Nossos Parceiros

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Justiça mantém preso pai acusado de matar o próprio filho de dois meses em Capinzal

O juiz Fernando Rodrigo Busarello, da Comarca de Capinzal, negou ontem o pedido de liberdade provisória para Aislan Ribeiro Toldo. Ele é acusado, juntamente com a esposa Vanessa da Silva, pela morte do próprio filho de 2 meses de idade em Capinzal. Segundo entendimento do magistrado, a prisão de Aislan garante a ordem pública não somente pela extensa ficha criminal que ele possui, mas também pela gravidade do crime praticado contra o bebê Brayan Toldo.

Busarello ressaltou que as medidas cautelares não seriam suficientes para evitar a reiteração criminosa, caso o acusado fosse colocado em liberdade, pois Aislan não teria hesitado em cometer homicídio contra o próprio filho, quanto mais em relação a terceiros. Partindo deste entendimento, foi indeferido o pedido de liberdade provisória, sendo que ambos vão permanecer recolhidos no Presídio Regional de Joaçaba à disposição do Poder Judiciário.

Fonte:AtualFM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros