Nossos Parceiros

terça-feira, 25 de abril de 2017

Indígenas de Benjamin Constant do Sul fundam Cooperativa de Produção Agropecuária

Um grupo de 26 indígenas Guarani esteve reunido na Escola Indígena da Reserva Toldo Guarani, em Benjamin Constant do Sul, na segunda-feira (17/04), com propósito constituir uma sociedade cooperativa de produção agropecuária. Os participantes criaram a Cooperativa Indígena Toldo Guarani Antônio Mariano (Coopigam), que recebeu essa denominação em homenagem a um dos indígenas pioneiros na região e que contribuiu na formação e conquistas da comunidade indígena do Toldo Guarani. Antônio Mariano faleceu em agosto de 2016 e viveu 111 anos.

A comunidade Indígena da Reserva Toldo Guarani, localizada no interior de Benjamin Constant do Sul e distante cerca de 50 km de Erechim, reúne 60 indígenas de 13 famílias. Baseadas em princípios de construção coletiva, união e solidariedade, pretendem por meio da cooperativa cultivar, gerenciar, processar, armazenar, comercializar alimentos derivados da cadeia de grãos, como soja, milho e feijão, entre outros, além de produtos hortícolas e frutícolas, artesanato, silvicultura, apicultura e piscicultura, entre outras atividades agropecuárias. Além disso, se busca por meio da cooperativa o estímulo, o desenvolvimento progressivo e a defesa de suas atividades econômicas, e a venda de sua produção agrícola, pecuária e/ou industrial nos mercados locais, al[em da compra coletiva de insumos e produtos agrícolas ou pecuários.

Para Eluano Tonatto Mariano, presidente eleito da Coopigam, “a cooperativa surgiu como forma de incentivo para que as famílias possam permanecer na comunidade indígena, produzindo alimentos, e podendo criar seus filhos com melhor qualidade de vida. Além de servir como uma organização participativa e democrática, para que todos possam tomar decisões e participar”.

Na avaliação do extensionista do Escritório da Emater/RS-Ascar de Benjamin Constant do Sul, Douglas Dal Piva, “a cooperativa é uma ferramenta” que oportuniza os indígenas por facilitar a comercialização dos produtos e inserção nos mercados, tanto privado como institucional, tal como o Programa Nacional de Alimentação Escolar, onde estes podem organizar-se produtivamente para fornecer alimentos às escolas.

A Fundação da Cooperativa conta com apoio da Monel Monjolinho Energética S/A, empresa que destina recursos para a comunidade indígena como parte dos Programas Socioambientais da Usina Hidroelétrica Monjolinho. Outra entidade parceira é a Emater/RS-Ascar, através do Escritório Municipal de Benjamin Constant do Sul, da assistente Técnica Estadual Mariana de Andrade Soares e da Unidade de Cooperativismo UCP de Erechim, que tem como objetivo introduzir melhorias técnico-gerenciais nas cooperativas agropecuárias da agricultura familiar.

Emater

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros