Nossos Parceiros

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Captopril 25mg do Lafepe tem 10 lotes suspensos

Os lotes interditados do medicamento Captopril, do laboratório Lafepe, tiveram problemas no teor do princípio ativo. Produto é destinado ao controle da pressão alta.

Dez lotes do medicamento Captopril 25mg foram interditados pela Anvisa nesta segunda-feira. Os lotes são do Laboratório Farmacêutico de Pernambuco (Lafepe), que identificou o problema durante o controle de qualidade dos produtos.

De acordo com o teste de estabilidade, que avalia a qualidade do medicamento depois de pronto, a quantidade de princípio ativo dissulfeto de captopril nos comprimidos estava diferente do padrão. O princípio ativo é a substância que dá a identidade do medicamento e faz ele agir no corpo do paciente.

O que fazer?

O produto teve a suspensão da distribuição, comércio e uso. Por isso, os pacientes que estejam utilizando algum dos lotes suspensos devem fazer a troca do medicamento. Esta é uma medida preventiva para garantir que as pessoas não tenham problemas em seus tratamentos, utilizando um produto que gera menos efeito.

Os pacientes podem ligar no serviço de atendimento da empresa para saber como fazer a troca do produto ou, se preferir, consultar o seu médico para avaliar a alteração do tratamento. Os outros lotes do produto produzido pelo Lafepe continuam liberados. No mercado também existem diferentes marcas do medicamento disponível.
A suspensão está na resolução RE 1.776/2017 publicada hoje no Diário Oficial da União.
Confira os lotes interditados:

15081401 (validade: agosto/2017), 15081402 (validade: agosto/2017), 15081403 (validade: agosto/2017), 15090230 (validade: setembro/2017), 15090231 (validade: setembro/2017), 15090232 (validade: setembro/2017), 15121446 (validade: dezembro/2017), 16030251 (validade: março/2018), 16030254(validade: março/2018) e 16030255(validade: março/2018).

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter @anvisa_oficial e no Facebook @AnvisaOficial
Encontrou algum problema nesta notícia? Mande um e-mail para noticias@anvisa.gov.br
Fonte: Ascom/Anvisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros