terça-feira, 16 de abril de 2019

Aluno de escola de Santa Maria ameaça colegas de morte pelas redes sociais

Foto: reprodução whatsapp
Uma mensagem postada no WhatsApp de um grupo de alunos de uma escola da rede estadual de Santa Maria gerou medo entre os pais e acabou na transferência do autor para outro colégio. Na última sexta-feira, um estudante* da Escola Estadual de Ensino Médio Castelo Branco ameaçou de morte os colegas pelas rede socais. O estudante postou "vou matar todos vocês" em seu status e também enviou o texto para o grupo de colegas (veja na imagem acima).

Ao tomar conhecimento do fato, mães procuraram a Polícia Civil e registaram um boletim e ocorrência, ainda no sábado. Temendo pela segurança de seus filhos, algumas mães não os levaram para a aula nesta segunda-feira. Uma viatura da Brigada Militar esteve no local na hora de entrada dos estudantes a pedido da direção da escola.

_ Eu e outras mães ficamos com medo da ameça, ficamos apavoradas. Hoje não mandei meu filho para a escola, ainda não contei até porque ele tem Transtorno do Déficit de Atenção com hiperatividade e ficaria muito nervoso. Teve mais gente que também não levou as crianças _ relatou a mãe.

Oito mil casas podem ficar sem água até quarta em Santa Maria

Na manhã desta segunda, o Diário foi ao colégio, mas a direção não se manisfestou sobre o fato em si. Segundo a diretora, a orientação foi dada pela 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ªCRE). A diretora confirmou o fato e disse que foi fora do ambiente escolar. Além disso, pediu que a comunidade escolar tenha calma, se tranquilize porque as medidas cabíveis foram tomadas. O próprio pai do estudante fez a transferência dele para outra instituição.

Ao meio-dia, a direção do colégio publicou no Facebook da escola uma nota informando sobre o caso e as medidas adotadas.

INVESTIGAÇÃO

Na manhã desta segunda-feira, a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), cumpriu mandado de busca e apreensão na residência do adolescente, mas segundo a Polícia Civil, nada de ameaçador foi encontrado na casa.  Ele chegou a ser ouvido na delegacia e alegou que as ameaças eram brincadeiras.

Em nota enviada à imprensa, a delegada Luiza Sousa, responsável pela DPCA, pediu que os pais fiquem atentos quanto ao comportamento de seus filhos, inclusive no ambiente virtual e reitera que ameaças, mesmo que aparentemente sejam brincadeiras, serão "profundamente investigadas e o autor possivelmente responsabilizado". A delegada explica que após o ataque em uma escola em Suzano, em São Paulo, a Polícia Civil está em estado de alerta.

Fonte: DiárioSM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!