Nossos Parceiros

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Renato garante ter o “grupo na mão”

Renato garante ter grupo do Grêmio na mão | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP
Renato Portaluppi costuma dar entrevista coletiva no dia que antecede uma partida. Mas nessa terça-feira ele quebrou o protocolo. Encerrado o treino no CT Luiz Carvalho, foi o treinador quem apareceu para conversar com a imprensa. Na primeira turbulência enfrentada pelo Grêmio na temporada, resultado da eliminação no Campeonato Gaúcho para o Novo Hamburgo, o comandante tratou de amenizar as críticas ao time e em determinado momento usou um tom mais forte para rebater notícias que ele classificou como “mentirosas”.

“O grupo de jogadores está 100% na minha mão. O dia que eu achar que não tenho o grupo na mão, pego a minha mala e vou embora”, disse Renato. “Muita gente faz tempestade em copo da água. Se nós tivéssemos passado pelo Novo Hamburgo, estaria tudo bem. Estamos tristes por não ter ido à final do Gauchão, mas o grupo está jogando bem, eu estou muito satisfeito pelo que o time vem jogando. Eu sei quais são os erros, mas não vou expor. Sou pago para corrigir. Vocês (jornalistas) não entendem de futebol? Então vocês devem saber onde estão os erros”, disparou.

Um dos fatores que estariam causando um descontentamento por parte dos jogadores seria a antecipação do período de concentração em vários jogos consecutivos. O treinador, no entanto, garantiu que o próprio elenco pediu para concentrar antes em função da importância das partidas.

“No Brasil, o jogador não está preparado para não concentrar, isso é um fato. O mês de abril era fundamental para nós em termos de descanso e concentração. Eu converso com o grupo. Achamos que era necessário e fizemos. Tudo que é resolvido aqui dentro, o elenco está presente, está de acordo, podem conversar com qualquer jogador. Ninguém está insatisfeito aqui dentro. A antecipação vai continuar sendo feita quando acharmos necessária”, adianta.

Para o jogo contra o Guaraní, nesta quinta, na Arena, pela Libertadores, a concentração já foi iniciada ontem à noite. Renato não terá o lateral-direito Edílson, com uma lesão muscular. A probabilidade maior é que Léo Moura retorne à função, com Arthur entrando no meio-campo. Outra alternativa é o recuo de Luan e a entrada de Barrios no ataque.

“Espero que tenhamos aprendido com nossos erros. Não está tudo errado. O que eu quero é atenção nos 90 minutos. É isso que peço, falo e mostro nos vídeos. Nós saímos do Gauchão por erros infantis, e os jogadores sabem disso, estão de acordo”, completou Renato. Hoje, no gramado da Arena, ele comanda o último treino antes do jogo diante do Guaraní.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros