Nossos Parceiros

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Vacinação contra a febre aftosa é prorrogada no RS até o dia 16

A vacinação contra a febre aftosa no Rio Grande do Sul foi prorrogada até o próximo dia 16. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) autorizou, ontem (30), a prorrogração, atendendo a pedido do secretário Ernani Polo, da Agricultura, Pecuária e e Irrigação (Seapi). As fortes chuvas que atingiram o estado nos últimos dias dificultaram a imunização do rebanho pelos produtores.

A equipe técnica da Secretaria de Agricultura, juntamente com a Superintendência do Mapa no RS, justificaram a necessidade de aumentar o prazo para a vacinação, diante do pleito de entidades, como a Farsul e a Fetag, e de produtores, que não conseguiram concluir o trabalho.

Diante disso, o secretário Ernani Polo encaminhou o pedido e recebeu o sinal verde do ministro Blairo Maggi, na última segunda-feira (29), autorizando a prorrogação até 16 de junho em todo o estado.

A doença é viral, altamente contagiosa e afeta animais como bois, búfalos, cabras, ovelhas e porcos.

A transmissão ocorre principalmente por via respiratória e contato direto ou indireto com animais infectados. A imunização para o gado é obrigatória. A aquisição da vacina deve ser feita nos estabelecimentos autorizados.

Após a imunização, o pecuarista precisa pegar a nota fiscal da vacina e apresentá-la na Inspetoria Veterinária do município com a relação dos animais imunizados para declarar a vacinação. O agricultor deve ficar atento ao prazo da vacinação e sua declaração no serviço veterinário, pois o descumprimento impedirá a emissão de Guia de Trânsito Animal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros