segunda-feira, 30 de junho de 2014

ROSCA DOCE

Ingredientes
1 pacote fermento seco
1 e 1/2 xícara (chá) água
1 lata leite condensado
2 colheres de manteiga
3 ovos
1 kg farinha de trigo
Modo de preparo
Misture todos os ingredientes até desgrudar das mãos, faça bolas e coloque na forma redonda untada com manteiga (não precisa por farinha na forma). Deixe crescer até dobrar de tamanho,, depois pincele com gemas e polvilhe açúcar cristal. Rende 3 roscas.


Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Liberado tráfego na ponte sobre rio Uruguai, em Iraí

Estrutura faz divisa com Palmitos, em Santa Catarina

Foi liberado às 11h30min desta segunda-feira o tráfego na ponte sobre o rio Uruguai, em Iraí, divisa com Palmitos, Santa Catarina.  O Dnit decidiu pela liberação às 9h30min, no entanto havia a necessidade da retirada de pedras das duas cabeceiras da pista e com isso a passagem de veículos, efetivamente, somente iniciou no final da manhã. Caminhões com carga superior a 57 toneladas não podem trafegar, como ocorria antes da enchente.
• Enchentes prejudicam tráfego em 11 estradas gaúchas
A água do rio do Mel, que corta a cidade de Iraí também baixou. Os moradores que tiveram suas casas afetadas pela enchente iniciaram a limpeza das moradias nesta segunda. O sol voltou a brilhar na cidade do Médio Uruguai que foi a mais atingida pelas fortes chuvas registradas nos últimos cinco dias. 
O Exército está na cidade e auxilia na distribuição de água, alimentos e donativos às pessoas que havia deixado suas residências em razão das inundações. A prefeitura, juntamente com a Defesa Civil, iniciou um levantamento dos prejuízos causados pelo mau tempo, tanto na área urbana como na zona rural.
Fonte: Agostinho Piovesan / Correio do Povo
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Três Palmeiras - Comunicado da Escola JAF

A direção da  Escola Estadual de Ensino Médio José Antonio Ferronato, comunica a todos os seus alunos do turno da noite, que hoje haverá aula normal.
Por:Elisete Bohrer

+ Mais Informações ››››››

Jornal da Liberdade edição do dia 30 de junho de 2014

Apresentado por:Alcione Gondorek

Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Programa Minutos da Educação edição do dia 30 de junho de 2014

Apresentado pela Diretora da Escola de Educação Infantil Pingo de Gente, Andrêia Cremonini , confira em áudio o programa:

Por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

BR-158 - Capotamento deixa Condorenses feridos

Na noite deste sábado (28), três pessoas ficaram feridas numa saída de pista, ocorrida, no KM 143 da BR 158.
Um veículo Gol, com placas IDO-2304 de Panambi, seguia no sentido Panambi/Condor, e a 500 metros antes de chegar ao trevo de entrada da cidade vizinha.
O veículo saiu da pista e colidiu contra um paredão de pedras, derrubando uma árvore e capotando em seguida. Cinco pessoas estavam no carro e foram socorridas por populares e encaminhadas ao Pronto Socorro de Condor. Três pessoas precisaram de atendimento e as outras duas foram embora.
Entre os cinco ocupantes estava uma criança, que não se feriu. Todos são moradores de Condor. O veículo foi recolhido ao depósito do DETRAN, em Panambi. Fomos informados que os ferimento das três vítimas não foram graves.







Fonte:Panambi News
Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Taça Cotrisal de bocha - No sábado iniciarão os jogos do campeonato de bocha

No sábado iniciarão os jogos do campeonato de bocha.
 Confiram os locais, datas e horários:

Bocha
 1ª fase - jogos de ida
 No dia 05 de julho, sábado, início às 14hs em Constantina:
Constantina   x  Novo Barreiro
 No dia 05 de julho, sábado, início às 14hs em Nova Boa Vista:
 Nova Boa Vista   x  Almirante Tamandaré do Sul
 No dia 05 de julho, sábado, início às 14hs em Ronda Alta:
Ronda Alta    x    Rondinha
 No dia 5 de julho, sábado, início às 14hs em Três Palmeiras:
Três Palmeiras   x  Engenho velho
 No dia 5 de julho, sábado, início às 14hs em Sagrada Família:
Sagrada Família  x   Barra Funda

Fonte:Ledinara Piran


Postado por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Taça Cotrisal de futsal 2014 - Jogos de ida das oitavas de finais

Iniciarão amanhã os jogos de ida das oitavas de finais da Taça Cotrisal de futsal.
 Confiram os locais, datas e horários:
 Futsal
 01/07 terça –feira início às 7hs e 20min., em Rondinha:
(C ) 6º Rondinha (fem)   x   Barra Funda (fem) 3º (C )
01/07 terça –feira início às 8hs e 40min., em Constantina:
(D) 5º Constantina (masc)    x   Engenho Velho (masc) 4º (D)
 02/07 quarta –feira início às 7hs e 20min., em Rio dos Índios:
(B) 7º Rio dos Índios (masc) x Palmeira das Missões (masc.) 2º (B)
02/07 quarta –feira início às 8hs e 40min, em Trindade do Sul:
(A ) 8º Trindade do Sul (masc) x Pontão (masc) 1º (A)
 03/07 quinta –feira início às 7hs e 20min., em Seberi:
(B) 7º Seberi (fem)   x   Constantina (fem)  2º (B)
3/07 quinta –feira início às 8hs e 40min., em Cescon:
(A) 8º São José das Missões (fem)   x   Sarandi (fem)  1º (A

Fonte:Ledinara Piran
Postado por:Elisete Bohrer

+ Mais Informações ››››››

JT RS - EDIÇÃO 514

Ouça nesta edição:
Ouça o boletim sobre as chuvas na região de Irai
Minuto Ecológico: Petição contra o tráfico de madeira
Iniciaram as reuniões do PED em Três Palmeiras
Hospital da Restinga será inaugurado em Porto Alegre
Três Palmeiras decreta situação de emergência
Divulgados os ganhadores do NFG
+ Mais Informações ››››››

Confira as rodovias com bloqueios no RS em função das chuvas

Até a 0h30 de segunda (30), pelo menos 17 vias apresentavam interdições.
Problemas vão de água na pista, rachaduras e risco de desabamentos.
Fonte: G1/RS
BR-153, em Marcelino Ramos, foi interditada depois de o asfalto ceder (Foto: PRF/Divulgação)
Pelo menos 17 rodovias do Rio Grande do Sul estão totalmente ou parcialmente bloqueadas em razão das chuvas que atingiram o estado nos últimos dias. Das rodovias bloqueadas, 14 são estaduais e três, federais, segundo levantamento feito pelo G1 junto ao Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Entre as rodovias federais, a ponte da BR-386, em Iraí, no Norte do estado, na divisa com Santa Catarina, está interditada no km 0 em função de problemas em problemas estruturas em um pilar, agravado pela enchente do Rio Uruguai. O bloqueio também se mantém na BR-153, em Marcelino Ramos. Já no final da noite, a BR-158 foi interditada devido a um desmoronamento no local.
Entre as rodovias estaduais, os bloqueios abrangem várias regiões do estado. No Norte, a RSC-480, que liga o Rio Grande do Sul a Santa Catarina está interrompida no km 6, em Erval Grande, em função de uma queda de barreira e rachaduras na pista. Na Região Central, a RSC-287 está bloqueda no km 155, em Novos Cabrais. Parte do asfalto da ponte cedeu.
No final da noite, foi liberados trechos da ERS-516, no km 1, em São Martinho da Serra, e da ERS-804, entre os km 1 e 7, em Silveira Martins. A ponte localizada no km 32 da ERS-130 na localidade de Itaipava das Flores em Venâncio Aires foi bloqueada porque a água passa sobre a pista.
Não há previsão de liberação de nenhuma das rodovias bloqueadas no estado, mas as polícias rodoviárias alertam que a situação pode mudar rapidamente. O Comando Rodoviário da Brigada Militar orienta motoristas a telefonaram pelo telefone 198 para obterem mais informações sobre os bloqueios e possíveis desvios. O contato da PRF é 191.
RODOVIAS COM BLOQUEIOS PARCIAIS OU TOTAIS NO RS
RODOVIAS FEDERAIS
BR-386: ponte no km 0, em Iraí, interditada em função da cheia do Rio Uruguai e problemas em pilarRota alternativa ou desvio:  ERS-406,
entre Nonoai e Chapecó (SC).
BR-153: pista totalmente bloqueada no km 2, em
Marcelino Ramos, 
em função de rachaduras na pista.
Rota alternativa ou desvio: BR-470. de Lagoa Vermelha a Campos Novos (SC).
BR-158: pista interditada no km 317 enquanto a PRF e o DNIT avaliam desmoronamento.Rota alternativa ou desvio: quem chega do norte deve acessar a BR-285 ou BR-386, e depois, a BR-287. Quem chega da capital deve usar a BR-290.
RODOVIAS ESTADUAIS
RSC-480: bloqueada no km 6, em Erval Grande, em
função de queda de barreira e rachaduras na pista.
Rota alternativa ou desvio: não informada.
ERS-211: bloqueada no km 34, em Campinas do Sul,  em função de água sobre a ponte. Rota alternativa ou desvio: ERS-135.
ERS-305: no km 49, em Nicolau Vergueiro, balsa está impossibilitada de fazer travessia em função da cheia do rio.Rota alternativa ou desvio: não informada.
RSC-153: bloqueada do km 305 a 307, em Vale do Sol,  em função de água sobre a pista.Rota alternativa ou desvio: não informada.
ERS-471: parcialmente bloqueada em meia pista no km 99, em Sinimbu, devido ao acúmulo de água sobre a pista.Rota alternativa ou desvio: não informada.
ERS-422: meia pista bloqueada no km 64, em Venâncio Aires, em função de água sobre a pista.Rota alternativa ou desvio: não informada.
ERS-400: parcialmente bloqueada entre os kms 16 a 22, em Candelária, em função de desmoronamento de terra e água sobre a pista.Rota alternativa ou desvio: por Agudo a Ibarama (SC), em 30 km de estrada de chão
ERS-130: bloqueada em uma ponte no km 32. A água passa sobre a pista.Rota alternativa ou desvio: não informada.
ERS-511, em Santa Maria, com trechos bloqueados na localidade de Camobi por causa de água na pistaRota alternativa ou desvio: não informada.
RSC-287: bloqueada no km 155, em Novos Cabrais,por causa da queda do asfalto em uma ponte. Rota alternativa ou desvio: no sentido Porto Alegre-Santa Maria, entrar em direção a Cachoeira pela BR-153, depois acessar a BR-290 e a BR-471.
ERS-502: interditada no km 9, em Cachoeira do Sul, na localidade de Contenda, por causa de água na pista Rota alternativa ou desvio: no sentido Porto Alegre-Santa Maria, entrar em direção a Cachoeira pela BR-153, depois acessar a BR-290 e a BR-471.
ERS-431: bloqueada no km 13, em Bento Gonçalves, em função do acúmulo de água na pista.
Rota alternativa ou desvio: não informada.
ERS-355: ponte interditada no km 3, entre Veranópolis e Fagundes Varela, em função do risco de quedaRota alternativa ou desvio: não informada.
ERS-020: parcialmente interditada em Taquara, no km 474, por causa de rachaduras na pistaRota alternativa ou desvio: não informada.

+ Mais Informações ››››››

Pistas cedem e ao menos 11 trechos de rodovias são interditados em SC

Asfalto cedeu ou tem rachaduras; bloqueio é por tempo indeterminado.
Outros pontos apresentam problemas que exigem atenção dos motoristas.
FONTE: G1 SC
Rodovias federais e estaduais de Santa Catarina apresentam diversos trechos com interrupção total da pista devido às chuvas que atingem o estado desde sexta-feira (26). Segundo levantamentos das polícias rodoviárias Federal (PRF) e Militar (PMRv), ao menos 11 pontos estavam completamente interditados no início da noite deste domingo (26). Todos não têm previsão de liberação.
Veja galeria de fotos dos estragos causados pela chuva em SC

Na SC-155, em Xanxerê, pista desmoronou na
manhã deste domingo
(Foto: Tito Bossini/Divulgação)
Um dos danos mais graves foi registrado na SC-155, em Xanxerê. A rodovia desmoronou entre os kms 73 e 73,100. As duas pistas e o acostamento cederam abrindo um buraco de aproximademente 50 metros de comprimento e 20 metros de profundidade. O incidente aconteceu por volta das 10h30 deste domingo.
Esta é a principal via que liga Xanxerê a Xavantina e Seara, segundo a PMRv. Por conta disso, os motoristas que buscam acessar estas cidades precisam desviar pela BR-282 ou vias secundárias. Não há previsão de liberação.
Outro ponto interrompido na SC-155 fica em Itá. Conforme a polícia rodoviária. Houve desmoronamento da pista entre os kms 133,95 e 134. O trânsito está sendo desviado pelo Centro da cidade.
Na SC-155, em Itá, asfalto também cedeu
(Foto: PMRv/Divulgação)
Na SC-283, em Arvoredo, a pista cedeu entre os kms 69,8 e 70. O desvio também é feito pelo Centro da Cidade e não há previsão de liberação. Entre Ipira e Peritiba, fissuras na pista fizeram com que o tráfego precisasse ser bloqueado na SC-390. O problema ocorre ao longo dos kms 33,3 e 33,6.
Na SC-465, toda a pista também cedeu, segundo a PMRv. O problema começa no km 15 e segue até o 15,09 e causou a interrupção total da via, que fica no município de Macieira. A rodovia liga a SC-350 à Macieira e, enquanto o local estiver bloqueado, o acesso precisa ser feito por vias secundárias. Não há previsão de liberação.
Na SC-390, em Ipira, fissura no asfalto exigiu
bloqueio da via (Foto: PMRv/Divulgação)
Na SC-452 houve deslizamento de pista em Monte Carlos. O problema foi registrado no km 24,5 e só a partir desta segunda-feira (30) será possível estimar o prazo de liberação da área. Por enquanto, ela segue bloqueada nos dois sentidos.
Outro ponto da SC-452 fica em Lébon Régis. Nesta cidade, a via passa pelo perímetro urbano e cedeu entre os kms 24,55 e 24,65. O trânsito foi desviado por outras vias secundárias.
Em Aurora, a SC-358 apresentava alagamento na pista do km 358 ao 359. A previsão de liberação é esta segunda-feira (30).
SC-465, em Macieira, ficou interditada porque pista caiu em deslizamento (Foto: PMRv/Divulgação)
Rodovias federais
Nos trechos federais há quatro trechos com problemas. Na BR-158, em Palmitos, a ponte que fica na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina está interditada. Ela apresentou problemas estruturais no km 147 da rodovia e ainda não há previsão de liberação.
Ponte entre RS e SC segue interditada
(Foto: radiocatarinense.com.br/Divulgação)
Em dois pontos da BR-153 também há bloqueios totais do tráfego. No km 118, em Concórdia, a via está totalmente fechada devido a um desmoronamento na pista que fica no lado do Rio Grande do Sul. Já no km 49, em Vargem Bonita, a pista caiu e a passagem também está bloqueada. Não há previsão de liberação.
Outro ponto com problemas fica em Corupá e foi ocasionado na enchente do início de junho. A pista cedeu e também abriu um buraco no k m 93. A rodovia continua totalmente interditada.
Outros trechos com problemas
Algumas rodovias apresentam rachaduras e
depressões (Foto: PRF/Divulgação)
Em alguns trechos de rodovias federais e estaduais, o tráfego flui em meia pista. Até as 20h30 deste domingo, Na BR-282, em São José do Serrito, km 271, e na BR-470, em Vargem, no km 293 há degraus e buracos na pista.
Nas estaduais, diversas vias apresentam problemas de quedas de barreiras e tráfego em meia pista.
São elas: SC-465, no km 58,200 entre Treze Tílias e Ibicaré; SC-114, kms 203 a 203,5, em Palmeira; SC-108, kms 62,8 a 63, em Blumenau; SC-390, entre os kms 405,9 e 405,92, m Lauro Müller; SC-157, em Coronel Freitas, nos kms 87,5 a 87,8; na SC-135, do km 16 ao 17, em Porto União; SC-453, em Ibircaré, km 54,5 ao 54,51; SC-283, em Arvoredo, kms 72,2 ao 72,5; SC-340, km 92,1 ao 92,2 em Lébon Régis; SC-355, do km 106 ao 106,015, em Água Doce; SC-465, em Ibicaré, km 58,2 ao 58,3; em Concórdia, SC-283 do km 30,8 ao 31 e na SC-350, em Caçador, entre os kms 156,2 e 156,3, trafegam apenas veículos leves.
Chuvas em SC
Conforme a Defesa Civil de Santa Catarina, na manhã deste domingo (29), o estado contabilizava 40 mil desabrigados ou desalojados.Trinta e sete cidades registraram ocorrências devido às chuvas, desde 25 de junho. A região Oeste é mais afetada.
Sol chegou a aparecer em Rio do Sul, mas parte da cidade continua debaixo d'água (Foto: Luiz Souza/RBS TV)
De acordo com o órgão estadual, 14 municípios decretaram situação de emergência até a manhã de domingo: Joaçaba, Palmitos, Herval d'Oeste, Presidente Castelo Branco, Lageado Grande, Piratuba, Planalto Alegre, Itá, Capinzal, Itapiranga, Irani, Rio do Sul, Cordilheira Alta e Videira. Também atingida, Rio das Antas havia decretado emergência por causa das chuvas do início de junho.
A região Oeste é considerada a mais prejudicada em Santa Catarina. O nível dos rios nos municípios mais atingidos está baixando e algumas famílias já começaram a voltar para suas casas.
Casas ficaram submersas até o telhado em Águas
de Chapecó (Foto: Reprodução/RBS TV)
Em Ponte Serrada, três casas desabaram e outras dezenas apresentaram rachadurasna sexta (27). Segundo a Defesa Civil do município, 63 famílias tiveram que deixar suas residências - que ficam em um morro - e foram para casas de parentes.
No Vale do Itajaí, Rio do Sul tinha a situação mais crítica até a manhã deste domingo (29). De acordo com a Defesa Civil do município, mais de 260 pessoas foram levadas para um dos sete abrigos da cidade, localizados nos bairros Bela Aliança, Taboão, Santa Rita, Barragem, Progresso e Canta Galo. Em Blumenau, dois abrigos foram montados na noite de sábado, mas, segundo a prefeitura, eles já foram desativados.
Casa em Blumenau, no Vale, foi atingida por
deslizamento (Foto: Larissa Vier/ RBS TV)
Em Lages, na Serra catarinense, segundo a Defesa Civil, pelo menos 60 pessoas tiveram que sair de suas casas. Dois abrigos foram montados na cidade, no bairros Habitação e Santa Catarina. Na segunda (30), a prefeitura deve decidir se decreta ou não situação de emergência.
Já na Grande Florianópolis, choveu bastante no sábado (28), mas não houve registro de alagamentos. Uma adutora da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) rompeu, mas foi consertada no mesmo dia.
60 famílias continuam desabrigadas devido às chuvas do início do mês.
Aulas canceladas
Alunos da rede pública estadual de 64 municípios catarinenses tiveram as aulas canceladas na sexta (27) devido às fortes chuvas que atingem o estado, principalmente no Oeste. O número de unidade com aulas suspensas é superior a 220, segundo a Secretaria de Estado da Educação.
A previsão é que as aulas sejam retomadas na próxima segunda (30). De acordo com a Secretaria, as aulas foram canceladas nas cidades de Videira, Fraiburgo, Iomerê, Pinheiro Preto, Concórdia, Peritiba, Ipira, Irani, Alto Bela Vista, Piratuba, Presidente Castelo Branco, Joaçaba, Herval d’Oeste, Capinzal, Ouro, Lacerdópolis, Erval Velho, Luzerna, Ibicaré, Jaborá, Catanduvas, Vargem Bonita, Água Doce, Arabutã, Arvoredo, Ipumirim, Itá, Lindóia do Sul, Paial, Seara, Xavantina, Guatambu e Nova Itaberaba.
+ Mais Informações ››››››

Chuva no RS - Mais 11 mil pessoas estão fora de casa

Foto da Internet
Enchentes e enxurradas atingiram mais de 60 cidades no Estado
Passa de 11,5 mil o número de pessoas fora de casa em função de enchentes, enxurrada e chuva forte em 62 cidades gaúchas. Entraram para a lista, no boletim mais recente da Defesa Civil Estadual, as cidades de Pontão, no Norte, Sinimbu, no Vale do Rio Pardo, e Uruguaiana, na Fronteira Oeste. De acordo com o balanço, há 2.615 pessoas em abrigos públicos e 8.886 alojadas em casas de amigos ou parentes – 3,5 mil delas só em Santa Cruz do Sul, em função da cheia do arroio Castelhano e do rio Pardinho. Os números também cresceram na Fronteira Oeste, onde há mais de 1,3 mil fora de casa.
Os municípios de Alpestre, Cristal do Sul, Chiapetta, Iraí, Vicente Dutra, Barão do Cotegipe, Erval Grande, Porto Lucena e Pinheirinho do Vale solicitaram a homologação de decreto de situação de emergência. Já Caiçara, Cerro Grande, Criciumal, Derrubadas, Getúlio Vargas e Tiradentes do Sul preencheram o Formulário de Informação de Desastre no sistema do Governo Federal.
Um Centro de Comando da Defesa Civil foi instalado essa semana em Frederico Westphalen para orientar os prefeitos e facilitar a confecção do processo de situação de emergência, além de atender as demandas de materiais encaminhadas pelos municípios da região.
O Estado demandou uma carreta e um caminhão com kits de dormitório, higiene, limpeza e cestas de alimentos para a região Noroeste. Também estão sendo encaminhados materiais de ajuda humanitária para o Norte e Fronteira Oeste.
Ainda não há previsão sobre quando as famílias deslocadas poderão voltar para casa. O nível do rio Uruguai começou a baixar neste domingo. A perspectiva é que essa diminuição prossiga durante a semana, mas não há previsão de quando o curso vá retornar ao nível normal.
+ Mais Informações ››››››

domingo, 29 de junho de 2014

Três Palmeiras - Chuva não dá trégua

A chuva  que atinge todo o Estado, não dá trégua. No interior do município Três Palmeiras, muitos são os prejuízos, as aulas foram suspensas nesta  próxima segunda - feira.

Fotos:Facebook
Por:Elisete Bohrer
+ Mais Informações ››››››

Segue o drama da chuva no RS

Um novo boletim divulgado neste domingo, atualizado ás 11 horas pela Defesa Civil, apontou que o numero de guachos afetados pelas enchentes que atingem o Estado já chega á 10.749. São 8.269 desalojados e 2.480 desabrigados. O número de municìpios atingidos também subiu: agora, são59.Conforme a MetSul, os acumulados de chuva em 48 horas, até as 9 horas da manhã deste domingo, atingiram 142 mm em Santa Maria, 88 mm em Rio Pardo, 72 mm em Torres e Santiago, 71 mm em Rio Grande, 62 mm em São Gabriel e Canguçu, 54 mm em Porto Alegre e 52 mm em Tramandaí  á medida que segue chovendo em pontos do Sul, Centro e parte do Oeste do Estado, os volumes devem aumentar com risco de mais transtornos. 
De acordo com a MetSul Meteorologia, apesar do sol ter aparecido em alguns pontos, a instabilidade deve permanecer no estado com a formação de um ciclone extratropical neste domingo.
Confira a lista das cidades atingidas:

Alecrim
Alpestre
Ametista do Sul
Aratiba
Aurea
Barão do Cotegipe
Barra do Guarita
Barra do Rio Azul
Caiçara
Campo Novo
Carlos Gomes
Centenário
Cerro Grande
Chiapeta
Colinas
Crissiumal
Cristal do Sul
Cruzaltense
Derrubadas
Doutor Mauricio Cardoso
Erechim
Erval Grande
Esperança do Sul
Floriano Peixoto
Frederico Westphalen
Getulio Vargas
Iraí
Itaqui
Itatiba do Sul
Jaboticaba
Jacutinga
Marcelino Ramos
Maximiliano de Almeida
Nonoai
Nova Candelaria
Novo Machado
Novo Tiradentes
Paim Filho
Palmitinho
Pinhal
Pinheirinho do Vale
Ponte Preta
Porto Lucena
Porto Mauá
Porto Vera Cruz
Porto Xavier
Restinga Seca
Roque Gonzales
Santa Cruz
São Borja
São João da Urtiga
São José do Ouro
Tenente Portela
Tiradentes do Sul
Tres de Maio
Unistalda
Viadutos
Vicente Dutra

+ Mais Informações ››››››

Corpo é localizado boiando no Rio Uruguai

O corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado no Rio Uruguai na região de Linha Santa Cruz, interior de Itá(SC), divisa com Paial. Os moradores próximos avistaram o corpo boiando por volta das 10h deste domingo, dia 29, e acionaram a Polícia Militar. O corpo foi resgatado pelo IML de Concórdia que esteve no local.

Fonte:Atual FM
In Foco RS
Postado por:Elisete Bohrer

+ Mais Informações ››››››

Três Palmeiras-Secretaria de Educação Suspende as Aulas de Amanhã

Devido os transtornos causados pela chuvarada dos últimos dias a Secretaria de Educação de Três Palmeiras comunica que nesta segunda-feria não haverá aula em nenhuma escola de nosso município.
Alcione gondorek
+ Mais Informações ››››››

'O rio não respeita ninguém', diz atingido por cheia histórica no RS

Em alguns locais, nível atual do Rio Uruguai não era registrado há 31 anos.
Enchente deixou rastro de prejuízos e estabeleceu drama a agricultores.

FONTE:  G1 RS
Ao atingir patamares históricos, a enchente do Rio Uruguai surpreendeu, nesta sexta-feira (27), moradores de municípios das Regiões Norte e Noroeste do Rio Grande do Sul. Em Porto Mauá, os níveis recordes provocaram o fechamento do comércio e levaram embora de moradores o patrimônio conquistado nos últimos anos, como mostra a reportagem do RBS Notícias (veja o vídeo acima).
“Contra ele (o rio) não adianta brigar. Ele não respeita ninguém, não adianta”, definiu o agricultor Ivo Chitolina, morador da cidade, ao comentar o rastro de prejuízos deixados pela enchente do rio. Ele é um dos 4,6 mil afetados pela chuva intensa das últimas horas no estado.
Em Porto Mauá, nem um ginásio que estava sendo usada como abrigo escapou. Em poucas horas, os desabrigados precisaram ser removidos pela segunda vez em menos de 24 horas. Já em Barra do Guarita, divisa com Santa Catarina, parte da cidade está embaixo d'água. Na cidade, 850 pessoas precisaram encontrar um lar provisório em casas de familiares, amigos ou abrigos.
"A primeira coisa são meus filhos. O resto a gente luta e consegue de novo", ponderou a moradora do município e técnica de serviços gerais Ivonete Pereira da Cruz. Além dos alagamentos em residências, estradas também foram tomadas pela água. Com isso, algumas comunidades estão ilhadas.
Em Porto Xavier uma força-tarefa precisou ser montada no prédio da Brigada Militar. Há mais de 48 horas, equipes da prefeitura tentam ajudar as 150 famílias atingidas pela cheia Além disso, alojamentos foram montados em salões comunitários.
iraí rio uruguai chuva rs (Foto: Fernando Sucolotti/Divulgação)Águas do Rio Uruguai deixaram casas encobertas, em Iraí, no Norte (Foto: Fernando Sucolotti/Divulgação)

Nas cidades atingidas as aulas estão suspensas por tempo indeterminado. Os quatro portos da região, em que balsas faziam a travessia entre Brasil e Argentina, seguem fechados sem previsão de reabertura. Além da chuva, o Rio Uruguai ganhou mais força hoje depois que as comportas das represas de três usinas hidrelétricas foram abertas no norte do estado.
Estado já tem 52 municípios com transtornos
O número de municípios afetados pela chuva dos últimos dias nas regiões norte e noroeste do Rio Grande do Sul chegou a 52 no fim da tarde desta sexta-feira (27), segundo novo balanço divulgado pela Defesa Civil. O número de pessoas que tiveram de deixar suas casas subiu para 4.675, sendo 3.066 desalojados e 1.609 desabrigados. O Rio Uruguai é o mais afetado pelas cheias.
 Durante a tarde, o órgão recebeu os três primeiros pedidos de decreto de emergência. Os prefeitos de Vicente Dutra, Herval Grande e Barão do Cotegipe solicitaram o procedimento que agiliza a captação de recursos para auxiliar as famílias atingidas.
Em Erechim, no norte, foram mais de 360 milímetros de chuva em menos de cinco dias, quando a média histórica para todo o mês de junho é de 150 milímetros. Em Santa Catarina, uma barragem se rompeu durante a tarde desta sexta, no Rio Irani. O rio deságua no Rio Uruguai, o que preocupa as autoridades gaúchas.
Em Iraí, na divisa com Santa Catarina, o nível do Rio Uruguai atinge 12 metros acima do normal, perto dos 13 metros acima do normal registrados em 1983. Uma ponte foi interditada. Barcos foram usados para remover famílias. A enchente quase encobriu algumas casas. A prefeitura encaminhou os desalojados para um Centro de Tradições Gaúchas (CTG) da cidade. A Defesa Civil do município estima que cerca de 300 famílias foram prejudicadas pelo temporal.
porto maua porto alegre rs (Foto: Vilson Winkler/Divulgação)Porto Mauá foi atingida pela cheia do Rio Uruguai
(Foto: Vilson Winkler/Divulgação)
Em Porto Mauá, o nível do Rio Uruguai já se aproxima de índice histórico de 20,7 metros, registrado há 31 anos. A marca era de 18 metros por volta das 16h30, segundo a prefeitura da cidade.
Em São Borja, na Fronteira Oeste, cerca de 50 pessoas foram afetadas pelo mau tempo, de acordo com o Corpo de Bombeiros. O Rio Uruguai subiu 10 metros acima do nornal e invadiu casas e estabelecimentos comerciais do municípios.
Durante a tarde, a chuva parou e os moradores das casas afetadas aproveitaram para retirar móveis e eletrodomésticos de dentro das residências. Algumas pessoas usaram barcos para retirar os pertences. De acordo com a Defesa Civil de São Borja,  pelo menos 15 famílias que moram à beira do rio já saíram das suas casas. A maioria foi para casa de parentes e amigos e outras estão sendo alojadas em centros comunitários.
  Veja a lista dos municípios afetados
As cidades atingidas são: Cruzaltense (rio Passo Fundo), Barão do Cotegipe (rios Palomas e Douradinhos), Erechim, Erval Grande (rios Lajeado Grande e Douradinho), Barra do Rio Azul (rio Palmoas), Nonoai (rios Passo Fundo e dos Indios), Caiçara (rio da Várzea), Campo Novo (rio Turvo), Tenente Portela (rio Turvo), Pinheirinho do Vale (rio Uruguai), Iraí (rio do Mel), Frederico Westphalen, Barra do Guarita (rio Uruguai), Esperança do Sul (rio Uruguai), Ametista do Sul, Crissiumal, Vicente Dutra (rio Uruguai), Nova Candelaria (rio Burica), Três de Maio (rio Burica), Porto Vera Cruz (rio Uruguai), Novo Machado (rio Uruguai), Porto Xavier (rio Uruguai), Alecrim (rio Uruguai), Roque GOnzales (rio Uruguai), Doutor Mauricio Cardoso (rio Uruguai), Porto Lucena (rio Uruguai), Porto Mauá (rio Uruguai), Unistalda e São Borja.
Pontes e rodovias foram interditadas
 O grande volume de água obrigou a interdição de pontes e rodovias em várias partes do estado. A ponte na ERS-480, que liga Nonoai a Chapecó, em Santa Catarina, ficou interditada durante toda a manhã desta sexta. Por volta das 11h50 o trecho foi liberado.
Na ERS-211 entre Erechim e Jacutinga, no norte do estado, a rodovia foi bloqueada por causa do alto nível de água no rio. A BR-153, que liga Erechim a Concórdia, em Santa Catarina, também foi interditada para ônibus e caminhões. Segundo a
 Polícia Rodoviária Federal, veículos leves passam pelo local. O principal acesso a Barra do Guarita, na região norte do estado, está bloqueado. Na cidade, pelo menos 600 pessoas estavam desabrigadas até o início da tarde. O prefeito decretou situação de emergência, mas a Defesa Civil ainda não havia recebido o pedido.
Moradores são obrigados a sair de casa
Os alagamentos isolaram comunidades inteiras. No município de Áurea, pelo menos 11 famílias estão desalojadas. Na área rural, lavouras e criações de animais também foram atingidas. O agricultor Henrique Maieski disse que a criação de frango para o abate foi levada pela correnteza.
Em Iraí, algumas casas da área mais baixa da cidade e um balneário do município estão inundados (Foto: Eder Calegari/RBS TV)Em Iraí, casas da área mais baixa da cidade e um balneário estão inundados (Foto: Eder Calegari/RBS TV)
Em Nonoai, no Alto Uruguai, a situação é a mesma. Os moradores foram pegos de surpresa pelos alagamentos durante a madrugada. Depois de duas horas do início da chuva, um trecho do rio transbordou e inundou pelo menos 40 casas. Moradores tiveram de ser resgatados de barco. A Defesa Civil do município colocou um ginásio à disposição da comunidade e distribui mais de mil metros de lona.
+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!