quinta-feira, 3 de maio de 2018

Primeiras audiências do caso da Contadora Sandra já têm data

Juíza marcou oitiva de testemunhas de defesa e acusação, além de negar novo pedido de soltura dos dois acusados presos preventivamente
A juíza Andréia dos Santos Rossatto, da Comarca de Palmeira das Missões, deliberou em despacho publicado na sexta-feira, 27 de abril, sobre o início das oitivas de testemunhas do Caso Sandra, que envolve o desaparecimento e suposto homicídio da contadora Sandra Mara Lovis Trentin, de Boa Vista das Missões, vista pela última vez em 30 de janeiro. O caso completou três meses na segunda-feira, 30 de abril, e uma missa foi realizada no município onde ela residia.

Segundo a juíza, fica marcado para o dia 7 de junho, a partir das 9h40min, o depoimento das testemunhas de acusação do processo. A partir das 13h40min, será a vez da defesa apresentar suas testemunhas que residem na Comarca. Quem reside fora de Palmeira das Missões – foram arroladas testemunhas de São Leopoldo, Cruz Alta e Vicente Dutra – serão ouvidos no dia 26 de junho, pelo sistema de videoaudiência. Também serão inqueridas testemunhas de Rodeio Bonito e Lages, que não tem o sistema.

Justiça nega soltura de acusados

Ainda no despacho da sexta-feira, 27 de abril, a juíza analisou um novo pedido de revogação da prisão preventiva do marido de Sandra, indiciado e denunciado sob suspeita de ter encomendado a morte da contadora. Segundo a magistrada, “o novo pedido, em nada inova nos autos, tratando-se de mera reiteração, não agregando nenhum fato novo aos autos, logo, a decisão que decretou, bem como a que manteve sua segregação, permanecem inalteradas em sua fundamentação fática e jurídica”, indeferindo o pedido. O mesmo aconteceu com o pedido de soltura do outro homem preso, que segundo a Polícia Civil, teria afirmado em um primeiro depoimento ter atirado na contadora.

Fonte: O Alto Uruguai

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!