Nossos Parceiros

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Agricultores realizam acampamento em Defesa Previdência

As mobilizações contra a Reforma da Previdência em várias cidades do Estado iniciaram nesta terça-feira, dia 25 de abril. Agricultores e agricultoras estarão realizando um Acampamento em Defesa da Previdência, promovido pela Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul (FETRAF-RS).

No total, sete regiões do Estado estão se mobilizando. Santo Augusto, Erechim, Sarandi e Lagoa Vermelha terão as atividades de 25 a 28 de abril. No município de São Lourenço do Sul acontecerá de 26 a 28 de abril e em Fontoura Xavier de 27 a 28 de abril. No município de Antônio Prado a mobilização será realizada no dia 28 de abril.

A ação busca chamar a atenção da população sobre a possibilidade de retrocesso das leis trabalhistas, assim como busca sensibilizar e também cobrar ações das lideranças políticas gaúchas para que lutem a favor dos trabalhadores.

Nesta semana o projeto de Reforma da Previdência deverá ser discutido na comissão especial, sendo que a votação deverá ocorrer no dia 02 de maio. Se aprovado, o projeto segue para o plenário da Câmara de Deputados recebendo votação em dois turnos e passando ao Senado, também em dois turnos. Caso o projeto de Reforma da Previdência seja aprovado, ele deve ser regulamentado em 24 meses.

Reforma da previdência

Ainda há muita desinformação com relação ao tema da reforma da previdência. É uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287, que traz diversas mudanças, principalmente no que diz respeito à idade para que a pessoa possa se aposentar.

No caso dos agricultores, ainda há a perda dos critérios de cálculo da aposentadoria. Para além disso, mulheres que possuem dupla jornada de trabalho e atualmente se aposentam com 30 anos de serviço, na mudança da legislação, caso aprovada, só terão direito a aposentadoria integral após 49 anos de serviço. São 19 anos a mais de serviço por conta das novas regras, que atinge toda a população.

Caso for aprovada, não somente os agricultores e agricultoras urbanos e rurais que sofrerão com a mudança das regras, mas todos os brasileiros e brasileiras. A falta de dignidade anda a passos largos e é preciso lutar contra isto, buscando garantir o que ainda é de direito das pessoas.

Confira as regiões em que estarão ocorrendo mobilizações:


Região Celeiro no município de Santo Augusto Br 468

Região Médio Alto Uruguai em Sarandi Br 386

Região Altos da Serra em Lagoa Vermelha Br 285

Região Botucaraí município de Fontoura Xavier Br 386

Região Sul município de São Lourenço do Sul Br 116

Região Alto Uruguai município de Erechim Br 153

Região da Serra Antônio Prado RS 122



Fonte:JornalBomDia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros