Nossos Parceiros

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Baixo preço da soja desestimula agricultores a venderem o grão

O Rio Grande do Sul pelo quinto ano consecutivo deve bater recordes na colheita da soja. A produção gaúcha fica atrás apenas do Mato Grosso e Paraná. O último levantamento feio pela EMATER/RS apontou uma estimava do Estado colher entorno de 17 milhões de toneladas.

Em Passo Fundo e região, a colheita do grão segue em ritmo acelerado, cerca de 90% da área cultivada já foi colhida. A boa produtividade desse ano superou as expectativas, no município, em média estão sendo colhidos 65 sacas por hectare.

No entanto, o baixo preço desestimula o agricultor a querer vender a soja, expondo a dificuldade que o Estado tem como um todo de armazenamento, tanto do produtor como dos próprios cerealistas. O preço médio hoje está cotado entre R$ 56 a R$ 58,00. Bem diferente do valor pago em meados de 2016, onde a saca da soja chegou a quase R$ 90,00.

O engenheiro agrônomo da Emater Claudio Doro explica que o baixo preço é reflexo da lei de oferta e procura. Segundo ele, o consumo da soja no mundo, não está seguindo o mesmo ritmo da oferta. Ele conta que a oferta neste ano cresceu entorno de 10%, sendo que a demanda pelo produto apenas 5%, o que faz com que os preços não reajam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros