terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Conheça dicas para evitar o inchaço nas pernas no verão

Permanecer longos períodos sem movimentar os membros inferiores contribui para o aparecimento de edemas

Inchaços nas pernas são muito comuns em gestantes ou durante o ciclo menstrual e estão relacionados às alterações hormonais. Mas o problema, no entanto, não ocorre apenas nesses dois períodos. Uma das queixas mais corriqueiras entre o público feminino durante o verão é, justamente, o agravamento de edemas - nome dado ao inchaço localizado em alguma região do corpo - nas pernas, tornozelos e pés.

O processo de inchaço nos membros inferiores durante a estação acontece devido a uma vasodilatação. 

- Para manter a temperatura corpórea os vasos de dilatam fazendo com que haja um extravasamento de líquidos nas pernas e nos pés. Com isso, prejudica a absorção de líquidos pelo sistema linfático e, por consequência, dificulta o seu retorno - explica o angiologista, Dr. Ary Elwing, especialista em cirurgia vascular periférica e tratamento a laser.

Permanecer muito tempo em pé ou sentado pode contribuir para o comprometimento da circulação sanguínea nos membros durante a estação mais quente do ano. É o que descreve o especialista:
- A falta de movimentação dificulta o bombeamento de sangue das pernas para o coração, trazendo o inchaço, formigamento e sensação de peso nas pernas. No caso de quem trabalha sentado, o ideal é levantar-se a cada hora para caminhar e assim ativar a circulação - diz o médico.
Como evitar e tratar
A mudança de hábitos alimentares é a primeira medida a ser tomada por quem pretende melhorar os problemas de inchaço na região das pernas. Para isto, deve-se evitar a ingestão de produtos industrializados que são ricos em sódio - principal agravador da retenção de líquidos no corpo - e aderir a alimentos com funcionalidades diuréticas como abacaxi, melão, abóbora, pepino e alface que vão ajudar a eliminar o excesso de líquidos pela urina.

O Dr. Elwing orienta que para aliviar o edema, basta colocar as pernas elevadas no final do dia com o auxílio de dois travesseiros. A recomendação é permanecer por 30 minutos que favorecerá o fluxo de sangue.
- As meias de compressão elástica também são recomendadas. Isto porque, elas têm a função de comprimir a musculatura da panturrilha e, desta forma, melhoram o retorno venoso aumentando a circulação na região - afirma o especialista.

Mas se o edema apresentar-se com frequência, sendo presente já no momento em que o indivíduo acorda pela manhã, o angiologista aconselha buscar a orientação médica para que indique o tratamento adequado para o problema.
- O inchaço dos membros inferiores pode indicar problemas cardíacos e renais. Por este motivo, o ideal é recorrer a um especialista o quanto antes, especialmente em casos de que há histórico familiar de trombose. Nestes episódios é necessário o uso de medicamentos com anticoagulante - alerta o Dr. Ary.

Confira outras dicas para evitar o surgimento de edemas nas pernas:

- Mantenha o controle do peso em dia;
- Faça atividades físicas sob-recomendação médica;
- Evite o uso de salto muito alto diariamente. Para quem usa por conta do trabalho, oscile entre as alturas de saltos para não comprometer a circulação;
- Diminua a quantidade de sal nos alimentos;
- Evite alimentos embutidos, congelados e enlatados que são ricos em sódio;
- Beba 2l de água todos os dias;
- Aumente o consumo de frutas e verduras.
Fonte:Bem Estar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!