Nossos Parceiros

terça-feira, 25 de abril de 2017

Grêmio tem clima de desconfiança antes da Libertadores

Grêmio tem clima de desconfiança antes da Libertadores | Foto: Ricardo Giusti
Descuido, desatenção, sono, moleza. O técnico Renato Portaluppi e os jogadores do Grêmio têm encontrado dificuldades para justificar com mais profundidade a eliminação nas semifinais do Gauchão e outros erros que a equipe vem cometendo nas partidas recentes. Desde que levou dois gols do Deportes Iquique após estar vencendo por 3 a 0 na Libertadores, a desconfiança paira no ambiente gremista. A queda no Campeonato Gaúcho para o Novo Hamburgo gerou uma frustração que precisará ser administrada no vestiário. Afinal, nesta quinta-feira, já tem jogo importante pela competição sul-americana.

“Não tem terra arrasada. Tudo isso que vem acontecendo gera uma desconfiança. O Gauchão era um objetivo que a gente tinha e mais uma vez não vamos à final. Pedimos desculpas ao torcedor. Mas não podemos abaixar a cabeça, temos competições importantes pela frente”, disse o capitão Maicon.

O Grêmio recebe o Guaraní do Paraguai na Arena, em jogo que pode valer a classificação para as oitavas de final da Libertadores. Uma vitória, além de encaminhar a vaga, deixa o Tricolor isolado na liderança do Grupo 8. De acordo com Maicon, os reflexos do revés no Gauchão não podem influenciar no desempenho da equipe.

“Nós queríamos estar na final, mas já tem jogo quinta. É Libertadores. Precisamos ganhar para ficar em primeiro. O grupo está chateado, mas tem que esquecer e fazer um grande jogo contra o Guaraní. Ninguém aqui esqueceu de jogar bola, vamos recuperar nossa moral para seguir firme”, comentou.

Nessa segunda, apenas os reservas foram a campo no CT Luiz Carvalho. A partir de hoje, Renato deve começar a preparar o time que encara o Guaraní. “Pedimos que o torcedor compareça na Arena. Vamos dar a vida”, garantiu Maicon.

Calendário ficou folgado

Se existia uma preocupação no Grêmio com a possível maratona de jogos caso o time alcançasse a final do Gauchão, ela ficou para trás. Depois de enfrentar o Guaraní na quinta-feira, o time de Renato Portaluppi só volta a campo no dia 3 de maio, novamente pela Libertadores, diante do Deportes Iquique, fora de casa. E no dia 14 de maio, acontece a estreia no Campeonato Brasileiro, na Arena, contra o Botafogo. Ou seja, em 18 dias, serão apenas três jogos.

A comissão técnica ainda não definiu se marcará algum amistoso no intervalo entre a partida com o Deportes Iquique, no Chile, e a estreia no Brasileirão. Se antes reclamava do calendário apertado, agora Renato terá tempo de sobra para treinar a equipe. Sem compromisso no final de semana, os jogadores não terão folga. Há treinamentos agendados para sábado e domingo pela manhã.

A concentração antecipada, que virou rotina no clube, seguirá sendo adotada pelo treinador gremista. Hoje, após o treino da tarde no CT Luiz Carvalho, os atletas já se concentram para o confronto contra o Guaraní, com dois dias de antecedência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros