sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

COMEÇOU AS OBRAS DO CALÇAMENTO DE VILA PROGRESSO


Começou ontem quinta feira as obras do calçamento da Vila Progresso, a rua principal que passa por dentro do distrito  que antes somente uma parte era calçada, em breve ficara  a parte que liga o asfalto a quem vem em direção a Três Palmeiras, a previsão é que dentro de 6 meses a obra esteja pronta . o senhor Vilmar Beutler que há 40 anos é proprietário do moinho colonial Beutler, fala da importância que é esse calçamento para a comunidade de vila progresso, segundo Vilmar o calçamento ajudará no desenvolvimento do distrito de Vila Progresso. desde alguns tempos  para cá poucos ônibus passavam  por dentro do distrito  a comunidade espera que depois que o calçamento ficar pronto mais ônibus voltem a passar.









Postado Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

CALOR DEVE TOMAR CONTA DO FINAL DE SEMANA


Como foi durante a semana assim também será o sábado e o domingo, a previsão indica que poderá ocorrer pancadas de chuva em Três Palmeiras. 

















Postado Por: Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

EMATER alerta para comprometimento da qualidade do grão de soja pela falta de chuvas


A falta de chuvas e as altas temperaturas registradas começam a causar danos mais severos às lavouras de soja no Rio Grande do Sul. O excesso de calor afeta a floração, provocando o abortamento das flores e prejudica a qualidade do grão, causando o efeito do "grão esverdeado". A informação consta do mais recente Informativo Conjuntural, publicado pela Emater/RS, nesta quinta-feira (16).
Segundo o levantamento, a morte prematura da planta, por estresse hídrico ou qualquer outro fator, acaba forçando o processo de maturação das sementes da oleaginosa. Com isso, ao invés de amarelarem, as sementes são colhidas ainda verdes, com altos índices de clorofila, o que afeta seu potencial de vigor e germinação como semente e o rendimento industrial na obtenção de óleo.
Uma amostra de grãos de soja coletada em uma lavoura de Ijuí e analisada na Unidade de Classificação da Emater/RS-Ascar apresentou resultados preocupantes em termos de qualidade, resultando em 15% de umidade, 35% de grãos verdes, 5% de grãos chochos e imaturos e 4,5% de grãos danificados. Com isso, além de uma redução considerável em termos de produção, o produtor poderá enfrentar problemas para comercializar o pouco que conseguir colher.
Nas pastagens a ocorrência de chuvas em alguns municípios gaúchos favoreceu a recuperação, embora parcial, das aguadas e de outros reservatórios de água, assim como beneficiou o desenvolvimento das espécies forrageiras nativas e cultivadas e das lavouras de milho e sorgo, destinadas para a produção de feno e silagem. Na região de Bagé, houve melhora significativa das pastagens cultivadas de verão e do campo nativo.

Fonte:http://www.comunitaria.com.br
Postado Por:Alcione Gondorek
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!