Nossos Parceiros

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Grêmio liquida Atlético-PR e se classifica para semifinal da Copa do Brasil

Grêmio liquida Atlético-PR e se classifica para semifinal da Copa do Brasil | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP


O Grêmio deu mais um passo rumo ao hexacampeonato da Copa do Brasil. Na noite desta quinta-feira, com uma vitória de virada por 3 a 2, o Tricolor eliminou o Atlético-PR na Arena da Baixada. Os gols gremistas foram marcados por Pedro Rocha (duas vezes) e Everton, enquanto Pablo e Felipe Gedoz anotaram para os paranaenses. Classificado para as semifinais com placar agregado de 7 a 2, o clube gaúcho irá reeditar com o Cruzeiro o confronto de 2016.

O próximo compromisso do Grêmio será pelo Brasileirão, neste domingo, quando enfrentará o Santos na Arena, em Porto Alegre. O confronto colocará em disputa a vice-liderança da competição, já que o Peixe e está a um ponto do Tricolor na tabela de classificação.

Após o susto, o empate


O Grêmio deu mais um passo rumo ao hexacampeonato da Copa do Brasil. Na noite desta quinta-feira, com uma vitória de virada por 3 a 2, o Tricolor eliminou o Atlético-PR na Arena da Baixada. Os gols gremistas foram marcados por Pedro Rocha (duas vezes) e Everton, enquanto Pablo anotou para os paranaenses. Classificado para as semifinais, o clube gaúcho irá reeditar com o Cruzeiro o confronto de 2016.

A vantagem de 4 a 0 do Grêmio, construída no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, autorizou o time gaúcho a entrar com uma formação mista para decidir a vaga contra o Atlético-PR na Arena da Baixada. A postura inicial do Tricolor foi de espera, até porque uma possível pressão do Furacão era temida no começo do jogo. Mas não foi assim. Tanto que o primeiro ataque do confronto foi realizado pelo Grêmio. Aos sete minutos, Michel arriscou de fora da área e assustou o goleiro Weverton.

Em seguida, aos 10, o Grêmio chegou novamente. Luan, deslocado pela direita, cruzou para Pedro Rocha, que estava na segunda trave. Mesmo com um defensor na marcação, o atacante conseguiu cabecear, mas o golpe saio alto e fraco demais para entrar no gol de Weverton.

Até os 15 minutos, o Grêmio utilizou o mesmo expediente de partidas anteriores. Com toque de bola, conseguia impor o seu jogo e amordaçava o adversário aos poucos. Mas, quando o time gaúcho era melhor, foi o Atlético-PR que achou o gol. Após ótima jogada de Douglas Coutinho pela direita, Pablo recebeu um cruzamento rasteiro, que passou pelas marcações de Kannemann e Bressan, e apenas encostou na bola para fazer 1 a 0.

A partida, que desenhava tranquila, começou a ficar tensa e o Grêmio, que antes dava as cartas, agora era dominado. A supremacia atleticana, no entanto, só durou até os 26 minutos. O Grêmio acordou no jogo e conseguiu igualar o marcador e ampliar a vantagem no placar agregado. Pedro Rocha foi lançado dentro da área. Ele fintou Cascardo e bateu cruzado, sem chances de defesa para Weverton.

A partir do empate, e com a obrigação de fazer cinco gols para se classificar, o Atlético-PR voltou a ser dominado pelo Grêmio, que segurou o jogo e a igualdade no marcador até o fim da etapa inicial.

Tricolor deslancha e liquida Furacão
Apesar do Atlético-PR ter adiantado as suas linhas, na busca por uma pressão que o levasse ao desempate, o Grêmio seguiu controlando o jogo. Mesmo sem atacar muito, o Tricolor seguia bem posicionado na defesa e esperava por um contra-ataque para matar a partida.

O controle do jogo pelo Grêmio estava apoiado nas boas atuações de Michel, Ramiro, Fernandinho e Pedro Rocha. Sem contar Luan, que sempre aparecia com muita liberdade para armar as jogadas de ataque. A supremacia gaúcha na partida, porém, não impediu que o time corresse alguns riscos. Aos 18 minutos, após uma grande jogada de Gedoz, Pablo quase fez o segundo dele e do Atlético-PR. O centroavante recebeu a bola dentro da área e bateu cruzado, assustando Marcelo Grohe.

Aos 22 minutos, Renato Portaluppi decidiu mexer no time. Jailson foi sacado para a entrada de Everton e no primeiro lance do jovem atacante, nasceu o gol da virada. Uma falta foi cobrada para dentro da área do Atlético-PR e,após um desvio de cabeça, Everton, livre, se esticou para fazer 2 a 1 na Arena da Baixada e liquidar de vez o Furacão.

O Atlético-PR, que a partir do segundo gol do Grêmio, precisava fazer 6 a 2, respondeu aos 30 minutos com Felipe Gedoz. O meia cobrou falta da direita e obrigou Marcelo Grohe a fazer uma grande defesa. Enquanto o Furacão apenas tentava, o Tricolor fazia. Em novo contra-ataque, Pedro Rocha foi lançado em alta velocidade e ficou cara a cara com Weverton. O atacante teve apenas o trabalho de driblar o goleiro e empurrar a bola para o fundo das redes. No apagar das luzes, o Atlético-PR conseguiu chegar ao segundo gol. Gedoz executou nova cobrança de falta e colocou a bola no canto esquerdo de Marcelo Grohe.

Copa do Brasil 2017 - quartas de final

Atlético-PR 2

Weverton; Cascardo, Cleberson, Wanderson e Nicolas (Sidicley); Eduardo Henrique (Eduardo da Silva), M. Rosseto e Matheus Anjos; Felipe Gedoz, Pablo e Coutinho. Técnico: Fabiano Soares.

Grêmio 3

Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Marcelo Oliveira (Cortez); Michel, Jailson (Everton), Ramiro, Fernandinho e Pedro Rocha; Luan. Técnico: Renato Portaluppi.

Gols: Pablo, aos 15/1º; Pedro Rocha, aos 26/1º e aos 34/2º; Everton, aos 24/2º; Gedoz, aos 46/2º

Cartões Amarelos: Bressan (G); Nicolas (A);

Árbitro: Raphael Claus (SP).

Local: Arena da Baixada, em Curitiba.

Fonte: Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros