Nossos Parceiros

terça-feira, 4 de julho de 2017

Chapecoense mantém invencibilidade diante do Fluminense

Desde que a Chapecoense iniciou a trajetória na Série A, em 2014, foram seis confrontos contra o Fluminense. Deles, cinco vitórias da equipe alviverde e um empate. Na noite desta segunda-feira (03), no Rio de Janeiro, o Verdão entrou em campo para o sétimo enfrentamento, válido pela décima primeira rodada do Campeonato Brasileiro, e para manter a invencibilidade diante do Tricolor das Laranjeiras. Ciente da importância do resultado positivo, a Chape se deparou com um jogo movimentado, de muito equilíbrio e seis gols, e garantiu o empate.

O jogo começou movimentado e logo no primeiro minuto de partida Richarlison abriu o placar para a equipe da casa. Sem se intimidar, a Chapecoense se manteve firme na defesa e com qualidade na criação ofensiva. Aos 12 minutos, após ganhar dividida com Reginaldo, Rossi partiu sozinho para marcar para a Chape, cravando o empate. A equipe alviverde seguiu pressionando, sendo, por vezes, superior ao Fluminense, e aos 42 chegou ao gol da virada. Após Reinaldo cobrar lateral dentro da área, Arthur Caíke marcou o segundo do Verdão, que foi para o intervalo de partida com a vitória parcial.

Com o resultado favorável, a Chape retornou para a etapa complementar com a marcação mais recuada, diminuindo os espaços de criação da equipe carioca e apostando nas jogadas de contra-ataque. Ainda assim, aos 24, a equipe alviverde viu o adversário chegar ao empate, com gol do atacante Pedro. O jogo seguia bastante equilibrado, até que aos 34, após receber o segundo cartão amarelo, o atacante Rossi acabou expulso. Mesmo com um a menos, bastaram três minutos para a Chape voltar a ficar à frente no placar, novamente com gol de Arthur Caíke. A partida ia se encaminhando para o fim, com a Chape reencontrando o caminho da vitória, mas aos 47 minutos - após os cinco de acréscimo determinados pelo árbitro - Marcos Júnior mandou para o fundo da rede e voltou a igualar o marcador. Antes do apito final, Jandrei ainda praticou duas boas defesas, segurando o empate em solo carioca.

Após o término da partida, o técnico Vagner Mancini lamentou o gol sofrido, novamente, nos últimos minutos de jogo e afirmou que o fato de a equipe ter ficado com um homem a menos foi determinante para o resultado. “A gente lamenta, porque ficamos muito perto de vencer e isso nos daria a sexta posição no Campeonato. Isso mostra o quanto é equilibrado o campeonato em função da qualidade das equipes”, afirmou. Ainda assim, Mancini elogiou a postura da equipe. "Talvez um empate fosse justo, mas diante do que foi a partida a gente lamenta não ter feito mais dois pontos, que seria o interessante”, finalizou.

No próximo domingo a Chapecoense recebe o Atlético Paranaense, na Arena Condá, para partida que acontece às 11h da manhã. O time conta com o apoio do torcedor para ter o fator casa como diferencial e voltar a vencer no Brasileirão.

Alessandra Seidel | Chapecoense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros