sexta-feira, 29 de abril de 2011

MOBILIZAÇÃO DO MPA



No dia 27 de abril de 2011, quarta passada, o Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA realizou mobilizações no Estado do RS e em outros estados também. No RS o MPA se mobilizou em 4 regiões do Estado, sendo Boa Vista das Missões com 1000 agricultores (as) e jovens, Seberi em torno de 200 agricultores (as) e jovens, Redentora e Canguçu mais de 500 agricultores (as) e jovens.
Em Boa Vista das Missões, onde mais de 50 agricultores (as) e jovens de Três Palmeiras participaram, foi feito o trancamento da BR 386 das 10:30 as 12 horas pela parte da manhã e a tarde das 13 horas até as 15 horas onde houve congestionamento de veículos de até 3 km. Também participaram lideranças do município, os vereadores Paulo Farias Pires (PT) e Gilmar Boza (PDT), secretário de agricultura Nelson Kellm, técnico da Secretaria da Agricultura Giovani Gasparetto, representantes do STR Ademar Berlet e Norma Willers, direção municipal do MPA, João Trindade, Urides Marchesan, Adelar Dahm e Lorena Mottin e Glaucia G. Bremm técnica do MPA da Regional Sarandi.

A pauta da mobilização do MPA:

- Que o governo ajude a resolver os casos do endividamento agrícola, onde se está pedindo um rebate de R$ 12.000,00 das dividas e o restante com 15 anos de prazo para serem liquidadas, com 30% de desconto em cada parcela;
- Em relação ao Código Florestal estamos pedindo para que o governo compense os agricultores familiares pela preservação ambiental, sendo um salário mínimo por família;
- Melhoramento nas leis da vigilância sanitária para que os agricultores familiares possam vender seus produtos na cidade, e com o SIM nos municípios, os produtos possam ser comercializados em todo o Estado;
- Outro importante ponto é a luta pela terra que os movimentos vem negociando com o governo, para que haja assentamentos para agricultores e jovens sem terra e com pouca terra;
- Melhorias no Programa Minha Casa Minha vida, com mais recursos e agilidade na contratação das unidades habitacionais. Além disso uma desburocratização, pois muitos agricultores não estão podendo acessar o Programa.

Com esta mobilização tivemos alguns avanços nas negociações:

- O governo do Estado Tarso Genro marcou para dia 28 de abril de 2011, as 14 horas, uma reunião com os representantes da Via Campesina e organizações do campo para discutir a pauta e fazer os encaminhamentos para negociar com o governo federal;
- Os Deputados Estaduais e Federais do RS marcaram reunião com os representantes da Via Campesina e demais organizações para o dia 02 de maio de 2011, para discutir e encaminhar junto ao governo do estado e federal as reivindicações.



Movimento dos Pequenos Agricultores - MPA
Coordenação Municipal Três Palmeiras
ORGANIZAR – PRODUZIR - ALIMENTAR
+ Mais Informações ››››››

quarta-feira, 27 de abril de 2011

CONCURSO PÚBLICO - Prefeito Municipal de Três Palmeiras

Estado do Rio Grande do Sul
Prefeitura Municipal de Três Palmeiras
Praça 12 de Maio, 763- Fones (54) 3367-1154/ 1059/ 1121 - Fax: 3367-1040- CEP: 99.675.000
EDITAL N.º 001
20 de abril de 2011
ABERTURA
CONCURSO PÚBLICO Nº. 001/2011
LUIZ GETÚLIO CONRADO MACHADO, Prefeito Municipal de Três Palmeiras,
Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais, nos termos do art. 37 da Constituição Federal, TORNA
PÚBLICO a realização de Concurso Público destinado ao preenchimento de vagas existentes no quadro geral dos
servidores da Prefeitura Municipal e classificação de candidatos para o preenchimento de vagas, com a execução
técnico-administrativa da Empresa PRECISÃO CONCURSOS & SERVIÇOS, o qual será regido pela Legislação Municipal
vigente, Regulamento Geral de Concursos e pelas demais disposições legais vigentes.
Período de inscrições - De 21 de abril a 05 de maio
de 2011.
Exclusivamente pela Internet
www.precisaoconcursos.com.br
+ Mais Informações ››››››

quinta-feira, 21 de abril de 2011

O QUE E PÁSCOA?

É ser capaz de mudar,
É partilhar a vida na esperança,
É lutar para vencer todo o sofrimento,
É ajudar mais gente a ser gente,é viver em constante libertação
É crer na vida que vence a morte.
É dizer sim ao amor e a vida,é investir na fraternidade.
É lutar por um mundo melhor,é investir a solidariedade.
É renascimento,é recomeço,é uma nova chance para melhorarmos as coisas que não gostamos em nós,para sermos mais felizes por conhecermos a nós mesmo mais um pouquinho e vermos que hoje,somos melhores do que fomos ontem.

Adriana Friedrich
Rádio Comunitária Liberdade FM
+ Mais Informações ››››››

quarta-feira, 20 de abril de 2011

PARA EDEGAR PRETTO, AGRICULTURA FAMILIAR MERECE RESPEITO E TRATAMENTO DIFERENCIADO

“Quem preserva o meio ambiente são os agricultores familiares”, disse o deputado Edegar Pretto (PT) na Conferência com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, nesta terça-feira (19), sintetizando a natureza da relação entre produção e preservação. O código florestal brasileiro foi o tema do primeiro dos Grandes Debates promovidos pela Assembleia Legislativa e a Câmara dos Deputados.

Coerente com a defesa dos pequenos e com a posição da bancada do PT, o deputado defendeu o reconhecimento da agricultura familiar como interesse social, com tratamento diferenciado para os pequenos produtores, ao contrário do substitutivo apresentado pelo deputado federal Aldo Rebelo, que está em debate. “O que não trata o relatório do deputado Aldo Rebelo é a diferença entre o pequeno agricultor e o grande fazendeiro que desmatou ao longo de anos”, disse.

O deputado enfatizou a necessidade de punir quem desmatou e de compensar financeiramente os pequenos agricultores que preservarem uma parte de sua terra. Ele argumenta que não se pode penalizá-los, tirando-lhes parte de sua plantação para trabalhar em prol de toda a sociedade.

“Calma e caldo de galinha não fazem mal a ninguém. Estamos na expectativa de que a senhora fizesse o anúncio da prorrogação da averbação”, dirigiu-se Edegar Pretto à ministra, referindo-se ao prazo para os produtores averbarem a reserva legal, que está sendo adotado como limite para a votação do projeto substitutivo do código.

O deputado defendeu a ampliação do debate, argumentando que a sociedade precisa participar da discussão e que a responsabilidade deste projeto é muito grande. “Se aprovado o código como está, desastres ambientais hão de aumentar”, alertou, em referência aos desabamentos que atingiram o Rio de Janeiro e Santa Catarina e a enchente em São Lourenço do Sul, entre outros, em parte resultado de desmatamento.
Em sua fala final, a ministra sinalizou para a prorrogação do prazo, que está sendo discutida dentro do governo federal.

Adriana Friedrich
Rádio Comunitária Liberdade FM
+ Mais Informações ››››››

terça-feira, 19 de abril de 2011

Comunidade indígena do Alto Recreio faz manifestação em reivindicação de melhor saúde

Iniciou-se por volta das 10h00min desta manhã uma manifestação pacífica da comunidade indígena do Alto Recreio na RS 324, a comunidade esta reivindicando uma saúde melhor para as famílias indígenas.
O termino da manifestação esta previsto para as 18h00min e o trânsito esta sendo liberado de duas em duas horas durante 30 minutos.

Adriana Friedrich
Rádio Comunitária Liberdade FM
+ Mais Informações ››››››

sábado, 16 de abril de 2011

Abelhas morrem e a humanidade também desaparecerá.

O noticiário mostrou em fevereiro o desaparecimento de enxames inteiros de abelhas em Santa Catarina. O problema já foi detectado nos USA e na Europa há alguns anos. Em Santa Catarina as abelhas são fundamentais para a produção da maçã. Sem a polinização das abelhas a produção de maçãs entra em colapso.
Na página da internet HTTP://www.ecodebate.com.br fala do mesmo problema na Alemanha: as abelhas estão morrendo. Parece coisa insignificante, mas no dizer de Albert Einstein: se as abelhas desaparecerem a humanidade desaparecerá em 4 anos,por causa da fome.Parece loucura esta afirmação,mas sem a polinização feita pelas abelhas a produção de alimentos entra em colapso e morreremos de fome,pois dinheiro nenhum não dá para comer.O governo alemão proibiu ,provisoriamente a classe de pesticidas neonicotinóides, conclusivamente ligados ao maciço desaparecimento de abelhas.
No estado alemão de Baden-Württemberg 50 % para 60 % das abelhas já morreram.pesquisadores do governo alemão estudaram abelhas mortas e descobriram 99 % de contaminação com o pesticida clothianidin,produzido pela Bayer.Os pesticidas haviam sido aplicados às sementes de colza,na visinha região do vale do rio Reno.Clothianidin é um pesticida da “família”neonicotinóides.Esta classe de substancias químicas é aplicada às sementes e,em seguida,se espalha em todos os tecidos da planta.
Com a base em nicotina, os neonicotinóides são tóxicos para os sistemas nervosos de qualquer inseto que entra em contato com eles.A Bayer culpou a morte de abelhas pela aplicação abusiva de pesticida,que a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) classifica como “altamente tóxico” para as abelhas.O governo alemão retirou as licenças de oito neocotinóides,incluindo os da Bayer,com destaque para os pesticida mais vendido – imidaclopride.
As abelhas prestam um serviço de polinização,estimado em bilhões de dólares,de fundamental importância para a agricultura,razão da rápida e dura reação do governo alemão.Mas a empresa continua produzindo esse produto e importando para outros países.Será que os agricultores no Rio Grande do Sul usam estes produtos em suas lavouras?Olhem uma vez nas embalagens de veneno que usa na lavoura se este produto esta presente. Se estiver não o use mais, a não ser que você queira dar uma ajudadinha no processo de extinção da raça humana.Por despresarmos as pequenas coisas as natureza,por causa da ganância do capital,estamos nos auto-exterminando.

Günter Adolf Wolff
Jornal O Planalto
+ Mais Informações ››››››

quarta-feira, 13 de abril de 2011

PROGRAMA PRIMEIRA INFANCIA MELHOR DE TRÊS PALMEIRAS REALIZA ATIVIDADE DE PASCOA

Aconteceu no Salão Paroquial de Três Palmeiras atividade do PIM (programa primeira infância melhor) em comemoração a Páscoa. Foi uma tarde de muita alegria para a criançada que se divertiu muito com a programação organizada pelo Grupo Técnico Municipal e pelas monitoras do programa.
Na ocasião aconteceu um Teatro que despertou a inteligência e a alegria das crianças, mostrando a elas as virtudes que devem ser praticadas por todos nós como, por exemplo, a solidariedade, justiça, respeito e generosidade. Também foi explicado o significado dos símbolos e o verdadeiro sentido da páscoa.

POSTADO POR:ADRIANA FRIEDRICH
RÁDIO COMUNITÁRIA LIBERDADE FM
+ Mais Informações ››››››

quinta-feira, 7 de abril de 2011

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO JOSÉ ANTONIO FERRONATO DE TRÊS PALMEIRAS É CLASSIFICADA NO PRÊMIO CONSTRUINDO A NAÇÃO

Com imensa alegria a ACCLTP-Associação de Comunicação Comunitária Liberdade de Três Palmeiras entidade mantenedora da Rádio Comunitária Liberdade FM recebeu ontem das mãos da Diretora da Escola Estadual de Ensino Médio José Antonio Ferronato de Três Palmeiras um oficio em nome da Comunidade Escolar que informa a Classificação estadual da escola no prêmio construindo a nação, promovido pelo SESI-RS em parceria com o Instituto da Cidadania Brasil. A escola participou da seletiva com o projeto EXERCENDO A CIDADANIA NA PRATICA-Vereador Jovem, que voltou a protagonizarão de ações e inclusivas na comunidade, obtendo premiação categoria Destaque Social.
Com certeza a Comunidade Escolar José Antonio Ferronato esta de parabéns por mais essa conquista.

POSTADO POR:ADRIANA FRIEDRICH
RÁDIO COMUNITÁRIA LIBERDADE FM
+ Mais Informações ››››››

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Relacionar agricultura familiar a mudanças no Código Florestal é 'falácia'

Os argumentos apresentados por defensores de mudanças no Código Florestal que relacionam as alterações na legislação à agricultura familiar são uma falácia, na visão de Raul Krauser, do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e um dos coordadores da Via Campesina. Ele afirma que políticas ambientais fazem muito mais falta para o setor do que modificações na lei.

"A política ambiental que chega na ponta, para as comunidades camponesas, é só a polícia ambiental, que atua de forma arbitrária, desconhecendo dispositivo legal, multando agricultores", descreve Krauser, em entrevista à Rede Brasil Atual. "Isso faz um grupo grande de famílias achar que problema é a legislação, quando não é", sustenta. Ele admite que agricultores em regiões de serra têm mais dificuldades, mas a situação não deve ser encarada como central.

"Há mudanças necessárias, mas são questões pontuais que não podem ser tratadas genericamente", critica Krauser. "Setores do agronegócio querem flexibilizar a legislação para expandir produção. Eles não podem dizer isso porque vão 'apanhar' muito, então dizem que os pequenos agricultores são inviabilizados pela legislação", critica.

Nesta quinta-feira (31), o deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), relator do novo código, declarou que poderia ser necessário reduzir ainda mais as áreas de preservação permanente (APPs) por demanda de pequenos agricultores.

A legislação atual prevê que as APPs às margens de rios tenham pelo menos 30 metros de largura, mas Rebelo propôs 15 metros para rios de cinco metros de largura. Agora, ele cogita exigir apenas 7,5 metros de área de proteção nesses casos.

A proposta foi aventada após encontro com representantes da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), que preparou uma cartilha para tentar convencer os parlamentares que, sem as mudanças sugeridas por Rebelo, a produção agropecuária brasileira será inviabilizada. A posição coincide com a do agronegócio e se choca com a de ambientalistas e pequenos agricultores alinhados à Via Campesina.

"Por maior que seja um rio, o volume de água depende de rios pequenos que o abastecem", lembra Krauser. "Se esses menores forem assoreados, não vai ter rio grande. É um risco sério", alerta. Na visão dele, as APPs próximas a rios e as áreas de reserva legal tem de ser mantidas, além de se preservar a competência federal sobre o tema, e não remeter a decisões estaduais, como permite o relatório atual.
Sem espaço

A Via Campesina e a Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf) devem lançar, na próxima terça-feira (4), uma plataforma do setor para o tema. O lançamento estava previsto para esta semana, mas foi adiado em virtude do encerramento das atividades na Câmara dos Deputados motivada pela morte do ex-vice-presidente José Alencar.

Além da manutenção das APPs, está, entre as medidas defendidas, uma moratória para o desmatamento, o que envolveria parar qualquer forma de devastação, ainda que não infrinja a lei. Rebelo afirmou, nesta semana, que estuda aceitar a demanda de deputados ruralistas e de alguns governadores para retirar a medida do Código.

O coordenador da Via Campesina afirma que entidades ligadas à agricultura familiar não chegaram a ser ouvidos no processo de discussão do Código Florestal. "As audiências públicas que ele alega que tiveram ampla participação, sequer foram divulgadas. Quando foram, foi por setores que tem interesse na destruição da legislação ambiental", ataca Krauser.

"O agronegócio usa a terra de uma área até desgastá-la. Depois, compra outra, em outro lugar. O agricultor familiar não tem condição disso, se degradar o solo, as fontes de água ou desequilibrar o ecossistema, inviabiliza a produção", detalha. Por isso, a necessidade de uma preservação é necessária para esse setor.
Governo na vanguarda

Apesar de sinalizações de que o governo federal estaria disposto a intervir no debate, com uma proposta intermediária, o ativista cobra mais empenho. "O governo brasileiro quis se colocar na vanguardada discussão ambiental em Copenhague (na COP-15, para combater o aquecimento global) e apresentou propostas ousadas na redução de emissão de carbono. Se não entrar no meio de campo, a mudança no código arrebenta com proposta e o plano de mudanças climáticas", lamenta.

Krauser qualifica o empenho do governo até agora como "muito tímido", por preferir evitar o desgaste do tema. Parte dos deputados federais e senadores da base aliada são ligados ao agronegócio, o que torna delicada a composição política. "Se o governo não apresentar proposta, vai ficar muito ruim para o Brasil no cenário internacional, porque é contra-mão da história", ataca.

Fonte: Rede Brasil Atual.
+ Mais Informações ››››››

terça-feira, 5 de abril de 2011

REPRESENTANTES DO MUNICIPIO DE TRÊS PALMEIRAS PARTICIPAM DE AUDIÊNCIA PUBLICA EM PALMEIRA DAS MISSÕES

O Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Três Palmeiras o senhor Paulo Farias Pires juntamente com o Secretario da Agricultura Nelson Kelm representando o Poder Executivo Municipal estiveram no dia 01 de abril deste, na Câmara Municipal de Vereadores de Palmeiras das Missões em audiência publica com a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos onde se discutiu sobre “Casas de Solidariedade”, conhecidas como Albergues. Na oportunidade estiveram presentes varias autoridades entre elas destacamos a presença do Deputado Edegar Preto e o Deputado Federal Dionilson Marcon, onde os mesmos debateram que o Governo do Estado será responsável por estas Casas de Solidariedade, como sabemos estas casas são locais que ficam junto aos hospitais onde serve de pousada para doentes e familiares sem custo nem um.
Também foi anunciado que será construído em Palmeiras das Missões um Hospital Público Regional Federal, onde abrangerá 72 municípios , terá um investimento de cem milhões de reais, junto a este hospital será construído uma Casa de Solidariedade de cinco mil metros quadrados.

POSTADO POR:ADRIANA FRIEDRICH
RÁDIO COMUNITÁRIA LIBERDADE FM
+ Mais Informações ››››››

AGRICULTURA FAMILIAR PROVA QUE A DIVERSIFICAÇÃO PRODUZ BONS FRUTOS



Um belo exemplo de como a diversificação da agricultura familiar pode trazer benefícios ao agricultor e seus familiares. É o que se observa no interior do Município de três palmeiras, na comunidade de Linha São Roberto, onde o agricultor Etelvino Bitencourt dos Santos desenvolve a pratica em sua propriedade com ênfase na produção leiteira que conta com um exelente plantel de vacas especialmente da raça Jersey, atividade que traz a maior renda para a família que ainda produz grãos.
Nesta segunda feira estivemos visitando a propriedade do Sr Etelvino a convite do mesmo para conhecermos um fato raro, pois o mesmo também mantém um pequeno pomar de frutas diversas que serve para o consumo da família. O fato que chama a atenção é uma planta de limeira que produz belíssimos frutos, de tamanhos avantajados e nesta temporada produziu em um único cacho a incrível quantidade de 8 frutas, que ainda estão em fase de crescimento e já estão em tamanho bastante expressivo.
Apesar na quantidade de frutas existentes na planta em relação aio seu tamanho o Sr. Etelvino nos informou que não é utilizado nenhum tipo de tratamento ou adubação especial, sendo, portanto possível de considerarem-se orgânicas. Parabéns por este belíssimo exemplo de agricultura familiar que dá resultado.
Por: Eloidemar - Rádio comunitária Liberdade FM 104.9 - Três Palmeiras RS
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!