revillion/ Palácio Piratini
Edição: Redação Secom 
+ Mais Informações ››››››

Três ônibus de turismo são assaltados na ERS-324, em Passo Fundo

Cinco homens armados atacaram três ônibus de turismo na noite desta sexta-feira na ERS-324, em Passo Fundo. A ação ocorreu por volta das 21h15min na altura do km 138, próximo a Pontão. Os criminosos levaram dinheiro e pertences de 78 passageiros.
De acordo com o Batalhão Rodoviário da Brigada Militar (BRBM), o bando estava em um Vectra branco e atirou no para-brisa do primeiro veículo e na lateral dos demais para forçar a parada. Em seguida, entraram nos carros, roubaram os passageiros e fugiram em direção a Passo Fundo. No local do ataque, o sinal do celular é precário, o que pode ter facilitado a ação dos bandidos.
Ao todo, 117 pessoas estavam a bordo dos três veículos que viajam de Bento Gonçalves, Nova Prata e São Jorge rumo ao Paraguai. Os carros haviam saído da Serra em comboio para evitar assaltos. O motivo é que um dos motoristas foi atacado há três meses ao fazer a mesma rota.
O condutor de um ônibus reconheceu um dos homens do ataque sofrido em agosto, o que reforça a tese de que o bando seria da Serra e teria seguido os veículos desde a saída.
Com a ação, um senhor sofreu um mal súbito, mas foi socorrido a tempo pelos Bombeiros e passa bem. Ninguém ficou ferido. O registro da ocorrência está sendo feito na delegacia de Passo Fundo. A polícia faz buscas na região.
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!