sábado, 30 de maio de 2015

JACIANO ECKER MÚSICA 4 ROSE

+ Mais Informações ››››››

Pelo sexto mês seguido, contas de energia são bandeira vermelha

Tarifa tem acréscimo de R$ 5,50 para cada 100 kWh de consumo
A bandeira tarifária nas contas de luz para junho é vermelha, o que significa um acréscimo de R$ 5,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) de consumo. O sistema começou a ser adotado em janeiro, e desde então, a bandeira nunca mudou.
Pelo sistema de bandeiras tarifárias, as cores verde, amarela e vermelha advertem se a energia vai custar mais ou menos, no mês seguinte, em função das condições e do custo de geração de eletricidade. Assim, o consumidor pode identificar qual bandeira do mês e reagir a essa sinalização, evitando o desperdício de energia.
Relembre:
• Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo;
• Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 2,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) de consumo;
• Bandeira vermelha: condições mais custosas de geração. A tarifa sobre acréscimo de R$ 5,50 para cada 100 kWh de consumo.
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil / CP
Fonte:Rádio Guaíba
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Uso de tabaco cai mais de 30%

Às vésperas do Dia Mundial Sem Tabaco, celebrado neste domingo, uma pesquisa do Ministério da Saúde traz boas notícias: o Brasil registrou uma redução de 30,7% no percentual de fumantes nos últimos nove anos.
Em 2006, 15,6% dos brasileiros declaravam o hábito de fumar, índice que passou para 10,8% em 2014, segundo dados do Vigitel.
No mesmo período, Porto Alegre também registrou queda no número de fumantes, embora inferior à verificada no país: o percentual passou de 21,2%, em 2006, para 16,4%, em 2014, uma redução de 22,6%. O índice mantém Porto Alegre como a capital com o maior percentual de fumantes do país.
O secretário da Saúde, João Gabbardo dos Reis, considera positiva a diminuição do índice e espera que medidas como a recente regulamentação da Lei Antifumo Nacional contribuam para o esclarecimento da população em relação à importância de parar de fumar, ou melhor, de nem começar.
Segundo o secretário, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, o tabagismo é fator de risco para mais de 50 doenças e é considerado a principal causa isolada de morte evitável em todo o mundo. É responsável por 63% dos óbitos relacionados às doenças crônicas não transmissíveis e fator de risco importante para doenças como tuberculose, infecções respiratórias, úlcera gástrica, impotência sexual, infertilidade, osteoporose, câncer e outras.
Fonte:Da Redação, com Palácio Piratini
InfocoRS
Postado por:Elisete Bohrer

+ Mais Informações ››››››

Oi é proibida de vender novas linhas fixas e móveis no Rio Grande do Sul

Suspensão é válida por 30 dias e não cabe recurso, segundo o Procon.
Em nota, a Oi disse que reduziu em 64% as pendências de serviços.
A operadora de telefonia Oi está impedida de vender novas linhas fixas e móveis no Rio Grande do Sul por 30 dias. A empresa foi notificada pelo Procon do estado nesta sexta-feira (29). Não cabe recurso.
Conforme o Procon, a operadora é líder de reclamações entre os gaúchos. Entre as queixas, estão cobranças indevidas, descaso no atendimento, além de não cumprimento das ofertas feitas. A Oi é responsável por cerca de 14,2 mil atendimentos no órgão estadual, cerca de 37,6% do total.
A medida cautelar prevê punição à Oi devido à qualidade do serviço prestado. A ação foi protocolada e assinada pelos coordenadores dos órgãos de defesa do consumidor de cidades do estado. A entrega da medida cautelar feita na sede da empresa em Porto Alegre.
Em nota, a operadora informou que vai recorrer da decisão. A Oi diz ainda que está investindo na melhoria do atendimento dos serviços e que conseguiu reduzir em 64% as pendências de serviços aos clientes gaúchos de janeiro a março de 2015.
Confira a nota da Oi na íntegra:
A Oi informa que vai recorrer da decisão do Procon-RS. A companhia acrescenta que está comprometida com a evolução da qualidade do atendimento dos serviços de telecomunicações no Rio Grande do Sul, com investimentos de mais de R$ 1,25 bilhão nos últimos seis anos no estado. A operadora está priorizando investimentos em suas redes de telecomunicações, com foco no tripé Operações, Engenharia e TI, para melhoria da qualidade do serviço aos clientes em todas as regiões. Como resultado dos investimentos no estado, a Oi conseguiu reduzir em 64% as pendências de serviços aos clientes gaúchos de janeiro a março de 2015, entre outros resultados obtidos com um plano de melhorias que engloba diversas áreas da companhia no Rio Grande do Sul.
Fonte:Do G1 RS
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!