Nossos Parceiros

terça-feira, 30 de maio de 2017

Anatel vai bloquear celulares piratas

Bloqueio de celulares irregulares deve começar no segundo semestre.
O plano da Agência Nacional de Telecomunicações, é que as operadoras comecem a avisar os usuários, via mensagem, no final de julho para que os bloqueios tenham início em até 75 dias depois. Ou seja, entre setembro e outubro.
A proposta atual da Anatel prevê o bloqueamento dos aparelhos sem certificação e IMEI válido no banco de dados da GSMA, um órgão internacional que reúne as empresas de telefonia móvel.

Os aparelhos sujeitos ao bloqueio são principalmente os vendidos irregularmente no mercado nacional, popularmente conhecidos como “xing ling”.

Fonte: Agência do Rádio 2


Meu celular é pirata?

Um celular pirata normalmente é fácil de ser reconhecido. Além de sua construção extremamente simples e frágil, eles costumam não ter marca e contam com sistema operacional desconhecido e problemático. Outros aparelhos são cópias quase exatas de um gadget famoso, mas basta perceber os detalhes e vasculhar as especificações para descobrir que elas passam longe daquelas oferecidas pelos smartphones legítimos.


Aparelho da direita é uma cópia quase exata do famoso Galaxy S5, mas um olhar cuidadoso entrega a falsificação

Além disso, a ausência do selo da Anatel e preços muito baixos também ajudam a denunciar esse tipo de aparelho. Ficar atento a esses detalhes é essencial para não adquirir dispositivos irregulares. Desconfie de ofertas milagrosas especialmente em sites como OLX, Mercado Livre e lojas desconhecidas. Em lojas físicas, não se esqueça de verificar todos os detalhes físicos antes de fechar uma compra.

Mas há métodos mais precisos para descobrir se um dispositivo é pirata, e o mais eficaz deles é conferir o IMEI. Essa sequência funciona como o número chassi de um carro, ou seja, é uma identificação única de cada aparelho produzido de forma regular no mundo. Quando um gadget é pirata, ele normalmente sequer traz um número de IMEI — o código vem inscrito abaixo da bateria do aparelho, mas pode ser conferido na tela quando você digita a sequência *#06#.

Diferente de uma fabricante legítima, companhias que criam produtos piratas não seguem todos os procedimentos necessários para registro. Empresas já estabelecidas e preocupadas com a segurança do consumidor e a legitimidade dos seus produtos registram o IMEI em qualquer parte do mundo, portanto não serão bloqueadas por aqui.

Fonte: TecMundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros