quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Vem aí 1º dia de Negócios da Casa do Agricultor de Trindade do Sul


+ Mais Informações ››››››

PROGRAMA INFORMATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS PALMEIRAS DE 30-11-2016

+ Mais Informações ››››››

Programa Passos na Fé de 30-11-2016


+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade Edição 1625 de 30-11-2016

+ Mais Informações ››››››

#ForçaChape Sicredi emite nota de pesar sobre acidente com equipe da Chapecoense

O Sistema Sicredi, através da sua cooperativa Sicredi Região da Produção RS/SC, externa seu profundo sentimento pelas perdas que vitimou o time da Chapecoense por conta do acidente aéreo, em Medelin, na Colômbia.
Estamos com dificuldade de expressar o quanto esta situação nos entristece. Em nome de nosso Conselho e colaboradores, enviamos nosso pesar para todas as famílias de amigos, parceiros, companheiros que nos deixam, e estendemos à toda a comunidade da Região de Chapecó e do estado de Santa Catarina, que da mesma maneira que nós estão atônitos e sem palavras.
Lamentamos, igualmente, pelos jornalistas dos inúmeros veículos de imprensa regionais e nacionais, pela tripulação do avião. Nos solidarizamos com as famílias de todos, brasileiros e colombianos.


Kellen M. Hoehr
Assessora de Comunicação e Marketing
Superintendência Regional Sicredi Região da Produção RS/SC- Sarandi-RS
Fone: 54- 3361 1446 Ramal- 222

sicredi.com.br
+ Mais Informações ››››››

Entrevista com o Vereador eleito Clovis Glincke o "Glincke da Serraria"

A Rádio Comunitária Liberdade vem realizando uma série de entrevistas com os vereadores eleitos no ultimo pleito eleitoral.
Na edição de hoje, dia 30 de novembro as 09:00 horas, o convidado foi o vereador eleito Clovis Glincke.
Confira a entrevista:

Amanhã neste mesmo horário acompanhe pela Rádio Comunitária Liberdade a entrevista com a vereadora eleita Elis Berlet.







Os vereadores respondem as seguintes perguntas:

1: Quais são as suas principais preocupações para início de mandato?
                 
2: O que o vereador pretende fazer pela saúde, pela educação e pela agricultura de Três Palmeiras?                    
3: O senhor tem em mente algum projeto seu que você julgue importante para o Município?            

4: Como o senhor vê o Município de Três Palmeiras?

+ Mais Informações ››››››

Acidente envolve caminhão e automóvel na ERS 324

A Polícia Rodoviária Estadual de Nonoai registrou na tarde desta terça-feira, (dia 29/11), por volta das 16 horas, um acidente de trânsito no KM 61 da ERS 324 próximo a Encruzilhada dos Ribeiros envolvendo um automóvel e um caminhão.
De acordo com o relato do condutor do automóvel Renaut Clio placas de Chapecó – SC, ele se deslocava de Gramado dos Loureiros em direção a Trindade do Sul, e que ao ingressar na rodovia, na Encruzilhada, acabou sendo colhido pela carreta Iveco placas de Xanxerê – SC. Ele justificou ainda que não visualizou o caminhão que transitava sentido Nonoai a Trindade, e acabou provocando a colisão lateral. A PRE informou ainda que o tacógrafo do caminhão registrou a velocidade de 50 Km/hora. Deste acidente foram registrados apenas danos materiais.

Fonte:PNnoticia
+ Mais Informações ››››››

Operação prende suspeitos de compra de votos

Operação prende suspeitos de compra de votos, em Sete de Setembro
Uma determinação da Justiça Eleitoral foi cumprida na manhã dessa terça-feira (29) em operação realizada pela Polícia Civil no município de Sete de Setembro, RS.
Na oportunidade quatro pessoas suspeitas de compra de votos durante o pleito eleitoral no município foram presas e encaminhadas para a Delegacia de Polícia.
Na operação de acordo com as autoridades da área de segurança pública, quinze policiais civis cumpriram a determinação da Justiça Eleitoral.

Fonte:RADIOCIDADESA
+ Mais Informações ››››››

Avança implantação das culturas de verão no RS

Segue o plantio das culturas de verão, enquanto a colheita do trigo está praticamente concluída, restando poucas áreas localizadas nos Campos de Cima da Serra. No geral, a quantidade e a qualidade do trigo colhido superaram as expectativas. De acordo com o Informativo Conjuntural da Emater/RS-Ascar, em vários municípios o produto está sem preço e algumas cooperativas não pagam pelo produto, recebendo apenas daqueles agricultores que se propõem a trocar o pagamento por insumos ou em pagamento de dívidas, o que tem desanimado os produtores que têm compromissos para honrar.
O arroz está com 95% da área semeada, com a maioria das lavouras apresentando bom padrão, sem problemas de germinação e de desenvolvimento. No milho, a semeadura atingiu 90% da área e a cultura está em diferentes estágios: desenvolvimento vegetativo (70%), floração (20%) e enchimento de grãos (10%). As lavouras vêm apresentando excelente aspecto fitossanitário e os preços se mantêm estabilizados, com a saca de milho é comercializada por R$ 38,49, preço pago ao produtor.
Continuam aceleradas as operações de dessecação e semeadura da nova safra de soja, alcançando 60% da área já implantada no Estado. As lavouras estão com boa germinação; porém em algumas áreas foi observado o tombamento de plântulas por calor, especialmente na região das Missões e Fronteira Noroeste. Os preços estão estabilizados, sendo cotados no máximo em R$ 69,63 a saca de 60 quilos, com tendência de manutenção dos preços para os próximos dias.
No caso do feijão 1ª Safra, está terminando a semeadura das áreas tradicionais, à exceção dos Campos de Cima da Serra, que utiliza um zoneamento diferente e ocupa uma área de cerca de 25% do Estado e que, em sua grande parte, corresponde à área comercial. Boa parte das lavouras já atinge a fase de floração e outras já se encontram em início da fase de enchimento de grãos. Há expectativa de que o desenvolvimento se normalize no decorrer dos próximos períodos.
Pêssego - Os pessegueiros estão na fase de plena frutificação e colheita intensa na região Sul do Estado. Seguem os tratamentos fitossanitários nos pessegueiros, para o controle de doenças, como a podridão parda e o ataque da mosca das frutas. Produtores iniciaram as primeiras podas de verão e estão bastante otimistas com relação à safra em andamento.
Pastagens - Nesta estação da primavera, se observa pleno rebrote das espécies do campo nativo, o que irá proporcionar alimentação de melhor qualidade dessas pastagens para os rebanhos. Em algumas regiões, são colhidas sementes das pastagens de inverno para comercialização entre produtores e para agropecuárias da região. De maneira geral, as áreas com pastagens cultivadas de inverno chegaram ao final de ciclo. Alguns produtores realizam diferimento de áreas com azevém para garantir a ressemeadura natural para o próximo ano. As pastagens com trevo e cornichão, que estão no ápice da produção forrageira, contribuem na dieta dos animais.
Bovinocultura de corte - A temporada de nascimento de terneiros se aproxima do final, com expectativa de altas taxas de natalidade. Aproximadamente 90% dos terneiros desta safra já estão nascidos e com bom desenvolvimento. O estado nutricional do rebanho bovino em geral vem melhorando e os produtores realizam cuidados sanitários, principalmente para o combate às verminoses, realizando tratamentos estratégicos.
Continua a vacinação contra a febre aftosa nos animais com idade de até 24 meses. A segunda etapa da vacinação contra febre aftosa deve se intensificar neste final de novembro. O Ministério da Agricultura orienta a todos os produtores a comparecerem na Inspetoria de Defesa Agropecuária (IDA) para declarar a vacinação e manter seu cadastro atualizado, conforme as leis que regulamentam este setor importante para os municípios.
Piscicultura e pesca artesanal - Na região de Pelotas, a pesca do Bagre segue proibida. Na Lagoa Mirim (Jaguarão, Arroio Grande, Santa Vitória do Palmar e Rio Grande), os pescadores enfrentam o período de defeso na condição de segurado especial, porque nesta época de reprodução dos peixes a captura está proibida. No rio Uruguai, temos a piracema, período em que os pescadores artesanais podem pescar apenas para seu consumo. A Associação de Pescadores de Alecrim está se organizando para participar do mutirão de limpeza do rio Uruguai, previsto para o final do mês.

+ Mais Informações ››››››

#ForçaChape Caixas pretas de avião da Chapecoense foram encontradas

O chefe da comunicação da Aeronáutica Civil colombiana, Uriel Bedoya, que acaba de visitar o local do acidente, confirmou que o grupo de investigação de acidentes desse órgão do governo já localizaram as duas caixas pretas.
O avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29) e caiu, em uma área de difícil acesso.
A lista de passageiros e tribulação era de 81 pessoas, mas quatro não embarcaram. No total seis pessoas sobreviveram e 71 morreram.
Entre os sobreviventes estão os jogadores Alan Ruschel (lateral), Jakson Follmann (goleiro), Hélio Neto (zagueiro), Rafael Henzel (jornalista) , Ximena Suarez (comissária) e Erwin Tumiri (técnico da aeronave). O goleiro Marcos Danilo Padilha, o Danilo, herói da classificação do time para a final, chegou a ser resgatado com vida mas não resistiu no hospital.

+ Mais Informações ››››››

Campanha de vacinação contra febre aftosa termina nesta quarta-feira

Iniciou em novembro a campanha de reforço de imunização de bovinos e bubalinos contra a febra aftosa no Estado. Os proprietários de gado tem até esta quarta-feira (30) para realizar a imunização.
A campanha de vacinação contra a doença acontece anualmente sempre em duas etapas, em maio e novembro, sendo que a última é obrigatória somente para animais com até dois anos de vida.
De acordo com a Secretaria de Agricultura, o prazo não deve ser prorrogado. As doses custam de R$ 1,20 a R$ 1,50 e devem ser adquiridas pelo produtor rural em um estabelecimento autorizado.
A multa para quem não vacinar os animais no prazo, ou não declarar que imunizou o rebanho, será de R$ 150,00. O valor se multiplica conforme o número de cabeças de gado.
Sem a vacina da aftosa, o produtor não tem autorização para transitar com os animais e não pode comercializar produtos como leite e derivados e carne.
O presidente do Sindicato Rural de Passo Fundo, Alberi Ceolin, destacou a importância do criador de gado realizar a vacinação. Ele reforçou que os produtores devem ficar atento aos prazos, pois além de multas, o agricultor pode enfrentar posteriormente dificuldades na hora de comercializar os produtos derivados.

+ Mais Informações ››››››

#ForçaChape O 29 de novembro que Chapecó não esquecerá: dor, união e reconstrução

Luto une cidade que teve as 24 horas mais difíceis de sua história; quem fica pensa em reconstrução de futebol devastado: ''Tem que continuar, não tem outra escolha''

Torcida da Chapecoense na Arena Condá (Foto: Reuters)
Era para ser uma semana de verde cintilante. A cor de Chapecó nunca chegou tão longe, nunca foi tão reluzente. De forma devastadora, uma tragédia sem precedentes na história do esporte colocou fim ao sonho da equipe de maior ascensão atual do futebol brasileiro. Nas ruas da cidade catarinense que têm o clube como maior orgulho, o luto uniu. Juntos na Arena Condá – palco de tantas alegrias em 2016 –, uma população chorou junto. Lágrimas da família do jogador, dos funcionários, dos colegas dos jornalistas. Choramos todos no 29 de novembro que Chapecó jamais esquecerá.
– A gente tem que continuar, não tem outra escolha. Por eles que se foram, por quem ficou. Vamos ter que reconstruir isso aqui com 25% das pessoas. Ficaram seis jogadores e quatro da comissão técnica. É muito difícil. Temos um preparador de goleiro, dois fisioterapeutas e médico. Mas temos que recomeçar porque não temos outra opção – disse Vitor Hugo, analista do time.
Vestiário da Chapecoense: palco de festa na semana passada e de luto no dia 29 de novembro (Foto: Reuters)
Ao longo da terça-feira, aos poucos a dor convivia com o alento ao próximo em Chapecó. Parentes e amigos se abraçando e, mais do que nunca, desconhecidos em demonstração de compaixão. Anônimos que juntos formaram uma só voz que ecoou tão forte quanto o grito de ''É Campeão'' vindo das arquibancadas da Arena Condá.
Por trás das câmeras também havia pesar. Os jornalistas que ali estavam para relatar a tristeza dos outros, desta vez, tinham que digerir suas perdas mais próximas. Passaram pela Arena Condá alguns parentes dos 21 colegas da imprensa que viajavam para a cobertura da final da Copa Sul-Americana.
Símbolo do time, o pequeno mascote também não conteve o choro
(Foto: Reuters)

– O que me resta é trazer o corpo do meu filho embora – disse Luiz Carlos, pai do jornalista Renan Agnolin, da Rádio Oeste Capital. Palavras que arrancaram lágrimas de colegas mais próximos do filho.
29 de novembro não podia colocar barreiras entre aquelas pessoas. Bem perto da grade que separa o gramado da arquibancada, os familiares do lateral Gimenez buscavam forças. Ouviram algumas vezes os mais de 10 mil torcedores repetindo o nome dele. A mãe não conseguia falar. A irmã, ainda incrédula, apenas dizia que ele era seu exemplo. Ao lado, parentes de membros da comissão técnica mortos se emocionavam.
– Eles eram uma família para nós. Tinha um respeito mútuo entre torcida e jogador. Perdemos vários membros da nossa a família. Não tem taça, não tem campeonato. Nada que explique esse sentimento de perda – disse um torcedor que chegou cedo para colocar velas no local.
Boa parte do comércio em Chapecó foi fechado e as aulas na rede pública foram suspensas. O fim da tarde foi quando o maior número de torcedores chegou na região da Arena Condá. Quem guiou a homenagem no campo foi o pequeno mascote da equipe, o indiozinho Carlinhos. Depois de dar uma volta pelo gramado, como está acostumado em todos os jogos, pediu colo e chorou.
Abraços confortam torcedores (Foto: Reuters)
Poucos ali conseguiam falar. Coube aos dirigentes que não viajaram dar as respostas tão difíceis quanto necessárias. A angústia passou a ser sobre o reconhecimento dos corpos. Famílias que foram até o aeroporto para tentar embarcar ouviram das autoridades que haverá a liberação sem a necessidade da ida dos parentes até a Colômbia. Ivan Tozzo virou porta-voz. O vice-presidente segurou a emoção o quanto pôde. No fim da noite, era mais um que pedia descanso físico e mental.
Enviar orações talvez fosse o melhor remédio. Houve missa na Catedral da cidade. Na Arena Condá, a voz de um pastor ecoou pelo sistema de som e pediu a todos que trocassem as músicas de apoio pelas preces.
– Vivi de tudo aqui dentro, sem dinheiro, um clube pequeno. E com a luta de todos chegamos à Série A faz três anos. Hoje a gente tem um time fantástico, uma alegria de Chapecó. Alegria do Brasil, pois a maioria tinha isso com a Chapecoense – disse Tozzo, bastante emocionado.
O dia 29 de novembro se foi. Mas a chegada do dia 30 não será o suficiente para apagar feridas tão profundas como as que acometeram Chapecó, principal cidade do oeste catarinense. A previsão é de mais homenagens, chegadas de mais parentes e uma nova vigília no estádio. Chapecó amanhecerá unida pelas marcas profundas desse dia que ainda não terminou.
Torcedores em Missa na Catedral (Foto: Reuters)
Família do jogador Gimenez, falecido no voo da Chapecoense, se emociona (Foto: Amanda Kestelman)
Flores na rede da Arena Condá (Foto: getty images)

+ Mais Informações ››››››

#ForçaChape Clubes se unem para ajudar Chape com empréstimos de jogadores

Proposta também é de que o time catarinense fique imune ao rebaixamento no Brasileirão pelas próximas três temporadas

Clubes se solidarizam com a Chapecoense
Clubes brasileiros se uniram e publicaram nota oficial em conjunto para, além de manifestar pesar pela tragédia com a delegação da Chapecoense, também oferecer ajuda com empréstimo gratuito de atletas e solicitar à CBF que a equipe catarinense fique imune ao rebaixamento pelas próximas três temporadas.
Atlético-PR, Botafogo, Coritiba, Corinthians, Cruzeiro, Fluminense, Palmeiras, Portuguesa, Santos, São Paulo e Vasco divulgaram nota nesta terça-feira, e há expectativa de que outros clubes também venham a aderir ao movimento, como o Grêmio.
Num vídeo divulgado em seu site oficial, o Cruzeiro, através de seu presidente, Gilvan de Pinho Tavares, também se coloca à disposição para emprestar jogadores à Chape.
– Nós estamos tristes, sentidos com essa tragédia, mas haveremos de ajudar. Trabalhando unidos, nós, presidentes de clubes do futebol brasileiro, para ela voltar com galhardia a disputar as competições do futebol brasileiro. Estou propenso a conversar com os outros clubes para que desenvolvamos um projeto para emprestarmos jogadores de bom nível para que eles possam disputar as competições de 2017 – disse Gilvan, em vídeo.
Paralelamente a isso, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) planeja incluir a Chapecoense na Libertadores e na Recopa de 2017.
Na madrugada desta terça-feira, a aeronave que levaria a delegação da Chapecoense à Colômbia para a final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, caiu antes de chegar a Medellín.
Há confirmação de 71 mortes, entre atletas, membros da comissão técnica, dirigentes, jornalistas e tripulação. Clique aqui e acompanhe a repercussão em tempo real da tragédia envolvendo a Chapecoense na Colômbia.

Veja a nota divulgada pelos clubes:

Neste momento de perda e de profunda tristeza, nós, presidentes dos clubes brasileiros que publicam essa nota, gostaríamos de manifestar nossos mais sinceros sentimentos de pesar e solidariedade à Associação Chapecoense de Futebol e seus torcedores, e em especial às famílias e amigos dos atletas, comissão técnica e dirigentes envolvidos na tragédia ocorrida na madrugada desta terça-feira (29).
Mesmo cientes dos prejuízos irreparáveis provocados por este terrível acontecimento, os Clubes entendem que o momento é de união, apoio e auxílio à Chapecoense.

Neste sentido, os Clubes anunciam Medidas Solidárias à Chapecoense, que consistirão, dentre outras, em:
(i) Empréstimo gratuito de atletas para a temporada de 2017; e
(ii) Solicitação formal à Confederação Brasileira de Futebol para que a Chapecoense não fique sujeita ao rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro pelas próximas 3 (três) temporadas. Caso a Chapecoense termine o campeonato entre os quatro últimos, o 16o colocado seria rebaixado.
Trata-se de gesto mínimo de solidariedade que se encontra ao nosso alcance neste momento, mas dotado do mais sincero objetivo de reconstrução desta instituição e de parte do futebol brasileiro que fora perdida hoje.

+ Mais Informações ››››››

#ForçaChape Danilo, o goleiro que recusou o rótulo de herói e se eternizou na Chape

Camisa 1 chegou a negociar com o Corinthians, mas ficou em Santa Catarina para defender quatro pênaltis nas oitavas e fazer um milagre no último lance da semi
Danilo comemora vitória da Chapecoense contra o Junior Barranquilla pela Sul-Americana (Foto: Marcio Cunha/EFE)
O relógio marcava 49 minutos do segundo tempo na Arena Condá, em Chapecó, na última quarta-feira, dia 23 de novembro. O San Lorenzo, campeão da Libertadores de 2014, pressionava a Chapecoense por um gol que o levasse para a final da Copa Sul-Americana - na Argentina houve empate em 1 a 1. Bola lançada para área, sobra para Angeleri, que chuta. Danilo salva com o pé direito. Segundos depois o árbitro encerra a partida e o time do interior de Santa Catarina se classifica de forma incrível para a final.
Final abortada de forma trágica nesta terça-feira pela queda do avião que levava o time para Medellín, onde disputaria o primeiro jogo da final com o Atlético Nacional da Colômbia. Depois de várias informações desencontradas, a morte do goleiro foi confirmada pelo diretor da clínica para onde o jogador foi levado após ser encontrado com vida nos destroços do avião.
O milagre da semifinal não foi o primeiro de Danilo. Nas oitavas, diante do gigante Independiente, maior campeão da Libertadores, o goleiro de 31 anos e 1,85m defendeu simplesmente quatro dos oito pênaltis desferidos para sua meta pelo time argentino.
Poderia não ter sido assim. Marcos Danilo Padilha chegou à Chapecoense em setembro de 2013 vindo por empréstimo do Londrina. Até então a carreira profissional estava restrita ao Paraná. Começou em 2004, no Cianorte, da cidade de mesmo nome onde nasceu no dia 31 de julho de 1985. Passou por Engenheiro Beltrão, Nacional de Rolândia, Paranavaí, Operário de Ponta Grossa e Arapongas. Na primeira temporada com a Chape disputou apenas uma partida na campanha do vice-campeonato da Série B do Campeonato Brasileiro, que valeu o acesso à Série A. Bastou para ser contratado em definitivo.
Dono do gol da Chapecoense desde 2006, Nivaldo era ídolo inconteste no Verdão do Oeste. Mas uma lesão o tirou de jogo e Danilo agarrou a chance da mesma maneira que fez com aqueles pênaltis do Independiente. Suas atuações chamaram a atenção do Cruzeiro e do Corinthians, com quem chegou a estar apalavrado - turbulências da diretoria paulista brecaram o negócio. Seguiu absoluto como titular e levantou o título catarinense neste ano. Em maio, o Sport Recife procurava um substituto para Danilo Fernandes, contratado pelo Internacional. Mirou no Danilo da Chape, que preferiu ficar onde ele e a família estavam adaptados, na cidade e no clube.
Danilo é o representante da Chapecoense na eleição do Craque da Galera, da CBF, com votação no GloboEsporte.com. Após o acidente, os torcedores se mobilizaram para homenagear o goleiro, e ele assumiu a liderança da votação.
Mesmo após o milagre da semifinal, Danilo recusou o título de herói. Para ele, a defesa contra o San Lorenzo não tinha sido a mais difícil, mas sim a mais importante da carreira e dos 150 jogos pelo clube.
- Herói não, ninguém vence uma guerra sozinho. Seria injusto se nosso time tivesse tomado gol no último minuto pela partida que fez nos dois jogos. Estão todos de parabéns. A união do grupo mostrou mais uma vez que vence - declarou após a partida.
Danilo, goleiro da Chapecoense, com o filho Lorenzo (Foto: Reprodução)
Para quem havia chegado até ali, em uma final de torneio internacional, o título era naturalmente possível. E o chavão da garra no futebol, desta vez, ganha um sabor amargo.
- Ninguém acreditava que íamos chegar à final, e nós chegamos. Tudo pode acontecer. Temos o sonho de ser campeão, jogar a Libertadores pela Chapecoense, e vamos lutar o máximo, dar a vida por essa final.

+ Mais Informações ››››››

#ForçaChape Conheça os 19 jogadores e o técnico Caio Jr

O futebol brasileiro enfrentou na madrugada do último dia 29 de novembro de 2016 a sua maior tragédia. Não havia limites para a Chapecoense. Da Série D para a A em cinco anos, estável, admirada, pronta para disputar uma final internacional. Era o céu. Um voo interrompido pelo acidente que derrubou o avião que transportava seus jogadores, sua comissão técnica, dirigentes e jornalistas incumbidos de registrar o histórico momento em que a querida Chape jogaria a decisão da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, em Medellín.
Entre os mortos, estavam 19 jogadores e o técnico Caio Júnior.

Confira:

DANILO
Marcos Danilo Padilha (goleiro): 31/7/1985 - 29/11/2016

MATEUS CARAMELO

Mateus Lucena dos Santos (lateral-direito): 30/8/1994 - 29/11/2016
GIMENEZ
Guilherme Gimenez de Souza (lateral-direito): 18/6/1995 - 29/11/2016
THIEGO
William Thiego de Jesus (zagueiro): 22/7/1986 - 29/11/2016
FILIPE MACHADO
Filipe José Machado (zagueiro): 13/3/1984 - 29/11/2016
MARCELO
Marcelo Augusto Mathias da Silva (zagueiro): 26/8/1991 - 29/11/2016
DENER
Dener Assunção Braz (lateral-esquerdo): 28/6/1991 - 29/11/2016
MATHEUS BITECO
Matheus Bitencourt da Silva (volante): 28/6/1995 - 29/11/2016
JOSIMAR
Josimar Rosado da Silva Tavares (volante): 18/8/1986 - 29/11/2016
GIL
José Gildeixon Clemente de Paiva (meia): 3/9/1987 - 29/11/2016
SÉRGIO MANOEL
Sérgio Manoel Barbosa Santos (meia): 8/9/1989 - 29/11/2016
CLEBER SANTANA
Cleber Santana Loureiro (meia): 27/6/1981 - 29/11/2016
ARTHUR MAIA
Arthur Brasiliano Maia (meia): 13/10/1992 - 29/11/2016
ANANIAS
Ananias Eloi Castro Monteiro (meia-atacante): 20/1/1989 - 29/11/2016
BRUNO RANGEL
Bruno Rangel Domingues (atacante): 12/12/1981 - 29/11/2016
AILTON CANELA
Ailton Cesar Júnior Alves da Silva (atacante): 18/11/1994 - 29/11/2016
KEMPES
Everton Kempes dos Santos Gonçalves (atacante): 3/8/1982 - 29/11/2016
LUCAS GOMES
Lucas Gomes da Silva (atacante): 29/5/1990 - 29/11/2016
TIAGUINHO
Tiago da Rocha Vieira Alves (atacante): 4/6/1994 - 29/11/2016
CAIO JÚNIOR
Luiz Carlos Saroli (técnico): 8/3/1965 - 29/11/2016
+ Mais Informações ››››››

#ForçaChape Colômbia anuncia fim do resgate de avião: 71 mortos e seis sobreviventes

Diretor da Unidade Nacional para Gestão de Risco de Desastre passa número oficial, após buscas por toda madrugada, sem quatro pessoas que não embarcaram

resgate chapecoense finalizado (Foto: Reprodução / Twitter)
O diretor geral da Unidade Nacional para Gestão de Risco de Desastre anunciou oficialmente o fim da operação de busca e resgate das vítimas da tragédia com o avião da Chapecoense. Carlos Iván Márquez Pérez passou balanço final com 71 mortos e seis sobreviventes. Ele esclareceu que os números oficiais foram corrigidos após informação que quatro passageiros não embarcaram.
- Quero informar que às 15h (horário local e 19h de Brasília) encerramos a operação de busca e resgate das pessoas que estavam no voo acidentado. O balanço é o seguinte: seis pessoas feridas e 71 pessoas falecidas. O total era de 77 pessoas. O balanço final foi ajustado já que quatro pessoas não viajaram de última hora. Pode-se dizer que foi uma das operações mais rápidas que já fizemos, com logística aérea a terrestre - disse Carlos Iván Marquéz Pérez.
Da lista inicial de passageiros que pegariam o voo, quatro não embarcaram: Luciano Buligon, prefeito de Chapecó, Plínio David de Nes Filho, presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense, Gelson Merisio (PSD), presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) e Ivan Carlos Agnoletto, jornalista da rádio Super Condá, de Chapecó.
Os seis sobreviventes da tragédia estão espalhados por hospitais na região de Antioquia. O zagueiro Neto e o jornalista Rafael Henzel estão na Clínica San Juan de Dios, na cidade de La Ceja. Último a ser encontrado, o jogador tem situação menos pior do que se imaginava. No cérebro só há edema, sem coágulo, e cirurgia com drenos no tórax foi bem sucedida. Neto terá de fazer cirurgias ainda no joelho, mão, nariz e crânio. Todas de reparação, segundo o chefe dos médicos. O repórter tem estado instável por conta de problemas no pulmão devido às fraturas nas vértebras. Tem de esperar para poder operar.
No mesmo município, mas no Hospital de La Ceja, está o goleiro reserva Jackson Follmann. Ele teve uma das pernas amputada. Já na cidade de Rionegro, na Clínica Somer, estão os outros três resgatados. A aeromoça Ximena Suárez e o técnico da aeronave Erwin Tumiri estão fora de perigo, porém, o lateral Alan Ruschel está sob cuidados intensivos, tendo sofrido fratura de tíbia distal de membro inferior, com compromisso abdominal e fratura da vértebra dorsal D-10 (veja o vídeo). O boliviano Erwin Tumiri deu entrevista ao jornal "La Razón", da Bolívia, e disse que só sobreviveu por ter ficado em posição fetal.
A tragédia ocorreu a cerca de 30 quilômetros de Medellín. A primeira versão dizia que o motivo da queda do avião foi uma pane elétrica no sistema, porém, as autoridades trabalham agora com a possibilidade de falta de combustível. O avião perdeu contato com a torre de comando, quando sobrevoava as cidades de La Ceja e Aberrojal, à 0h33 de Brasília, e a queda ocorreu à 1h15 no Cerro El Gordo – segundo informações do aeroporto José Maria Córdova.
No radar por satélite, é possível perceber que dois aviões voavam bem próximos no local da queda, e que o veículo que transportava a Chapecoense deu voltas antes no ar esperando autorização para aterrissar, cerca de 7 quilômetros da pista de pouso do aeroporto. O avião caiu em local de difícil acesso, em um vale na montanha, inacessível por carro. Imagens do acidente mostram que a aeronave atingiu árvores e abriu uma clareira entre elas. À tarde, foram encontradas as duas caixas pretas pela unidade administrativa especial Aeronáutica Civil. Uma TV boliviana registrou imagens momentos antes do embarque em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.
A Conmebol adiou qualquer decisão sobre o que será feito da Sul-Americana – naturalmente, as duas partidas da final, marcadas para esta quarta-feira e para a semana que vem, estão suspensas. O Atlético Nacional pediu que o título ficasse com a Chapecoense, mas a entidade, através do presidente Alejandro Domínguez, disse ainda não ter tido tempo para avaliar com o Conselho. A CBF adiou o segundo jogo da final da Copa do Brasil, entre Grêmio e Atlético-MG, que seria disputado nesta quarta-feira em Porto Alegre, para o dia 7 de dezembro. Também foi postergada a rodada final do Campeonato Brasileiro, que passou do dia 4 ao dia 11 de dezembro.
Além do Atlético Nacional, envolvido diretamente com o acidente, diversos clubes e personalidades do futebol prestaram homenagens às vítimas e à Chapecoense. Atlético-PR, Botafogo, Coritiba, Corinthians, Cruzeiro, Fluminense, Palmeiras, Portuguesa, Santos, São Paulo e Vasco divulgaram nota nesta terça para oferecerem ajuda com empréstimo gratuito de atletas e solicitar à CBF que a equipe catarinense fique imune ao rebaixamento pelas próximas três temporadas. Lá fora, Benfica, Libertad, Racing e Huracán também se colocaram à disposição. Os clubes argentinos jogarão no fim de semana com o escudo da equipe brasileira em suas camisas.

+ Mais Informações ››››››

843 - 30 DE NOVEMBRO, QUA - O QUE VIRA DEPOIS DA MORTE II

+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!