Nossos Parceiros

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Justiça nega novo pedido de liberdade a pais acusado de matar bebê em Capinzal

O juiz da Vara criminal da comarca de Capinzal, Daniel Radünz, manteve a prisão preventiva do casal Aislan Ribeiro Toldo, 21 anos, e Vanessa Rodrigues da Silva, 22 anos, acusados pela morte do filho Bryan Hemanuel Toldo, de dois meses. O magistrado não acatou o pedido das defesas dos réus por entender que se mantêm os fundamentos que autorizaram a decretação da medida. Aislan e Vanessa estão recolhidos ao presídio regional de Joaçaba. Bryan foi morto no dia 26 de março no loteamento Parizotto em Capinzal.

A denúncia do Ministério Público é por homicídio incluindo as qualificadoras “motivo fútil, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima”. Para o MP, Aislan seria o agressor do bebê e Vanessa teria se omitido no dever de agir para evitar o resultado. Aislan Toldo foi preso pela Polícia Militar no dia 26 de março, horas depois de confirmada a morte do filho, que havia completado dois meses no dia anterior. Vanessa da Silva foi presa na manhã do dia 27 por policiais civis em cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça.


Fonte:AtualFM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros